Arquivo da tag: Netflix

Crítica: Pequenos Grandes Heróis (2020)

Aviso: Crítica sem spoilers!


Engraçado e divertido, porém não espere muito.


Pequenos Grandes Heróis da Netflix, um filme que se passa no mesmo universo de Sharkboy e Lavagirl, estreou há mais de uma semana e esteve no Top 10 da Netflix no Brasil, em segundo lugar. O elenco que conta com a estrela Pedro Pascal, e ainda mais formado por crianças, é um dos assuntos mais comentados da Netflix na última semana pelos jovens que cresceram vendo Sharkboy e Lavagirl. E é claro, muitos esperavam mais do filme.

Não podemos negar a diversão que o longa de Robert Rodriguez traz, e também não exigir muitos de detalhes técnicos e de roteiro num filme totalmente focado para crianças. Em si, a diversão funciona muito bem, assim como o trabalho em equipe entre as crianças, parecendo que as interações entre elas sejam um pouco mais naturais. 

We Can Be Heroes
Divulgação/ Netflix

A estrela principal entre os adultos fica para Pedro Pascal (Marcus Moreno), um dos heróis da equipe dos Heroicos, uma Liga da Justiça controlada por uma empresa. É uma mistura de Liga da Justiça com The Boys, porém de uma forma mais infantil que ambas as equipes já citadas. Já entre as crianças, a protagonista é a filha de Marcus, Missy Moreno (YaYa Gosselin), que comanda o time jovem de heróis, filhos dos integrantes dos Heroicos. Taylor Dooley, a Lavagirl também retornou e fez algumas poucas aparições, que poderiam ser muito mais longas.

sharkboy-lavagirl-netflix

Falando em Lavagirl, precisamos falar de seu cônjuge, o Sharkboy, que foi decepcionante por não falar sequer uma palavra. Mesmo com outro ator, as poucas cenas em que ele apareceu, não falou nada. Talvez possa ter uma explicação plausível sobre sua fala num próximo filme. Por outro lado, foi interessante ver o desenvolvimento, mesmo que pouco, do personagem de Pascal. O personagem tem um bom potencial para um segundo filme, assim como o Miracle Guy, um Superman mais “fraco”.

Não há nada de grandioso no filme para ser tão bem elogiado. Com o foco nas crianças, o maior desenvolvimento ficou para elas, dando um tempo considerável para todos da equipe. Um dos pontos mais fortes é a filha da Lavagirl e do Sharkboy, Guppy, que colheu os poderes da mãe e do pai, mas controla a água e não o fogo. O enredo é básico, nada muito grandioso, mas também nada tão grotesco quanto você pode imaginar. Pense na Liga da Justiça sendo atacada por Brainiac e capturados por ele. É essa a ideia. E com a “queda” dos Heroicos, alguém precisa salvar o mundo e cabe aos seus filhos fazerem o necessário.

pequenos-grandes-herois

Por fim, podemos falar dos efeitos especiais que, comparando ao filme do Sharkboy e Lavagirl, estão melhores, mas nada surpreendente. Os efeitos são puxados ao primeiro filme desse universo, com poucas melhorias, e talvez, fosse do desejo de Robert Rodriguez manter os efeitos toscos para fazerem uma referência ao antigo filme, lançado em 2005. Já a trilha sonora e a ação do filme, não tem nada de espetacular, mas que não compromete o filme todo. Porém, o final é totalmente diferente do que você espera e isso pode comprometer sua experiência, assim como comprometeu a minha, mas foi prazeroso relembrar os tempos de criança de Sessão da Tarde. 


Veredito

Pequenos Grandes Heróis, da Netflix, já tem um público-alvo em mente e serve para agradá-los com uma boa diversão e inocência de heróis mais leves, apesar do final não ser muito agradável.  A trama é boba e segue alguns clichês de sempre, mas que traz uma leveza, carisma e um bom coração às crianças, para ver que seus pais também são seus heróis. 

5,5/10.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Alice in Borderland é renovada para 2ª temporada

A série estreou neste mês.


Alice in Borderland tem um duas semanas de estreia e já foi confirmada uma segunda temporada pela Netflix. O anúncio veio através do Twitter oficial do streaming.

Anúncios

Sinopse: “Baseada no mangá homônimo de Haro Aso, Alice in Borderland acompanha Ryohei Arisu (Kento Yamazaki), um jovem desempregado que passa boa parte do tempo jogando videogame. Certo dia, ele acorda e se depara com uma Tóquio completamente diferente do que está acostumado. Nessa estranha versão da cidade, Arisu e seus amigos viram personagens de um perigoso jogo e precisam seguir as regras para sobreviver. Tendo conhecido Usagi (Tao Tsuchiya), uma garota que se move sozinha na disputa, Arusi decide se juntar a ela para desvendar os segredos do novo mundo paralelo.”

Kento Yamazaki Tao Tsuchiya estrelam a série, que chegou ao catálogo no dia 10 de dezembro. A segunda temporada ainda não tem data para estrear.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Especial de Natal | 5 séries de Natal para ver na Netflix

Especial de Natal do Critical Room continua. Listamos as melhores animações sobre o Natal e demos 5 dicas de filmes presentes na Netflix, agora a vez será das séries, um tanto esquecidas na data de celebração. Iremos recomendar 5 séries disponíveis no catálogo da Netflix.


1. Namorado de Natal

Começando por Namorado de Natal, que estreou em 2019 e já conta com duas temporadas, explora Johanne (Ida Elise Broch), que aos trinta anos de idade está exausta dos comentários constantes sobre sua vida de solteira. Na tentativa de impressionar os pais, ela tem exatamente vinte e quatro dias para encontrar um namorado e levá-lo à celebração de Natal.

2. Feliz Natal e Tal

Contando com uma temporada, a sitcom Feliz Natal e Tal estreou em 2019 e espera-se que ganhe mais alguma temporada. A minissérie criada por Tucker Cawley explora Don Quinn (Dennis Quaid), um autêntico patriarca que tenta manter o equilíbrio entre as demandas constantes de sua confusa família e as pressões das festividades de fim de ano. Nesse ínterim, a chegada de sua caçula e seu novo namorado tornam a dinâmica familiar ainda mais complicada.

3. Segredos de Natal

De origem alemã, Segredos de Natal conta com apenas três episódios e fala sobre a história de três mulheres em três Natais. A avó Vivi, a filha Sonja e a neta Lari, enfrentam diversos dilemas sobre liberdade e sacrifício. Segredos são revelados e mentiras também, explorando toda a família.

4. Dash & Lily

A comédia romântica de uma temporada, estreou no dia 10 de novembro deste ano e traz Austin Abrams e Midori Francis como protagonistas. Baseada nos livros “O Caderninho de Desafios de Dash & Lily”, a série começa na época do Natal, quando Lily decide esconder um caderno cheio de desafios numa livraria, esperando encontrar alguém especial. Quem o encontra é o solitário Dash, que topa se envolver no plano, conversando através do papel. Sem se conhecerem pessoalmente, eles descobrem que têm muito mais em comum do que imaginavam.

5. Um Natal Nada Normal

Com origem na Alemanha e apenas três episódios em sua primeira temporada, a minissérie Um Natal Nada Normal (Over Christimas) explora Bastian (Luke Mockridge), que retorna para casa após suas férias e vê que seu irmão namora sua ex. Além disso, ele desconfia que seus pais estão mantendo um grande segredo.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Especial de Natal | 5 filmes de Natal para ver na Netflix

O Especial de Natal do Critical Room continua, e antes listando as melhores animações, agora iremos listar 5 filmes de Natal que estão presentes no catálogo da Netflix, indo de comédias românticas a aventuras.


1. Crônicas de Natal

kurt-russell-em-cronicas-de-natal-1541168599997_v2_615x300

Começando a lista por Crônicas de Natal, de Kurt Russell, que já é um “clássico” do streaming, traz a trama de um Natal em risco por conta de duas crianças, Kate e Teddy Pierce, que fizeram suas travessuras. Empenhados em flagrar o exato momento da chegada do Papai Noel, os dois se acomodaram em seu trenó e, acidentalmente, danificaram o veículo. Agora, eles precisam ajudar o Papai Noel na sua missão de entregar os diversos presentes e salvar o Natal.

2. Tudo Bem no Natal que Vem

AAAABRWq1JVxF910GOMz3M3u_QqSSaafe7aNzMnm15d7A2a6dr3FCWy40xX9SqqM7VsbtR1JVCEESzaXsVw76F1RE1e8XCji

O filme de produção brasileira, que conta com Leandro Hassum e o diretor Roberto Santucci, está em alta na Netflix aqui no Brasil. Jorge (Leandro Hassum) é um homem rabugento que sempre odiou o Natal e costuma fazer de tudo para evitar as comemorações dessa data. Na véspera da data, ele sofre um acidente. Jorge acorda um ano depois e começa a reviver vários Natais em um loop infinito.

3. A Princesa e a Plebeia

maxresdefault

Assim como Crônicas de Natal, A Princesa e a Plebeia também tem sua continuação, porém recomendamos o primeiro. Lançado em 2018, traz a estrela Vanessa Hudgens em dois papéis, uma duquesa e uma confeiteira. Ambas percebem que são sósias uma da outra e trocam de lugares, porém se apaixonam por homens que não fazem ideia de quem são de verdade, porém o plano pode dar tudo errado.

4. Um Brinde ao Natal

AAAABZGuQYH3jqS_H_mBZOzhl0PCQTHckbOMt7evDPukQD1NqPIZ_gqNodqriJi_RbhemVODCu7KpsowuHc6fmX8DZcgwtmB

Lançado há poucos dias, a comédia romântica Um Brinde ao Natal tem o casal Lauren e Josh Swickard como protagonistas. Um pouco mais comum, o filme retrata um jovem filho de fazendeiros que se passa por um trabalhador rural, e nunca pegou no pesado. Ele tenta convencer uma pequena produtora rural a vender as terras de sua família antes do Natal.

5. A Estrela de Belém

aeb_cartaz.regular_30cm_300dpi-Cópia

Além de celebrar a vinda do Papai Noel, o Natal é uma data marcada também do nascimento de Jesus Cristo. A animação A Estrela de Belém, de 2017, retrata a história do asno Bo, que foge de um estábulo onde trabalhava para fazer o moinho funcionar. Na fuga, ele se esconde em meio a uma festa de casamento, e quando termina, Maria e José o encontram. Bo e seus amigos irão acompanhar o casal e o nascimento daquele que é chamado o filho de Deus.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Netflix renova Locke & Key para 3ª temporada

A segunda temporada estreia em 2021.


Após vários cancelamentos de diversas séries, a Netflix finalmente renovou uma delas, Locke & Key, que agora terá uma terceira temporada. As filmagens da segunda temporada irão terminar nesta semana, para estrear em 2021, já a produção da terceira temporada começa no fim do ano (via Deadline).

Anúncios

Meredith Averill, co-showrunner da série, assinou um contrato com a Netflix para produzir mais filmes e séries originais ao streaming. Ela também agradeceu sobre a renovação.

“Sou incrivelmente grata por ter encontrado um lar na Netflix, onde me sinto constantemente apoiada, desafiada e inspirada. Estou ansiosa para continuar e expandir nosso relacionamento.”

“Carlton e Meredith construíram um mundo incrível em Locke and Key e estamos entusiasmados com o retorno dos Lockes para mais na terceira temporada”, disse Brian Wright, vice-presidente de negócios da Netflix. “Estou muito feliz em expandir nossa parceria criativa com Meredith Averill, uma criadora talentosa com um olho aguçado para o melhor terror e narrativa sobrenatural da categoria.”

Sinopse: “Quando o patriarca da família Locke é assassinado, Nina (Darby Stanchfield) e seus três filhos, Tyler (Connor Jessup), Kinsey (Emilia Jones) e Bode (Jackson Robert Scott), decidem recomeçar a vida em uma mansão na Nova Inglaterra. No entanto, o que era para ser o início de uma fase mais tranquila logo se revela um lugar repleto de segredos e magia.”

A terceira temporada de Locke & Key não tem data para estrear.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Especial de Natal | As 7 melhores animações de Natal

Listamos as melhores animações sobre o Natal!


O Natal, uma data a ser comemorada por muitas famílias como um simbolismo religioso e também infantil. Mas, nesse ano de 2020 é diferente, pois, querendo ou não, a pandemia do coronavírus separou muitos familiares, que perderam entes queridos, amigos próximos ou mesmo não podem estar presentes junto daqueles que amam, para não correr o risco. 

Para celebrar a data do “bom velhinho”, o Critical Room decidiu fazer um Especial de Natal antecipando a data tão especial para muitos. Aqui, vamos listar as 7 melhores animações com tema natalino para você ver.


7. Aconteceu no Natal do Mickey

EMj4HV-WwAQt88N

A turma do Mickey se reúne no Natal e, 1999, com três histórias diferentes, envolvendo o Mickey, Pateta e Pato Donald. A primeira história contava sobre o ano mágico que Mickey, Minnie e Pluto tiveram, recordando sobre. Já o Pateta, motiva Max, seu filho, a crer no Papai Noel, mesmo desmotivado ao ver que ele era seu pai. Por fim, o Pato Donald e seus sobrinhos, Hughinho, Zezinho e Luizinho vivem numa realidade onde todos os dias é Natal, e aprendem sobre o espírito natalino.

Disponível em: Disney+.

6. Operação Presente

Arthur-Christmas

Lançado em 2011, Operação Presente traz o filho mais novo do Papai Noel como protagonista. Arthur, o mais novo, responde todas as cartinhas de crianças para o Papai Noel, enquanto Steve, o mais velho, cuida da logística da entrega de presentes. Com o Papai Noel tendo ainda mais trabalho nesse Natal, uma menina corre o risco de ficar sem presente. Arthur, então, se encarrega de ir salvar o Natal da garotinha o mais rápido possível.

Disponível em: Netflix, YouTube e Google Play Filmes.

5. O Estranho Mundo de Jack

o_estranho_mundo_de_jack_-_reproducao_widelg

Com a presença do diretor de Batman e Batman: O Retorno, Tim Burton no elenco, O Estranho Mundo de Jack, a clássica animação traz Jack Skellington, um ser fantástico que vive na Cidade do Halloween, um local cercado por criaturas fantásticas. Cansado de viver o Halloween, ele atravessa um portal para o Natal, conhecendo a alegria e o espírito natalino. Ao retornar, ele convence os cidadãos a sequestrarem o Papai Noel para que façam seu próprio Natal, e Sally, sua namorada, tenta impedir que isso aconteça.

Disponível em: Disney+.

4. A Origem dos Guardiões

a-origem-dos-guardioes--o-que-e---animacao-sobre-uma-equipe-de-criaturas-mitologicas-como-papai-noel-coelho-da-pascoa-e-fada-do-dente-que-se-unem-para-lutar-contra-um-espirito-maligno---o-que-1343695264483_1920x1080

O filme lançado em 2012, de Peter Ramsey, conta a história de Jack Frost, um garoto que controla o inverno, que se junta ao grupo Guardiões Imortais: Papai Noel, Fada do Dente, Coelho da Páscoa e Sandman. Sua missão é impedir que o bicho-papão transforme todos os sonhos das crianças em pesadelos. 

Disponível em: Netflix.

3. Os Fantasmas de Scrooge

capa-scrooge-563x353

É claro que o famoso personagem do Conto de Natal de Charles Dickens estaria presente na lista. Robert Zemeckis, conhecido por diversos clássicos como De Volta Para o Futuro e Náufrago, traz o velho ranzinza Ebenezer Scrooge, milionário e mesquinho, que ignora as festividades do Natal. Destratando seu assistente, Bob Cratchit e ignorando seu sobrinho Fred, Scrooge não tem emoção em seu coração, nem mesmo depois que seu sócio morreu. Com isso, os fantasmas do Natal que representavam o Passado, Presente e Futuro, o visitam, e levam Scrooge numa viagem que fará ele repensar sobre sua vida.

Disponível em: Disney+.

2. Klaus

Crítica-Klaus-Netflix

Um original da Netflix, Klaus, filme espanhol, tem como trama o problema de uma cidade que fica numa ilha acima do Círculo Ártico. O motivo: os habitantes da cidade sempre brigam e não demonstram interesse por carta. Jesper, um estudante da Academia Postal está prestes a desistir da profissão, mas ele encontra apoio na professora Alva e no misterioso carpinteiro Klaus, que vive sozinho em sua casa repleta de brinquedos feitos a mão.

Disponível em: Netflix.

1. O Expresso Polar

unnamed

Você já sabia que essa animação seria a primeira da lista. O Expresso Polar, de Robert Zemeckis, fez a infância de muitos, e com certeza, merece estar no topo. Se inspirando na história do livro infantil de Chris Van AllsburgO Expresso Polar remonta mais uma vez alguém desacreditado pelo espírito do Natal. O garoto, logo ouve fora de casa um barulho. Um trem gigante estava parado à sua frente, com destino ao Polo Norte, e o conduto o convida para entrar. Com certa relutância, o menino entra, fazendo essa viagem ser inesquecível para ele, recuperando o espírito natalino quase que apagado.

Disponível em: Netflix, Looke, YouTube e Google Play Filmes.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Pequenos Grandes Heróis ganha primeiro trailer; confira

Sequência de Sharkboy & Lavagirl chega no dia 25 desse mês.


Após ser anunciado na San Diego Comic-Con @Homea sequência de As Aventuras de Sharkboy e Lavagirl, Pequenos Grandes Espiões, ganhou seu trailer oficial e completo pela Netflix hoje (4) mais cedo. Veja abaixo:

Anúncios

O filme terá como trama os filhos dos heróis se unindo para salvá-los de forças misteriosas do mal, que assolam o mundo e capturam os heróis da Terra. 

Sinopse: “Os super-heróis do planeta Terra foram raptados após uma invasão alienígena. Agora, os filhos deles estão sob a proteção do governo, que designou uma misteriosa babá (Priyanka Chopra Jonas) para ficar de olho neles em um lugar isolado. Mas nada nem ninguém vai impedir Missy Moreno (YaYa Gosselin) de resgatar seu pai, o super-herói Marcus Moreno (Pedro Pascal). Para isso, ela forma uma equipe extraordinária com outros jovens heróis com superpoderes, como elasticidade, controle do tempo e previsão do futuro.”

Taylor Dooley, a Lavagirl, voltará a reprisar a personagem no filme, mas Taylor Lautner ficou de fora, entregando o manto de Sharkboy para Boyd Holbrook. O elenco do filme dirigido por Robert Rodriguez ainda conta com o ator Pedro Pascal, Priyanka Chopra e Haley Reinhart.

Pequenos Grandes Espiões estará disponível no catálogo da Netflix dia 25 de dezembro. 

Confira o novo pôster abaixo:

Anúncios

Parte final da última temporada de Vikings ganha trailer

Parte final chega à Netflix no dia 31 de dezembro.


Vikings, uma das grandes produções de séries dos últimos tempos, ganhou seu trailer final, mostrando o que acontecerá com Bjorn (Alexander Ludwig) após a batalha contra Ivar (Alex Hogh Andersen) e o exército russo. Confira abaixo:

Anúncios

A segunda parte da sexta temporada irá denotar as consequências da batalha e a sobrevivência de Bjorn, após Ivar ter acreditado que ele havia morrido, Kattegat precisa lutar mais uma vez contra os russos para que não dominem todo seu território. Por uma última vez, os filhos de Ragnar (Travis Fimmel) se unirão para celebrar com os deuses uma vitória em Valhalla.

Ainda no lançamento, a Amazon Prime Video adquiriu os direitos para a exibição do final de temporada nos Estados Unidos, Reino Unido, Irlanda, Alemanha e Áustria, com chegada prevista para 30 de dezembro de 2020. Na Netflix, a série chega no dia 31, no Brasil.

A primeira parte da sexta temporada de Vikings está disponível na catálogo da Netflix.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir

Crítica: The Liberator (1ª temporada)

Aviso: Crítica sem spoilers!


Minissérie sobre Segunda Guerra se baseia em história real.


Lançada no Dia dos Veteranos, a minissérie The Liberator, original da Netflix, explora o capitão Felix Sparks (Bradley James) e a Companhia E na Segunda Guerra Mundial em quatro episódios, com cerca de 45-55 minutos, redesenhando atores reais em um visual de animação muito parecido com os jogos da Telltale Games.  

A minissérie traz uma grande abordagem que o preconceito de superiores do exército diante de outros que não são de sua “raça”, dentro do contexto de uma guerra mundial. O oficial Sparks tem o grande trabalho de “reformar” soldados presos, que se envolveram em confusões após terem sofrido preconceitos por descenderem de mexicanos e tribos indígenas, esta última, que sofreu muito durante a Guerra de Secessão e contra colonos britânicos durante longos séculos. Mas, voltando, Sparks deveria colocar todos em forma e prepará-los para batalhas sangrentas na Europa, que estava tomada pelos nazistas.

TheLiberator_Season1_Episode1_00_18_16_12

 

Comandando o 157° Regimento de Infantaria, o oficial Sparks conseguiu unir soldados abatidos pelo preconceito e mergulhados no ódio, transformando-os em bons e guerreiros aos olhos de outros superiores. São várias operações em lugares na Itália, como Salerno e Anzio, sendo um destes lugares que sua companhia teve grande dificuldade. A campanha na Alemanha também não foi das melhores, sofrendo muita pressão do exército americano após o desastre de Dachau, um dos campos de concentração nazista.

The-Liberator

Vamos destacar aqui a ótima atuação de Bradley James, protagonista da minissérie. Com personalidade forte, o ator conseguiu passar as dificuldades de estar na posição de comando durante uma guerra, e também a força e persistência que todo líder deveria ter. Os outros que compõem o elenco não ficam muito atrás, fazendo atuações sólidas e marcando personagens que o espectador pode se apegar. Em aspectos técnicos, os traços podem ser estranhos no começo, mas nada que não possa ficar acostumado após alguns minutos do segundo episódio. O uso de CGI misturando com live-action, inova ainda mais séries animadas que podem vir a ocorrer futuramente, usando a mesma textura que The Liberator usou. Uma outra, embora não marcante, qualidade, é a trilha sonora bem específica para guerra, puxando um pouco dos clássicos como O Resgate do Soldado Ryan, para mostrar uma campanha americana em telas.

the-liberator-CR

Talvez, um ponto negativo seja um pequeno deslize feito no primeiro e segundo episódio, que podem confundir o telespectador caso não preste atenção aos detalhes cronológicos que a série propõe. Porém, esses erros são “consertados” no terceiro e quarto episódio, entregando uma nova perspectiva na reta final de um drama mais profundo, que não repete os erros dos episódios antecessores. Há cenas que tocam a fundo a emoção, misturando tensão e tristeza em meio a batalhas sangrentas, que podem ser decisivas para a população daquele determinado país. O último episódio, de fato, mostra o que uma guerra é e pode causar, tanto para civis de forma física, quanto para soldados de forma psicológica, e alerta o poder da decisão que cada um tem de fazer.


Veredito

Com uma trama interessante, tendo como base o livro The Liberator: A Odisséia de 500 dias de um soldado da Segunda Guerra Mundial das praias da Sicília aos portões de Dachau, de Alex Kershaw, The Liberator aborda o preconceito dentro do próprio exército e suas rivalidades.

Trazendo uma ótima performance de Bradley James como protagonista, a minissérie animada inova com o uso de CGI e live-action, denotando as dificuldades em operações e os horrores vivenciados pelo oficial Felix Sparks e seus soldados.

9/10.


Confira o último CR News:

Anúncios

The Liberator | Nova série da Netflix baseada na 2ª Guerra Mundial ganha trailer

Série animada chega em novembro.


Netflix lançou o primeiro trailer de sua nova série animada, intitulada de The Liberator, e que irá focar nos soldados americanos durante a Segunda Guerra Mundial. Veja abaixo:

2e5f3829-8bdc-4e9a-92f1-085fc902d894
Composição de trilhas sonoras de filmes, games e séries sobre a alcunha de GeekBatera.

Como uma forma de homenagear os soldados que já serviram os Estados Unidos e ainda servem, a série será lançada no dia 11 de novembro, o feriado do Dia dos Veteranos de Guerra.

Sinopse: “A série The Liberator conta a fascinante história de um dos episódios mais dramáticos da Segunda Guerra Mundial: a odisseia do oficial do exército americano Felix Sparks e sua infantaria, que passaram mais de 500 dias lutando para libertar a Europa”.

The Liberator é uma adaptação do livro The Liberator: A Odisséia de 500 dias de um soldado da Segunda Guerra Mundial das praias da Sicília aos portões de Dachau, de Alex Kershaw.

A série animada irá retratar diversos acontecimentos da Segunda Grande Guerra, misturando animação e imagens reais, indo desde a tomada Nazista na Itália até o desembarque da Normandia em 1944, no qual os Estados Unidos participou com grandes quantidades de soldados e forças especiais, para libertar a França do domínio Nazista.

Netflix libera teaser de novo filme com Gary Oldman; veja

Mank chega ao streaming em dezembro.


Netflix, liberou uma prévia de seu mais novo filme original, Mank, que terá direção de David Fincher e Gary Oldman no papel principal. Assista abaixo:

Anúncios

A trama irá acompanhar Herman J. Mankiewicz, famoso roteirista conhecido como Mank, que escreveu o roteiro de Cidadão Kane (1941), de Orson Welles, mostrará os bastidores do filme e a relação entre o diretor e o roteirista, e qual deles é o responsável pela grandeza de Cidadão Kane e sua importância para o cinema. O vencedor do Oscar de Melhor Ator por O Destino de Uma Nação, Gary Oldman, irá interpretar Mank.

“Acompanhe esta jornada pela Hollywood da década de 1930 através dos olhos do roteirista alcoólatra e crítico social Herman J. Mankiewicz (Gary Oldman) enquanto ele corre contra o tempo para terminar o roteiro de Cidadão Kane para Orson Wells (Tom Burke), diz a descrição oficial.
 
 
Com a direção de David Fincher e o roteiro baseado no de Jack Fincher, seu pai, mas escrito no longa por Eric RothMank conta com Gary Oldman, Tom Burke, Amanda Seyfried, Lily Collins e Tom Pelphrey.
 
Mank chega ao catálogo da Netflix no dia 4 de dezembro.
Anúncios

Netflix volta atrás e cancela GLOW após três temporadas

Série iria para uma quarta temporada, mas Netflix desiste.


A série GLOW, original da Netflix, que tem como temática luta-livre feminina, é cancelada pelo streaming, mesmo após ter sido renovada para o quarto ano em 2019.  As criadoras Liz Flahive e Carly Mensch falaram sobre o assunto:

“O COVID matou seres humanos de verdade. É uma tragédia nacional e deveria ser o nosso foco. COVID aparentemente também acabou com nossa série. A Netflix decidiu não terminar as gravações da temporada final de GLOW. Estávamos aproveitando a liberdade criativa de fazer uma comédia complicada sobre mulheres e contar suas histórias. E luta livre. E agora se foi. Há muita m**** acontecendo no mundo, muito maiores do que isso no momento. Mas ainda assim é triste não conseguirmos ver essas 15 mulheres na tela de novo. Sentiremos falta de nossas palhaças esquisitas e de nosso time heroico. Foi o melhor trabalho”.

Por conta da pandemia e outras questões do streaming, a Netflix cancelou diversas séries este ano, deixando os fãs revoltados e tristes por essa escolha, o que pode prejudicar ainda mais na questão de assinantes futuros ou já presentes.

Sinopse: Ruth Wilder (Alison Brie) é uma atriz desempregada na Los Angeles de 1985. Como última tentativa de tornar-se uma estrela, ela arrisca participar de um programa de wrestling profissional, juntamente com outras doze mulheres, sob o comando do diretor de filmes “B” Sam Sylvia (Marc Maron). Quando sua ex-melhor amiga Debbie Eagan (Betty Gilpin) chega ao ringue, o confronto entre as duas pode trazer fama à produção ou destruí-la de uma vez.

As três temporadas da série estão disponíveis no catálogo da Netflix.

Sabrina Carpenter vai estrelar musical de Alice no País das Maravilhas pela Netflix

Atriz irá produzir e estrelar musical.


A atriz Sabrina Carpenter (Crush à Altura), irá produzir e estrelar um novo original pela Netflix, porém desta vez sendo um musical focado em Alice no País das Maravilhas. A produção de Dançarina Perfeita, um dos filmes em que ela esteve presente no elenco, está se juntando para o musical (via The Hollywood Reporter).

Anúncios

Descrito como uma “versão contemporânea” escrita por Lewis Caroll, a atriz produzir o musical junto com a Alloy Entertainment (You), com o título do projeto chamado de “Wonderland” (País das Maravilhas).

Poucas informações da trama e elenco foram revelados, mas já há um roteirista trabalhando no projeto, Ross Evans (Catch the Moon)Leslie Morgenstein Elysa Dutton irão produzir o filme junto com Carpenter.

A nova versão de Alice no País das Maravilhas não tem data de estreia.


Confira o último CR News de sexta (2):

Gosta de nosso conteúdo? Apoie nosso projeto e contribua com a vakinha clicando aqui. Todo valor arrecadado será destinado a melhorias em todas as mídias do site!

Siga nosso Instagram e decida qual é a melhor animação do Batman:

Novas fotos do set de The Witcher revelam novo visual de Ciri

Com o início das gravações da segunda temporada de The Witcher ainda no meio de agosto, poucas informações sobre a produção surgem. Mas, recentemente, algumas imagens do set foram reveladas ao público pelo site Redanian IntelligenceVeja abaixo:

Anúncios

Nas imagens é possível ver Ciri, com uma roupa nova, podendo ser a de bruxa, a qual ela ganhará durante o treinamento em Kaer Morhen. Ao seu lado, há duas mulheres, uma loira e outra ruiva. A loira, pode ser a feiticeira élfica Lara Dorren, que é uma ancestral de Ciri. Já a ruiva, fontes próximas dizem não saber.

O elenco tem como principal ator Henry Cavill (Geralt), Freya Allan (Ciri), Adam Levy (Mousesack), Johdi May (Rainha Calanthe), Björn Hlynur (Rei Eist), MyAnna Buring (Tissaia), Anya Chalotra (Yennefer), Joey Batey (Dandelion), Eamon Farren (Cahir), Millie Brady (Princesa Renfri), Lars Mikkelsen (Stregobor), Royce Pierreson (Istredd), Rebecca Benson (Marilka), Roderick Hill (Fletcher) e Amit Shah (Torque).

A primeira temporada está disponível no catálogo da Netflix.


Siga nosso Instagram e fique sempre informado sobre novas notícias, de forma mais rápida e eficaz.

Rumor: 3ª temporada de The Witcher está a caminho pela Netflix

Com a confirmação da segunda temporada, um novo relatório indica que The Witcher já tem uma nova temporada sendo encaminhada pela Netflix, e que pode chegar em 2022, já que a pandemia do Covid-19 atrasou a produção da segunda temporada.

O relatório vem do site Redanian Intelligence, que postou uma imagem do banco de dados do Writers Guild of America (WGA), dando a confirmação de uma nova temporada de The Witcher, datando a produção entre 2020-2021, mas que seria lançado apenas no início de 2022, já que a segunda temporada chega em 2021, possivelmente no segundo semestre do ano.

season-3

Em 2019, houve a confirmação de um relatório por um insider, afirmando que a série teria pelo menos três temporada completas, seguindo os passos de Chilling Adventures of Sabrina, podendo se confirmar com o relatório atual.

Anúncios

A segunda temporada já está sendo filmada e produzida, com todos as medidas sanitárias dos locais de filmagens. Toda a produção começou ainda em agosto, e com uma semana de adiantamento, o que permite aos produtores e atores trabalharem ainda mais rápido para entregar a segunda temporada.

Sinopse: “O bruxo Geralt, um caçador de monstros mutante, está procurando um lugar no mundo em que as pessoas se mostrem mais bizarras do que os próprios monstros.”

O elenco tem como principal ator Henry Cavill (Geralt), Freya Allan (Ciri), Adam Levy (Mousesack), Johdi May (Rainha Calanthe), Björn Hlynur (Rei Eist), MyAnna Buring (Tissaia), Anya Chalotra (Yennefer), Joey Batey (Dandelion), Eamon Farren (Cahir), Millie Brady (Princesa Renfri), Lars Mikkelsen (Stregobor), Royce Pierreson (Istredd), Rebecca Benson (Marilka), Roderick Hill (Fletcher)Amit Shah (Torque).

A primeira temporada está disponível no catálogo da Netflix.


Confira o último CR Origens e conheça o supervilão Kang, o Conquistador:

Crítica: Enola Holmes (2020)

Aviso: Crítica sem spoilers!


Enola Holmes (Millie Bobby Brown) é uma adolescente cujo irmão, mais velho, é o renomado detetive Sherlock Holmes (Henry Cavill). Quando sua mãe desaparece, fugindo do confinamento da sociedade vitoriana e deixando dinheiro para trás para que ela faça o mesmo, a garota inicia uma investigação para descobrir o paradeiro dela, ao mesmo tempo em que precisa ir contra os desejos de seu irmão, Mycroft (Sam Claflin), que quer mandá-la para um colégio interno só de meninas.

O filme se baseia nos livros de Nancy Springer, que mostra uma história bem diferente do que estamos acostumados a ver sobre os Holmes. Até por que é contado de um ponto de vista diferente, o de Enola.

114687349_543bf041-b8fc-4ce1-ba26-045e8e0e03e0

O filme tem pontos altos e baixos, e um dos pontos altos são os atores. O longa possui um um elenco de grande peso e todos eles tem participações inesquecíveis. Millie Bobby Brown está incrível no papel com uma personagem bem carismática e cativante, assim como Henry Cavill apresentou um bom e diferente Sherlock. E Sam Claflin mostrou um Mycroft mais arrogante de forma bem diferente e especial.

O figurino é excelente, mostrando o visual das pessoas no século XIX com roupas muito bonitas e mais formais, como ternos, vestidos e outros que marcaram o século. A fotografia e o ambiente do filme é muito bonito, mostrando Londres durante o século XIX de forma bem ampla, visando bem os tempos antigos.

O roteiro é interessante, com uma investigação bem legal e cenas de ação animadas. Mas ele falha com cenas que acabam sendo meio forçadas, com uma quebra da quarta parede totalmente desnecessária que acaba um pouco do suspense das investigações.


Veredito

É um filme bem divertido para ver com a família e amigos, que irão se identificar com alguns personagens que são muito cativantes, mas tem coisas que não vão agradar muito alguns dos fãs dos Holmes. 

6,5/10.

Crítica: Noite Sem Fim (2015)

Aviso: Crítica sem spoilers!


Mais um filme de ação com Liam Neeson.


Com um título totalmente diferente do original (Run All Night), Noite Sem Fim é o filme típico de ação e fuga que todo fã gosta de ver. Do mesmo diretor de O Passageiro e outros dois filmes com Liam Neeson, Jaume Collet-Serra consegue deixar com que os espectadores fiquem imergidos numa ação quase contínua, em alto nível de intensidade. Essa é cara do Liam Neeson.

A trama gira em torno de um gângster aposentado chamado Jimmy Conlon, que sofre com pesadelos daqueles que teve de assassinar, e por ser um gângster no passado, seu filho Mike (Joel Kinnaman) não consegue aceitá-lo como pai. Mas tudo muda quando Mike é posto em perigo, após uma tragédia familiar acontecer na vida de Shawn Maguire (Ed Harris), antigo chefe de Jimmy, forçando Shawn e a polícia perseguirem Jimmy e Mike.

MV5BOTMyOTc5NDEyMF5BMl5BanBnXkFtZTgwMTgxMDk2NDE@._V1_SX1500_CR0,0,1500,999_AL_

“Badass” como sempre, Neeson entrega seu personagem como um homem sem destino, apenas esperando a própria morte. Flagelação do que ele fez no passado? Sim, e querendo pagar seus pecados, mas não sabendo como fazê-lo sem que fique com algum investigador o incomodando. A única esperança é seu filho, que é o oposto do pai, um segurança e motorista, que cuida de sua família, seu bem mais precioso.

Contrapondo esta visão de redenção, seu antigo chefe pensa o contrário, ainda atuando como um “chefão” nos bastidores e tendo um filho mimado, querendo ser tão maior quanto o pai – que reconhece, pelo menos, suas limitações -. O elo de amizade entre Jimmy e Shawn durou até um ponto, o qual Jimmy teve que ultrapassá-lo. E é por um simples aspecto no roteiro que ele todo muda, de algo mais calmo para avassalador, com uma ação incansável.

run-all-night-jimmy-talks-to-shawn-wallpaper-2048x1536-17366_26

O clima soturno consegue criar uma ambientação favorável para a visão de Collet-Serra, que usa e abusa de cores mais escuras em sua paleta, tornando a fotografia um dos pontos altos do filme, que é um pouco diferente de A Orfã, longa o qual há cores mais gélidas, não tão escuras quanto este thriller de ação. Seguindo por este caminho, a trilha sonora composta por Junkie XL representa muito bem o que é um filme de ação com Liam Neeson, tornando a música mais elétrica em momentos de fuga, e mais sentimental com cenas entre o elo familiar que o protagonista carrega. Os detalhes técnicos se conectam um ao outro, conseguindo formar um grande clima e ambientação para o longa de Collet-Serra.

runallnight10

Tanto estes pontos técnicos de compositor, como o de fotografia, é válido elogiar o roteiro construído por Brad Ingelsby, além da visão do diretor Jaume Collet-Serra, acertando em mais um longa de ação, com personagens fluidos e capazes de serem muito mais o que foi entregue no filme.


Veredito

Noite Sem Fim consegue mostrar o lado obscuro e sombrio do coração de um protagonista, que tenta se redimir de seus pecados, deixando sua família mais perto do que nunca e a salvando do perigo. Em atos rápidos e não cansativos, a proposta do filme se encaixa de forma linear com a visão do diretor, que não erra na ação e conta com um bom elenco.

8/10.

Anúncios

Sandman | Neil Gaiman confirma quando a produção da série vai começar

A série Sandman, muito aguardada pelos fãs dos quadrinhos do selo Vertigo/DC Comics, recebeu uma nova atualização, desta vez do próprio criador do universo nos quadrinhos, Neil Gaiman. Em sua conta no Twitter, o quadrinista revelou que a produção da série irá começar em três semanas, mas não deixou pistas sobre quem fará parte do elenco. Veja abaixo:

Anúncios

As filmagens não haviam se iniciado ainda por conta da pandemia do Coronavírus, mas agora, está quase tudo certo para que a produção da nova série da Netflix comece.

Nenhuma pista foi dada sobre qual diretor irá assumir a série, mas rumores indicam que Toby Haynes pode ser um forte candidato para dirigir alguns episódios de Sandman, que ao total terá 11 em sua primeira temporada.

A criação homônima de Neil Gaiman ganhará sua primeira adaptação para a TV. Gaiman será o co-escritor do primeiro episódio, e estará ao lado de David SGoyer e Allan Heinberg.

Sinopse: Uma rica mistura entre mito moderno e fantasia sombria na qual a ficção contemporânea, drama histórico e lenda são perfeitamente entrelaçados. Sandman acompanha os lugares e pessoas afetados por Morpheus, O Rei do Sonho, enquanto corrige os erros cósmicos – e humanos – que cometeu ao longo de sua vasta existência.”

Ao longo dos volumes nos quadrinhos, Sandman teve 75 edições ao todo, que durou de 1989 a 1996. Morpheus, ou Sonho, é um ser poderoso, que faz parte dos Perpétuos: Delírio, Desejo, Destruição, Desespero, Destino e Morte.

Sandman não tem data marcada para lançar.


Confira o último CR News do canal do Critical Room:

Anúncios

5 dicas de Filmes para assistir na Netflix

A reabertura dos cinemas já está sendo realizada no Brasil, no entanto, para quem prefere assistir de casa mesmo, venho mais uma vez indicar 5 filmes que podem passar despercebidos por você, caro assinante da Netflix. A lista de filmes abaixo pode ser encontrada no streaming, e conta com os filmes mais versáteis possíveis, desde um filme de guerra até um musical. Confira:

1. Até o Último Homem (2016)

Desmond T. Doss ao ser convocado para a guerra, se nega a segurar uma arma e matar pessoas. A postura gera repercussão e faz com que o soldado seja pressionado por seus companheiros. No entanto, o jovem entende que sua missão não é matar pessoas, e sim salvar.

Só pela sinopse se vê que Até o Último Homem é um dos filmes de guerra mais humanos que você pode ver. O longa consolidou Andrew Garfield como ator e reafirmou Mel Gibson como um grande diretor de Hollywood, ambos indicados ao Oscar.

2. Debi & Loide – Dois Idiotas em Apuros (1994)

 

Dois amigos, no mínimo excêntricos, resolvem viajar para Aspen, no estado do Colorado para devolverem uma maleta cheia de dinheiro que uma moça havia esquecido no aeroporto. No caminho, os dois companheiros passam por altas confusões, enrascadas e situações mais do que hilárias.

Se você busca por uma comédia, um bom entretenimento num fim de noite, Debi & Loide é a escolha certa. Este road movie divertidíssimo foi um dos grandes sucessos de 1994 e se tornou um dos grandes clássicos da comédia.

3. Akira (1988)

 

Em 2019, Neo Tóquio é uma cidade poluída, corrupta e que sofre de atentados terroristas. Em meio a isso, o jovem Tetsuo acaba se acidentando com uma criança com poderes que havia fugido do hospital onde era cobaia. Resultando desse encontro, Tetsuo desenvolve poderes inimagináveis, que o fazem ser comparado ao lendário Akira, responsável pela explosão de Tóquio em 1988.

Akira foi uma das principais obras que mostraram ao público que animação não era coisa só para criança. A obra conta não só com cenas fortes de violência, como também com nudez explícita e uma narrativa que aborda temas como religião e corrupção. Junto de Ghost in the Shell, Akira é uma das grandes obras cyberpunk da cultura pop, e, com certeza, uma das animações mais importantes já produzidas.

4. Os Embalos de Sábado à Noite (1977)

 

Tony Manero trabalha numa loja de tintas e leva uma vida tranquila morando com os pais. Nos fins de semana ele vai com os amigos à discoteca, onde se transforma no centro das atenções e demonstra seu sonho pela dança.

Os Embalos de Sábado à Noite foi um enorme sucesso, lançou John Travolta ao estrelato, dando a primeira indicação ao Oscar para o ator. Um clássico dos anos 70, com uma interessante narrativa sobre sonhos e, especialmente, conta com grandes músicas, clássicos da disco music.

5. Grease – Nos Tempos da Brilhantina (1978)

 

Na Califórnia de 1959, a boa moça Sandy e o popular Danny se apaixonam e vivem o verão perfeito na praia. Quando voltam às aulas, descobrem que frequentam a mesma escola. Danny é popular na escola e na sua turma de amigos, Sandy é o famoso esteriótipo da princesinha, a boa moça. Para ficarem juntos, eles vão ter que mudarem, ao som de muita música.

John Travolta em dose dupla aqui na lista. Talvez esse seja o papel da carreira do ator, em um musical que restaurou o gênero no final dos anos 70. Filme de atmosfera única dos Tempos da Brilhantina, época marcante dos jovens de jaquetas de couro e gel no cabelo dos anos 50. Com atores um poucos velhos para seus papéis, é verdade, mas com uma trilha sonora simplesmente inesquecível.


Confira os 6 quadrinhos mais importantes do Batman, celebrando o Batman Day:

One Piece dublado é oficialmente divulgado pela Netflix e tem data confirmada!

Com data para o dia 12 de outubro, a Netflix anuncia a chegada de One Piece ao serviço. Ela trará os 61 primeiros episódios da saga de East Blue, a primeira temporada. Estava previsto para a chegada no primeiro semestre, mas com os acontecimentos da pandemia acabou sendo adiado.

O anime conta a história de que uma homem, Gold D. Roger, junta todos os tesouros mais valiosos do mundo e até o mais valioso entre eles, que é o One Piece e com isso ele se torna o Rei dos Piratas, e em seu momento de morte ele anuncia sobre seus tesouros e o One Piece. Sendo assim, muitos depois disso se aventuraram no mar atrás de seus tesouros e com o desejo de se tornarem o próximo Rei dos Piratas. A história se trata como foco é a vida de um jovem chamado Monkey D. Luffy, que busca ser o próximo rei, porém ele come uma fruta amaldiçoada que lhe dá poderes, mas tira a sua capacidade de nadar. Ele sai em busca de conseguir companheiros para o seu bando pirata e com isso, a história se desenrola em rumo ao seu sonho, cheia de acontecimentos e mistérios envolvendo esse jovem.

Atualmente o seu mangá está no capítulo 990 e o anime se encontra no seu 941º episódio, e todos estão disponibilizados e sendo lançados semanalmente pelo serviço de streaming Crunchyroll.