Arquivo da tag: Cinema

Um Lugar Silencioso 2 é adiado pela Paramount

Filme é adiado mais uma vez.


Um Lugar Silencioso 2 é adiado novamente, devido à pandemia que afeta o mundo todo. A Sony e Disney já tinham adiado alguns de seus filmes para este ano, e dessa vez, a Paramount também foi obrigada a adiar a sequência de Um Lugar Silencioso (via Variety).

Anúncios

O longa de John Krasinski, que estava programado para chegar em 23 de abril, agora tem data para o dia 17 de setembro, nos cinemas norte-americanos. Um terceiro filme já foi confirmado para 2022.

Sinopse: “A família Abbott precisa enfrentar os terrores do mundo exterior enquanto luta pela sobrevivência em silêncio. Forçados a se aventurar no desconhecido, eles percebem que as criaturas que caçam pelo som não são as únicas ameaças no caminho da areia.”

John Krasinski dirige e assina o roteiro, se juntando ao elenco que conta com Emily Blunt, Cillian Murphy, Noah Jupe e Djimon Hounsou.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

The King’s Man: A Origem é adiado pela Disney para agosto

Outros filmes do estúdio também foram adiados.


A pandemia vai agravando a situação dos grandes estúdios de Hollywood, e agora, a Disney adiou alguns filmes de seu calendário para 2021, com destaque para o longa de Matthew Vaughn, King’s Man: A Origem. Ron’s Gone Wrong também ganhou uma nova data e Bob’s Burgers fica com situação indefinida (via Deadline).

Anúncios

King’s Man: A Origem tinha data para chegar no dia 12 de março, mas devido à pandemia, o filme é adiado para 20 de agosto. Bob’s Burgers, filme animado inspirado na famosa série de animação, perde sua data do dia 3 de abril, sendo adiado por tempo indeterminado. Já Ron’s Gone Wrong, da 20th Century, chega no dia 22 de outubro, sendo adiado em seis meses.

Sinopse: “Quando um grupo formado pelos piores tiranos e criminosos mais cruéis de todos os tempos planeja uma ameaça capaz de matar milhões de inocentes, um homem é obrigado a correr contra o tempo na tentativa de salvar o futuro da humanidade.“

O elenco conta com Ralph Fiennes (Duque de Oxford)Harris Dickinson (Conrad)Gemma Arterton (Mata Hari), Matthew Goode (Tristan)Aaron Taylor Johnson (Lee Unwin)Djimon Hounson (Neil) e Rhys Ifans (Rasputin).


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Rumor: Sony planeja fazer um filme de Dusk

Projeto já está em andamento.


Dusk pode ganhar filme pela Sony, em parceria com a Marvel Studios. Um novo rumor reportado pelo The Illuminerd fala que o projeto está em andamento, com o filme se passando no mesmo universo do Homem-Aranha, assim como foi com Venom, será na sequência do vilão e também em Morbius.

Anúncios

O herói surgiu na revista Slingers #0, em 1998, como uma identidade secreta de vários heróis na Zona Negativa. Ele é mostrado como líder de um grupo rebelde que luta contra a tirania de Blastaar. O Homem-Aranha já assumiu o mano temporariamente.

Não se sabe qual versão poderá aparecer no filme, mas há a versão feminina de Dusk, que tem como alter ego Cassie St, Commons. Ela consegue manipular sombras e possui habilidades de teletransporte.

Por enquanto, a Sony Pictures ainda não se pronunciou sobre o assunto, que deve ser tratado como um rumor. Não há mais informações do projeto.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Zack Snyder divulga nova imagem do Lobo da Estepe

O filme será lançado diretamente no HBO Max.


A cada dia que passa, Zack Snyder aumenta a ansiedade dos fãs, revelando novas imagens de seu corte de Liga da Justiça. No Vero, o diretor publicou uma nova imagem do Lobo da Estepe, que está atacando um soldado atlante, com a legenda “isto soa insano”. Veja a imagem abaixo:

3045303969c1b61a57ec06e1cf9f40856c998fd2

Anúncios

O corte do diretor seria dividido em quatro partes, assim anunciado no DC FanDome, mas a ideia mudou, sendo um filme totalizado em quatro horas, sem ser por episódios.

Com a direção de Zack Snyder, o elenco conta com Ben Affleck (Batman)Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Henry Cavill (Superman)Ray Fisher (Cyborg)Ezra Miller (Flash)Jason Momoa (Aquaman)Amy Adams (Lois Lane) e Diane Keaton (Martha Kent).

Liga da Justiça de Zack Snyder estreia em março de 2021 no HBO Max.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Homem-Aranha 3 | Tom Holland aparece em novas imagens do set

Ator está em seu traje de Homem-Aranha.


O aguardado Homem-Aranha 3 teve algumas imagens dos bastidores vazadas hoje, e Tom Holland é o foco da maioria. Com as filmagens em andamento na cidade de Atlanta, o ator aparece nos traje de Peter Parker e Homem-Aranha. Veja abaixo:

Anúncios

Além dessas imagens, é possível ver outras que destacam o cenário do filme, que se passará no inverno e provavelmente em época de Natal.

A sequência terá o retorno do diretor Jon Watts, que comandou os dois primeiros filmes. Tom Holland (Homem-Aranha)Zendaya (Mary Jane)Jamie Foxx (Electro)Alfred Molina (Dr. Octopus) Benedict Cumberbatch (Doutor Estranho) estão confirmados no elenco.

Homem-Aranha 3 chega no dia 17 de dezembro de 2021, caso a Marvel Studios não adie o filme.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Chris Evans pode retornar ao MCU

Ator voltaria a interpretar o Capitão América.


De acordo com o Deadline, o ator Chris Evans pode retornar a Marvel no papel de Capitão América, num filme sem muitas informações. Ele atuou durante boa parte de sua carreira no papel e se “aposentou” após Vingadores: Ultimato.

Anúncios

Ainda não foi confirmado se o ator irá retornar ao papel do herói, pois nada foi confirmado até o momento. Segundo o Deadline: “Ainda não está claro se o acordo está fechado, mas fontes internas dizem que Evans deve retornar como Steve Rogers, o Capitão América, em pelo menos um projeto da Marvel, com portas abertas para um segundo filme”.

Até o momento, nem a Marvel e nem o próprio ator se pronunciaram.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Joaquin Phoenix vai interpretar Napoleão em filme de Ridley Scott

Apple Studios irá bancar o novo filme do cineasta.


Ridley Scott, diretor do aclamado Gladiador, está preparando um novo filme sobre um grane período da história e irá retratar a vida do líder militar da França, Napoleão Bonaparte, que já tem seu ator. O astro de Coringa, Joaquin Phoenix, irá interpretar Bonaparte no novo longa de Scott (via Deadline).

Anúncios

Intitulado Kitbag, o filme irá explorar a vida do imperador francês, Napoleão Bonaparte, contando sua origem, seus tempos de imperador e conquistador e sua relação com Josephine, sua esposa. A intenção do diretor é capturar suas famosas batalhas e sua ambição em ser um grande conquistador e líder.

Ridley Scott está à todo vapor, fazendo seus filmes. O Último Duelo, com Ben Affleck e Matt Damonse encontra em pós-produção, enquanto Gucci já entrou em pré-produção, com suas filmagens para serem começadas em março.

Não é o primeiro trabalho de Phoenix com o famoso cineasta. O ator já trabalhou em Gladiador, interpretando o imperador Commodus.

Kitbag não tem data para estrear.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Crítica: Mulher-Maravilha 1984

Alerta: SPOILERS! Desça e leia por sua conta e risco.


Uma era de maravilhas vai começar.


O sucesso estrondoso de Mulher-Maravilha (2017), fez com que a Warner Bros. pensasse em produzir uma sequência, agora em maior escala e com mais tempo. E então, Patty Jenkins, junto com Gal Gadot, mergulharam de cabeça em Mulher-Maravilha 1984, a sequência tão esperada pelos fãs, que conta com um elenco de peso e um dos melhores compositores do cinema mundial. Afinal, após tantos adiamentos, valeu toda a espera de ver o filme no cinema?

Mulher-Maravilha 1984 abre uma nova fase para a DC Comics, explorando ainda mais a mitologia da maior heroína de todos os tempos, em um patamar maior, trazendo novos vilões e antigos valores a serem adquiridos novamente pela humanidade: esperança, empatia e amor. Diana foi criada para isso. E com 2020 sendo um ano divisório para a sociedade, conturbado por conta da pandemia, cheio de ódio, brigas políticas e um momento devastador, o qual a humanidade viu que só a união poderia ser a força necessária para salvar muitas pessoas, Mulher-Maravilha 1984 tenta trazer essa mensagem de empatia, amor e verdade, sendo o filme que 2020 precisava.

Wonder-Woman-1984-Photos

Diana passou quase 70 anos recordando dos bons momentos com Steve Trevor (Chris Pine), sua paixão e herói na Primeira Guerra Mundial e viu seus amigos ao redor envelhecerem. Atuando como Mulher-Maravilha durante todo esse tempo, mas fugindo dos holofotes e das câmeras, agora presentes na nova era de 1984, Diana Prince trabalha no Museu Smithsonian de História Natural, em Washington. Crescendo em sabedoria, a Princesa das Amazonas agora está cercada de uma nova tecnologia em meio a Guerra Fria, que já se encontrava em sua derrocada, com a União Soviética sofrendo uma crise econômica e estando atrás de diversas novas potências. À medida em que o mundo se desenvolve tecnologicamente, Diana aprende junto com ele, crescendo em sabedoria e nunca perdendo a fé na humanidade, mesmo que a humanidade perca nela própria.

Um novo “magnata” estava surgindo nos Estados Unidos, querendo pensar grande e ser grande. Maxwell Lord (Pedro Pascal), dono da Black Gold, ansiava em ser o homem mais poderoso do mundo ao garantir várias reserva de petróleo por todo o país americano. É claro que não seria uma tarefa fácil, já que um egípcio era o “homem do petróleo”, enquanto Lord era conhecido por ser o “homem da TV”. Em um outro lado da cidade, havia uma nova arqueóloga e geologista Barbara Minerva, que desempenhava várias outras funções, e por acaso, começou a trabalhar com Diana no Museu Smithsonian. Enquanto uma era forte, linda e sábia, a outra era desajeitada e desastrada, porém brilhante, algo que Diana viu nela. E por algum acaso, uma pedra aparentemente inofensiva, entrelaçou o destino dos três, Lord, Diana e Barbara.

Chetaah-MaxLord

Para os leitores de quadrinhos, vagamente podemos lembrar do período em que George Pérez esteve a frente da Mulher-Maravilha no pós-crise, em que ele utilizou o período da Guerra Fria para construir a nova origem de Diana e o plano de Ares. Outros se lembrarão da velha Diana dos anos 40, criada por William Moulton Marston, em que sua única perspectiva sobre o mundo dos homens era salvá-lo de destruir a si mesmo. Além de se inspirar em velhas e novas histórias, Patty Jenkins também faz com que 1984 seja a data do filme, relembrando o livro de George Orwell, que retrata um futuro distópico, onde o Estado tem total controle sobre o povo, difundindo as ideias de manipulação, alienação, guerra e também o amor. Mulher-Maravilha 1984 utiliza destas ideias para construir sua narrativa, tornando os quatro personagens da trama personificações de sentimentos e emoções. Enquanto Diana é a esperança, Lord é a ganância de sempre querer mais e Barbara é a inveja. Já o papel de Steve Trevor serve como um farol para Diana não se perder totalmente em seu amor pelo piloto, mantendo sua imparcialidade e visão de que ele não deve ser o foco, e sim, o mundo.

Desenrolando para lá e para cá, a Pedra dos Desejos é algo muito além da compreensão humana, em que o vilão do filme precisa para mostrar ao mundo que ele seria o mais poderoso. Deixando se levar por isso e pelo coração, Diana tinha um único desejo: ter Steve Trevor de volta. Mas a que custo? Diferentemente dela, Minerva, a menina atrapalhada, desejou ser, literalmente, que nem a Diana. Tudo o que desejaram, receberam, e Lord não poderia ficar mais satisfeito com o colapso mundial em andamento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E falando sobre Trevor, a volta dele era um mistério e não percebo outra maneira dele ter voltado como foi mostrado no filme. Mesmo que essa crítica tenha um spoiler ou outro, não irei revelar como o personagem volta, muito menos tudo o que acontece. Posso dizer que a forma como o mesmo retornou, me agradou muito mais do que ver o Superman sendo ressuscitado por uma Caixa Materna – o que eu acho sem fundamento nenhum, visto o final de Batman vs Superman. Diana agora entra em um dilema: renunciar seu desejo e salvar o mundo novamente ou tentar salvar, mesmo que fique sem poderes e mantenha Steve para sempre ao seu lado? Vale salientar a inversão de papel para com o primeiro filme, em que Trevor apresenta o Patriarcado para Diana. Nesta sequência, a guerreira amazona fica encarregada deste trabalho, mostrando o período oitentista, as novas fases e o avanço tecnológico que o mundo veio a sofrer – ou ganhar.

Entre um primeiro ato de apresentações, o segundo ato do longa começa a explicar com mais profundidade o enredo. Os planos de Lord eram muito maiores do que poderia se imaginar. Na crescente trilha sonora de Hans Zimmer, Open Road, Diana e Steve caçam Lord até no Egito, onde a heroína vê que seus poderes estavam se perdendo e ela, nesse ritmo, viraria uma humana sem poderes. A cena da perseguição na estrada, é um dos pontos mais sólidos do longa-metragem, que consegue desenvolver Steve e Diana lutando lado a lado novamente. O CGI usado nessa cena de ação, em apenas dois pontos específicos, ficou claramente estranho, mas não é algo que tire sua experiência e nem válido para abaixar a nota desta crítica. Literalmente, após ver a sequência de ação, me recordei um pouco da perseguição da polícia contra o Batman em Batman Begins e Cavaleiro das Trevas Ressurge. É muito satisfatório vê-la salvando crianças, saltando alto e usando o laço para desviar uma bala para Trevor.

Wonder-Woman-1984-Egypt-Scene

Saindo do roteiro e colocando em pauta a atuação do elenco, posso afirmar que Gal Gadot, Chris Pine, Kristen Wiig e Pedro Pascal brilharam, mas meu destaque fica para Pascal, que incorporou o personagem muito bem, tornando-o um canastrão dos anos 80. As duplas do bem e do mal funcionaram em equilíbrio, e o carisma gigante de Gadot tornou ainda mais espetacular o filme. Foi fundamental ver o impacto que Steve Trevor faz na vida de Diana, sendo o porto seguro da heroína. Percebe-se a entrega da atriz para com sua personagem e concluo que ela nasceu para interpretar a Mulher-Maravilha, assim como Lynda Carter. Até mesmo em expressões faciais, as duas estrelas fizeram bem.

The-Inspiration-for-Wonder-Woman-1984s-Max-Lord-Is-Scarily-on-Par-With-2020

Os detalhes técnicos como os efeitos visuais, coreografias de ação, figurino, ambientação e trilha sonora, são os pontos mais fortes da obra de Patty Jenkins, que usou um pouco mais de CGI do que o primeiro filme, que foi mais utilizado na luta contra Ares. A crescente e estrondosa trilha de Hans Zimmer, que foi feita mesmo para um filme dos anos 80, tenta passar o ar de aventura e heroísmo, como Superman: O Filme passou em 1978. É clara a inspiração na obra de Richard Donner, que tentou brincar um pouco com os créditos iniciais e finais. 

Assim como a trilha sonora, os efeitos visuais estão bons, mesmo que muitos tenham duvidado do visual da Mulher-Leopardo. As duas transformações dela, sendo a última a Mulher-Leopardo, de fato, foram bem colocadas e trabalhadas na produção. Gostei bastante de como conseguiram representar os anos 80 numa produção de quase 40 anos à frente. Seria injusto não ver indicação ao Oscar para a categoria de figurino, pois, o fizeram perfeitamente. Eu realmente me senti nos anos 80 e foi isso que o filme quis passar para o público, a confortabilidade de 1984, os novos desafios e a cultura da época. Até mesmo aos pequenos detalhes, a produção resolveu dar atenção. Aliás, o traje dourado é algo esplêndido e fiquei com aquele gostinho de “quero mais”, uma situação que poderá ser explorada no último filme.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A dinâmica do filme funciona, trazendo leveza, diversão e seriedade nos momentos perfeitos, sem piadas fora de hora e exageradas. A atmosfera de uma aventura estilo Indiana Jones e Superman, fez de Mulher-Maravilha 1984 ser tão bom quanto, em sua estética e mensagem positiva que transmitiu para uma humanidade dividida, desacredita da verdade e cheia de politicagem e ódio. E parece que dessa vez, só a verdade pôde salvar o mundo.


Veredito

Mulher-Maravilha 1984 brilha em 2020, sendo um dos melhores filmes do ano, relembrando que, até mesmo uma heroína deseja amar como nós. Leve, solto e divertido, se aprofundando ainda mais na mitologia de Diana Prince, Patty Jenkins usa e abusa de cores mais vivas comparado ao primeiro filme. A DC não teve medo de querer algo em grande escala, muito maior do que o esperado pelos fãs e reuniu um grande elenco, que atuou de forma sólida e incrível, sendo o destaque o ator Pedro Pascal. 

O roteiro bem amarrado, não confunde em algum momento os espectadores, caso prestem bastante atenção ao filme. Há, sim, uma ótima consistência no filme, com pouquíssimos pontos negativos a serem levantados e em sua maioria, os pontos positivos se dão mais aos detalhes técnicos de produção. Com certeza, valeu esperar pela sequência e a DC se encaminha para um novo rumo nos cinemas. Cheio de esperança e com um grande coração, Mulher-Maravilha 1984 envolve alguns assuntos discutidos nos últimos anos, usando apenas três palavras para passar sua mensagem ao público: esperança, união e verdade, tudo o que nossa maior heroína representa.

10/10.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Mulher-Maravilha 1984 é inscrito para consideração ao Oscar de 2021

Warner Bros. aposta suas fichas em sequência de Patty Jenkins.


Com a temporada de premiações já começando, 2020, mesmo sendo uma época conturbada e com diversos adiamentos, – Mulher-Maravilha 1984 se enquadra – o Oscar de 2021 não foi esquecido. Com dois lançamentos dos filmes da DC Comics em 2020, Aves de Rapina e Mulher-Maravilha 1984, a Warner Bros. apostou todas as suas fichas no longa de Patty Jenkins e Gal Gadot, que diverge opiniões, mas fechou 2020 dando uma mensagem positiva. Na página de premiações do estúdio, podemos ver todas as categorias em que a Warner considerou o filme ao Oscar. Confira:

  • Melhor Filme
  • Melhor Direção (Patty Jenkins)
  • Melhor Roteiro Adaptado (Patty Jenkins e Geoff Johns)
  • Melhor Atriz (Gal Gadot)
  • Melhor Atriz Coadjuvante (Kristen Wiig, Robin Wright e Connie Nielsen)
  • Melhor Ator Coadjuvante (Chris Pine, Pedro Pascal)
  • Melhor Elenco
  • Melhor Fotografia
  • Melhor Edição
  • Melhor Design de Produção
  • Melhor Figurino
  • Melhor Cabelo e Maquiagem
  • Melhor Som
  • Melhores Efeitos Visuais
  • Melhor Trilha Sonora Original  (Hans Zimmer)

A divisão do público e da crítica sobre o longa pode ser um fator decisivo de não concorrer a muitas categorias, mas isso cabe aos votantes da Academia decidir o destino de Diana Prince, que poderia concorrer pela primeira vez ao Oscar, sendo também, o primeiro filme de uma heroína ao Oscar.

Verifique a disponibilidade do cinema de sua cidade e se prepare antes de ir, seguindo todos os protocolos de segurança. Veja as salas disponíveis aqui.

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord), Connie Nielsen (Hipólita) Robin Wright (Antíope).

O filme está em cartaz em todos os cinemas do Brasil.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

5 Dicas de Filmes no Amazon Prime Video

Já em 2021, venho mais uma vez indicar algumas boas opções de filmes presentes em streamings, no entanto, dessa vez vamos indicar alguns filmes que se encontram no catálogo da Amazon Prime Video. Sem mais delongas, confira abaixo:

1- Amnésia (2000)




Amnésia foi o filme que explodiu o diretor Christopher Nolan para o mundo, um dos maiores cineastas de sua geração. Aqui vemos a maioria dos elementos que seriam recorrentes em sua filmografia, como a narrativa não linear, o protagonista de caráter duvidoso, e um thriller psicológico de tensão crescente. O filme é uma ótima opção para conhecer o cinema de Nolan e para qualquer amante de um bom suspense.

2- Psicopata Americano (2000)




Psicopata Americano foi definidor para a carreira de Christian Bale, o filme direcionou o ator para o estrelato e para ser uma das maiores estrelas de Hollywood. Dirigido por Mary Harron, o filme narra a vida vazia de Patrick Bateman, jovem, branco, atraente, que, protegida pela luxúria e riqueza, age como um serial killer durante à noite. Dono de um nonsense estudo de personagem, Psicopata Americano surge como uma boa opção para um filme mais curto, tendo apenas 102 minutos.

3- A Entidade (2012)




De acordo com o estudo chamado The Science of Scare, A Entidade foi apontado como o filme mais assustador de todos os tempos. Se isso é verdade ou não, só você, leitor, pode decidir. O filme narra a chegada de uma família que se muda para uma casa assombrada por um demônio. Pode parecer um tanto quanto clichê, mas como a pesquisa aponta, A Entidade é aterrorizante como poucos.

4- Entre Facas e Segredos (2019)




Rian Johnson, quem te viu, quem te vê. O diretor criticado por Star Wars: Os Últimos Jedi chega ao sucesso com o mistério de Entre Facas e Segredos. O filme narra o misterioso caso de Harlan Thrombey, encontrado morto em seu quarto no seu aniversário de 85 anos. Entre Facas e Segredos nos convida para investigarmos o caso ao lado do detetive Benoit Blanc, interpretado pelo excelente Daniel Craig, e nos apresenta um delicioso mistério para nenhum fã de Agatha Christie colocar defeito.

5- Apertem os Cintos… O Piloto Sumiu! (1980)



Como as quatro primeiras indicações são de filmes de suspense/terror, irei indicar uma comédia para aliviar. E comédia mais cult não há. Apertem os Cintos… O Piloto Sumiu! influenciou toda a década de 1980 para as comédias americanas. Com seu humor negro, o filme se tornou um ícone da comédia e ganhou inúmeras continuações. Reúna alguns amigos em frente à TV e se divirta.

Crítica: O Homem do Futuro (2011)

Aviso: Crítica com spoilers moderados.


É natural que obras inspirem outras obras, e o cinema, claro, não foge disso. No caso aqui, O Homem do Futuro, filme brasileiro dirigido por Cláudio Torres, é claramente inspirado na esquemática dos filmes de comédia americanos, De Volta Para o Futuro – em especial a segunda parte da trilogia – é o mais referenciado, por justamente contar com uma trama cheia de viagens no tempo e realidades alternativas, algo que é reproduzido no filme de Torres. E para dar mais um exemplo, De Repente 30 – que por sua vez é inspirado no clássico Quero Ser Grande – parece servir de referência para Torres, pois narra uma narrativa sobre arrependimento onde Jenna viaja no tempo e percebe que a vida não se limita à luxúria e riqueza, como ocorre na jornada de Zero, interpretado por Wagner Moura. Assim, O Homem do Futuro é uma produção brasileira trajada à hollywoodiana.

É notável o valor de produção aplicado aqui, afora os grandes nomes envolvidos como Wagner Moura e Alline Morais, os bons efeitos especiais impressionam para uma produção brasileira, e são competentes quando usados durante as viagens temporais. Por se tratar de viagens no tempo e linhas alternativas da realidade, o longa é uma ficção científica na pura concepção da palavra, e sendo assim, o diretor se dá liberdade para referenciar o gênero de diferentes formas, como nas vestes usadas por Zero na festa à fantasia, na qual ele se veste de astronauta, símbolo da ciência, e cobre o rosto com faixas como o protagonista de O Homem Invisível, clássico sci-fi de terror de 1933.

O que faz o longa funcionar, contudo, é justamente a mistura de gêneros, passando desde a ficção científica, do drama à comédia romântica. Tudo bem encaixado na narrativa. O lado de mais humor da obra, por exemplo, explora bem os mal-entendidos envolvendo passado, presente e futuro desenhados pelas viagens no tempo – como podemos ver na hilária cena em que Zero, vindo de 2011, decide pagar o taxista com Reais, quando, em 1991, a moeda do Brasil era o Cruzeiro. 

Sem contar o forte romance envolvendo Zero e Helena, sempre muito presente no decorrer do longa. Tudo bem mesclado para formar uma narrativa dinâmica, divertida e repleta de conceitos interessantes. É um filme sobre amor, arrependimento e tempo, como aponta a música Tempo Perdido, do Legião Urbana, por várias vezes tocada durante o filme.

O que me deixou com um gosto amargo ao encerramento da projeção foi justamente a última cena do longa, na qual vemos Zero num final feliz, satisfeito consigo mesmo. Para simbolizar este momento, o personagem se encontrara dentro de uma limosine, bebendo champanhe, sugerindo que o auge da vida fosse isso, sendo que o próprio filme antes sugere algo diferente ao vermos o protagonista podre de rico mas infeliz, insatisfeito. Me soa como uma mensagem contraditória entre as partes. Acredito que o diretor pudesse filmar este momento de felicidade duma forma mais simples, menos glamourizada. Mas, claro, a cena em especial não estraga o resultado final, que alcança o sucesso sendo um filme divertido, esquematicamente americano, que agrada a qualquer público, como era a intenção.

                  Veredito

Inspirado no modelo de comédias americano, O Homem do Futuro agrada com uma narrativa divertida sobre amor, arrependimento e tempo.
                                  7/10

Animação da Sociedade da Justiça ganha primeira imagem e elenco

Clássica equipe dos quadrinhos irá ganhar sua primeira animação.


A DC Comics, após vários longas animados que incluíram em sua maioria, Batman e Superman, finalmente fará um da famosa equipe dos anos 40, a Sociedade da Justiça. Com o selo DC Universe Movies, a nova animação, que se chamará Sociedade da Justiça: Segunda Guerra Mundial, ganhou sua primeira imagem e seu elenco de vozes (via THR).

Anúncios

 

JSWWII-group-H-2020-1609971325-928x523
Divulgação/DC Comics

No elenco, Matt Boomer irá dar voz ao Flash, enquanto Stana Katic será a Mulher-Maravilha. O elenco completo conta com Elysia Rotaru (Canário Negro), Chris Diamantopoulos (Steve Trevor), Omid Abtahi (Gavião Negro)Matthew Mercer (Homem-Hora) e Armen Taylor (Jay Garrick). Liam McIntyreGeoffrey ArendKeith Ferguson e Darin De Paul integram todo o elenco.

A velha equipe surgiu na All Star Comics #3, em 1940, sendo criados por Gardner Fox e Sheldon Mayer. Surgiram justamente para serem combatentes na Segunda Guerra Mundial, já tendo aparição na TV, em Legends of Tomorrow e Stargirl, onde foi mais explorada.

A animação terá direção de Jeff Wamester, com o roteiro por Meghan Fitzmartin e Jeremy Adams. Jim Krieg e Kimberly S. Moreau irão produzir a animação.

Sociedade da Justiça: Segunda Guerra Mundial não tem data para estrear.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir

Aproveite: 

Leve para casa o quadrinhos SJA – Justiça Seja Feita, com 22% de desconto. Clique aqui e compre!

Anúncios

Rumor: Henry Cavill pode aparecer em The Flash

Ator já teria negociado para voltar a ser o Superman.


Henry Cavill pode estar voltando para a DC Comics reprisar o papel de Superman, mas não em um próprio filme e sim em The Flash. O ViewerAnon, soltou o rumor no Twitter, afirmando que a Warner Bros. o quer de volta para fazer, pelos menos, uma participação especial no longa de Ezra Miller.

Anúncios

Não há certeza por parte do rumor jogado pelo usuário, mas podemos suspeitar de que a Warner parece planejar algo mesmo, pois, a WB Pictures do Brasil deu indícios de novas adições de personagens em uma publicação feita no Twitter, pedindo sugestões. Esse é o momento perfeito para os fãs.

É claro que muitos fãs não deixaram de pedir a volta de Cavill, além de outros pedindo Brandon Routh – que já demonstrou interesse – e até mesmo o Gladiador Dourado, personagem que já tem um script pronto para um filme ser lançado.

Não só isso, mas uma tag no Twitter pedindo a volta de Henry Cavill como Superman está nos trends topics, reacendendo a esperança dos fãs de verem e clamar pela volta do ator. Só falta a WB ouvir.

O longa irá abordar o famoso arco nos quadrinhos que mudou todo o Universo DC, o Flashpoint, considerado o maior arco do Flash de Barry Allen até então.

Com o astro Ezra Miller de volta ao papel, o filme será dirigido por Andy Muschietti e roteirizado por Christina Hodson (Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa).

The Flash tem estreia prevista para 4 de novembro de 2022.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Filme de Star Wars produzido por Kevin Feige ganha roteirista de Loki

Kevin Feige será o produtor do filme.


O mais novo filme da franquia Star Wars, que terá Kevin Feige como produtor executivo e ainda continua sem título, ganhou seu roteirista. Michael Waldron, criador da série Loki, irá assinar o roteiro do novo derivado Star Wars para os cinemas (via Deadline).

Anúncios

Esse novo longa, será totalmente produzido pelo presidente da Marvel Studios, tendo o apoio da Disney e Lucasfilm, não é novidade para ninguém, já que o filme havia sido anunciado ainda em 2019. Porém, não foi dado algum detalhe sobre o longa-metragem na Investor Day, optando somente por Rogue Squadron de Patty Jenkins.

A Disney não comentou sobre o anúncio.

Não há data para o filme entrar em produção e nem informações sobre elenco e lançamento.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$3.015,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Snyder Cut | Darkseid e Lobo da Estepe ganham novas imagens

Corte da Liga da Justiça de Zack Snyder chega em março.


Zack Snyder vai preparando terreno para o lançamento de seu corte de Liga da Justiça, filme em que Joss Whedon assumiu após a morte da filha de Snyder, e foi um dos maiores fracassos do DCEU. Dessa vez, duas novas imagens foram lançadas, sendo dos grandes vilões: Darkseid e Lobo da Estepe.

Anúncios

Conseguimos mentalizar de quais cenas podem ser as imagens. A primeira imagem, do Lobo da Estepe, deixa claro que ele está olhando para algo, possivelmente uma das Caixas Maternas, que ficou escondida em Themyscira. Darkseid, por sua vez, está tentando dominar pela primeira vez a Terra, cena já vista no trailer.

Com a direção de Zack Snyder, o elenco conta com Ben Affleck (Batman)Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Henry Cavill (Superman)Ray Fisher (Cyborg)Ezra Miller (Flash)Jason Momoa (Aquaman)Amy Adams (Lois Lane) e Diane Keaton (Martha Kent).

Liga da Justiça de Zack Snyder estreia em março de 2021 no HBO Max.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma doação anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Halloween Kills ganha nova imagem assustadora de Michael Myers

Sequência chegará neste ano aos cinemas.


Halloween Kills é um dos filmes de horror mais aguardados de 2021, trazendo de volta o assassino Michael Myers a Haddonfield. A Total Film, divulgou uma nova imagem do filme, mostrando o personagem e também entrevistou o diretor David Gordon Green, que falou que o longa será sobre “criação do medo”. Confira:

Na imagem, vemos Myers segurando sua faca, mostrando com clareza apenas um lado de sua máscara, enquanto parece fitar alguém para atacar. Podemos estipular que essa seja a antiga casa dos Myers, já que alguns personagens e várias referências ao filme de 1978 foram mostradas no teaser trailer.

“Quando fizemos o último, queríamos encontrar uma maneira de alguém que nunca viu o original se familiarizar com a história”, diz o diretor. “Mas este vai direto para a ação. É muito agressivo. É mais eficiente. Queríamos que fosse um meio explosivo antes que as coisas ficassem otimizadas e pessoais novamente.”

Halloween Kills, que será uma sequência direta de Halloween (2018), chegará no dia 15 de outubro de 2021, enquanto o final da saga, Halloween Ends, acontecerá apenas no dia 14 de outubro de 2022. O primeiro tinha data para este ano, com o final da nova trilogia em 2021.

O filme contará com a volta de David Gordon Green como diretor e Jamie Lee Curtis sendo Laurie Strode. Judy Greer e Andi Matichak também voltarão para reprisar seus papéis como Karen e Allyson, assim como Nick Castle que será o “The Shape”. John Carpenter ficará como produtor executivo.

Halloween Kills chega aos cinemas no dia 15 de outubro de 2021.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Vengeance | Isabella Amara entra para o elenco do filme

Filme terá produção da Blumhouse.


De acordo com o Deadline, Isabella Amara entrou para o elenco de Vengeance, novo filme de suspense da Blumhouse Productions, que conta já com Issa Rae, Ashton Kutcher e Boyd Holbrook, além do diretor B.J Novak.

Anúncios

Amara esteve presente em Homem-Aranha: De Volta ao Lar e Vingadores: Guerra Infinita, além de atuar em Wilson (2017), ao lado de Woody Harrelson e Judy Greer. Seu mais recente trabalho foi em Queen America, web comédia do Facebook Watch, produzida pela Made Up Stories e wiip.

Por enquanto, não há detalhes sobre a trama de Vengeance e nem uma data de lançamento.

B.J Novak irá dirigir e assina o roteiro e Jason Blum será o produtor executivo do filme.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Rowan Atkinson irá aposentar Mr. Bean em breve: ‘exaustivo e estressante’

Ator também interpretou o agente Johnny English.


Em entrevista ao Radio Times do Reino Unido, Rowan Atkinson, intérprete do renomado Mr. Bean, revelou que pretende aposentar o personagem em breve e disse ser “exaustivo e estressante” interpretá-lo, mas irá continuar a finalizar seus trabalhos com o personagem, usando mais de sua voz do que visual.

“Não gosto muito de interpretá-lo. O peso da responsabilidade não é agradável. Acho isso estressante e exaustivo, e estou ansioso pelo fim disso.”

Criado nos anos 90, Mr. Bean fez um grande sucesso na TV, ganhando até uma série animada. Além disso, ganhou também dois filmes, sendo o mais recente As Férias de Mr. Bean, de 2007. Sua última aparição ao público, de fato, foi nas Olimpíadas de Londres, onde participou da cerimônia de abertura em meio a orquestra. A série animada do Mr. Bean, foi finalizada em 2019, sendo seu último trabalho para o personagem.

mr-bean

Atualmente, um filme animado está sendo produzido e Atkinson parece satisfeito com isso, já que alega ser mais fácil interpretar apenas a voz. 

“Tendo feito uma série de animação para a TV, agora estamos no sopé do desenvolvimento de um filme de animação para ‘Mr. Bean ‘- é mais fácil para mim interpretar o personagem vocalmente do que visualmente”, disse o ator.

Além de falar sobre o Mr. Bean, o ator comentou sobre Blackadder, série de comédia da BBC que foi ao ar de 1982 a 1989, dizendo ser possível reviver o personagem da série e a “cultura de cancelamento” que acontece em diversas mídias sociais.

“Certamente não é impossível”, disse. “Isso é o mais otimista que posso ser e prefiro não especular sobre quando isso poderá ser definido”, continuou o ator. “Blackadder representou a energia criativa que todos nós tínhamos nos anos 80. Tentar replicar isso 30 anos depois não seria fácil”.

70129542_StoryArt_1536x864-b1d94db
Divulgação/BBC

Sobre a série de comédia, ele contou que não tinha todo o peso de criar algo cômico, como fez com Mr. Bean, pois detinha de todo um conjunto, falando que “a responsabilidade de tornar aquela série engraçada estava em muitos ombros, não apenas minha”.

Já sobre a tal “cultura de cancelamento”, Atkinson disse: “O problema que temos online é que um algoritmo decide o que queremos ver, o que acaba criando uma visão simplista e binária da sociedade. Torna-se um caso de você estar conosco ou contra nós. E se você está contra nós, você merece ser ‘cancelado’.

O ator foi mais a fundo sobre o assunto:

“É importante que estejamos expostos a um amplo espectro de opiniões, mas o que temos agora é o equivalente digital da multidão medieval vagando pelas ruas procurando alguém para queimar”, disse. “Portanto, é assustador para quem é vítima dessa multidão e isso me enche de medo sobre o futuro”, finalizou Atkinson.

Rowan Atkinson atualmente está com 65 anos de idade, sendo um rosto conhecido mundialmente pelo Mr. Bean e pelo desastrado Johnny English, que serve como uma paródia de James Bond. Na pele do agente do MI7, ele atuou em uma trilogia, sendo o último lançado em 2018, o mais recente trabalho do ator no cinema.

johnny-english-strikes-again
Divulgação/Universal Pictures

O britânico está trabalhando na produção da série Man vs Bee, da Netflix, que conta a história de um homem incomodado com uma abelha em sua mansão luxuosa. A produção se dá pela Atkinson HouseSitter Productions.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Crítica: Pequenos Grandes Heróis (2020)

Aviso: Crítica sem spoilers!


Engraçado e divertido, porém não espere muito.


Pequenos Grandes Heróis da Netflix, um filme que se passa no mesmo universo de Sharkboy e Lavagirl, estreou há mais de uma semana e esteve no Top 10 da Netflix no Brasil, em segundo lugar. O elenco que conta com a estrela Pedro Pascal, e ainda mais formado por crianças, é um dos assuntos mais comentados da Netflix na última semana pelos jovens que cresceram vendo Sharkboy e Lavagirl. E é claro, muitos esperavam mais do filme.

Não podemos negar a diversão que o longa de Robert Rodriguez traz, e também não exigir muitos de detalhes técnicos e de roteiro num filme totalmente focado para crianças. Em si, a diversão funciona muito bem, assim como o trabalho em equipe entre as crianças, parecendo que as interações entre elas sejam um pouco mais naturais. 

We Can Be Heroes
Divulgação/ Netflix

A estrela principal entre os adultos fica para Pedro Pascal (Marcus Moreno), um dos heróis da equipe dos Heroicos, uma Liga da Justiça controlada por uma empresa. É uma mistura de Liga da Justiça com The Boys, porém de uma forma mais infantil que ambas as equipes já citadas. Já entre as crianças, a protagonista é a filha de Marcus, Missy Moreno (YaYa Gosselin), que comanda o time jovem de heróis, filhos dos integrantes dos Heroicos. Taylor Dooley, a Lavagirl também retornou e fez algumas poucas aparições, que poderiam ser muito mais longas.

sharkboy-lavagirl-netflix

Falando em Lavagirl, precisamos falar de seu cônjuge, o Sharkboy, que foi decepcionante por não falar sequer uma palavra. Mesmo com outro ator, as poucas cenas em que ele apareceu, não falou nada. Talvez possa ter uma explicação plausível sobre sua fala num próximo filme. Por outro lado, foi interessante ver o desenvolvimento, mesmo que pouco, do personagem de Pascal. O personagem tem um bom potencial para um segundo filme, assim como o Miracle Guy, um Superman mais “fraco”.

Não há nada de grandioso no filme para ser tão bem elogiado. Com o foco nas crianças, o maior desenvolvimento ficou para elas, dando um tempo considerável para todos da equipe. Um dos pontos mais fortes é a filha da Lavagirl e do Sharkboy, Guppy, que colheu os poderes da mãe e do pai, mas controla a água e não o fogo. O enredo é básico, nada muito grandioso, mas também nada tão grotesco quanto você pode imaginar. Pense na Liga da Justiça sendo atacada por Brainiac e capturados por ele. É essa a ideia. E com a “queda” dos Heroicos, alguém precisa salvar o mundo e cabe aos seus filhos fazerem o necessário.

pequenos-grandes-herois

Por fim, podemos falar dos efeitos especiais que, comparando ao filme do Sharkboy e Lavagirl, estão melhores, mas nada surpreendente. Os efeitos são puxados ao primeiro filme desse universo, com poucas melhorias, e talvez, fosse do desejo de Robert Rodriguez manter os efeitos toscos para fazerem uma referência ao antigo filme, lançado em 2005. Já a trilha sonora e a ação do filme, não tem nada de espetacular, mas que não compromete o filme todo. Porém, o final é totalmente diferente do que você espera e isso pode comprometer sua experiência, assim como comprometeu a minha, mas foi prazeroso relembrar os tempos de criança de Sessão da Tarde. 


Veredito

Pequenos Grandes Heróis, da Netflix, já tem um público-alvo em mente e serve para agradá-los com uma boa diversão e inocência de heróis mais leves, apesar do final não ser muito agradável.  A trama é boba e segue alguns clichês de sempre, mas que traz uma leveza, carisma e um bom coração às crianças, para ver que seus pais também são seus heróis. 

5,5/10.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Adão Negro | Sarah Shahi começa preparação para o filme

Atriz interpretará Ísis em novo filme da DC.


O filme que será estrelado por Dwayne “The Rock” Johnson, Adão Negro, recebeu uma pequena atualização e pista de Sarah Shahi, atriz que irá interpretar a personagem Ísis. Em uma imagem publicada em seu Instagram, Shahi coloca alguns quadrinhos de sua personagem para seu estudo, com a legenda dizendo “pesquisa”. Veja abaixo:

Anúncios

Na imagem, vemos duas edições do evento ’52’ e a one-shot Ano dos Vilões: Adão Negro, que compreende muitos outros vilões dos quadrinhos da DC. Possivelmente, a versão da personagem será mais inspirada na minissérie ’52’.

O filme contará com roteiro de Adam Sztykiel (SCOOBY!) e com direção de Jaume Collet-Serra (A Órfã). As filmagens começarão entre março e junho de 2021.

Dwayne Johson (Adão Negro)Noah Centineo (Esmaga-Átomo)Aldis Hodge (Gavião Negro)Sarah Shahi (Ísis) e Quintessa Swindell (Ciclone) estão confirmados no elenco.

Adão Negro recentemente foi adiado por tempo indeterminado pela Warner Bros.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios