Arquivo da categoria: HQ’s

SDCC 21 | Quadrinistas comentam sobre o evento Batman: Fear State

Espantalho será o grande perigo para Gotham.


Após ter sido anunciado pela DC, o novo evento que irá dominar os títulos ligados aos personagens de Gotham, Batman, Asa Noturna, entre outros, os principais escritores discutiram sobre o Fear State em um painel na San Diego Comic-Con deste ano. James Tynion IV, escritor do título do Batman e do Coringa em Infinite Frontier, provocou o grande plano do Espantalho.

Você pode conferir o painel na íntegra logo abaixo: 

Anúncios

“Por meio do medo, Gotham pode evoluir. Ele quer fazer com Gotham o que fez com Batman”, disse Tynion.

O quadrinista ainda disse que o Espantalho deverá abandonar o uso da toxina do medo, sua marca registrada. O próprio vilão produziu a toxina/gás como sua arma para explorar o medo em seus inimigos.

“Ele não usará uma gota de toxina do medo”, falou o escritor.

unnamed_29.0

Mariko Tamaki, escritora da Detective Comics, e que também esteve em Dark Detective no Future State, comentou sobre os planos de Simon Saint para o prefeito Nakano, e o começo do Magistrado na cidade. 

“Nakano e Bruce não são totalmente diferentes. Nakano está investido na justiça, mas em uma visão limitada dela.” 

Em Dark Detective e outros títulos relacionados ao universo do Batman em Future State, o Magistrado dominou Gotham e substituiu o GCPD como a força de segurança da cidade. Ao mesmo tempo, os pacificadores caçavam o Batman e demais vigilantes, que era criminosos sob os olhos da lei. Os títulos atuais de Infinite Frontier são como uma prequel para que os eventos de Future State não aconteçam.

O escritor do título da Mulher-Gato, Ram V, e Stephanie Phillips, que cuida do título mensal da Arlequina, também estiveram presentes e deixaram seus comentários sobre o perigo que estas personagens terão de enfrentar. O domínio do Espantalho não afeta apenas os heróis, mas todos os vilões de Gotham também, com o Mestre do Medo se tornando ainda mais perigoso que o próprio Coringa.

“Ela está chegando à conclusão de que não importa se ela é uma ladra, heroína ou algo entre […] as pessoas tendem a se machucar”, disse Ram V, que irá abordar as preocupações de solidão de Selina Kyle sem o Batman por perto.

Ao contrário disso, Phillips quer fazer com que a Arlequina seja uma nova personagem, provando a si mesma que é capaz de enfrentar este Estado de Medo.

“Ela está muito animada para provar a si mesma. Ela ainda pode fazer tudo certo, mas isso não significa que Gotham vai amá-la”, alertou Phillips.

Em seu título em Future State, a Arlequina teve se de aliar ao Espantalho para tentar fugir de um Asilo Arkham totalmente reformado e mais tecnológico. Agora não como Espantalho, mas como Jonathan Crane, ele deixou sua máscara e ficou ao lado do prefeito para capturar outros vilões como o Máscara Negra, tendo auxílio da própria Arlequina.

Tom Taylor, escritor de Asa Noturna, também esteve no painel, e comentou sobre o cachorro que Dick Grayson adotou e o nomeou de Bitewing.

IMG_1E20AB49FBC4_1

“Ninguém traria um cachorrinho para isso”, disse o quadrinista, que prometeu “algo genuinamente transformador” em Asa Noturna #81.

O prelúdio de Fear State começa em agosto, com o lançamento de alguns títulos do universo do Batman. Confira as informações do quadrinho principal.

Batman: Fear State Alpha #1
  • Escritor por James Tynion IV
  • Arte por Ricardo Federici
  • Capa de Ben Oliver
  • Capa variante de Dylan Teague

Sinopse: “O evento que durou mais de um ano começa. Fear State se instala em Gotham City, e ninguém está seguro! Oprimido pela ameaça dupla do Espantalho e do Pacificador-01, Batman e seus aliados estão um passo atrás desde os eventos de Infinite Frontier #0. E com a chegada de um misterioso anti-oráculo e o retorno de Hera Venenosa, Batman pode ter mais do que ele pode segurar! ”

Fear State: Alpha chega no dia 31 de agosto.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

SDCC 21 | Confira os vencedores da 33ª edição do Eisner Awards

Superman faturou quatro prêmios.


Como é de costume em toda San Diego Comic-Con, acontece o Eisner Awards, premiação dos melhores quadrinhos, que inclui todas as editoras de quadrinhos, como a DC Comics, Marvel, Dark Horse, Image Comics e diversas outras que publicam suas bandas desenhadas. Em mais um ano, a premiação aconteceu de forma remota, já que o evento está sendo todo online por conta da pandemia do Coronavírus. 

Eisner Awards 2021 contou com a apresentação de Phil LaMarr, dublador do Lanterna Verde na série animada da Liga da Justiça, tendo a abertura da administradora do EisnerJackie Estrada, que também encerrou a cerimônia. O Eisner Awards premiou, em 33 categorias, quadrinhos publicados no ano de 2020 e contou com um total de seis juízes.

Confira a lista completa de indicados e vencedores:


Melhor História Curta

Vencedor:“When the Menopausal Carnival Comes to Town,” por Mimi Pond, em Menopause: A Comic Treatment (Graphic Medicine/Pennsylvania State University Press)

Indicados: Garden Boys de Henry McCausland, em Now #8 (Fantagraphics), I Needed the Discounts de Connor Willumsen (The New York Times), Parts of Us,” de Chan Chau, em Elements: Earth, A Comic Anthology by Creators of Color (Ascend Press), Rookie, por Greg Rucka e Eduardo Risso, em Detective Comics #1027 (DC), Soft Lead, de Chan Chau

Melhor Edição Única

Vencedor: Our Favorite Thing Is My Favorite Thing Is Monsterspor Emil Ferris (Fantagraphics)

Indicados: Coin-Op No. 8: Infatuationpor Peter e Maria Hoey (Coin-Op Books)The Freakpor Matt Lesniewski (AdHouse)Minotäarpor Lissa Treiman (Shortbox) e Sobekpor James Stokoe (Shortbox)

Melhor Série Contínua

Vencedor: Usagi Yojimbo, de Stan Sakai (IDW)

Indicados: Bitter Root, de David F. Walker, Chuck Brown, e Sanford Greene (Image), Daredevil, de Chip Zdarsky e Marco Checchetto (Marvel), The Department of Truth, por James Tynion IV e Martin Simmonds (Image), Gideon Falls, de Jeff Lemire and Andrea Sorrentino (Image) e Stillwater, por Chip Zdarsky e Ramón K Pérez (Image/Skybound)

Melhor Antologia

Vencedor: Menopause: A Comic Treatment, editada por MK Czerwiec (Graphic Medicine/Pennsylvania State University Press)

Indicados: Ex Mag, volumes 1–2, editada por Wren McDonald (PEOW), Guantanamo Voices: True Accounts from the World’s Most Infamous Prison, editada por Sarah Mirk (Abrams), Hey, Amateur! Go From Novice to Nailing It in 9 Panels, editada e com curadoria de Shelly Bond (IDW Black Crown), Los Angeles Times, editada por Sammy Harkham (NTWRK) e Now, editada por Eric Reynolds (Fantagraphics)

