Arquivo da categoria: Indicações

5 dicas de Filmes para assistir na Netflix

A reabertura dos cinemas já está sendo realizada no Brasil, no entanto, para quem prefere assistir de casa mesmo, venho mais uma vez indicar 5 filmes que podem passar despercebidos por você, caro assinante da Netflix. A lista de filmes abaixo pode ser encontrada no streaming, e conta com os filmes mais versáteis possíveis, desde um filme de guerra até um musical. Confira:

1. Até o Último Homem (2016)

Desmond T. Doss ao ser convocado para a guerra, se nega a segurar uma arma e matar pessoas. A postura gera repercussão e faz com que o soldado seja pressionado por seus companheiros. No entanto, o jovem entende que sua missão não é matar pessoas, e sim salvar.

Só pela sinopse se vê que Até o Último Homem é um dos filmes de guerra mais humanos que você pode ver. O longa consolidou Andrew Garfield como ator e reafirmou Mel Gibson como um grande diretor de Hollywood, ambos indicados ao Oscar.

2. Debi & Loide – Dois Idiotas em Apuros (1994)

 

Dois amigos, no mínimo excêntricos, resolvem viajar para Aspen, no estado do Colorado para devolverem uma maleta cheia de dinheiro que uma moça havia esquecido no aeroporto. No caminho, os dois companheiros passam por altas confusões, enrascadas e situações mais do que hilárias.

Se você busca por uma comédia, um bom entretenimento num fim de noite, Debi & Loide é a escolha certa. Este road movie divertidíssimo foi um dos grandes sucessos de 1994 e se tornou um dos grandes clássicos da comédia.

3. Akira (1988)

 

Em 2019, Neo Tóquio é uma cidade poluída, corrupta e que sofre de atentados terroristas. Em meio a isso, o jovem Tetsuo acaba se acidentando com uma criança com poderes que havia fugido do hospital onde era cobaia. Resultando desse encontro, Tetsuo desenvolve poderes inimagináveis, que o fazem ser comparado ao lendário Akira, responsável pela explosão de Tóquio em 1988.

Akira foi uma das principais obras que mostraram ao público que animação não era coisa só para criança. A obra conta não só com cenas fortes de violência, como também com nudez explícita e uma narrativa que aborda temas como religião e corrupção. Junto de Ghost in the Shell, Akira é uma das grandes obras cyberpunk da cultura pop, e, com certeza, uma das animações mais importantes já produzidas.

4. Os Embalos de Sábado à Noite (1977)

 

Tony Manero trabalha numa loja de tintas e leva uma vida tranquila morando com os pais. Nos fins de semana ele vai com os amigos à discoteca, onde se transforma no centro das atenções e demonstra seu sonho pela dança.

Os Embalos de Sábado à Noite foi um enorme sucesso, lançou John Travolta ao estrelato, dando a primeira indicação ao Oscar para o ator. Um clássico dos anos 70, com uma interessante narrativa sobre sonhos e, especialmente, conta com grandes músicas, clássicos da disco music.

5. Grease – Nos Tempos da Brilhantina (1978)

 

Na Califórnia de 1959, a boa moça Sandy e o popular Danny se apaixonam e vivem o verão perfeito na praia. Quando voltam às aulas, descobrem que frequentam a mesma escola. Danny é popular na escola e na sua turma de amigos, Sandy é o famoso esteriótipo da princesinha, a boa moça. Para ficarem juntos, eles vão ter que mudarem, ao som de muita música.

John Travolta em dose dupla aqui na lista. Talvez esse seja o papel da carreira do ator, em um musical que restaurou o gênero no final dos anos 70. Filme de atmosfera única dos Tempos da Brilhantina, época marcante dos jovens de jaquetas de couro e gel no cabelo dos anos 50. Com atores um poucos velhos para seus papéis, é verdade, mas com uma trilha sonora simplesmente inesquecível.


Confira os 6 quadrinhos mais importantes do Batman, celebrando o Batman Day:

Batman Day | As 6 melhores animações do Batman

Batman Day é comemorado todo setembro pela DC Comics e os fãs do Cavaleiro das Trevas, com promoções em produtos relacionados ao herói, eventos virtuais e muito mais. E para abrir o Batman Day, Critical Room lista as 6 melhores animações do Batman já feitas!


6. Batman: Ano Um

Lançada em 2011, e baseada no famoso arco de Frank Miller para o Batman, Batman: Ano Um reimagina uma nova origem para o personagem para seu começo de carreira como vigilante. Após 12 anos fora de Gotham, estudando as diversas artes marciais do mundo, Bruce Wayne retorna a sua cidade, mas encontra apenas a grande corrupção policial. Do outro lado, o tenente James Gordon entra na polícia, enfrentando a corrupção do comissário Loeb e do detetive Flass. Tempos mais tarde, Bruce se torna o Batman e Selina Kyle, a Mulher-Gato, virando inimigos. Batman, que tinha apoio de Harvey Dent, agora era um procurado de extremo perigo para o DPGC.

batman-ano-um

5. Batman Contra o Capuz Vermelho

Com toda a certeza, é uma das melhores animações do Morcego que não ficariam de fora da lista. Com a direção de Brandon Vietti, a animação relata os últimos momentos de Jason Todd como Robin, após ser capturado e torturado pelo Coringa, e posteriormente morto pelo mesmo em uma explosão. Sua ressurreição ocorre em um Poço de Lázaro, e Jason volta a Gotham sob o codinome de Capuz Vermelho, matando os criminosos e querendo a vingança contra o Coringa. A história é baseada no quadrinho Morte em Família, de Jim Starlin.

Batman-Contra-o-Capuz-Vermelho

4. LEGO Batman: O Filme

Tendo ido para os cinemas no começo de 2017, Chris McKay finalmente traz dos games de LEGO, o Batman. O personagem luta contra seus maiores vilões, e impede o Coringa de destruir a cidade, porém machuca seus sentimentos após dizer que o Coringa não era seu maior vilão. Enquanto Gotham é salva, Bruce Wayne é convidado para um evento em que seria nomeada a nova comissária de polícia, Barbara Gordon, que era contra o uso de heroísmo do Batman. Por sua vez, para acabar com os crimes do Coringa para sempre, o Cavaleiro das Trevas o manda para a Zona Fantasma. Fomentando sua vingança, o o Palhaço liberta os principais vilões do Universo LEGO  para destruir Gotham, e Batman, junto de seus aliados, tem que impedir que isso aconteça.

10THELEGOBATMANMOVIE1-superJumbo-v2

3. Batman: O Retorno do Cavaleiro das Trevas -Parte 2

Com a direção de Jay OlivaBatman: O Retorno do Cavaleiro das Trevas é baseado no famoso quadrinho de Frank Miller, O Cavaleiro das Trevas, que explora o retorno de Bruce Wayne ao manto do vigilante. Na parte final, Batman coloca Gotham nos eixos após derrubar o Líder Mutante, e começa sua escalada para acabar com o crime na cidade. Porém, ele não esperava que seu velho amigo, Superman, atrapalhasse seus planos ao ser mandado pelo presidente Ronald Reagan para convencer Bruce a parar de agir. Ao mesmo tempo, Superman é um soldado de elite contra a União Soviética, e o Coringa volta a praticar seus crimes para chamar a atenção de Batman. Batman é caçado pela polícia de Gotham e pelo governo dos Estados Unidos. Bruce recebe o auxílio de um velho amigo para derrotar o Superman e precisa lutar contra o Coringa pela última vez.

batman-1024x514

2. Batman: O Retorno do Cavaleiro das Trevas – Parte 1

Lançada em 2012, a animação revive o quadrinho clássico dos anos 80, trazendo Bruce Wayne aposentado e assombrado por seu passado e tragédias. Sua volta como Batman é forçada por conta do número crescente de casos de violência e crimes, praticados pelos Mutantes. Seu amigo, o comissário James Gordon, que já sabe sobre sua identidade, está prestes a se aposentar, e em seu lugar, a nova comissária Yindel promove seu discurso contra Batman. Bruce Wayne, com a ajuda de Alfred, tenta manter Gotham segura, e sua volta causa espanto nos criminosos e inspira Carrie Kelley a virar a RobinBatman precisa derrotar o Líder Mutante e acabar com a hegemonia criminosa na cidade.

131075

1. Batman – A Máscara do Fantasma

Considerada por muitos a melhor animação do Batman de todos os tempos, Batman – A Máscara do Fantasma foi lançada em 1993, e segue os mesmos traços da série animada criada por Bruce Timm. Trazendo Kevin Conroy e Mark Hammil como os dubladores de Batman e Coringa, respectivamente, o longa animado conta a história do começo de carreira de Bruce como o vigilante mascarado, servindo de origem para o Batman do universo de Bruce TimmO filme apresenta o presente e o passado do bilionário Wayne, e seu amor por Andrea Beaumont. Mas, no presente, Gotham é afetada pelo assassino chamado de Fantasma, que mata diversos poderosos do crime na cidade, e todos pensam que Batman perdeu a cabeça. Com todos os chefes do crime apavorados, Valestra recorre ao infame Coringa, que descobre que o assassino não era o Batman. Em meio ao caos, Bruce descobre que Andrea era o assassino encapuzado, e tenta convencê-la a não se perder o próprio monstro. Andrea buscava vingança contra o Coringa, que matou seu pai, mas seus planos são frustrados pelo Batman, que luta para derrotá-lo. Andrea, em seguida, desaparece da vida de Bruce mais uma vez, e ele continua sua guerra contra o crime ao final.

s592


Comemore o Batman Day assistindo uma destas animações, escolhidas como as melhores do Cavaleiro das Trevas de todos os tempos!

Uzaki-chan wa Asobitai! | A comédia romântica da garota oppai

Sakurai Shinichi é um jovem estudante da faculdade que gosta de sossego e silêncio, mas isso até a Uzaki Hana voltar para a sua vida. Ambos se conheceram na antiga escola onde praticavam natação. Porém depois que o Sakurai sai para frequentar a faculdade, se passam alguns anos até que Hana frequente a faculdade dele como sua caloura no 1º ano e ele no 2º. Hana, após passar um ano e ver que as atividades do Sakurai eram de um jovem solitário, decide infernizar sua vida fazendo diversas provocações e não dando paz a ele. Sakurai, sendo antissocial, claramente até por suas expressões, tentar rejeitar suas investidas nele para que seja mais socializável.

Mais um anime do gênero comédia romântica com ecchi nesta temporada, trazendo diferenças no seu estilo. Com uma história atrativa e engraçada, esse anime faz com que nós fiquemos curiosos para saber no que vai resultar essa relação deles.

Recomendação de mangá: Kaijuu 8-gou (Kaiju Nº 8)

Numa sociedade repleta de Kaijus (monstros), no Japão se encontra Kafka Hibino, que desde sua infância sonha em fazer parte do esquadrão de extermínio desses seres ao ponto de fazer uma juramento de matá-los com sua amiga, juntos. Porém, Kafka não conseguiu entrar no grupo e acabou fazendo parte da área de limpezas dos restos desses seres.

Um novo integrante entra no grupo de limpeza e com isso encoraja ele a tentar novamente fazer o teste, e assim, fazer parte do esquadrão, mas pouco antes disso ocorre algo terrível. Kafka se transforma em um kaiju. Logo após ser transformado, passa por uma ocasião onde a associação caça ele e assim demonstra seu enorme poder em frente à um kaiju, que ameaçava a vida de uma mãe e filha. A associação chega logo depois, mas Kafka já tinha desaparecido, com isso a associação apelidou ele como o “caso do Kaiju Nº 8” (insolucionável).

Anúncios

Mais um título original da Crunchyroll: o anime The God of High School

“Enquanto uma ilha está quase desaparecendo da face do planeta, uma organização misteriosa envia convites para todos os lutadores habilidosos da Terra para participarem de um torneio. ‘Se você vencer, você pode ter o que quiser’. Eles estão recrutando apenas os melhores para lutarem entre si e concorrer ao título de ‘The God of High School“.

Uma obra baseado no manhwa (história em quadrinhos coreano, lida de forma ocidental como a de nosso país) de Park Yong-Je. Nesta temporada, sendo adaptada para versão animada pelo Studio Mappa e produzida pela Crunchyrool, estão trazendo animações e design de personagens incríveis, proporcionando lutas de artes marciais bastante overpowers de ótima qualidade. Com a trama girando em torno de três protagonistas, chamados Jin Mori, Han Daewi e Yu Mira em lutas de combate, eles seguem em rumo à alcançar o título de “deus” em um torneio que segue o mesmo nome do anime, “The God of High School, onde o vencedor terá qualquer desejo realizado.

Com o seu manhwa atualmente no capítulo 436 no Brasil e anime no 2º episódio, estamos certos de que se trata de uma grande produção que nos trará enorme prazer e irá cativar com seus eventos. Abaixo, você fica com o trailer do anime:

5 Dicas de Filmes para assistir na Netflix

Em meio à uma pandemia, protestos, crises políticas, nada melhor que um filme para descontrair e esquecermos por um momento tantos problemas que nos cercam. Dito isso, preparei uma lista de 5 grandes filmes para você assistir e se deliciar no conforto da sua casa, todos eles disponíveis na Netflix, para facilitar a sua vida.


1. Destacamento Blood (2020)

mv5byzdlotk2ntctztg0mc00mdayltg1mtqtodhhmgm0zjqxmdq3xkeyxkfqcgdeqxvymteymjm2ndc2._v1_sx1777_cr001777999_al_

Este novo grande filme de Spike Lee estreou na última semana na Netflix e vem recebendo muitos elogios, assim, chega sendo um forte candidato para a temporada de premiações. O filme narra a história de quatro veteranos afro-americanos da Guerra do Vietnã, que retornam a este país para procurarem por um tesouro que haviam enterrado décadas atrás, e também para resgatarem os restos mortais de Norman (Chadwick Boseman), o líder de seu antigo esquadrão que servia como um messias e um verdadeiro líder para os quatro soldados. O elenco conta com nomes como Delroy Lindo, Jonathan Majors, Clarke Peters, Norm Lewis, Isiah Whitlock, Jr. e Chadwick Boseman.

2. Os Brutos Também Amam (1953)

mv5bnwq4zmi1mmetm2zkmc00nwe0ltljyzmtmdqxmdeyn2m2ngrkxkeyxkfqcgdeqxvyotc5mdi5nje40._v1_

Shane, ou conhecido no Brasil como Os Brutos Também Amam, é um western marcante que reformulou a imagem do herói de faroeste para um homem discreto, de passado desconhecido e que não glamouriza a violência. O filme narra a história de Shane (Alan Ladd), um pistoleiro de passado desconhecido que, ao chegar em uma região no vale do Wyoming, se encontra e acaba se relacionando com os Starret, família de colonos que acabam o acolhendo. Esta família de rancheiros é pressionada pelos criadores de gado à abandonarem suas terras, assim, Shane acaba se envolvendo no conflito.

3. Docinho da América (2016)

Um filme intimista sobre a jornada de descoberta de uma jovem em chamas. American Honey, ou Docinho da América aqui no Brasil, nos oferece um refrescante drama não convencional sobre a maioridade. O filme conta a história de Star (Sasha Lane), uma jovem de realidade nada agradável que escolhe se juntar a um bando de jovens que atravessam os EUA vendendo assinaturas de revistas de porta em porta. Conforme convive com o grupo, ela vai criando conflitos e interesses amorosos com terceiros.
Falo mais deste grande filme aqui.

4. O Serviço de Entregas da Kiki (1989)

mv5bmtc2ndm4njezof5bml5banbnxkftztcwnji5oteynw4040._v1_sy1000_cr0015341000_al_

O Serviço de Entregas da Kiki é uma animação singela, bonita, poética e de uma aconchegante simplicidade proposital, como a maioria das animações do Studio Ghibli. Vale muito a pena conferir esta e outras animações do estúdio, que foram adicionadas ao catálogo do serviço da Netflix recentemente. O filme nos conta a história de Kiki, uma jovem bruxinha que, ao sair de casa pela primeira vez, enfrenta dificuldades de se adaptar em sua nova cidade e fazer novas amizades. Ela então, para se sustentar, adota um serviço de entregas pelo ar.

5. Invocação do Mal (2013)

mv5bmja3mtyxmjeym15bml5banbnxkftztcwnzm0nzkyoq4040._v1_sx1500_cr001500999_al_

Para os amantes do terror, você provavelmente já tenha assistido Invocação do Mal, este terror de James Wan que foi um sucesso de bilheteria em 2013. E caso não tenha assistido ainda, corra e assista logo. Os investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren (Patrick Wilson e Vera Farmiga) trabalham para ajudar uma família que vem sendo aterrorizada por uma entidade demoníaca em sua casa.
A premissa de uma casa assombrada pode parecer um pouco batida, mas a inspirada direção de Wan foge disso e se encarrega de fazer de Invocação do Mal um filme que tem potencial para se tornar um grande clássico do terror no futuro.

Superman: Do Pior ao Melhor Filme

Desde sua criação em 1938, poucos personagens foram tantas vezes adaptados para o cinema como o Superman. Diversos diretores deram sua visão do personagem e diferentes atores vestiram a famosa capa vermelha. Dito isso, em comemoração do Superman Day, decidi organizar uma lista com todos os filmes do Homem de Aço que Hollywood acabou produzindo, e então, organizá-los em um ranking do pior ao melhor filme do Azulão. Confesso que a tarefa de ranquear a lista não foi das mais complicadas, pois acredito que haja uma grande diferença de qualidade de um filme para outro, ainda mais em relação do primeiro colocado aos outros – acredito que todos saibam qual é o primeiro colocado até aqui, mas se preparem para relembrar das marcantes (nem todas) aventuras do Homem de Aço no cinema.

7 – Superman IV: Em Busca da Paz (1987)

superman-em-busca-de-um-filme-bom1

Após o fracasso de Superman III, os produtores continuavam à espremer os limões da imagem de Christopher Reeve como Superman até onde não dava mais. A Warner havia deixado a produção do quarto filme à cargo da Cannon, responsável por produzir diversos filmes B de qualidade questionável. Os problemas vinham desde os bastidores.

Nem mesmo a interessante premissa de vermos o Superman tentando impedir a corrida armamentista no auge da Guerra Fria salvou o filme de ser um fracasso retumbante. Na verdade, Sidney J. Furie abandona essa promissora ideia para realizar um pobre combate de herói contra vilão, um dos vilões mais genéricos que você vai ver inclusive, criado a partir de um fio de cabelo do Homem de Aço. O resultado: um filme preguiçoso, cafona e totalmente esquecível. Se salva apenas o belo discurso do Superman contra a Guerra Nuclear.

6 – Superman III (1983)

007448-r_512_288-f_jpg-q_x-xxyxx

Em Superman III, o tom mais galhofa do filme é estabelecido desde o bizarro prólogo de começo em que vemos uma sucessão de gags pretensioasamente engraçadas acontecendo em Metrópolis, bem ao estilo de uma comédia pastelão. E claro, pela participação do comediante Richard Pryor. Richard Lester, que havia dirigido parte de Superman II, esquece o tom de aventura, que vinha dando certo, e opta por este humor exagerado que acaba não funcionando de forma alguma com a imagem estabelecida do Superman.

Os pontos altos são o maior destaque para a relação de Clark e Lana Lang em Smallville e a abordagem “maligna” do Superman quando o personagem se divide em dois. Mas que não são suficientes para salvar o filme de um roteiro falho e de uma constante mudança de tom.

5 – Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016)

Poucos filmes dividiram tanto o público como Batman vs Superman, há quem ame e há quem odeie. Fato é que o encontro dos dois maiores personagens dos quadrinhos no cinema merecia muito, muito mais do que nos foi apresentado. Na tentativa de competir com a Marvel Studios, que vinha fazendo sucesso com seu universo compartilhado, a Warner decidiu que era a hora de um Universo Compartilhado da DC. O primeiro exemplar dessa empreitada foi O Homem de Aço, e o segundo filme seria responsável por realizar o esperado encontro de Batman e Superman no cinema.

A problemática foi que a Warner colocou a “carroça por cima dos bois”, se assim posso dizer. Pois além de ter que reunir os dois heróis e ter uma justificativa plausível para os dois se enfrentarem, Zack Snyder tinha que apresentar outra grande heroína dos quadrinhos, a Mulher Maravilha, e ainda servir de ligação com o futuro filme da Liga da Justiça que seria produzido. O resultado foi um filme duro, inchado, que, apesar de ter momentos marcantes e uma premissa interessante, acabou sendo um fracasso de crítica e dividiu os fãs que esperavam há tanto tempo o encontro destes ícones no cinema.

4 – Superman II: A Aventura Continua (1980)

superman-ii

Os bastidores de Superman II são mais conhecidos por serem um dos mais conturbados do cinema. Alguns desentendimentos entre Richard Donner e os produtores acarretaram na demissão do diretor, o que causou diferenças significativas na produção do longa. Alguns dos envolvidos na produção foram embora juntos de Donner, até mesmo Gene Hackman não aceitou fazer as cenas que faltavam como Lex Luthor, a Warner fez cortes no orçamento (o que é notável nos estranhos efeitos especiais que acabaram envelhecendo muito mal), mas principalmente, a maior diferença no resultado final foi a contratação do diretor Richard Lester, que optou por dar uma “suavizada” no herói, à vontade do estúdio.

Mas apesar de tantos problemas, o resultado final é agradável. Somos brindados com a magnética presença de Zod, um vilão simples, mas imponente que apresenta uma real ameaça ao Homem de Aço. E ainda temos divertidas cenas da Lois tentando adivinhar a real identidade de Clark/Superman, somado ao interessante conflito que permeia o protagonista: deixar de ser Superman para viver como um homem qualquer ao lado de sua amada, ou continuar sendo o guardião da paz? Ideia que humaniza o personagem e amplia seus conceitos.

3 – Superman: O Retorno (2006)

227.superman-o-retorno-834x600-1

Chegamos ao filme mais injustiçado desta lista ao meu ver, sim, Superman: O Retorno. Após o grande sucesso de Batman Begins em 2005, a Warner aproveitou a oportunidade e percebeu que não tinha porque não produzir mais um filme do maior personagem dos quadrinhos, que não ganhava uma produção nos cinemas há quase 20 anos. Vindo da franquia de sucesso dos X-Men, Bryan Singer, dito como um fã do Superman, foi o escolhido para dar continuidade a mais uma adaptação do Azulão nas telonas.

E porque digo que Superman: O Retorno foi um injustiçado? Bom, antes de tudo, a proposta de Singer era bem sincera, trazer de volta tudo aquilo que outrora havia nos encantado nas adaptações com Christopher Reeve e com direito a volta do icônico tema de John Williams (agora adaptado pelas mãos de John Ottman). Singer aplicou uma hábil direção e nos presenteou com momentos marcantes, como a icônica sequência do Superman salvando as pessoas no avião, um momento de exímio trabalho de direção e sonoridade. Claro que nem tudo são acertos, temos um real problema de roteiro envolvendo o mirabolante plano do Lex Luthor de criar um continente a partir de cristais da Fortaleza da Solidão, que beira o bizarro. Temos também o problema de interpretações: a tarefa de Brandon Routh era bem complicada, suceder Reeve que havia personificado a imagem do herói, e mesmo com a fisicalidade semelhante ao ator, Routh não conseguiu esboçar tamanho carisma do saudoso Christopher Reeve. Kate Bosworth nem se fala, inexpressiva, não fez jus ao nome de Lois Lane de Margot Kidder. Mas mesmo diante destes problemas, o resultado final é um filme agradável, que homenageia e entrega uma visão mais profunda e romantizada do personagem, que o difere da maioria dos blockbusters recentes.

2 – O Homem de Aço (2013)

O Homem de Aço foi responsável por dar o pontapé inicial do Universo Compartilhado da DC, e acredito que foi um bom começo. Christopher Nolan, que vinha do sucesso da marcante trilogia Cavaleiro das Trevas, e Zack Snyder, escolhido para ser o diretor do longa, encabeçaram a ideia de um Superman mais realista e humano, atualizado para um contexto mais atual. Devo dizer que gosto dessa nova visão e reformulação do personagem, ampliando sua mitologia sem perder o ar de esperança digno de Superman.

Snyder comandou um elenco de peso aqui: Henry Cavill, Amy Adams e Russell Crowe são apenas alguns do grande elenco do longa. Henry Cavill em especial, soube bem convencer das inseguranças de um Clark Kent que sentia medo de se revelar para o resto do mundo, até passar o ar esperançoso que requer o personagem. Snyder aplicou aqui uma boa direção, equilibrando bem momentos mais intimistas do personagem com fascinantes cenas de ação, sem faltar as belíssimas composições visuais, características do diretor. Não se prendendo ao passado, e visando o futuro, O Homem de Aço veio para dar uma nova visão do personagem e apresentá-lo para uma nova geração de fãs.

1 – Superman: O Filme (1978)

download

Este foi o filme que nos fez acreditar que o homem poderia voar. O que falar de Superman? Com certeza uma das melhores adaptações de quadrinhos de todos os tempos. Este clássico de Richard Donner veio na crescente de blockbusters como Tubarão, Star Wars, Indiana Jones, filmes com um grande orçamento que levavam multidões aos cinemas.

Richard Donner soube equilibrar aqui uma divertida aventura com um bom drama de forma bem inteligente, uma bela construção narrativa e um bom desenvolvimento de personagens. Donner nos presenteou com momentos magníficos como a magnética cena do Superman salvando Lois do alto de um prédio, ou o encantador momento em que o Superman leva Lois para voar, momento fascinante e encantador, a química dos dois atores era impressionante.

Os efeitos especiais foram revolucionários, efeitos que convencem até hoje, e como já dito antes, fizeram acreditar que o homem poderia voar. E não poderia deixar de citar a icônica e imortal trilha de John Williams, que arrepia qualquer um que ouvir aquela espetacular abertura. E o melhor, os personagens: Christopher Reeve entregou a personificação máxima do altruísmo e do símbolo de esperança do Homem de Aço, para sempre, o Superman definitivo. Margot Kidder formou o par ideal de Reeve como a destemida e apaixonante Lois Lane. Gene Hackman deu vida a um divertido e brilhante Lex Luthor. E ainda fomos brindados com a participação do genial Marlon Brando, eterno Don Corleone, agora, eterno Jor-El, pai do último filho de Krypton.

Superman: O Filme é um clássico do cinema e das adaptações de quadrinhos, uma referência quando se trata do Superman, primeiro e maior herói dos quadrinhos, um filme que sempre vai permanecer nas mentes e corações dos amantes de cinema e dos fãs do Homem de Aço.

Dia dos Namorados!

Galera! Como muita gente sabe, hoje é Dia dos Namorados. Mas por que esse dia é importante? O Dia dos Namorados, assim como outras datas comemorativas, é importante para que possamos celebrar fatos/datas marcantes, mas que nem sempre nos recordaríamos de comemorá-las.

Porém, o Dia dos Namorados também tem como função, alavancar o comércio por meio do consumo exagerado.

Infelizmente, o Dia dos Namorados, atualmente, vem trazendo uma certa frustração consigo, tanto para quem namora quanto para quem não namora. Por quê? Porque aqueles que não namoram, passam a buscar alguém para não ter que passar o dia só, ou sentem-se mal por não terem alguém; enquanto que aqueles que namoram, acabam se frustrando pois o comércio e a “cultura das comédias românticas” (cultura de massa), propagam que há uma maneira certa de celebrar essa data e que deve-se gastar muito para fornecer um presente de qualidade; sendo que para agradar o outro, nem sempre é necessário gastar muito.

*Dica de presente do Critical Room: Se você quer dar aquele presente legal pra pessoa que você ama, mas não sabe o que dar e a quarentena não está ajudando muito, a gente te dá umas dicas 😉:

~> Invista em coisas com valor sentimental:

– Chocolates e bilhetinhos carinhosos são sempre uma boa ideia! 😊

– Algo que lembre a primeira vez que se viram ou que lembre seu primeiro encontro (como uma música), pode trazer uma sensação boa.

– Demonstração de amor e carinho é sempre uma boa pedida!

– E se a quarentena te impede de ver essa pessoa, faça vídeo chamada e tenham um momento juntos! É sempre bom mostrar que você lembrou do outro.

– Aproveitem as nossas recomendações de filmes pro Dia dos namorados!

Para aqueles que não namoram, convidamos você que está lendo esse artigo, a celebrar o dia de hoje de forma diferente! Vamos celebrar com bons filmes, duas colheres de amor próprio e uma pitada de autoconhecimento:

Comer, Rezar, Amar é um ótimo filme da Julia Roberts sobre comida, amor, relação espiritual e autoconhecimento.

As loucuras de Dick e Jane é um filme de comédia sobre um casal não muito convencional, que precisam um do outro mais do que nunca, quando sua vida vira de cabeça para baixo.

Todo e qualquer filme do Shrek nos traz uma reflexão sobre estereótipos de casais, beleza interior e exterior e muita muita comédia.


Desejamos à todos Feliz Dia dos Namorados.

Clint Eastwood completa 90 anos hoje; relembre filmes marcantes

O ator e diretor Clinton Eastwood Jr completou 90 anos hoje e diz que não pensa em aposentadoria. Um de nossos seguidores listou os 5 grandes filmes do ator. Veja a lista abaixo:


1. Os Imperdoáveis

O drama de faroeste lançado em 1992, e muito aclamado, teve direção de Clint Eastwood e nomes de peso no elenco, como Gene Hackman, Richard Harris e Morgan Freeman. O longa se trata de William Munny (Clint Eastwood), um pistoleiro quase aposentado, que volta a ativa quando lhe oferecem 1000 dólares para assassinar um cowboy que mutilou o rosto de uma prostituta. Recrutado pelo jovem Schofield Kid (Jaimz Woolvett), Munny chama seu vizinho Ned Logan (Morgan Freeman) para ajudar a caçar o cowboy.

Os Imperdoáveis foi indicado a 9 categorias no Oscar, tendo ganhado 4: Melhor Filme, Melhor Montagem, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Diretor

2. Trilogia dos Dólares

Um marco para os filmes western spaghetti. Os três filmes de Sergio Leone, Por um Punhado de Dólares, Por uns Dólares a Mais e Três Homens em Conflito são listados como os melhores do gênero. O primeiro apresenta um pistoleiro sem nome, que aparece numa cidadezinha do México dividida por gangues rivais. No segundo filme, o personagem de Eastwood está atrás de um perigoso bandido que recém fugiu da cadeia. Já o terceiro, que é considerado por muitos o melhor da trilogia, se passa na Guerra de Secessão, na qual, Blondie (Clint Eastwood) buscava alguns sacos de moeda num cemitério.

Tendo a trilha sonora de Ennio Morricone, O Bom, o Mau e o Feio, a trilogia é marcada por grandes atuações, como as de Clint e de Lee Van Cleef, uma composição marcante e com uma direção grandiosa de Sergio Leone.

3. Gran Torino

Com a direção de Clint Eastwood e ainda a adição de seu filho, Scott Eastwood no elenco, Gran Torino (2008) conta sobre a vida de um veterano da Guerra da Coreia, Walt Kowalski. Sua pacata vida muda quando imigrantes do Laos viram seus vizinhos. Mesmo desconfiado, ele continua com sua rotina, mas tudo muda quando o seu vizinho adolescente é forçado por uma gangue a roubar seu carro, um Gran Torino. Walt ajuda o jovem, ficando ao seu lado, e vendo que tinha muito em comum com seus vizinhos asiáticos.

4. Fuga de Alcatraz

Lançado em 1979 e com a direção de Don Siegel, Fuga de Alcatraz é uma adaptação da obra literária escrita por J. Campbell Bruce, que conta a história real da fuga do presidiário Frank Morris. O filme conta sobre a vida de Morris na prisão e sua consequente fuga, mostrando essa grande façanha de ser um dos únicos a escapar da prisão de Alcatraz.

5. O Destemido Senhor da Guerra

O longa que foi lançado em 1986 e dirigido pelo mestre Clint Eastwood, tem como ponto principal a Invasão de Granada feita pelo presidente Ronald Reagan. Tom Highway é um sargento renomado, que esteve em guerras na Coréia e no Vietnã, e que logo vai se aposentar. Ele é transferido para sua antiga base por ter causado alguns problemas e reencontra amigos e faz novos inimigos. O sargento precisa treinar um grupo de recrutas, que devem ser enviados para salvar soldados americanos cercados por cubanos em Granada.


Sendo um dos mais renomados atores e diretores de Hollywood, ele equilibra muito bem sua atuação e direção em seus filmes. Clint Eastwood é com certeza um mestre no ambiente cinematográfico, tendo feito muitos outros filmes, sendo o mais recente O Caso de Richard Jewell, que rendeu uma indicação ao Oscar.

São sete décadas dedicadas ao cinema é mais de 50 filmes. Clint não quer parar, pois o cinema é sua vida e nós agradecemos a ele por isso. Que muitos filmes dele ainda venham.

Feliz aniversário, Clint!

Dia do Orgulho Nerd!

Caros nerds, chegou o nosso dia! O dia de comemorar o fato de sermos Nerds/Geeks.


Para quem não sabe, o dia 25 de Maio é conhecido como Dia do Orgulho Nerd, em homenagem ao lançamento do filme Star Wars IV (1977), e em homenagem ao Douglas Adams, autor de O Guia do Mochileiro das Galáxias (2001).

Bom, o que conhecemos hoje como Nerd, vem mudando ao longo dos anos.
O Nerd, era aquele cujo estereótipo era de “esquisitão”, “excluído”, “feio(a)”…
Mas com o passar dos anos, tal estereótipo, sobre o nerd, vem sido quebrado.

Na concepção mais atual, o nerd vem ganhando destaque, através do cinema, de HQ’s, e de games, por exemplo. Ser nerd, passa a ser algo mais “naturalizado”, por assim dizer, e passa-se a ser algo mais valorizado, encaixando-se, comumente, como parte da Cultura Pop.

Afim de homenagearmos todos os nerds que nos acompanham, nós do Critical Room separamos alguns filmes para vocês׃


  1. De Volta Para o Futuro

2. Coringa

3. Pantera Negra

4. Jogos Vorazes

5. O Exterminador do Futuro


Todos nós do Critical Room desejamos um feliz dia do Orgulho Nerd!

5 séries disponíveis na Netflix para você assistir na quarentena

Mesmo com a reabertura em muitos lugares, ainda há pessoas em suas casas, se precavendo do Covid-19. Então, preparamos uma lista de 5 séries para você maratonar durante esse período de pandemia, variando de séries históricas para mitologias em quadrinhos.


1. As Aventuras de Merlin

A divertidíssima série inglesa, produzida pela BBC, que conta com 5 temporadas, com 13 episódios cada e foi ao ar de 2008 a 2012, trazendo as aventuras do mago aprendiz Merlin (Colin Morgan) e o príncipe Arthur (Bradley James) em Camelot. Tendo os cuidados de Gaius (Richard Wilson), o médico do reino, Merlin aprendeu seus feitiços logo cedo, ajudando Arthur em alguns momentos em que ele precisava. Porém, magia era proibida em Camelot, por conta do rei Uther Pendragon (Anthony Head)Merlin tinha o dever de proteger Arthur, para que um dia, quando ele virasse rei de Camelot, o mesmo deveria unir a terra de Albion, uma profecia passada elo dragão Kilgarrah (John Hurt), que era mantido preso nas cavernas do reino. A série teve boa aprovação do público e críticas mistas em sua primeira temporada, mas não deixou se abalar e a crítica elogiou as temporadas seguintes. Ainda hoje é lembrada e amada por muitos fãs.

As 5 temporadas estão no catálogo da Netflix.

 

2. Black Sails

Produzida pela StarzBlack Sails teve 4 temporadas e focou na Era Pirata de uma forma mais dramática e pé no chão do que Piratas do Caribe. A série acompanha a saga de Capitão Flint (Toby Stephens) na Era de Ouro da Pirataria, cercado de outros piratas renomados e mais temidos do que ele, como Edward Teach, o Barba Negra. Flint tem que lutar contra motins e precisa ser o capitão de ferro de seu navio, para que não o vejam fraco. Com a atividade pirata na Ilha de Nova Providência ameaçando o comércio da Inglaterra, o governo inglês e outros declaram os piratas como “inimigos da humanidade”. Enquanto precisa lutar contra a Marinha Real Britânica, Flint vai em busca do tesouro do galeão naufragado, o Urca de Lima.

As 4 temporadas estão disponíveis na Netflix.

3. Vikings

Seguindo de séries históricas, Vikings provavelmente é a mais renomada delas na atualidade. Ainda em andamento com sua sexta e última temporada, Vikings acompanha a jornada de Ragnar Lothbrok (Travis Fimmel), um fazendeiro que vira notório após várias invasões em terras da Inglaterra e por conseguinte vira Rei de Kattegat. Ele tem apoio de sua família e seu irmão Rollo (Clive Standen), que sempre teve suas diferenças com Ragnar. Após a morte do pai, Bjorn (Alexander Ludwig) tenta assumir seu legado ao lado de Lagertha (Katheryn Winnick), mas empaca em Aslaug (Alyssa Sutherland) e seus outros irmãos. A conquista pelo trono de Kattegat fica ainda mais acirrada na quinta temporada, com Ivar (Alex Hogh Andersen) enfrentando aqueles que se opuserem contra ele e o rei Harald (Peter Franzén) querendo ser o rei de Kattegat. Com a derrota para Ivar, Bjorn Lagertha fogem para a Inglaterra. A sexta temporada está em andamento, e segue os passos do derrotado Ivar ao final da quinta temporada.

As primeiras 5 temporadas estão completas na Netflix, junto com os 10 primeiros episódios do sexto e último ano.

4. The End of the F**ing World

Com produção da Netflix, The End of the F**ing World ganhou o coração dos fãs em suas 2 temporadas, com a carisma dos atores Alex Lawther e Jessica Barden. James (Alex Lawther) é um jovem que acredita ser psicopata, cansado de matar animais, quer testar seu primeiro assassinato. Ele tromba com Alyssa (Jessica Barden), uma rebelde da escola. Ambos fogem e tentam mudar suas vidas, assim como jovens que querem mudar. Eles acabam se envolvendo num assassinato, e seriam logo apontados como culpados. Os dois se apaixonam já na primeira temporada, mas é na segunda que tudo fica mágico. A série é incrível e curta, com 8 episódios em cada temporada, com uma duração de aproximadamente 25 minutos. A crítica elogiou a série em suas duas temporadas e as performances de Lawther e Barden. Infelizmente, é possível que não aconteça uma terceira temporada.

5. Gotham

Uma das mais aclamadas séries da DC Comics, Gotham se consagrou ao apresentar a juventude de Bruce Wayne (David Mazouz) após a morte dos pais. A série foca tanto em Bruce quanto em Jim Gordon (Ben McKenzie) e nas origens de vilões do Batman. Um dos grandes pontos positivos da série é a relação de Gordon com Harvey Bullock (Donal Logue) e todo o departamento de polícia. Alguns dos vilões também tem histórias muito coesas como o Pinguim (Robin Lord Taylor), que começa como um simples capanga e chega a ser dono de Gotham por um instante. O Charada (Cory Michael Smith) também é outro ponto positivo, tendo um ótimo desenvolvimento no decorrer da série. Gotham chegou ao fim na quinta temporada, dando um salto temporal de 10 anos para apresentar o Batman.

As 5 temporadas estão disponíveis na Netflix.


Mesmo com o isolamento social, o entretenimento sobra quando a questão é sobre séries. É uma ótima hora para engordar sua lista, adicionando essas séries. Também fizemos recomendações de filmes e quadrinhos, então não deixe de conferir as matérias abaixo:

Lembre-se de ficar em casa se puder, e só saia se for realmente necessário!

5 HQs da DC para ler na quarentena

Essa quarentena está mexendo com muita gente, de fato. Mas sempre podemos nos distrair com jogos, séries, filmes e também com uma boa leitura, seja quadrinhos ou livros.

Que tal uma bela indicação de 5 HQs da DC para ler nessa quarentena?


1- Crise Nas Infinitas Terras

Escrita por Marv Wolfman e George Pérez, Crise nas Infinitas Terras é uma minissérie de 12 edições, de abril de 1985 a março de 1986.

A história reúne vários heróis de diversos mundos, para combater um mal em comum, o Anti-Monitor. A história também é responsável pela reconstrução do universo DC.

Crise nas Infinitas Terras é um ótimo quadrinho pra se ler nessa quarentena entediante.

“Mundos viverão, mundos morrerão e o universo nunca mais será o mesmo.”

2- Reino Do Amanhã

Reino do amanhã é uma minissérie de 4 edições, lançada em 1996. Escrita por Mark Waid e Alex Ross e desenhada por Ross.

A história nos mostra um futuro, no qual os maiores heróis se aposentaram, mas tudo isso muda quando os atuais heróis passam do limite com suas ações descuidadas e irresponsáveis, fazendo com que os maiores heróis mais uma vez retornassem para colocar paz e ordem no mundo.

3- Mulher Maravilha: Deuses e Mortais.

Passado os eventos de Crise nas Infinitas Terras, a DC renova o Multiverso e dá seu pontapé inicial a Era Moderna. Com isso, um dos alicerces da editora, a Mulher Maravilha, recomeça do zero.

Em 1985, George Pérez dá vida aos deuses, e dessa vez, reconta a história do nascimento de Diana, a Princesa de Themiscira. Hipólita a molda do barro e os deuses dão seus poderes. Porém, Ares, o maior inimigo da heroína, se volta contra ela por inveja. Tudo o que ele queria era dominar a humanidade, alegando que a criação de uma Nova Raça (as amazonas), não seria de bom grado e faria com que os deuses fossem esquecidos.

A HQ explora o universo da Mitologia Grega na DC, lembrando de Hefesto, o feitor do Laço de Héstia, Hermes como mensageiro, os filhos de Ares e outros mais. Conta a origem das amazonas e também acompanha o crescimento de Diana em meio ao mundo grego e logo, suas aventuras mundo afora, adquirindo conhecimento do Patriarcado para derrotar seu mais poderoso inimigo, Ares, o deus da guerra.

4- Batman e Vingador Fantasma

Nesta história temos o encontro do Homem-Morcego e do mistérioso Vingador Fantasma. É uma história dividida em 2 partes, aonde Batman e o Vingador investigam um mistério oculto e sobrenatural. É uma trama muito interessante, onde vemos dois lados totalmente diferente trabalharem juntas, a força física (Batman) e a força sobrenatural (Vingador Fantasma).

A história foi escrita por Alan Grant e desenhada por Arthur Ranson, e lançado originalmente em 1997.

5- Batman Ego trip

Nessa excelente HQ escrita e desenhada por John Byrne, temos uma incrível história envolvendo o Batman, Coringa, Duas-Caras, Charada e Pinguim. Os vilões estão numa disputa interna que coloca Gotham City na mira do perigo. Será que Batman irá conseguir parar esses terríveis vilões?


Aqui então 5 incríveis HQs da DC, que pode tornar sua quarentena um pouco mais interessante. Espero que gostem da leitura.

Aniversário de 81 anos do Homem-Morcego| Confira cinco HQs do Batman para ler na quarentena

Hoje estamos comemorando o aniversário de uns personagens mais importantes da DC Comics, Batman. O nosso Cruzado Encapuzado está comemorando 81 anos, e hoje estaremos indicando cinco incríveis HQs do nosso Cavaleiro das Trevas.

1- Detective Comics #27, 1939

Em 1939 o Homem Morcego se depara com um caso chamado “O Caso Da Quadrilha Dos Químicos”, quadrinho o qual também é conhecido como a primeira aparição do Homem Morcego.
Batman investiga a morte de dois proprietários que faziam parte de uma corporação chamada “QUÍMICA APEX”. Alfred Striker era uns dos Quatros proprietários, ele fez um contrato para pagar uma certa soma para pagar cada uns dos outros proprietários. Ele achou que matando eles e roubando os contratos, iria ficar livre de suas dívidas. Mas claramente isso dá errado, pois o Cavaleiro das Trevas impede tal crime de ser levado adiante.

2- Batman: O Cavaleiro Das Trevas

Em o Cavaleiro das Trevas, Frank Miller nos trouxe um Batman mais velho e cansado, que volta da aposentadoria para mais uma vez enfrentar o crime em Gotham City. Frank Miller fez um Batman sobre um ângulo diferente e mais criativo, assim como sua arte e um roteiro bem peculiar. A história apresenta Carrie Kelley como o novo Robin. Cavaleiro das Trevas trouxe um tom mais sério e adulto para o mundo dos quadrinhos.

3- Batman: A Piada Mortal

Alan Moore e Brian Bolland nos trouxeram uma história espetacular que retrata muito bem como é o relacionamento do Vingador De Gotham e o Palhaço Do Crime. Essa belíssima história e ganhadora de diversos prêmios como: Melhor História, Melhor Graphic Novel e Melhor Desenhista. Moore se encarregou de fazer uma história mais obscura e mais adulta. A arte de Brian Bolland não deixa a desejar, com seus painéis detalhados, expressões faciais realistas e um storyteller invejável.

4- Batman: O Messias

Jim Starlin traz umas das mais controversas história, do Homem Morcego. Em O Messias, Batman enfrenta um fanático líder religioso, Diácono Blackfire. Essa figura religiosa detém um passado misterioso. Com suas raízes profundamente entranhadas na cidade, o líder está prestes a criar um exército com fanáticos religiosos, do qual ele converteu, mas sua real intenção é um mistério. Batman é arrancado de sua realidade habitual e passa a enfrentar um mundo repletos de demônios e verdades religiosas. Nosso herói é envolvido por um círculo de medo e confusão, em um ciclo de loucura. Essa história mexe bastante com o psicológico e a estrutura do  Homem-Morcego.

5- Batman: A Queda Do Morcego

Quando o Cavaleiro das Trevas teve sua espinha quebrada na luta contra Bane, Bruce é substituido como Batman por um aprendiz chamado Jean-Paul Valley (Azrael). Ele se torna um Batman cada vez mais violento e instável, assim manchando a reputação do Cavaleiro Das Trevas. A Queda Do Morcego é umas das histórias mais importantes do crescimento e evolução do Batman. A história foi responsável pela reconstrução do personagem, depois das consequências causadas por Azrael. Bruce também percebeu que trabalhar sozinho é um fardo grande demais, levando eventualmente para a formação da Bat-Família.


Aqui estão cinco incríveis HQs do Homem-Morcego que vocês podem ler para comemorar o aniversário do maior detetive do mundo. Além disso, é uma ótima forma de passar a sua quarentena. Então lembre-se, fique em casa, cuide de você e da sua família.

 

“Ainda não acabei meu trabalho… como você não acabou o seu comigo.”

5 filmes para você assistir na quarentena

Em comemoração do primeiro ano do site no ar, iremos listar 5 filmes que merecem ser vistos, ou revistos nesta época de quarentena. Segue abaixo:

1. O Poço (Netflix)

Sem dúvidas, está dando o que falar o novo filme da Netflix. Descrito como perturbador por muitos usuários, O Poço retrata detentos em uma prisão de andares, os quais os que estão acima, comem melhor dos que estão abaixo. É um filme que explora o caráter humano e até aonde sua loucura permite ir.

2. História de um Casamento (Netflix)

O filme que esteve presente no Oscar 2020, e tendo Laura Dern como vencedora de Melhor Atriz Coadjuvante, conta a história de um casal com complicações matrimoniais. Charlie (Adam Driver) Nicole (Scarlett Johansson) precisam lidar com um processo doloroso na iminência do divórcio.

3. 1917

O brilhante 1917 de Sam Mendes e ganhador de três estatuetas não iria ficar de fora da lista. 1917 se passa na Primeira Guerra Mundial, nos vastos campos franceses. Os cabos Schofield (George MacKay) e Blake (Dean-Charles Chapman) estão encarregados de levar uma mensagem para cessar um ataque inglês e salvar 1600 homens, após o alto escalão saber sobre a retirada estratégica alemã. É uma imersão total da Grande Guerra.

4. Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Com certeza, vale a pena (re)assistir o épico fechamento da Trilogia Nolan. Após 8 anos dos acontecimentos de Batman: O Cavaleiro das Trevas e a morte de Harvey Dent (Aaron Eckhart), Bruce Wayne (Christian Bale) vive nas sombras sem dar vida novamente ao Batman. Porém, tudo muda quando Bane (Tom Hardy) ameaça a cidade e consegue tomar seu controle, começando sua revolução em Gotham.

5. Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida

Sendo um dos grandiosos filmes de Steven Spielberg com Harrison Ford no papel, Os Caçadores da Arca Perdida explora o arqueólogo Henry Jones Jr (Harrison Ford) em busca da Arca da Aliança, a qual contém os Dez Mandamentos escritos por Moisés. Como diz a lenda, se um exército tê-la será invencível, Indiana Jones terá um grande adversário: Adolf Hitler.


A quarentena pode ser ainda mais produtiva caso você queira rever seus filmes favoritos, ou mesmo, apreciá-los. Neste primeiro ano do site, agradecemos a quem sempre está conosco. Iremos ainda trazer muitas outras recomendações, variando de quadrinhos, games, séries e animações.

Lembrando, fique em casa, para o seu bem, o bem dos seus familiares e da população.

“Por que caímos? Para aprendermos a nos levantar.” – Alfred, em Batman Begins.

Indicação de série: Breaking Bad

A série conta a história de Walter White (Bryan Cranston), um professor de química que começa a enfrentar problemas com a meia idade e também uma recente descoberta de um câncer de pulmão estágio 3. Walter se viu sem saída e logo viu que iria morrer logo, mas ele queria garantir o futuro de sua família antes de sua trágica morte. Ele se juntou com um ex-aluno chamado Jesse Pinkman (Aaron Paul), White entra para vida criminosa, e começa a produzir metanfetamina cristalizada para garantir um bom futuro para sua família.

A série conta com 5 temporadas e um filme, El Camino que foi produzida pela Netflix.

Gladiador é um clássico que merece ser visto!

Os anos 2000 foram repletos de filmes incríveis tendo Christian Bale em Psicopata Americano, Mel Gibson estrelando O Patriota e o começo dos X-Men no cinema, pondo os heróis nas telonas novamente. Mas entre todos estes e mais alguns, Ridley Scott fez o melhor filme do ano considerado pelo Oscar, Gladiador!


“O que fazemos em vida ecoa na eternidade.”


Elenco formidável

O papel destacado para Russel Crowe foi perfeito. Um dos melhores desempenhados em sua carreira, se não o melhor. Sendo um comandante do exército, posteriormente vendido como escravo, Maximus buscava vingança pelo que fizeram com sua esposa e filho, e sabia quem foi, Commodus. Commodus, interpretado por Joaquin Phoenix, era o sucessor de seu pai Marco Aurélio, imperador romano que trouxe a paz para Roma e que fora assassinado por seu próprio filho. A reviravolta acontece quando Maximus é mandado pelo imperador para ser executado pelos Pretorianos (soldados do império). Ele luta contra e sobrevive, indo atrás de sua família para salvá-los, mas chega do tarde demais.

Maximus e o Imperador

Cansado e com a saúde frágil, o imperador que trouxe a Pax Romana precisava de um homem que pudesse substituí-lo e ser melhor do que ele jamais foi. Para isso, ele escolheu Maximus como substituto, sabendo que Commodus, seu filho, colocaria a ambição em primeiro lugar. Marco Aurélio via o comandante de sua legião alguém que não tinha se corrompido pela política, como ele mesmo e o Senado. O último desejo do César era que Roma voltasse a ser o que era, com uma paz duradoura e uma república a seguir.

“Conquiste Roma e devolva ao povo.”

Gladiador vs Tirano

Commodus foi maníaco o bastante para um imperador romano. Sua retratação no filme é algo mais além, já que a história real do filho de Marco Aurélio é diferente. Nascido em 161 d.C, se tornou César aos 5 anos de idade. O interesse de Commodus era mais para a parte amorosa do que política. Reinou sem seu pai a partir de 180, após a morte do mesmo. Sofreu conspiração de sua própria irmã e mãe, executando-as. Seu governo era instável, e para amenizar, usufruía da política do “Pão e Circo”, dando espetáculos de gladiadores ao povo e ainda lutando no anfiteatro como um.

No filme, ele é mais megalomaníaco do que na vida real. Matou seu pai, tornando-se sucessor e odiado pelo povo e Senado no começo. Logo, teve de aplicar o “Pão e Circo” para que o foco do povo fosse outro. Além disso, Commodus também sofreu conspiração de sua irmã, Lucila (Connie Nielsen), mas não matou. Ainda lutou na arena no final do filme contra Maximus.

Enredo

Gladiador se passa no ano de 180 d.C, mostrando Roma nas Guerras Marcomanas e o sucesso de Maximus contra os bárbaros. O comandante era um fenômeno para o exército e para o imperador. Após a morte de Marco Aurélio e a ascensão de Commodus ao trono, Maximus é mandado para morrer. Ao sobreviver, ele vai atrás de sua família e os encontra mortos. É vendido como escravo, e usado como gladiador. O único objetivo dele era se vingar de Commodus por destruir sua vida e matar esposa e filho.

Batalhas

As batalhas do filme são incríveis, jorrando sangue pra tudo quanto é lado. Mas as melhores, claro, são as dos gladiadores enquanto lutam no coliseu contra a bárbara horda. Uma sequência cheia de ação e brutalidade, que mostra a estratégia usada por Maximus contra seus inimigos.

Cenas marcantes

A obra de Ridley Scott não faltou cenas marcantes. São tantas que listamos apenas três:

1 – “Vocês não estão se divertindo?”

2 – “Meu nome é Gladiador.”

3 – “Vá para eles, Maximus.”

Trilha sonora

É com toda a certeza um dos pontos mais altos do filme. A trilha sonora composta por Hans Zimmer e Klaus Badelt é sem dúvidas, uma das melhores já vistas no cinema.

Uma trilha que torna-se épica e barulhenta em batalhas, inspiradora em vitórias, dramáticas em fugas e tristes em mortes. As mais notáveis são; The Battle, Elysium, Honor Him e Now We Are Free, com a voz de Lisa Gerrard.

Afinal, Gladiador é o melhor filme sobre história?

Para muitos, sim, pela história contada de uma forma mais realista, mostrando um impecável visual da Roma Antiga nas telonas, sendo tão glorioso quanto em pinturas ou na imaginação. Gladiador, mesmo que não siga totalmente uma história real, usa personagens que existiram para moldar um filme com um que nunca existiu, Maximus.

Recebeu várias indicações ao Oscar, BAFTA, Globo de Ouro e MTV Movie Awards, tendo 13 premiações, incluindo de melhor ator, melhor filme, melhor som, melhor trilha sonora, figurino efeitos especiais, entre outros.

Além de ser emocionante em seu final, o roteiro é incrível, mesmo distorcendo Commodus, mas trazendo a ruína que ele causou ao Império Romano.

Gladiador serviu de inspiração para outros diretores, alavancando o tema sobre história nos cinemas. O longa, a cada ano que passa, não perde sua grandiosidade, sendo um filme que merece ser visto por várias gerações, tornando-o inesquecível!

Indicação da semana: Demolidor (Série)

Demolidor é uma daquelas séries que consegue manter a essência do personagem, com elementos que remetem a fase de Frank Miller, a série consegue ser violenta e dramática ao mesmo tempo, com vilões muito bons e personagens coadjuvantes que roubam a cena.

Não podemos esquecer a trilha sonora da série, (composta por John Paesano) que é algo magnífico. Sempre que vejo a abertura da série, meu coração bate mais forte por conta da trilha. Outro ponto alto da série são as cenas de ação, onde o Demolidor luta contra dez homens e vence, mesmo depois de apanhar muito. Os flashbacks da primeira temporada, que contaram a história de Jack Murdock e etc.

Como já falei, os vilões das três temporadas são muito bons, mas em minha opinião, o melhor vilão foi Wilson Fisk, mais conhecido como Rei do Crime. A série consegue trabalhar muito bem toda a trajetória que Fisk teve para se tornar um Rei no submundo, e podemos dizer que na primeira temporada somos apresentados ao Wilson Fisk e na terceira, ao Rei do Crime.

Vale ressaltar que a série pega muitos elementos da fase de Frank Miller a frente do personagem, como o traje que o personagem usa na primeira e terceira temporada, e a própria Elektra. Então se você gosta dessa fase do personagem, a série é para você!

Sinopse: Cego desde pequeno, Matt Murdock luta contra a injustiça durante o dia como advogado e à noite nas ruas de Hell’s Kitchen, Nova York.

Essa foi a indicação da semana, até mais!

As três temporadas de Demolidor estão disponíveis na Netflix.

Indicação: Daybreak (Netflix)

Pense em um mundo pós-apocalíptico, aonde uma bomba biológica explode por todo o mundo, e somente os adultos foram infectados e os adolescentes e crianças permaneceram normais. Pensou?. Ótimo. Agora imagine esse cenário apocalíptico sendo dominado por adolescente, aonde eles se dividem criando inúmeras facções.

A vida pode ter sido umas das piores coisas que aconteceu para alguns, mas para Josh as coisas só melhoraram, e eu não estou falando do Josh gay ou do outro Josh gay…estou falando apenas falando do Josh Wheeler.

Daybreak é uma série que mistura diversas referências e dentre ela são; Mad Max, Zumbilândia, Star Wars  etc.

Os humanos se tornaram o que eles chamam de ghoulies. são tipos zumbis , mas alguns se comportam como se fosse zumbis e outros ainda tem capacidade de falar e agir normalmente, mas eles comem carne humana.

Josh Wheeler (Colin Ford) é o protagonista e também narrador da série. Ele explica os acontecimentos que aconteceram antes e depois do apocalipse acontecer. Ele quebra a quarta parede e conversar diretamente com espectador. Josh se vira sozinho nesse mundo apocalíptico e ele ainda explica como sua vida melhorou depois do apocalipse.

Seu objetivo no meio desse mundo em caos, é encontrar sua paixão de colégio: Sam Dean (Sophie Simnett). No decorrer da série ele encontra seus antigos amigos da escola.

Daybreak é uma série com inúmeras referências, um ótimo roteiro e um elenco nota dez. A série contém 10 episódios, e cada um tem duração de 50 min.

A série foca em 4 personagens: Wesley Fists (Austin Crute), um aprendiz de samurai que mesmo em caos, ele deseja trilhar em um caminho de paz e redenção; Angélica (Alyvia Alyn Lind) ela pode parecer uma garota de 10 anos, mas na verdade é uma adulta em um corpo de uma criança; Mrs. Cumble (Krysta Rodriguez) antes do caos apocalíptico ela era uma professora com muitos talentos, ela cantava e falava espanhol; e Eli Cardashyan (Gregory Kasyan) um personagem cômico que apenas quer o shopping pra si.

Daybreak é uma série que tem comédia, ação, drama e grandes referências nostálgicas. Vale a pena assistir Daybreak.

Especial de Halloween: 10 filmes de terror para assistir no Dia das Bruxas

Hoje é o famoso Dia das Bruxas. Os fãs de terror adoram este dia, para pedir gostosuras ou travessuras nas casas, vestidos a caráter. Então, listamos 10 filmes para que você possa assistir, seja sozinho ou com os amigos no dia de Halloween.


Halloween (1978 e 2018)

“Feliz Halloween, Michael.”

Criado e dirigido por John Carpenter e Debra Hill, um dos maiores, se já não é, o maior slasher de todos os tempos, é a figura do Halloween. Michael Myers é um assassino em série que ataca nas noites de Halloween. Seus alvos são babás, e o foco dos filmes é Laurie Strode, sua irmã. Numa caçada incansável, Myers tenta matá-la a todo custo. O filme revolucionou o gênero de slasher, tendo uma trilha sonora muito emblemática. Em 2018, foi lançado a continuação direta dos acontecimentos de 1978, que é tão incrível quanto o primeiro. Michael Myers sagrou-se como símbolo do Dia das Bruxas.

Sexta Feira 13 (1980)

Para seguir o sucesso de Halloween, foi criada a franquia do Sexta Feira 13, fazendo alusão também ao dia. Jason Vorhess é um assassino impiedoso que usa uma máscara de hóquei – que dá um medo tremendo – e aterroriza o acampamento de Crystal Lake. Isso já o fez em 1958, mas como o lugar foi fechado, ficou escondido. Em 1979 foi reaberto, após a cidade ter “esquecido” essa história. Jason volta mais sagaz, matando os monitores do acampamento e continuando seus assassinatos.

Família Addams

Não ia faltar nessa lista a família mais amada e estranha dos cinemas. A Família Addams é um clássico das televisões e cinemas que não se trata de terror, mas sim, uma comédia com o uso de aspectos aterrorizantes. Tendo um seriado em 1964, que muitos adoram, ficou com ainda mais renome na década de 90, com Raul Julia a frente de Gómez e Anjelica Huston como Mortícia. Com um humor sádico e costumes pra lá de estranhos, os Addams são a cara do Halloween. E claro, a música é tão divertida quanto os filmes.

A Hora do Pesadelo

Não é preciso ser especialista no ramo de terror pra saber que Freddy Krueger é um dos mais renomados e assustadores personagens de terror. Krueger utiliza das artimanhas do sonho para matar as pessoas nele. Em consequência a isso, elas morrem no mundo real. Os poderes dele provém disso. Crianças sonham com poderes absurdos, e ele os drena, ficando mais poderoso do que nunca. Aliás, espero que não tenham pesadelos esta noite.

O Exorcista

Talvez o melhor filme de terror, e com certeza, um dos mais assustadores da época. O Exorcista foi um estrondo para os filmes de terror, já que tomava como base um caso real. Uma garota fora possuída pelo demônio e dois padres conseguem livrá-la, levando consigo, a morte pela vida dela. Uma trilha sonora absurda, O Exorcista é o maior filme do gênero já feito até hoje.

A Casa Monstro

Fazer animações de terror nem sempre é fácil, mas A Casa Monstro fez tudo parecer fácil. No coração de muitos fãs já adultos e também de crianças, o terror infantil conta a história de 3 adolescentes que insistem em dizer que a casa tinha vida. Muitas coisas foram perdidas com o tempo dentro da casa, e eles temiam que chegasse a noite de Halloween. A missão? Salvar a vida do senhor Epaminondas e destruir a casa. Funciona muito bem como um terror infantil, e é uma das animações mais memoráveis dos cinemas.

Invocação do Mal

James Wan escolheu bem o elenco e caprichou no terror em Invocação do Mal. Ele traz à tona o casal Warren, famosos exorcistas estadunidenses para um novo caso. O caso da família Perron, que acredita ter algo paranormal na casa, os assombrando. Ali, no século XIX, vivia uma bruxa que amaldiçoou a terra, e quem fosse morar na casa iria morrer. O caso foi investigado por muitos críticos, dizendo que tudo era uma mentira dos Warren… Enfim, o filme consegue usar muito bem do terror e dar grandes sustos.

Jogos Mortais

Talvez seja uma das franquias mais agonizantes de se ver, Jogos Mortais é literalmente um banho de sangue em todos os filmes. Uma real carnificina. Jigsaw é um assassino bruto, que faz joguinhos para que uma das pessoas se salve, mas com sofrimento. Entre uma das coisas brutais está o sacrifício da carne. Tirar pedaços do corpo, jogar na balança e ver qual pesa mais, para que a cabeça não seja penetrada por ferros. Com certeza, é agonizante.

A Chave Mestra

Com direito a premiações, A Chave Mestra conta a história de Caroline Ellis, que acompanha doentes terminais. Ela então, precisa ajudar um senhor que sofreu um derrame recentemente. A casa era em um local afastado, onde nas redondezas praticavam cerimônias místicas. Da esposa de Ben, ela recebe uma chave mestra que abre todas as portas. Abre até mesmo a mais misteriosa da casa. Com uma pitada de mistério, drama e terror, o filme ganhou críticas mistas.

Pânico

Os filmes de slasher estavam em decadência no final da década se 90. As antigas franquias estavam tentando se manter, mas Wes Craven conseguiu dar destaque novamente aos assassinos em série. Pense, um homem te liga, lhe faz perguntas sobre filmes de horror e você erra uma delas. Estranho, não? No próximo dia estaria morto pelas mãos do assassino. E era realmente isso que ele fazia. O Ghostface se tornava ainda mais interessante do que os outros slashers, pelo simples fato de ser um humano sem poder algum. Além dos 4 filmes, há também a série com 3 temporadas. Craven teve uma grande visão, fazendo de Pânico um clássico do Halloween.

Menções Honrosas

Não fique triste caso o seu favorito não tenha aparecido. Aqui vai alguns outros para ver ainda nesta noite:

• IT – A Coisa (1 e 2)

Invocação do Mal 2

Anabelle

A Freira

1922

Cemitério Maldito

Halloween II

Halloween 20

Psicose

O Iluminado

Madrugada dos Mortos

Brinquedo Assassino

Corra

A Bruxa

A Entidade

Atividade Paranormal

Sobrenatural

Tubarão

A Bruxa de Blair

O Homem nas Trevas

Horror em Amityville


Nossas indicações para se assistir nesta noite do Dia da Bruxas, e considerados filmes essenciais para desfrutar do gênero de terror e tomar alguns sustos. Gostou de algum? Já viu? Quais? Comente!

Feliz Dia das Bruxas de toda a equipe do Critical Room.

🎃🗡

Seven: Os Sete Crimes Capitais (1995)

Os detetives David Mills (Brad Pitt) e William Somerset (Morgan Freeman) são encarregados de caçar um serial killer que escolhe suas vítimas de acordo com os sete pecados capitais.

A indicação de hoje é de um filme de suspense investigativo, que leva uma estética realista e sombria. Dá para sentir toda a insegurança e o caos do ambiente do filme. E para ajudar com todo esse clima, tem uma ótima trilha sonora que ajuda na trama.

O filme é excelente, com uma investigação misteriosa e intrigante que te prende do início ao fim, contando também com personagens muito bem desenvolvidos que fazem com que você se apegue a eles.

Esse é um terror psicológico fantástico. Todas as cenas de investigações são incríveis. A cada novo crime, a tensão apenas aumenta e não posso deixar de falar do 3° ato do filme que é sensacional. Esse filme tem um dos finais mais tensos psicologicamente que eu já vi. É perturbador e GENIAL!

Seven possui um excelente elenco com Brad Pitt e Morgan Freeman com os papéis principais, não posso deixar de falar de Gwyneth Paltrow que faz Tracy Mills a esposa de David, e Kevin Spacey que faz John Doe.

Com certeza, esse é um dos meus filmes favoritos de todos os tempos, um suspense investigativo que mexe com seu psicológico e que tem um dos melhores finais de todos na minha opinião.

Essa é a minha indicação, recomendo a todos verem esse filme que é uma obra prima!