Crítica: The Office (1ª temporada)

Alerta: SPOILERS! Desça e leia por sua conta e risco.


Um início brilhante para uma sitcom.


A primeira temporada de The Office é bastante curta, tendo apenas seis episódios, já que na época, ninguém sabia se a série iria fazer sucesso, por isso a pequena quantidade de episódios para a primeira temporada. Mas quando foi lançada, a serie se tornou um verdadeiro fenômeno, durando nove temporadas e sendo reconhecida como uma das – se não for a melhor – sitcom da história. Vale ressaltar que uma sitcom é uma série que mostra o cotidiano de um grupo de pessoas, com bastante bom humor, e humor é o que não falta nesse escritório gerenciado pelo incompetente Michael Scott (Steve Carell).

O Michael é um personagem tão genial, que ele comprou para si mesmo uma caneca, onde está escrito a frase “O melhor chefe do mundo”. E para piorar, o Michael consegue ser bastante inconveniente com suas piadas ofensivas sobre a etnia ou o peso de seus funcionários. Inclusive, no segundo episódio da série, os funcionários da Dunder Miflin recebem uma palestra sobre diversidade, mas na metade do episódio, o palestrante diz que aquilo tudo foi feito pelas piadas do Michael, deixando um clima bastante constrangedor no ar. Isso é um dos maiores acertos de The Office na primeira temporada, já que ela possui momentos extremamente constrangedores, e em quase todos eles Michael Scott está envolvido.

Outro personagem que rouba a cena é o puxa saco Dwight Schrute (Rain Wilson), que basicamente é o melhor vendedor da filial de Scranton e extremamente dedicado a sua fazenda de beterrabas. Mas existe outro vendedor nessa filial que adora pregar peças no Dwight, Jim Halpert (John Krasinski) passa mais da metade de seu tempo pregando peças no Dwight, a mais famosa claramente é colocar as coisas do colega na gelatina

E por incrível que pareça, The Office possui um dos melhores casais já feitos, Jim e Pam (Jenna Fischer) possuem uma química incrível. Mesmo que os dois não fiquem juntos na primeira temporada, as cenas onde ambos interagem são ótimas. As conversas entre Pam e Michael também são boas por conta dos diálogos constrangedores entre os dois.

The Office possui personagens carismáticos e únicos, e as atuações realmente fazem parecer que estamos vendo o dia a dia de uma empresa qualquer, já que a serie possui todo o tipo de pessoa, desde os mais gentis e bem-humorados até os mais grossos (foi o que ela disse) e chatos. Entretanto, em alguns momentos, a primeira temporada se torna entediante e um pouco chata. Fora isso, a primeira temporada de The Office é muito boa, e marca a estreia de uma série que conquistou o mundo.

B01KbFX


Veredito

A primeira temporada de The Office é marcada por vários momentos de extrema vergonha alheia, que é a marca registrada da série, porem em alguns momentos ela se torna maçante e um pouco chata, mas nada que abale a qualidade do produto final.

9/10.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s