Melhor Edição Norte-Americana de Conteúdo Internacional

Vencedor: Goblin Girl, de Moa Romanova, tradução de Melissa Bowers (Fantagraphics)

Indicados: Altitude, de Olivier Bocquet e Jean-Marc Rochette, tradução de Edward Gauvin (SelfMadeHero), Gamayun Tales I: An Anthology of Modern Russian Folk Tales, de Alexander Utkin, tradução de Lada Morozova (Nobrow),Irena Books 2-3, de Jean-David Morvan, Severine Tréfouël, e David Evrard, tradução de Dan Christensen (Magnetic Press), When You Look Up, de Decur, tradução de Chloe Garcia Roberts (Enchanted Lion Books) e The Winter of the Cartoonist, de Paco Roca, tradução de Andrea Rosenberg (Fantagraphics)

Melhor Edição Norte-Americana de Conteúdo Asiático

Vencedor: Remina, de Junji Ito, tradução de Jocelyne Allen (VIZ Media)

Indicados: I Had That Same Dream Again, de Yoru Sumino e Idumi Kirihara, tradução de Beni Axia Conrad (Seven Seas), I Wish I Could Say “Thank You,” de Yukari Takinami, tradução de Yukari Takeuchi (Fanfare/Ponent Mon), A Journal Of My Father, de Jiro Taniguchi, tradução de Kumar Sivasubramanian (Fanfare/Ponent Mon), Ping Pong, vols. 1–2, de Taiyo Matsumoto, tradução de Michael Arias (VIZ Media) e Spy x Family, vols. 1–3, de Tatsuya Endo, tradução de Casey Loe (VIZ Media)

Melhor Roteirista

Vencedor: James Tynion IV, Something Is Killing the Children, Wynd (BOOM! Studios); Batman (DC); The Department of Truth (Image); Razorblades (Tiny Onion)

Indicados: Ed Brubaker, Pulp, Reckless (Image); Friday (Panel Syndicate), Matt Fraction, Superman’s Pal Jimmy Olsen (DC); Adventureman, November vols. 2–3, Sex Criminals (Image), Jonathan Hickman, Decorum (Image); Giant-Size X-Men, X-Men (Marvel), Jeff Lemire, Barbalien, Black Hammer, Colonel Weird: Cosmagog (Dark Horse); The Question: The Deaths of Vic Sage (DC Black Label); Family Tree, Gideon Falls (Image) e Chip Zdarsky, Stillwater (Image/Skybound), Daredevil, Fantastic Four/X-Men (Marvel)

Melhor Roteirista e Artista

Vencedor: Junji Ito, Remina, Venus in the Blind Spot (VIZ Media)

Indicados: Pascal Jousselin, Mister Invincible: Local Hero (Magnetic Press), Trung Le Nguyen, The Magic Fish (RH Graphic/RH Children’s Books), Craig Thompson, Ginseng Roots (Uncivilized), Adrian Tomine, The Loneliness of the Long-Distance Cartoonist (Drawn & Quarterly) e Gene Luen Yang, Dragon Hoops (First Second/Macmillan)

Melhor Artista ou Equipe de Artistas

Vencedores: Michael Allred, Bowie: Stardust, Rayguns & Moonage Daydreams (Insight Editions)

Indicados: Marco Chechetto, Daredevil (Marvel), Jorge Corona, Middlewest (Image), Bertrand Gatignol, Pistouvi (Magnetic Press), Mitch Gerads/Evan “Doc” Shaner, Strange Adventures (DC Black Label) e Sanford Greene, Bitter Root (Image)

Melhor Artista Digital

Vencedor: Anand RK/John Pearson, Blue in Green (Image)

Indicados: Benjamin Adam, Soon (Europe Comics), Alice Chemama, The Zolas (Europe Comics), Jared Cullum, Kodi (Top Shelf), Decur, When You Look Up (Enchanted Lion Books) e Antonio Lapone, Gentlemind (Europe Comics)

Melhor Artista de Capa

Vencedor: Peach Momoko, Buffy the Vampire Slayer #19, Mighty Morphin #2, Something Is Killing the Children #12, Power Rangers #1 (BOOM! Studios); DIE!namite, Vampirella (Dynamite); The Crow: Lethe (IDW); Marvel Variants (Marvel)

Indicados: Jamal Campbell, Mighty Morphin Power Rangers (BOOM! Studios); Far Sector (DC), Simone Di Meo, We Only Find Them When They’re Dead (BOOM! Studios), Mike Huddleston, Decorum (Image), Dave Johnson, Butcher of Paris (Dark Horse) e Ramón K. Pérez, Stillwater (Image/Skybound)

Melhor Colorista

Vencedor: Laura Allred, X-Ray Robot (Dark Horse); Bowie: Stardust, Rayguns & Moonage Daydreams (Insight Editions)

Indicados: Jean-Francois Beaulieu, Middlewest (Image), Gipi, One Story (Fantagraphics), Marte Gracia, Empyre, X of Swords (Marvel), Dave Stewart, Promethee 13:13 (comiXology); Black Hammer (Dark Horse); Gideon Falls (Image); Spider-Man #4-#5 (Marvel) e Matt Wilson, Undiscovered Country (Image)Fire Power (Image/Skybound); Thor (Marvel)

Melhor Letrista

Vencedor:Stan Sakai, Usagi Yojimbo (IDW)

Indicados: Mike Allred, Bowie: Stardust, Rayguns & Moonage Daydreams (Insight Editions), Deron Bennett, Bear, The Sacrifice of Darkness (Archaia); King of Nowhere, Something Is Killing the Children, We Only Find Them When They’re Dead (BOOM! Studios); Far Sector, Harley Quinn: Black + White + Red, Martian Manhunter (DC); Excellence (Image/Skybound); A Dark Interlude, Dark One, Relics of Youth, Resonant, Shadow Service, Vampire: The Masquerade: Winter’s Teeth (Vault); Ping Pong (VIZ Media), Aditya Bidikar, Barbalien: Red Planet, Grafity’s Wall Expanded Edition (Dark Horse); John Constantine, Hellblazer (DC); A Map to the Sun (First Second); The Department of Truth, Lost Soldiers (Image); Giga, The Picture of Everything Else (Vault), Clayton Cowles, Aquaman, Batman, Batman and the Outsiders, Strange Adventures, Superman: Man of Tomorrow, Superman’s Pal Jimmy Olsen (DC); Adventureman, Bitter Root, Bog Bodies, Die (Image); Reaver (Image/Skybound); Morbius, X Of Swords (Marvel) e Rus Wooton, Wonder Woman: Dead Earth (DC); Decorum, Monstress (Image); Die!Die!Die!, Fire Power, Oblivion Song, Outcast, Stillwater (Image/Skybound) 

Melhor Design de Publicação

Vencedores: The Loneliness of the Long-Distance Cartoonist, de Adrian Tomine e Tracy Huron (Drawn & Quarterly)

Indicados: Chasin’ the Bird: Charlie Parker in California deluxe edition, de David Chisholm e Tyler Boss (Z2 Comics), Dbury@50: The Complete Digital Doonesbury, por G.B. Trudeau, design de George Corsillo e Susan McCaslin (Andrews McMeel), J & K, de John Pham (Fantagraphics) e Original Art: The Dan Clowes Studio Edition, de Daniel Clowes (Fantagraphics)

Melhor HQ Digital

Vencedor: Friday, de Ed Brubaker e Marcos Martin (Panel Syndicate)

Indicados: Genius Animals? de Vali Chandrasekaran e Jun-Pierre Shiozawa, geniusanimals.net, Gentlemind, de Juan Díaz Canales, Teresa Valero, e Antonio Lapone (Europe Comics), Promethee 13:13, by Andy Diggle and Shawn Martinbrough (comiXology Originals/Delcourt), Olive, de Véro Cazot e Lucy Mazel (Europe Comics) e Soon, de Thomas Cadène e Benjamin Adam (Europe Comics)

Melhor Webcomic

Vencedor: Crisis Zone, de Simon Hanselmann

Indicados: BFF, de Clément C. Fabre, Joseph Saffiedine e Thomas Cadène, DPS! Only, de Vel, Isle of Elsi, de Alec Longstreth, The Kiss Bet, de Ingrid Ochoa e The Middle Age, de Steve Conley

Melhor Publicação Para Jovens Leitores

Vencedor: Our Little Kitchen, por Jillian Tamaki (Abrams Books for Young Readers)

Indicados: Bear, por Ben Queen e Joe Todd-Stanton (Archaia/BOOM!), Cat Kid Comic Club, de Dav Pilkey (Scholastic Graphix), Donut Feed the Squirrels, de Mika Song (RH Graphic/RH Children’s Books), Kodi, de Jared Cullum (Top Shelf) e Lift, por Minh Lê e Dan Santat (Little, Brown Young Readers)

Melhor Publicação Infantil

Vencedor: Superman Smashes the Klan, por Gene Luen Yang e Gurihiru (DC)

Indicados: Doodleville, por Chad Sell (Knopf/BFYR/RH Children’s Books), Go with the Flow, de Lily Williams e Karen Schneemann (First Second/Macmillan), Mister Invincible: Local Hero, por Pascal Jousselin (Magnetic Press), Snapdragon, de Kat Leyh (First Second/Macmillan) e Twins, de Varian Johnson e Shannon Wright (Scholastic Graphix)

Melhor Publicação Para Adolescentes

Vencedor: Dragon Hoops, de Gene Luen Yang (First Second/Macmillan)

Indicados: Check, Please! Book 2: Sticks & Scones, de Ngozi Ukazu (First Second/Macmillan), Displacement, por Kiku Hughes (First Second/Macmillan), Fights: One Boy’s Triumph Over Violence, de Joel Christian Gill (Oni Press), A Map to the Sun, por Sloane Leong (First Second/Macmillan) e When Stars are Scattered, por Victoria Jamieson e Omar Mohamed (Dial Books)

Melhor Publicação de Comédia

Vencedor: Superman’s Pal Jimmy Olsen, de Matt Fraction e Steve Lieber (DC)

Indicados: The Complete Fante Bukowski, de Noah Van Sciver (Fantagraphics), Department of Mind-Blowing Theories, por Tom Gauld (Drawn & Quarterly), FANGS, de Sarah Andersen (Andrews McMeel), Wendy, Master of Art, por Walter Scott (Drawn & Quarterly) e What If We Were . . ., por Axelle Lenoir (Top Shelf)

Melhor Adaptação de Outra Mídia

Vencedor: Superman Smashes the Klan, adaptado por Gene Luen Yang e Gurihiru (DC)

Indicados: Constitution Illustrated, de R. Sikoryak (Drawn & Quarterly), Parable of the Sower: The Graphic Novel Adaptation, por Octavia E. Butler, adaprado por Damian Duffy e John Jennings (Abrams), Sapiens: A Graphic History: The Birth of Mankind, volume 1, de Yuval Noah Harari, adaptado por David Vandermeulen e Daniel Casanave (Harper Perennial) e Slaughterhouse-Five, por Kurt Vonnegut, adaptado por Ryan North e Albert Monteys (Archaia/BOOM!)

Melhor Coleção de Arquivos: Tirinhas

Vencedor: The Flapper Queens: Women Cartoonists of the Jazz Age, editado por Trina Robbins (Fantagraphics)

Indicados: Gross Exaggerations: The Meshuga Comic Strips of Milt Gross, por Milt Gross, editado por Peter Maresca (Sunday Press/IDW), Krazy & Ignatz 1919-1921 by George Herriman, editado por RJ Casey (Fantagraphics), Little Debbie and the Second Coming of Elmo: Daily Comic Strips, August 1960–September 1961, por Cecil Jensen, editado por Frank Young (Labor of Love) e Pogo The Complete Syndicated Comic Strips: Volume 7: Pockets Full of Pie, de Walt Kelly, editado por Mark Evanier and Eric Reynolds (Fantagraphics)

Melhor Quadrinho Biográfico

Vencedor: The Loneliness of the Long-Distance Cartoonist, by Adrian Tomine (Drawn & Quarterly)

Indicados: Banned Book Club, by Kim Hyun Sook, Ryan Estrada, and Ko Hyung-Ju (Iron Circus), Dancing After TEN: A Graphic Memoir, by Vivian Chong and Georgia Webber (Fantagraphics), Ginseng Roots, by Craig Thompson (Uncivilized), I Don’t Know How to Give Birth! by Ayami Kazama, translated by Julie Goniwich (Yen Press) e When Stars Are Scattered, by Victoria Jamieson and Omar Mohamed (Dial Books)

Melhor Texto Jornalístico Relacionado a Quadrinhos

Vencedor: Women Write About Comics, editado por Nola Pfau e Wendy Browne

Indicados: Alter Ego, editado por Roy Thomas (TwoMorrows), Back Issue, editado por Michael Eury (TwoMorrows), The Comics Blog, de Michael Cavna e David Betancourt, The Comics Journal, editado por RJ Casey, Kristy Valenti e Gary Groth (Fantagraphics) e PanelxPanel magazine, editado por Hassan Otsmane-Elhaou

Melhor Livro Relacionado a Quadrinhos

Vencedor: Invisible Men: The Trailblazing Black Artists of Comic Books, de Ken Quattro (Yoe Books/IDW)

Indicados: American Daredevil: Comics, Communism, and the Battles of Lev Gleason, de Brett Dakin (Comic House/Lev Gleason), Ditko Shrugged: The Uncompromising Life of the Artist Behind Spider-Man and the Rise of Marvel Comics, de David Currie (Hermes Press), Drawing Fire: The Editorial Cartoons of Bill Mauldin, editado por Todd DePastino (Pritzker Military Museum & Library), The History of EC Comics, de Grant Geissman (TASCHEN) e Masters of British Comic Art, dey David Roach (2000AD)

Melhor Trabalho Acadêmico

Vencedor: The Content of Our Caricature: African American Comic Art and Political Belonging, de Rebecca Wanzo (New York University Press)

Indicados: Comic Art in Museums, editado por Kim A. Munson (University Press of Mississippi), Comic Studies: A Guidebook, editado por Charles Hatfield e Bart Beaty (Rutgers University Press), Webcomics, de Sean Kleefeld (Bloomsbury) e Who Understands Comics: Questioning the Universality of Visual Language Comprehension, de Neil Cohn (Bloomsbury)

Melhor Série Nova

Vencedor: Black Widow, de Kelly Thompson e Elena Casagrande (Marvel)

Indicados: Crossover, por Donny Cates e Geoff Shaw (Image), The Department of Truth, de James Tynion IV e Martin Simmonds (Image), Killadelphia, por Rodney Barnes e Jason Shawn Alexander (Image) e We Only Find Them When They’re Dead, por Al Ewing e Simone Di Meo (BOOM! Studios)

Melhor Minissérie

Vencedor: Superman’s Pal Jimmy Olsen, de Matt Fraction e Steve Lieber (DC)

Indicados: Barbalien: Red Planet, de Jeff Lemire, Tate Brombal, and Gabriel Hernandez Walta (Dark Horse), Decorum, por Jonathan Hickman e Mike Huddleston (Image), Far Sector, de N. K. Jemisin e Jamal Campbell (DC), Strange Adventures, por Tom King, Mitch Gerads e Evan “Doc” Shaner (DC Black Label) e We Live, por Inaki Miranda e Roy Miranda (AfterShock)

Melhor Trabalho Baseado em Fatos

Vencedor: Kent State: Four Dead in Ohio, por Derf Backderf (Abrams)

Indicados: Big Black: Stand at Attica, por Frank “Big Black” Smith, Jared Reinmuth, e Améziane (Archaia/BOOM!), Dragon Hoops, por Gene Luen Yang (First Second/Macmillan), Invisible Differences: A Story of Asperger’s, Adulting, and Living a Life in Full Color, de Mme Caroline e Julie Dachez, tradução de Edward Gauvin (Oni Press), Paying the Land, de Joe Sacco (Metropolitan/Henry Holt) e Year of the Rabbit, por Tian Veasna, tradução de Helge Dascher (Drawn & Quarterly)

Melhor Reimpressão de Álbum Gráfico

Vencedor: Seeds and Stems, de Simon Hanselmann (Fantagraphics)

Indicados: Black Hammer Library Edition, volume 2, por Jeff Lemire, Dean Ormstom, Emi Lenox e Rich Tommaso (Dark Horse), Criminal Deluxe Edition, volume 3, de Ed Brubaker e Sean Phillips (Image), Eight-Lane Runaways, por Henry McCausland (Fantagraphics), Fante Bukowski: The Complete Works, de Noah Van Sciver (Fantagraphics) e Herobear and the Kid: The Heritage, por Mike Kunkel (Astonish Factory)

Melhor Novo Álbum Gráfico

Vencedor: Pulp, de Ed Brubaker e Sean Phillips (Image)

Indicados: The Book Tour, de Andi Watson (Top Shelf), Dragman, por Steven Appleby (Metropolitan), Flake, de Matthew Dooley (Jonathan Cape), Labyrinth, de Ben Argon (Abrams) e Paul at Home, por Michel Rabagliati, traduzido por Helge Dascher e Rob Aspinall (Drawn & Quarterly)


Confira toda a cerimônia do Eisner Awards 2020, na San Diego Comic-Con:

Quer saber mais sobre o evento online? A San Diego Comic-Con @Home acontece do dia 23 ao dia 25 de julho. Confira a programação.

Apoie o Critical Room no Apoia.se.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Novo Lanterna Negro de Infinite Frontier é um velho conhecido da Justiça Jovem

Aviso: Spoilers de Infinite Frontier #1 e 2

Parece que o velho ajudante está de volta.


A primeira e segunda edição de Infinite Frontier, a mais recente fase da DC nos quadrinhos, revelou o novo membro da tropa dos Lanternas Negros, e é um velho conhecido do Arqueiro Verde e da Justiça Jovem.

Anúncios

De volta dos mortos, Roy Harper estava vagando o confins dos Estados Unidos, ficando invisível para seus amigos e outros heróis e inimigos. Em um momento da edição 1 de Infinite Frontier, ele é encontrado por alguns inimigos e reage, porém não esperava que fosse reagir se transformando em um Lanterna Negro.

Infinite-Frontier-1-Roy-Harper-Black-Lantern-Vertical-1

Em Heróis em Crise, Roy havia sido morto por conta de uma onde de energia causada por Wally West, e retornou em Dark Nights: Death Metal, sendo um dos ressuscitados na edição 6 pelo Batman. Ao que parece, ele está pagando seu preço e se tornando o que não esperava.

Na edição 2 de Infinite Frontier, Roy começa a tentar entender um pouco mais do anel, que revelou dois grandes passos: Barry Allen está contra um melhorado Pirata Psíquico, e sua filha, Lian Harper, está viva. Porém, o grande problema fica para o vilão do título, Darkseid, que parece colocar o novo Lanterna Negro em seus planos. E se for isso mesmo, pode ser o caos para o Multiverso mais uma vez.

Roy-Harper-Black-Lantern

Joshua Williamson, Paul Pelletier, Jesus Merino, Xermanico, Norm Rapmund, Romulo Fajardo Jr. e Tom Napolitano estão participando da equipe criativa do título mensal da DC.

Fique ligado no Critical Room para mais atualizações, e siga nosso Instagram para receber mais conteúdos incríveis! Não esqueça de se inscrever em nosso canal no YouTube.

Apoie o Critical Room no Apoia.se.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Batman irá enfrentar impostor em novo quadrinho

Lançamento acontece em outubro.


A semana para os quadrinhos está muito boa, principalmente para o Batman, que terá sua própria minissérie para o DC Black Label. A DC anunciou uma história de três edições, intitulada de Batman: The Imposter, que trará o Cavaleiro das Trevas em seu começo de carreira. Veja capas e prévia:

Anúncios

“Como um fã de longa data do Batman, colocar minha versão em Gotham City foi um sonho que se tornou realidade”, disse Mattson Tomlin. “Tomando a questão de ‘E se Batman fosse real?’ tanto quanto narrativamente possível, conjurou um potencial incrível que não foi explorado recentemente nos quadrinhos. Batman: The Imposter trata Bruce Wayne e as pessoas ao seu redor como tragicamente falho e vividamente real, com os obstáculos que Batman enfrenta vindo de uma realidade que espelha de perto nosso próprio.”

Batman: The Imposter #1, escrita por Mattson Tomlin;

Arte e capa de Andrea Sorrentino;

Capa variante de Lee Bermejo;

Cores de Jordie Bellaire.

Leia a descrição oficial.

Sinopse: “A missão de Bruce Wayne como o Batman está em andamento há apenas um ano ou mais, mas ele pode dizer que está fazendo a diferença. Infelizmente, ele fez alguns inimigos poderosos. Todos os tradicionais poderosos de Gotham se ressentem da perturbação que o Batman trouxe à cidade… e parece que um deles tem um plano para neutralizá-lo. Há um segundo Batman assombrando os telhados e becos de Gotham – e este não tem escrúpulos em assassinar criminosos, ao vivo e na fita.

Com todo o poder do Departamento dePolícia de Gotham City e os ricos e poderosos de Gotham caindo sobre sua cabeça, Batman deve encontrar esse impostor e de alguma forma limpar seu nome, mas como você pode provar sua inocência por trás de uma máscara?”

A primeira edição do quadrinho estará disponível nos EUA no dia 12 de outubro.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

DC divulga capa da segunda edição de Pennyworth

Quadrinho se passa no universo da série.


A DC Comics divulgou a capa da segunda edição da minissérie em quadrinhos de Pennyworth, uma sequel da série da Epix (via Pennyworth Brasil). Veja:

E6NLqUAX0AQa5AW

Anúncios

Enquanto uma renovação para a terceira temporada da série não foi anunciada oficialmente, os quadrinhos irão seguir Alfred, que agora é um espião da Coroa Britânica.

Pennyworth #1, escrita por Scott Bryan Wilson;

Arte e cores por Juan Gedeon;

Capa de Jorge Fornes.

Leia a descrição oficial abaixo:

Sinopse: “Abrangendo os anos entre o programa de TV de sucesso e hoje, Pennyworth conta as aventuras contínuas de Alfred Pennyworth como um agente de contra-espionagem do MI6 – desta vez na Rússia soviética da era da Guerra Fria. Quando Alfred e seu parceiro recebem informações de que armas nucleares estão sendo fabricadas perto do Círculo Polar Ártico, eles se infiltram na remota base militar para aprender mais. Mas as coisas não saem exatamente como planejado, e as ramificações desta missão podem ser mais abrangentes do que qualquer um poderia ter imaginado, já que nosso mordomo atual é arrastado de volta ao seu passado.”

O quadrinho estará à venda a partir do dia 14 de setembro.

Pennyworth é uma série criada por Bruno Heller e Danny Cannon, que explora o passado de Alfred, antes dele ser mordomo da Família Wayne. A série conta com duas temporadas que são produzidas pela Epix, com Jack Bannon no papel principal.

O elenco ainda conta com Emma Paetz (Martha)Ben Aldridge (Thomas)Jason Flemyng (Lorde Harwood), Paloma Faith (Beth) e Emma Corrin (Esme).


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Batman e Arqueiro Verde lutarão contra vampiros em nova HQ

DC contra os vampiros.


Não é só os zumbis, não. A DC traz os vampiros contra os seus heróis também. A editora anunciou uma nova série em quadrinhos, e agora irá juntar os vigilantes Batman e Arqueiro Verde como líderes de um grupo, para combater uma horda de vampiros à solta. Veja a capa abaixo:

DCvV-Cv1-00111

Anúncios

DC vs Vampiros junta os roteiristas Matthew Rosenberg e James Tynion IV para uma série de 12 edições. O intuito é fazer algo como o evento DCeased, que se passa fora do núcleo do DC Universe.

DC vs Vampiros #1, escrita por Matthew Rosenberg e James Tynion IV;

Arte e capa por Otto Schmidt;

Capa variante de Francesco Mattina.

Leia a sinopse:

Sinopse: “Na tradição do DCEASED, surge uma história nova e aterrorizante das mentes de James Tynion IV, Matthew Rosenberg e Otto Schmidt. DC vs Vampiros é uma maxissérie especial e autônoma de doze edições, que colocará a Liga da Justiça contra um exército secreto de vampiros, deixando nossos heróis inseguros sobre em quem eles podem confiar.”

A primeira edição será lançada no dia 26 de outubro.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Marvel | Miles Morales ganhará novo traje nas HQs

O design já foi revelado!


Em comemoração aos 10 anos desde a criação do Homem-Aranha de Miles Morales, a Marvel decidiu parabenizar o herói com um novo traje, e algumas outras surpresas.

O artista responsável pelo novo traje é Chase Conley, que revelou os primeiros designs da roupa em seu Twitter. Confira:

Miles

O desenhista ainda disse:

“Tive a oportunidade de redesenhar Miles Morales para o seu aniversário de 10 anos e queria trocá-lo e dar a ele uma silhueta diferente. Vi algumas imagens circulando, então estou postando uma página de poses. Vou postar mais ângulos em breve :)”.

Além do novo traje, a Marvel irá relançar as primeiras aparições do herói, Ultimate Fallout #4 e Ultimate Comics Spider-Man #1-5, em uma coletânea. E claro, o herói também aparecerá em todas as capas variantes da Marvel no mês de setembro e uma HQ especial em sua saga.

O décimo aniversário do personagem ocorre em agosto.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Mulher-Gato ganhará minissérie para o DC Black Label

DC encomendou quatro edições.


A DC está voltando a apostar em histórias da Mulher-Gato, a ladra mais esperta dos quadrinhos da editora. Dessa vez, a vilã irá ter uma série limitada de quatro edições publicadas pelo selo DC Black Label.

Com Cliff Chiang como roteirista, a história é intitulada de Catwoman: Lonely City, e seguirá os eventos de Selina Kyle sozinha em Gotham, após as mortes trágicas do Batman, Asa Noturna, Comissário Gordon e Coringa, decorrente dos eventos de Fools Night – faz parte da história. Veja as capas e prévia abaixo:

Anúncios

A vida parece não estar tão comum em Gotham, que está sem seu maior guardião, policial e vilão. O Duas-Caras assumiu a prefeitura e está concorrendo a reeleição. Isso não é tão estranho, já que Harvey concorreu à prefeito em Batman: The Telltale Series, e acabou ganhando.

Catwoman: Lonely City #1, escrita por Cliff Chiang;

Arte, capa principal e variante por Cliff Chiang.

Leia a descrição oficial abaixo:

Sinopse: “Dez anos atrás, o massacre conhecido como Fools ‘Night ceifou a vida de Batman, Coringa, Asa Noturna e Comissário Gordon, e enviou Selina Kyle, a Mulher-Gato, para a prisão. Uma década depois, Gotham cresceu – colocou de lado o heroísmo fantasiado e a vilania como coisas infantis. A nova Gotham é mais limpa, mais segura… e muito menos gratuita, sob o olhar atento do prefeito Harvey Dent e seus batcops. É nesta nova cidade que Selina Kyle retorna, uma mulher mudada, pensando naquele último grande lance: os segredos escondidos dentro da Batcaverna! Ela não precisa do dinheiro – ela só precisa saber… quem é ‘Orfeu?'”

Catwoman: Lonely City #1 será lançado no dia 19 de outubro.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir

King of Spies | Netflix anuncia novo projeto com Mark Millar

Graphic novel não tem previsão para lançar.


A Netflix anunciou um novo projeto com Mark Millar, famoso quadrinista de histórias como Kingsman, Guerra Civil e Superman: Entre a Foice e o Martelo. Dessa vez, o projeto anunciado não foi uma série, e sim uma graphic novel, chamada ‘King of Spies’

Anúncios

“A história segue o maior agente secreto da Grã-Bretanha, que enfrenta seu inimigo mais mortal: sua própria mortalidade. Quando o homem mais perigoso do mundo se torna desonesto, é hora de ir atrás dos monstros reais”, diz a descrição oficial.

Mark Millar possui uma parceria exclusiva com a Netflix, podendo o streaming fazer adaptação de algum projeto da Millarworld. O mais recente foi O Legado de Júpiter, que virou uma série em live-action e foi um total fracasso e cancelada após sua primeira temporada.

Mark Chiarello e Ozgur Yildirim farão a arte para o quadrinho, escrito por Millar. O quadrinista se disse muito animado com o projeto.

“Estamos muito, muito animados com isso e lançaremos o nome do estelar artista de quadrinhos que contratamos um pouco mais tarde.”

‘King of Spies’ não tem previsão de lançamento.

Fique ligado no Critical Room para mais atualizações, seguindo nosso Instagram e se inscrevendo em nosso canal no YouTube.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Contribuir Contribuir Contribuir
Anúncios

Artista brasileiro da DC, Robson Rocha, morre aos 41 anos

Artista estava internado por complicações da COVID-19.


O artista Robson Rocha, que trabalhava na DC desde 2010, faleceu hoje (11) em Belo Horizonte, vítima da COVID-19, aos 41 anos. Ele estava internado desde junho por complicações do vírus no Hospital Eduardo de Menezes. A notícia da morte foi divulgada por amigos de profissão e familiares. 

Anúncios

Robson Rocha firmou contrato exclusivo com a DC Comics ainda em 2016, mas trabalhava na editora desde 2010, tendo passado pela fase Novos 52 em títulos como Aves de Rapina e Batman/Superman. Posteriormente, ele trabalhou nos quadrinhos referentes ao jogo Batman: Arkham Knight, na fase DC Renascimento e também em Future State. Ele ficou muito conhecido por trabalhar no título do Lanterna Verde e do Aquaman.

Vários artistas lamentaram a morte do colega, como Kurt Busiek e Jim Lee, desejando força à família e aos amigos.

“Descanse em paz, Robson Rocha. Cedo demais. Uma perda enorme para os quadrinhos, sua família e amigos”.

“É com grande tristeza que compartilho a triste notícia do falecimento do artista da DC Robson Rocha. Um jovem artista incrivelmente talentoso do Brasil – Robson começou na DC há apenas 11 anos e sempre me impressionou com a incrível energia e fluidez de seu trabalho artístico, a graça de suas linhas e o poder de suas composições. Minhas condolências, em primeiro lugar, para sua viúva esposa e filha, seus muitos colegas que admiravam e respeitavam seu talento e os incontáveis fãs ao redor do mundo que amavam e estimavam sua arte.”

Desejamos forças para a família e amigos do quadrinista.

Anúncios

Arqueiro Verde e Aquaman formarão dupla em novo título nos quadrinhos

Lançamento acontece em outubro.


A DC está apostando em um novo título nos quadrinhos, agora com o Arqueiro Verde e o Aquaman formando dupla. Intitulado de Deep Target (Alvo Profundo), que será escrita por Brandon Thomas, descrevendo a série limitada em quadrinhos como “uma aventura alucinante e alteradora de mundos”. Confira as capas:

Anúncios

O Arqueiro Verde nunca fez dupla com o Aquaman, e essa será a primeira vez dos dois grandes heróis juntos. Oliver Queen sempre fez uma grande dupla com o Lanterna Verde Hal Jordan, durante os anos de 1970, que contou com o roteiro de Dennis O’Neil e arte de Neal Adams.

Deep Target #1, escrita por Brandon Thomas;

Arte por Ronan Cliquet e Ulises Arreola;

Capas de Marco Santucci e InHyuk Lee.

Deep Target #1 será lançado em outubro.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Alvo Humano ganhará série nos quadrinhos por Tom King

Título fará parte do DC Black Label.


O Alvo Humano está retornando para os quadrinhos, e agora ganhará um título próprio no selo DC Black Label nas mãos de Tom King e Greg Smallwood. King anunciou em seu Twitter que a primeira edição chega durante o outono norte-americano. Confira a capa:

E54iXXwXsAIjT5U
Divulgação/DC Comics
Anúncios

Na capa, podemos perceber que alguns heróis estão mirando contra o protagonista. Entre eles estão: Batman, Lanterna Verde, Besouro Azul e Gladiador Dourado.

King pretende explorar a segunda versão do Alvo Humano, Chrisotpher Chance, criado ainda em 1972 por Len Wein e Carmine Infantino, aparecendo pela primeira vez na Detective Comics #419. Ele é um investigador e guarda-costas, que costuma assumir a identidade de seus clientes, usando uma máscara com o rosto da pessoa.

Chance já teve sua própria série, uma durante 1992, sendo interpretado por Rick Springfield, e outra entre 2010 e 2011, com Mark Valley interpretando o personagem. Ele também já apareceu em dois episódios de Arrow, para livrar Oliver Queen do julgamento e salvar sua pele no tribunal durante uma condenação de que o bilionário era o Arqueiro Verde.

Alvo Humano #1 chegará durante o outono norte-americano.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Batman: O Longo Dia das Bruxas irá ganhar continuação nas HQs

Uma das histórias mais prestigiadas dos quadrinhos.


A DC parece estar revisitando o clássico mais uma vez, agora para uma sequência. Uma das histórias mais prestigiadas dos quadrinhos do Batman e da editora, Batman: O Longo Dia das Bruxas, ganhará sequência por Jeph Loeb e Tim Sale, os quadrinistas da história publicada entre 1996 e 1997. Veja a capa:

BMTLHS_Cv1_00111_60e6195883e041.11462572

Anúncios

“Vinte e cinco anos atrás, Tim Sale e eu partimos para contar uma história misteriosa de como Gotham City passou do crime para as aberrações. O resultado foi Batman: O Longo Dia das Bruxas. Estamos entusiasmados por estar de volta à DC revisitando alguns de nossos personagens favoritos o tempo todo revelando que você pode não conhecer toda a história…”, disse Loeb.

O Especial de Halloween de 48 páginas, irá envolver os protagonistas da história original, Batman, o Comissário Gordon e o Duas-Caras, para um novo mistério que pode finalmente destruí-los.

“Como sempre foi, trabalhar juntos em Batman trouxe à tona o melhor de Jeph e de mim como contadores de histórias de Gotham City”, disse Tim Sale

Batman: Especial de O Longo Dia das Bruxas, escrita por Jeph Loeb;

Arte e capa por Tim Sale.

Publicado pela DC Comics entre 1996 e 1997, Batman: O Longo Dia das Bruxas teve o roteiro de Jeph Loeb, com arte de Tim Sale. A história do quadrinho traz o Detetive em um caso incomum, que envolve assassinatos apenas em feriados. O grande mistério do assassino leva Batman a unir forças com o promotor Harvey Dent, e o capitão James Gordon, que buscam capturar Holiday antes que seja tarde demais.

O novo quadrinho do universo O Longo Dia das Bruxas chegará às bancas americanas no dia 12 de outubro.

Uma animação dividida em duas partes está adaptando a história, com a primeira parte tendo estreado em 22 de junho, e a segunda com data para 27 de julho.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Bat-Família está reunida nas capas de Asa Noturna #84, 85 & 86

Edições antecedem o Fear State.


A DC Comics divulgou a capa das três edições do título do Asa Noturna #84, 85 e 86, com o herói estampando a capa desenha por Bruno Redondo, ao lado da Bat-Família, e com destaques para o novo traje da Batgirl. Confira:

Anúncios

No arco, o Asa Noturna seguirá para Gotham para investigar um novo estado de medo, após receber informações supostamente adas pela Oráculo.

Além disso, é possível perceber a presença das três Batgirls, com Barbara ganhando um traje novo, desenhado pelo próprio Bruno Redondo.

E5PZnBFVIAAPGii

O evento Fear State irá ser lançado apenas em 2022, e terá vários títulos e outros quadrinhos como um prelúdio, dentro da nova fase Infinite Frontier. Enquanto o prefeito Nakano faz um acordo com o Magistrado, o Espantalho é o vilão mais procurado de Gotham, e se tornou tão mais perigoso que o próprio Coringa

Asa Noturna #64, escrita por Tom Naylor;

Arte por Robbi Rodriguez;

Capa de Bruno Redondo;

Capa variante de Jamal Campbell.

Leia a descrição oficial abaixo:

Sinoopse: “Quando a família dos morcegos recebe informações enganosas e instruções incorretas da Oráculo, aquelas que Babs não enviou para si mesma, eles percebem que o sistema da Oráculo foi hackeado! Mas quem é poderoso o suficiente para invadir a própria rede supersegura dela? E quais informações pessoais estão agora em risco? Além disso, este misterioso Anti-Oráculo está se aproveitando do estado de medo de Gotham City e bombardeou a cidade com falsidades, espalhando ainda mais medo. Como a comunicação do Bat-Team não é confiável, Asa Noturna vai para Gotham para encontrar a fonte das transmissões do Anti-Oráculo.”

Asa Noturna #84 estará à venda no dia 21 de setembro.


 

DC divulga prévia de história do Arqueiro Verde com Jeff Lemire

História fará parte do especial de 80 anos.


A DC Comics divulgou uma prévia de uma história do Arqueiro Verde, que fará parte do especial do herói, Green Arrow 80th Anniversary 100-page Super Spectacular #1. A história se chamará “The Last Green Arrow Story”, e terá Jeff Lemire e Andrea Sorrentino na equipe criativa. Veja:

Anúncios

“The Last Green Arrow Story” nos reintroduz a um Oliver Queen idoso e aparentemente aposentado, enquanto ele retorna à ilha onde tudo começou para um confronto que durou uma vida. Dinah, a Canário Negro, aparentemente tenha morrido, e vale notar o nome do iate de Oliver que a homenageia.

A one-shot especial de 80 anos do Arqueiro Esmeralda irá seguir a linha já feita para outros heróis, trazendo capas variantes de suas décadas, desde a década de 40 até os anos 2010, em sua fase dos Novos 52 em diante. A capa principal terá arte de Dan Mora.

Mike Grell Jeff LemirePhil HesterOtto Schmidt, Tom Taylor, Stephanie Phillips, Mariko Tamaki e muitos outros fazem parte da equipe criativa. Dan Mora é o artista da capa principal.

  • Variante dos anos 1940: Michael Cho
  • Variante dos anos 1950: Daniel Warren Johnson
  • Variante dos anos 1960: Neal Adams
  • Variante dos anos 1970: Derrick Chew
  • Variante dos anos 80: Gary Frank
  • Variante dos anos 90: Howard Porter
  • Variante dos anos 2000: Jen Bartel
  • Variante dos anos 2010: Simone Di Meo

Criado por Mort Weisinger e George Papp, o Arqueiro Verde fez sua primeira aparição na More Fun Comics #72 (1941), tendo inspiração em Robin Hood e no Batman, sendo o vigilante mais renomado de Star City. O herói é um dos grandes do panteão da DC, e terá seus 80 anos celebrados em novembro.

Green Arrow 80th Anniversary 100-page Super Spectacular #1 será lançado no dia 29 de junho.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição única

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Harley Quinn | Capa de HQ spin-off da série animada é divulgada pela DC

Minissérie em quadrinhos chega em setembro.


A DC divulgou a capa da primeira edição da minissérie ‘Harley Quinn: The Animated Series – The Eat, Bang, Kill Tour‘, que seguirá a história de Arlequina e Hera Venenosa após o final da segunda temporada. Veja:

E4LyIU4WUAQcF5n
Divulgação/DC Comics
Anúncios

A minissérie em quadrinhos antecederá a terceira temporada da série, que deve estrear no final deste ano ou no início de 2022 pela HBO Max.

Harley Quinn: The Animated Series – The Eat, Bang, Kill Tour #1, escrita por Tee Franklin;

Arte e capa de Max Sarin;

Capa variante de Michael Cho.

Leia a descrição oficial abaixo:

Sinopse: “Harley e Ivy na viagem do século! Após o desastre do casamento da década, Arlequina e Hera Venenosa acabam fugindo do comissário Gordon e do GCPD! Mas, por mais divertido que tudo isso pareça, Ivy ainda se preocupa em deixar o Homem-Pipa no altar… Felizmente, Harley tem o esquema perfeito para sacudi-la da tristeza do dia do casamento!”

Harley Quinn: The Animated Series – The Eat, Bang, Kill Tour estará à venda no dia 14 de setembro.

A série animada estreou ainda em 2019, no DC Universe, que hoje é DC Universe Infinite, e fez um grande sucesso até então, explorando ainda mais a mitologia da famosa vilã do Batman. A segunda temporada estreou no dia 3 de abril de 2020.

O elenco conta com Kaley Cuoco (Arlequina)Lake Bell (Hera Venenosa)Alan Tudyk (Coringa)Diedrich Bader (Batman)Christopher Meloni (Jim Gordon)Tony Hale (Doutor Psycho)Rahul Kohli (Espantalho)Sanna Latham (Mulher Gato)Jason Alexander (Syd Borgman), Ron Funches (Tubarão Rei)Tom Kenny (Cara-de-Barro)J.B. Smoove (Planta da Ivy) e Wanda Skyes (Rainha das Fábulas).


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição única

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Série animada da Arlequina ganhará spin-off nas HQs

DC anunciou uma série de quadrinhos para este ano.


A DC Comics anunciou um título mensal nos quadrinhos para a série animada da Arlequina, que se chamará ‘Harley Quinn: The Animated Series – The Eat, Bang, Kill Tour‘. A minissérie terá seis edições, e seguirá a história de Arlequina e Hera Venenosa após os eventos do final da segunda temporada.

Anúncios

“Mal posso esperar para vocês verem este livro. Eu vi algumas das páginas de Tee [Fraklin] e Max [Sarin]. Eles são hilários e lindos. E a capa é Harlivylicious.”

A minissérie em quadrinhos antecederá a terceira temporada da série, que deve estrear no final deste ano ou no início de 2022 pela HBO Max.

Harley Quinn: The Animated Series – The Eat, Bang, Kill Tour #1, escrita por Tee Franklin

Arte de Max Sarin

Leia a descrição oficial abaixo:

Sinopse: “Harley e Ivy na viagem do século! Após o desastre do casamento da década, Arlequina e Hera Venenosa acabam fugindo do comissário Gordon e do GCPD! Mas, por mais divertido que tudo isso pareça, Ivy ainda se preocupa em deixar o Homem-Pipa no altar… Felizmente, Harley tem o esquema perfeito para sacudi-la da tristeza do dia do casamento!”

Harley Quinn: The Animated Series – The Eat, Bang, Kill Tour estará à venda no dia 14 de setembro.

A série animada estreou ainda em 2019, no DC Universe, que hoje é DC Universe Infinite, e fez um grande sucesso até então, explorando ainda mais a mitologia da famosa vilã do Batman. A segunda temporada estreou no dia 3 de abril de 2020.

O elenco conta com Kaley Cuoco (Arlequina)Lake Bell (Hera Venenosa)Alan Tudyk (Coringa)Diedrich Bader (Batman)Christopher Meloni (Jim Gordon)Tony Hale (Doutor Psycho)Rahul Kohli (Espantalho)Sanna Latham (Mulher Gato)Jason Alexander (Syd Borgman), Ron Funches (Tubarão Rei)Tom Kenny (Cara-de-Barro)J.B. Smoove (Planta da Ivy) e Wanda Skyes (Rainha das Fábulas).


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição única

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Review: Infinite Frontier | Moça-Maravilha #1 (2021)

Yara Flor volta ao Brasil em nova fase da DC.


Após uma estreia brilhante no Future State, Yara Flor, a Mulher-Maravilha de um futuro não tão distante, ganha sua primeira edição na fase Infinite Frontier. Com a criadora Joelle Jones no comando do quadrinho, sendo a roteirista e a artista, Yara Flor terá sua origem contada e será muito mais explorada do que nas duas edições de seu título no Future State.

Anúncios

O Universo DC parece ter mudado de rumo com Diana Prince deixando de ser a Mulher-Maravilha da Liga da Justiça, sendo substituída por sua mãe, a rainha Hipólita, e Núbia se tornando a nova rainha de Themyscera. Os tempos estão mudando, e agora Yara Flor assume o papel de Moça-Maravilha, podendo ser a substituta de Donna Troy – ainda não sabemos se ela fará alguma participação no título da Moça-Maravilha.

A trama do quadrinho gira em torno de explicações da origem de Yara, e a leva direto para o Brasil, explorando lugares como Foz do Iguaçu, no Paraná. Ver o Brasil sendo representado pela DC mais uma vez, é algo reconfortante. Ao mesmo tempo que mostra Yara no Brasil, a primeira edição de Jones deixa explícito a nova rainha de Themsycera, as amazonas de Bana-Mighdall, e também os deuses gregos, como Zeus, Hera e Eros. Porém, as amazonas não poderiam deixar de ter ligação com Ares, e aparentemente, é ele quem assassina algum membro familiar de Yara – talvez sua mãe -, após a mesma se colocar na frente da jovem, impedindo que o deus da guerra a matasse. Não é revelado a identidade do homem, mas pelo traje e seu elmo, diria que é muito parecido com Ares. Em próximas edições, poderemos ter uma revelação em si.

Wonder-Girl-Yara-Flor-Ares

Não poderia também deixar de elogiar a belíssima arte do quadrinho, com traços para toda a nova fase, ainda mais detalhados, assim como o DC Renascimento. Em comparação com o Future State, há uma melhora absurda, com cenários ainda mais profundos e cores revigorantes de Jordie Bellaire. A arte do quadrinho é um deleite visual para os grandes leitores de Mulher-Maravilha.

Moça-Maravilha #1, na nova fase do Infinite Frontier, é uma leitura obrigatória para quem quer saber mais sobre Yara Flor, e se faz importante para construir sua origem. Apesar de deixar escondido alguns nomes, e personagens que serão mais explorados nas próximas edições, o título de Yara Flor está em boas mãos com Joelle Jones no comando da equipe criativa. Um futuro ainda mais promissor no DCU aguarda pela Moça-Maravilha brasileira.

wg-cv1
Divulgação/DC Comics

Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição única

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Semana Heroica | Os 7 melhores momentos do Arqueiro Verde nos quadrinhos

O CR Comics lista os melhores momentos do herói.


 

A sétima edição da Semana Heroica foi totalmente focada no Arqueiro Verde, o herói bilionário e playboy nas horas vagas. Ganhando popularidade nos últimos anos com Arrow, os quadrinhos do Arqueiro Esmeralda também são um sucesso, e em sua história, diversas lendas dos quadrinhos como Dennis O’Neil, Mike Grell e Alan Moore deixaram sua marca.

O CR Comics de hoje lista os momentos mais incríveis do Arqueiro Verde nos quadrinhos, durante seus quase 80 anos de história, e finaliza a Semana Heroica deste mês. Assista ao CR Comics acima, e confira quais são os melhores momentos de Oliver Queen nos quadrinhos.

Semana Heroica é um projeto exclusivo do C.R, que acontece uma vez a cada três meses, focando em algum personagens do quadrinhos da DC/Vertigo ou Marvel. Durante uma semana, a Semana Heroica tem a proposta em trazer diversos conteúdos do personagem escolhido, entre artigos, indicações de quadrinhos, vídeos e demais outros assuntos.

Acompanhe nosso Instagram e participe de quizzes disponíveis nos stories sobre o Arqueiro Verde!

O quadro CR Comics, desenvolvido pela equipe C.R, traz os mais variados personagens dos quadrinhos como foco para listar seus grandes feitos, melhores momentos, além de indicações de HQs, e comentários sobre sua importância na cultura geek e na mitologia do personagem. Você pode conferir todos os vídeos acessando a playlist.

Fique ligado no Critical Room para mais atualizações, seguindo nosso Instagram e se inscrevendo em nosso canal no YouTube.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição única

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Confira a capa do quadrinho Superman ’78 #1

Brainiac será um dos vilões.


Seguindo as linhas dos clássicos do século XX, a DC divulgou a capa de Superman ’78, que terá o Brainiac como um dos vilões, ao lado de Lex Luthor. Vale dizer que o quadrinho que terá 6 edições, usa o rosto de cada ator para seus respectivos personagens. Então, veremos, Christopher Reeve novamente no manto de Superman, mas agora nas HQs.

SM78-Cv1-1

Anúncios

A capa homenageia um pôster clássico do filme de 1978, dirigido por Richard Donner. A DC parece estar ainda aproveitando os universos de seus filmes clássicos para desenvolver quadrinhos. Isso já foi feito com o Batman ’66 de Adam West e Mulher-Maravilha ’77 de Lynda Carter. Batman ’89 de Michael Keaton também ganhará sua minissérie.

Superman ’78 #1, escrita por Robert Venditti;

Arte e capa por Wilfred Torres.

Confira a sinopse abaixo:

Sinopse: “Voe para o Superman do diretor Richard Donner mais uma vez em Superman ’78! Escrito por Robert Venditti (Superman: Man of Tomorrow) e desenhado por Wilfredo Torres (Batman ’66), Superman ’78 conta uma nova aventura no mundo do amado filme. Um dia claro e brilhante em Metrópolis é interrompido por um drone misterioso que cai na cidade e começa a causar estragos. Isso parece um trabalho para o Superman! Mas de onde veio a ameaça metálica, qual é o seu propósito e quem é Brainiac?”

O quadrinho será lançado em 24 de agosto.

Superman: O Filme foi lançado em 1978, e teve direção de Richard Donner. A franquia é composta por quatro filmes mais um derivado da Supergirl. Christopher Reeve interpretou o Homem de Aço, marcando gerações. Margot Kidder foi sua companheira, Lois Lane, e Gene Hackman o vilão principal, Lex Luthor.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição única

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios