Arquivo da tag: Universo DC

Diane Guerrero, a Crazy Jane de Patrulha do Destino quer ser a Lanterna Verde Jessica Cruz

A estrela já dublou Jessica Cruz em Liga da Justiça vs Os Cinco Fatais.

A estrela de Patrulha do Destino, Diane Guerrero, diz que quer interpretar a Lanterna Verde de Jessica Cruz em um futuro projeto da DC Comics. Comparada a outros personagens dos quadrinhos dos Lanternas Verdes, Jessica Cruz é uma heroína relativamente nova. A estreou em 2014 um pouco depois de ser mencionada em 2013, com muitas das mesmas habilidades de Hal Jordan e John Stewart. A personagem apareceu em algumas animações depois de sua aparição, mas ainda não fez sua estréia em live-action.

Guerrero atua desde 2011, mas ficou conhecida em todo o mundo depois que apareceu em  Orange is the New Black  como Maritza Ramos. No mesmo ano em que a série original da Netflix foi concluída, ela então foi para a DC para estrelar  Patrulha do Destino  como a Crazy JaneGuerrero apareceu em todos os episódios da série até agora, com a segunda temporada ainda forte na HBO Max. A série  recebeu críticas positivas até agora, mas com apenas metade da segunda temporada atualmente fora do ar, é difícil dizer se a série voltará para um terceiro ato. Dito isto, Guerrero está de olho em uma outra personagem na DC.

O Twitter oficial da série citada acima  organizou uma sessão de perguntas e respostas hoje com Guerrero, e um fã perguntou a ela qual personagem da DC ela gostaria de interpretar além de Crazy Jane. Guerrero respondeu revelando que gostaria de interpretar Jessica Cruz. O tweet original de Guerrero pode ser lido abaixo:

https://platform.twitter.com/widgets.js

Após o filme com Ryan Reynolds, a ultima vez em que se viu um Lanterna Verde foi em Liga da Justiça durante a história que é contada pela Mulher-Maravilha sobre Lobo da Estepe. Os Lanternas não receberam muita atenção em  Liga da Justiça mas Zack Snyder deu a intender que mais um Lanterna apareceria no Snyder Cut. Quanto ao filme da Tropa dos Lanternas Verdes está em desenvolvimento há vários anos e a HBO também está desenvolvendo uma série de TV. Pouco se sabe sobre qualquer um deles, mas com vários projetos do Lanterna Verde em andamento, há claramente espaço para apresentar Jessica Cruz.

Não se sabe quais Lanternas Verdes serão introduzidas na série ou em um futuro filme, mas Guerrero seria um espelho de Jessica Cruz. Ela claramente se provou uma atriz diversificada e até dublou Jessica no filme de animação  Liga da Justiça vs. Os Cinco Fatais. A continuidade da DC continua confusa, com os personagens de Patrulha do Destino  e o Flash de Ezra Miller aparecendo no evento crossover “Crise nas Infinitas Terras“. No entanto, se Patrulha do Destino  continuar se mantendo praticamente separado de outros filmes e programas de TV, não há razão para Guerrero não poder interpretar Crazy Jane e Jessica Cruz.

Noite de Trevas | Teaser da sequência revela upgrade no traje do Batman

O Batman agora levou sua furtividade a um outro nível, como mostrou o escritor Scott Snyder no Twitter. O autor da tão esperada sequencia de Noite de Trevas: Metal, Death Metal, foi ao Twitter para mostrar um Batman “grunge“, como sugere o título da sequência – completo com espinhos nos ombros – com um novo gadget: um dispositivo de camuflagem.

Por Scott Snyder e Greg Capullo, Death Metal começará após os eventos que ocorreram na DC Comics no ano passado, com muitos deles orquestrados pela sinistra contraparte da realidade alternativa do Batman, o Batman Que Ri. Com a Muralha da Fonte destruída e a antiga entidade, Perpétua lançada no universo, as coisas foram de ruim a pior. No entanto, Batman parece ter a intenção de aumentar suas chances, graças a sua invisibilidade.

Esta não seria a primeira vez que o Batman usa um dispositivo de camuflagem. Na amada série Batman do Futuro , o traje futurista incluía um dispositivo de camuflagem, deixando apenas o contorno de Batman visível. As limitações desse dispositivo de camuflagem em particular não são conhecidas, pois Batman parece meio visível e meio obscuro. A invisibilidade parece se alinhar com parte do casaco de Batman, com uma de suas mãos ainda visíveis. Isso levou usuários do Twitter a chamá-lo de “capa de invisibilidade” semelhante à usada por outro órfão herói – Harry Potter. A imagem também não deixa de fazer sugestão ao Predador, especialmente considerando como Batman está emergindo de sua invisibilidade no meio de uma selva escura.

A nova camuflagem do Batman não é a única atualização mostrada por Snyder. com os conceitos heavy metal apresentados na série, a Mulher-Maravilha possui uma “serra de verdade” ao lado de um novo traje. Dado que o Batman sem capa conversa com Mulher-Maravilha na imagem do teaser, parece que a guerreira amazona terá um papel importante a desempenhar na série.

O quanto isso se relaciona com os eventos do Death Metal – ou com os maiores acontecimentos do Universo DC – permanece um mistério. Death Metal é certamente um dos lançamentos mais esperados da DC , embora sua programação exata provavelmente não esteja clara devido ao impacto do coronavírus na indústria de quadrinhos. Ainda assim, dado o recente anúncio da DC de retomar a distribuição em breve, parece que nem o Batman Que Ri terá o seu último riso – especialmente quando houver uma Mulher-Maravilha com uma serra elétrica e um Batman invisível nesse caso.

Ex-editor da DC fala sobre seu problema com Novos 52 e Renascimento

O ex-editor da DC, Dan Didio, falou sobre os problemas com os Novos 52, bem como o maior problema da iniciativa DC Renascimento. Durante uma transmissão ao vivo do Drink and Draw, ao lado do editor-chefe da Marvel, Joe Quesada, Didio discutiu onde ele achava que os Novos 52 deu errado.

Segundo Didio, não investiram tempo necessário no segundo ano dos Novos 52 quanto no primeiro.

“Sem dúvidas meu maior erro é as vezes, fazer as coisas acontecerem rápido demais”,explicou Didio, “Ficamos de seis a oito meses desenvolvendo os Novos 52. repensando os personagens, os designs, os vilões, tudo para que isso fizesse mais sentido”.

O ex-editor continuou dizendo que sentiu que as coisas começaram a se mover mais rápido e que menos tempo e energia estavam sendo investidos em desenvolvimento e melhorias “ou fazendo mudanças nos personagens que pareciam dignos de uma nova direção para uma linha. Didio então declarou: “Os fãs não têm mais um ponto de referência e você sente as rodas caindo do carrinho”.

Didio acrescentou depois que, quando a ideia de Renascimento surgiu, havia uma oportunidade de trazer de volta elementos ausentes do Universo DC: “Infelizmente, depois de colocar isso, você também coloca as coisas que o fizeram querer relançar a linha em primeiro lugar. Os personagens ficaram estagnados novamente … todo o ponto da narrativa é mudança e evolução. ”

Didio recentemente deixou sua posição como co-editor da DC em fevereiro, deixando Jim Lee como editor único; a transmissão ao vivo foi a primeira aparição pública de Didio desde então.