Arquivo da tag: Universal

Emma Mackey estrelará novo filme da Working Title

Atriz será Nell Gwynn, amante do rei Carlos II, da Inglaterra.


De acordo com o Deadline, Emma Mackey, da série Sex Education e do novo filme de Kenneth Branagh, Morte no Nilo, estrelará um novo filme da empresa Working Title, totalmente focado na atriz de teatro Nell Gwynn, e também amante do rei Carlos II, no período em que acontecia a Restauração do Reino Unido.

Anúncios

O longa que terá produção da Working Title, será baseado na peça de Jessica Swale, intitulada Nell Gwynn, que segue a vida da atriz, seu envolvimento com o rei e sua carreira no teatro n século XVII. A Universal Studios, organização-mãe da Working Title, irá distribuir o filme.

Os executivos da empresa já estão em busca de atores para preencher o elenco, com foco no rei Carlos II. Os diretores de I Am Belfast, Lisa Baros e Glenn Layburn já estão contratados para dirigir o novo filme.

Atualmente, não há previsão para estreia ou outras informações.


Confira o CR Origens que aconteceu ainda ontem:

Freaky | Novo filme da Blumhouse ganha primeiro trailer; veja

Filme estreia em novembro nos Estados Unidos.


A mais nova produção da Blumhouse Productions, Freaky: No Corpo de um Assassino, ganha seu primeiro trailer, com a estrela da comédia Vince Vaughn e Kathryn Newton. Assista: 

Anúncios

Sinopse: Millie Kessler, de 17 anos, está apenas tentando sobreviver aos corredores sanguinários do Colégio Blissfield e à crueldade da multidão. Mas, quando ela se torna o mais novo alvo do carniceiro (Vince Vaughn), o infame serial killer de sua cidade, seu último ano de escola se torna o menor de suas preocupações. Quando a adaga mística do carniceiro faz com que ele e Millie troquem de corpos, Millie descobre que ela tem apenas 24 horas para recuperar seu verdadeiro corpo antes que ela fique presa no corpo do carniceiro de meia-idade para sempre. O único problema é que ela agora parece fisicamente o psicopata que é alvo de uma caçada humana em toda a cidade enquanto o maníaco se parece com uma adolescente de 17 anos, prestes a ir à um baile de formatura. Com ajuda de dois amigos (Celestre O’Connor e Misha Osherovich) e sua paixão Booker (Uriah Shelton) – Milline corre contra o relógio para reverter a maldição enquanto o carniceiro descobre que ter um corpo de adolescente é o disfarce perfeito para uma pequena matança na cidade.

A comédia de terror terá a direção do mesmo diretor de A Morte Te Dá Parabéns, Christopher Landon, com o roteiro assinado pelo diretor e por Michael KennedyJason Blum ficará como produtor executivo, junto com Couper Samuelson e Jeanette Volturno.

O elenco conta com Kathryn Newton, Vince Vaughn, Celeste O’Connor, Misha Osherovich, Uriah Shelton, Alan Ruck, Katie Finneran e Dana Drori.

Freaky: No Corpo de um Assassino chega aos cinemas nacionais no dia 10 de dezembro deste ano.

Cartaz-de-Freaky

Universal libera teaser de Halloween Kills para 2021

Com uma notícia que desapontou muitos fãs, a Universal Pictures divulgou nesta quarta-feira (8), o primeiro teaser de Halloween Kills, que foi adiado para 2021, por conta da pandemia do Covid-19. Veja o anúncio abaixo:

Halloween Kills, que será uma sequência direta de Halloween (2018), chegará no dia 15 de outubro de 2021, enquanto o final da saga, Halloween End, acontecerá apenas no dia 14 de outubro de 2022. O primeiro tinha data para este ano, com o final da nova trilogia em 2021.

Não apenas Halloween teve nova data, mas A Lenda de Candyman também, migrando de setembro para 16 de outubro deste ano. Para não ter conflitos no calendário, a Universal decidiu adiar Halloween Kills.

O filme contará com a volta de David Gordon Green como diretor e Jamie Lee Curtis sendo Laurie Strode. Judy Greer e Andi Matichak também voltarão para reprisar seu papel, assim como Nick Castle que será o “The Shape”. John Carpenter ficará como produtor executivo. Confira todo o elenco oficial em nosso Instagram.

Halloween Kills chega aos cinemas no dia 15 de outubro de 2021, e Halloween Ends finaliza a saga no dia 14 de outubro de 2022.

Crítica: 1917

Aviso: Crítica sem spoilers!


A Grande Guerra vista de perto.


O mais novo filme de Sam Mendes, com 10 indicações ao Oscar, e tendo levado 3 estatuetas, é uma bela façanha de produção e eficácia num longa que trata de guerra. A percepção do diretor acerca do assunto, fez com que muitos fãs de filmes de guerras e historiadores, mergulhassem num ambiente brutal e épico que é 1917.

Em tempos mais modernos no cinema, ver uma produção de guerra em grande escala não é tão difícil. Filmes biográficos de heróis como Até o Último Homem, ou de um clima mais tenso e pesado como Dunkirk. Porém, é, de fato, difícil ver grandiosas produções da Primeira Guerra Mundial. Uma mais recente foi Mulher Maravilha, mas convenhamos, não é um filme de guerra como de costume. A ação de 1917 começa logo nos primeiros 10 minutos. Não há parada parada para descanso.

Os dois protagonistas do começo, Cabo Schofield (George MacKay) e o Cabo Blake (Dean-Charles Chapman), tem a missão de levar uma mensagem do General Erinmore (Colin Firth) para cessar um ataque contra as tropas alemãs em Croisilles. Uma única carta teria de salvar 1600 homens do Coronel Mackenzie (Benedict Cumberbatch), entre eles o irmão de Blake. Com a confirmação do recuo alemão no Front Ocidental, os Cabos ingleses logo partiram para a longa jornada. O recuo das tropas alemãs era apenas uma tática para que os ingleses caíssem na armadilha. A chamada Operação Alberich consistiu na retirada estatégica alemã para a Linha Hindeburg, que era mais curta e em nova posição, facilitaria a defesa contra a Entente em território francês.

MV5BYjVjNWYwMDUtNTgzMy00OTMyLTkzMjctM2YwMzYzNDA4NThkXkEyXkFqcGdeQXVyNzg0ODMwNDg@._V1_SX1777_CR0,0,1777,755_AL_

Numa mistura de real com originalidade, o diretor molda o roteiro em cima das histórias de seu avô, este que esteve em trincheiras e por muitas vezes foi mensageiro. Na mesma medida, ele traz o trabalho do avô para o filme, fazendo do protagonista um mensageiro improvisado que corre contra o tempo.

Enquanto Blake e Schofield atravessavam a Terra de Ninguém, tivemos um lindo vislumbre do ambiente, das trincheiras e de tudo que uma guerra proporciona. Corpos de soldados, ratos, armas destruídas, campos enlameados com poças d’água e um dia nublado, para manter ainda mais o clima pesado. Os movimentos da câmera nos permitiam ver tudo, até os mínimos detalhes. A câmera sempre seguia os protagonistas, não desviando nenhuma vez. Sem cortes de cenas, mantendo um plano-sequência contínuo, Roger Deakins consegue manter o espectador sempre de olho no filme, para que nenhum detalhe da trama escape.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Assim como na cinematografia, Deakins cuidou da fotografia de forma minuciosa, usando cores mais escuras ao decorrer do filme, para transmitir a dor e a tragédia de uma guerra. Em momentos mais oportunos, usava cores quentes, mas não com tanta frequência. A montagem de Lee Smith e o design de produção de Dennis Gasner contribuíram de forma espetacular. Faz com que quem está vendo, se sentir dentro da Grande Guerra, combatendo as forças inimigas na França. Num todo, a escolha do ambiente para as filmagens, e sempre em dias mais nublados, ajudou muito no processo final.

MV5BZjc4MWY5ZmUtN2YxMy00Yzc3LTgxZDUtYTJlNDBmNjgwMzBiXkEyXkFqcGdeQXVyNzgxMzc3OTc@._V1_SX1777_CR0,0,1777,744_AL_

A direção tensa de Mendes proporcionou muitos momentos de suspense e angústia. Após uma cena de tiroteios e o total apagar das luzes, a cena de fuga precisou um pouco de abafo para acalmar os espectadores. Foi nesta cena que Schofield descobre o caminho certo para a conclusão da missão. Não demorou tanto assim para a ação começar novamente, e já se encaminhando para o final do filme.

O final estrondoso, em meio a trincheiras com centenas de soldados entrando para o ataque contra os alemães, desfaz do momento calmo de uma canção inglesa dos soldados, para construir o maior momento do filme. Tudo parecia acabado para Schofield, até que os soldados fazem algumas perguntas e depois afirmam ser os Devons, o pelotão que o Cabo tem a missão de salvar. Era nítido a exaustão do soldado na reta final. Mesmo ferido, ele seguiu seu caminho. E é aí que a excepcional trilha sonora de Thomas Newman entra na discussão. A mistura de drama, suspense, epicidade e heroísmo em uma apenas uma faixa torna a trilha de 1917 uma das melhores de filmes de guerras já feitas, se não a melhor. E também uma das melhores do ano, que deveria muito bem reconhecida. Não só Sixteen Hundred Men como destaque, mas Gehenna e Night Window conseguem ser tensas e com momentos de suspense. Newman acerta numa trilha sonora espetacular, misturando paz, tragédia, medo, suspense, angústia e tensão para formar a épico que o 1917 precisava.

Na trincheira, o cansaço evidente de Schofield parecia ter sido deixado de lado e substituído pela persistência. MacKay mostrou até aonde vai os limites do ser humano, forçando o físico ao máximo para alcançar o objetivo. O medo nos olhos de alguns soldados, a raiva e o desespero de comandantes torna o plano-sequência final glorioso. No meio de explosões e de soldados machucados, o Cabo perfilava seu caminho até o Coronel, para cessar o ataque. Tendo 30 segundos e 270 metros, para entregar a mensagem, Schofield teria de passar no campo aberto. E é o ponto máximo do filme, mostrando até onde o homem pode chegar. Com certeza, a travessia do Cabo com a trilha ao fundo, fez com que a cena fosse a melhor do filme e uma das mais incríveis de todos os tempos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

George MacKay e Dean-Charles Chapman se entregaram para seus personagens. A atuação magnífica por parte de MacKay, tornando seu personagem icônico e tão realista quanto, sentindo medo, desafiando seus limites e tendo a mais pura força de vontade, além da saudade que o cerca no final, pensando no tempo que iria voltar a ver quem ama.

1917, por sua vez, recria e explora o momento mais sombrio da humanidade. A Grande Guerra, que devastou o mundo, com massivos ataques, tecnologia absurdamente avançada, recriou territórios e redesenhou o mundo moderno, é a prova de que não deve ser esquecida pela sétima arte. Um conflito horrível e pesado, que merece mais atenção dos estúdios, enquanto estes produzem obras sobre a Segunda Guerra Mundial, saturando um tema tão batido, e fazendo a Primeira Guerra Mundial cair no abismo do esquecimento.


Veredito

1917 documenta uma das mais devastadoras das guerras de forma jamais vista nos cinemas. O drama épico de guerra usufrui de todos os elementos necessários para uma produção de grande escala, trazendo à tona, um realismo absurdo e uma humanidade inquestionável por parte dos protagonistas. Com um plano-sequência invejável, não se perde os mínimos detalhes com o passar do longa. O ambiente em que foi filmado, faz com que o espectador fique imerso na batalha durante todo o filme, sem perder o foco por um segundo. A fotografia impecável, torna ainda mais sombrio e tenebroso o clima da obra.

Com uma trilha sonora e uma atuação majestosa e cheia de tensão, 1917 explora o drama de soldados entrincheirados, temendo o que vai acontecer depois. Sam Mendes mostra o quão persistente e humano o homem consegue ser, mesmo num ambiente tão desumano.

10/10.

Dichen Lachman entra para elenco de Jurassic World 3

O elenco da sequência de Jurassic World, que já tem Chris Pratt e Laura Dern como estrelas, ganha mais uma nova atriz. Dichen Lachman, que viveu Jiaying em Agents of SHIELD entrou para o elenco do novo filme.

A atriz australiana, nascida no Nepal, já participou também de Altered Carbon, série original da Netflix, Supergirl e The 100. Seu papel no filme não foi revelado.

Colin Trevorrow está responsável em dirigir a sequência. Chris Pratt e Bryce Dallas Howard serão os protagonistas do filme. Sam Neill, Laura Dern e Jeff Goldblum, que estiveram no clássico Jurassic Park, estão também no elenco.

A franquia Jurassic World já arrecadou US$ 2,981 bilhões. Jurassic World 3 estreia dia 11 de junho de 2021.

Oscar 2020: Confira os vencedores da 92° cerimônia do Oscar

Hoje aconteceu a 92° cerimônia do Oscar, ocorrida em Los Angeles, e reuniu os melhores do ano de 2019. Foi uma linda cerimônia, que contou com diversas atrações musicais e os mais renomados atores e atrizes para a apresentação.

A abertura de Chris Rock e Steve Martin soltou risadas em toda a platéia, que se entreteu ao longo do Oscar. Não só ambos, mas Kristen Wiig e Maya Rudolph fizeram muito bem suas interpretações no palco. O carisma imenso de Gal Gadot também esteve presente, junto de Brie Larson e Sigourney Weaver.

“Todas as mulheres são super-heroínas”, disse Weaver.

Um dos momentos mais fofos e que também gerou revolta na internet, foi Shia LaBeouf junto do ator Zack Gottshagen, que tem Síndrome de Down. A dupla atuou em The Peanut Butter Falcon, e apresentaram a categoria de Melhor Curta. LaBeouf, mesmo ajudando Zack a abrir o envelope, dando uma leve risada, anunciou o melhor vencedor da noite, cortando seu colega. Isso gerou tanta polêmica por parte dos internautas, principalmente os americanos.

Mas, a cerimônia de 2020 pode ficar marcada para sempre, com agradáveis surpresas no palco. Parasita leva 4 estatuetas para casa, deixando 1917 para trás com 3. Já Brad Pitt, levou seu primeiro prêmio com Era uma Vez em Hollywood.

Também, tivemos a terceira mulher a ganhar o Oscar de Melhor Trilha Sonora, batendo nomes de peso como John Williams, renomado compositor e Thomas Newman. Hildur Guđnadóttir, ganha mais um prêmio, após ser a primeira mulher a ganhar o BAFTA e o Globo de Ouro, sendo aplaudida de pé.

“Para as meninas, às mulheres, todas vocês por aí: nós precisamos ouvir a voz de vocês.”

Uma das maiores surpresas foi também as 10 indicações ao Oscar de O Irlandês, incluindo a de Melhor Filme, e não ter ganho em nenhuma categoria.

Porém o momento mais marcante, e com toda certeza emocionante, foi o discurso de Joaquin Phoenix, que venceu por Melhor Ator, fazendo o famoso vilão Coringa. Seu discurso emocionou muitos, o fazendo seu muito aplaudido após receber seu primeiro Oscar. O ator terminou o discurso, lembrando de seu irmão, River Phoenix, falecido em 1993 aos 23 anos.

Quando ele tinha 17 anos de idade, meu irmão escreveu uma música em que dizia ‘vá ao resgate com amor, e a paz o seguirá’.

Confira a lista dos vencedores abaixo:


 

Melhor Ator Coadjuvante

Vencedor: Brad Pitt (Era uma Vez em… Hollywood)

Indicados: Tom Hanks (Um lindo Dia na Vizinhança), Joe Pesci (O Irlandês), Al Pacino (O Irlandês) e Anthony Hopkins (Dois Papas)

Melhor Filme Animado

Vencedor: Toy Story 4

Indicados: Como Treinar Seu Dragão 3, Lost My Body, Klaus e Link Perdido

Melhor Curta Animado

Vencedor: Hair Love

Indicados: DCERA (Daughter), Kitbull, Memorable e Sister

Melhor Roteiro Original

Vencedor: Parasita

Indicados: 1917, História de um Casamento, Era uma Vez em… Hollywood e Entre Facas e Segredos

Melhor Roteiro Adaptado

Vencedor: Jojo Rabbit

Indicados: O Irlandês, Coringa, Adoráveis Mulheres e Dois Papas

Melhor Curta Metragem

Vencedor: The Neighbors’ Window

Indicados: Brotherhood, Nefta Football Club, Saria e A Sister

Melhor Design de Produção

Vencedor: Era um Vez em… Hollywood

Indicados: O Irlandês, Jojo Rabbit, Coringa e Adoráveis Mulheres

Melhor Figurino

Vencedor: Adoráveis Mulheres

Indicados: O Irlandês, Jojo Rabbit, Coringa e Era Uma Vez em… Hollywood

Melhor Documentário

Vencedor: American Factory

Indicados: The Cave, Democracia em Vertigem, For Sama e Honeyland

Melhor Documentário em Curta Metragem

Vencedor: Learning to Skateboard in a Warzone (If You’re a Girl)

Indicados: In The Absense, Life Overtakes Me, St. Louis Superman e Walk Run Cha-Cha

 

Melhor Atriz Coadjuvante

Vencedora: Laura Dern (História de Um Casamento)

Indicadas: Kathy Bates (O Caso Richard Jewell), Scarlett Johansson (Jojo Rabbit), Florence Pugh (Adoráveis Mulheres) e Margot Robbie (O Escândalo)

 

Melhor Edição de Som

Vencedor: Ford vs Ferrari

Indicados: 1917, Coringa, Era uma Vez em… Hollywood e Star Wars: A Ascensão Skywalker

 

Melhor Mixagem de Som

Vencedor: 1917

Indicados: Ad Astra, Ford vs Ferrari, Coringa e Era uma Vez em… Hollywood

 

Melhor Fotografia

Vencedor: 1917

Indicados: O Irlandês, Coringa ,O Farol, Era Uma Vez em… Hollywood

 

Melhor Montagem

Vencedor: Ford vs Ferrari

Indicados: O Irlandês, Jojo Rabbit , Coringa e Parasita

 

Melhores Efeitos Visuais

Vencedor: 1917

Indicados: Vingadores: Ultimato, O Irlandês, O Rei Leão, Star Wars: A Ascensão Skywalker

 

Melhor Maquiagem e Penteado

Vencedor: O Escândalo

Indicados: Coringa, Judy, Malévola – Dona do Mal e 1917

 

Melhor Filme Estrangeiro

Vencedor: Parasita (Coréia do Sul)

Indicados: Corpus Christi (Polônia), Honeyland (Macedônia do Norte), Os Miseráveis (Polônia) e Dor & Glória (Espanha)

 

Melhor Trilha Sonora Original

Vencedor: Coringa (Hildur Guđnadóttir)

Indicados: Adoráveis Mulheres (Alexandre Desplat), História de um Casamento (Randy Newman), 1917 (Thomas Newman) e Star Wars: A Ascensão Skywalker (John Williams)

 

Melhor Canção Original

Vencedor: Rocketman – “(I’m Gonna) Love Me Again”

Indicados: Toy Story 4 I Can’t Let You Throw Yourself Away”
Superação: O Milagre da Fé – “I’m Standing With You”
Frozen II – “Into The Unknown”
Harriet “Stand Up”

 

Melhor Diretor

Vencedor: Bong Joon-ho (Parasita)

Indicados: Quentin Tarantino (Era uma Vez em… Hollywood), Martin Scorsese (O Irlandês), Sam Mendes (1917) e Todd Phillips (Coringa)

 

Melhor Ator

Vencedor: Joaquin Phoenix (Coringa)

Indicados: Antonio Banderas (Dor & Glória), Leonardo DiCaprio (Era uma Vez em… Hollywood), Jonathan Pryce (Dois Papas) e Adam Driver (História de um Casamento)

 

Melhor Atriz

Vencedora: Renée Zellweger (Judy)

Indicadas: Saoirse Ronan (Adoráveis Mulheres), Cynthia Erivo (Harriet), Scarlett Johansson (História de um Casamento) e Charlize Theron (O Escândalo)

 

Melhor Filme

Vencedor: Parasita

Indicados: Ford vs Ferrari, O Irlandês, Jojo Rabbit, Coringa, Adoráveis Mulheres, História de um Casamento, 1917 e Era uma Vez em… Hollywood


Um ano de surpresas, acertos e decepções. O Oscar 2020 ficará marcado como uma das mais semblantes cerimônias de todos os tempos. Esperamos que mais cerimônias como esta, venham em outros anos.

Dolittle ganha seu segundo trailer; confira

O segundo trailer do remake Dolittle, com Robert Downey Jr no papel foi liberado. Confira abaixo:

Sinopse: Depois de perder sua mulher há sete anos, o Dr. John Dolittle (Downey), famoso veterinário da Inglaterra da Rainha Vitória, se encontra nas paredes do mansão Dolittle, com apenas sua coleção de animais como companhia. Mas quando uma jovem rainha (Jessie Buckley) adora gravemente, um Dolittle é forçado a embarcar em uma aventura para uma ilha mística à procura de uma cura, reconquistando sua esperteza e coragem, encontrando velhos adversários e descobrindo criaturas criativas.

Na jornada, o Doutor é acompanhado por um aprendiz auto-intitulado (Harry Collett) e um grupo de amigos de animais, incluindo um gorila ansioso (Rami Malek), um pato entusiasmado (Octavia Spencer) e uma dupla competitiva formada por uma estrela (Kumail Nanjiani) e um urso polar (John Cena) além de um papagaio (Emma Thompson), que servem como uma companhia mais confiável e conselheira de Dolittle.

Em seu novo filme, o Doutor terá de salvar a Rainha Victória. E pra isso, ele contará com a ajuda de seus bichanos com quem ele tem a capacidade de falar.

Com a direção de Stephen Gaghan e a trilha sonora por Danny Elfman, o elenco ainda conta com Tom Holland, Antonio Banderas e Michael Sheen.

O longa estreia no dia 17 de janeiro, e aqui no Brasil ficou para o dia 20 de fevereiro.

Gravações de ‘Halloween Kills’ foram terminadas

O segundo filme da nova trilogia de Halloween, Halloween Kills, teve suas filmagens encerradas ainda ontem (3). Foram 36 dias de produção.

https://www.instagram.com/p/B4bMxFKpPkB/?igshid=r2ftsofwojnp

As gravações do filme, como no anterior e Halloween Ends, aconteceram em Wilmington, na Carolina do Norte. As filmagens de Halloween Kills começaram no dia 12 de setembro.

Em comemoração ao Halloween, Jamie Lee Curtis publicou um teaser do filme. Veja abaixo:

O filme contará com a volta de David Gordon Green como diretor e Jamie Lee Curtis sendo Laurie Strode. Judy Greer e Andi Matichak também voltarão para reprisar seu papel, assim como Nick Castle que será o “The Shape”. John Carpenter ficará como produtor executivo.

‘Halloween Kills’ e ‘Halloween Ends’ chegam aos cinemas dia 16 de Outubro de 2020 e 15 de Outubro de 2021, respectivamente.

‘A Família Addams 2’ já está sendo produzido

A animação da Família Addams está fazendo sucesso nos EUA. O longa já arrecadou mais de US$35 milhões no país. Com o sucesso logo de cara, A MGM confirmou que uma sequência já está em produção.

A data de lançamento do novo longa ficou para 22 de outubro de 2021, poucos dias antes do Halloween, colando com a estreia de Halloween Ends, que será uma semana antes.

O filme dos diretores Conrad Vernon é Greg Tiernan arrecadou US$ 4,8 milhões na segunda feira (14), em consequência ao feriado do dia de Colombo.

A United Artists Releasing irá distribuir a sequência nos EUA, enquanto a Universal internacionalmente.

A Família Addams estreia dia 31 no Brasil e mundialmente. Por enquanto, está apenas em exibição nos EUA.

Confira o trailer do filme:

Atualizações de bilheterias – dia 11 à 13

Confira as atualizações de bilheterias feitas pelo Box Office Mojo do dia 11 à 13 de outubro.


Coringa
Orçamento = US$ 55 milhões
Bilheteria doméstica = 192,7
Estrangeiro = US$ 351,2
Total = 543,9
Data de estreia: 3 de outubro (Brasil); 4 de outubro (Mundial)

A Família Addams
Orçamento = US$ 40 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 30 milhões
Estrangeiro = Sem estreia
Data de estreia: 11 de outubro (EUA); 31 de outubro (Mundial)

Projeto Gemini
Orçamento = US$ 138 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 20,5 milhões
Estrangeiro = US$ 39 milhões
Total = US$ 59,5 milhões
Data de estreia: 10 de outubro (Brasil); 11 de outubro (Mundial)

Abominável
Orçamento = US$ 75 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 47,9 milhões
Estrangeiro = US$ 60,1 milhões
Total = US$ 108 milhões
Data de estreia: 26 de setembro (Brasil); 27 de setembro (Mundial)

Ad Astra – Rumo às Estrelas
Orçamento = US$ 80 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 47 milhões
Estrangeiro = US$ 73 milhões
Total = US$ 120 milhões
Data de estreia: 20 de setembro (Mundial); 26 de setembro (Brasil)

Rambo: Até o Fim
Orçamento = US$ 50 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 42,9 milhões
Estrangeiro = US$ 24,5 milhões
Total = US$ 67,4 milhões
Data de estreia: 19 de setembro (Brasil); 20 de setembro (Mundial)

As Golpistas
Orçamento = US$ 20 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 98 milhões
Estrangeiro = US$ 23,6 milhões
Total = US$ 121,6 milhões
Data de estreia: 12 de setembro (Países Baixos); 13 de setembro (Mundial)

O Pintassilgo
Orçamento = US$ 45 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 5,2 milhões
Estrangeiro = US$ 3,5 milhão
Total = US$ 8,7 milhões
Data de estreia: 13 de setembro (Mundial); 10 de outubro (Brasil)

IT: Capítulo 2
Orçamento = US$ 80 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 207 milhões
Estrangeiro = US$ 238 milhões
Total = US$ 445 milhões
Data de estreia: 5 de setembro (Brasil); 6 de setembro (Mundial)

Invasão ao Serviço Secreto
Orçamento = US$ 40 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 68,8 milhões
Estrangeiro = US$ 58,8 milhões
Total = US$ 127 milhões
Data de estreia: 21 de agosto (Reino Unido); 23 de agosto (Mundial)

Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw
Orçamento = US$ 200 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 173 milhões
Estrangeiro = US$ 585 milhões
Total = US$ 758 milhões
Data de estreia: 1 de agosto (Brasil); 2 de agosto (Mundial)

O Rei Leão
Orçamento = US$ 260 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 542 milhões
Estrangeiro = US$ 1,104 bilhão
Total = US$ 1,646 bilhão
Data de estreia: 18 de julho (Brasil); 19 de julho (Mundial)

Angry Birds 2: O Filme
Orçamento = US$ 65 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 41,3 milhões
Estrangeiro = US$ 94,6 milhões
Total = US$ 135,9 milhões
Data de estreia: 13 de agosto (Mundial); 3 de outubro de (Brasil)

Dora e a Cidade Perdida
Orçamento = US$ 49 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 60,2 milhões
Estrangeiro = US$ 50,8 milhões
Total = US$ 111 milhões
Data de estreia: 9 de agosto (Mundial); 7 de novembro (Brasil)

Predadores Assassinos
Orçamento = US$ 13 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 39 milhões
Estrangeiro = US$ 50 milhões
Total = US$ 89 milhões
Data de estreia: 11 de julho (Brasil); 12 de julho (Mundial)

Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro
Orçamento = US$ 25 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 67,8 milhões
Estrangeiro = US$ 26,7 milhões
Total = US$ 94,5 milhões
Data de estreia: 9 de agosto (Mundial); 26 de setembro (Brasil)


Fique ligado no site para mais atualizações.

Confira o trailer de ‘A Família Addams’:

Dolittle| Primeiro trailer do remake foi divulgado

A Universal Studios liberou o primeiro trailer do remake do Dr Dolittle, que será estrelado por Robert Downey Jr. Confira:

Sinopse: Depois de perder sua mulher há sete anos, o Dr. John Dolittle (Downey), famoso veterinário da Inglaterra da Rainha Vitória, se encontra nas paredes do mansão Dolittle, com apenas sua coleção de animais como companhia. Mas quando uma jovem rainha (Jessie Buckley) adora gravemente, um Dolittle é forçado a embarcar em uma aventura para uma ilha mística à procura de uma cura, reconquistando sua esperteza e coragem, encontrando velhos adversários e descobrindo criaturas criativas.

Na jornada, o Doutor é acompanhado por um aprendiz auto-intitulado (Harry Collett) e um grupo de amigos de animais, incluindo um gorila ansioso (Rami Malek), um pato entusiasmado (Octavia Spencer) e uma dupla competitiva formada por uma estrela (Kumail Nanjiani) e um urso polar (John Cena) além de um papagaio (Emma Thompson), que servem como uma companhia mais confiável e conselheira de Dolittle.

O filme tava direção de Stephen Gaghan. Também foi refilmado, sendo supervisionados por Jonathan Liebesman.

O elenco ainda conta com Tom Holland, Antonio Banderas e Michael Sheen.

O filme estreia dia 17 de janeiro de 2020.

‘Halloween Kills’ ganha novidades

A saga do slasher Michael Myers está caminhando para o seu fim. Nas últimas semanas, o segundo filme da trilogia ganhou mais novidades.

Nancy Stephens irá retornar ao elenco reprisando o papel da enfermeira Marion. Robert Longstreet também retornará como Loonie Elam, um garoto da escola local.

Kyle Richards é outro nome que irá retornar. A atriz interpretará novamente Lindsey Wallace, que era cuidada por uma amiga de Laurie.

Anthony Michael Hall foi escalado para ser Tommy Doyle, personagem no qual era cuidado por Laurie (Jamie Lee Curtis). Anteriormente, Brian Andrews interpretava o garoto.

Recentemente, novas imagens foram lançadas na mídia. De acordo com os veículos de notícia americanos, o novo longa irá trazer um possível flashback do primeiro filme, ‘Halloween (1978)’.

É possível ver que a máscara está mais limpa e branca como em 78. Além disso, uma ator mais jovem está como intérprete.

O filme contará com a volta de David Gordon Green como diretor e Jamie Lee Curtis sendo Laurie Strode. Judy Greer e Andi Matichak também voltarão para reprisar seu papel, assim como Nick Castle que será o “The Shape”. John Carpenter ficará como produtor executivo.

‘Halloween Kills’ e ‘Halloween Ends’ chegam aos cinemas dia 16 de Outubro de 2020 e 15 de Outubro de 2021, respectivamente.

‘1917’ ganha trailer repleto de ação

Ontem (3), na New York Comic-Con, a Universal Studios liberou o trailer do filme de guerra ‘1917’. Veja abaixo:

Sinopse: “Em um dos momentos críticos da Primeira Guerra Mundial, dois soldados britânicos Schofield (MacKay) e Blake (Chapman) recebem uma missão aparentemente impossível. Em uma corrida contra o tempo, os soldados devem cruzar território inimigo e entregar uma mensagem que cessará o ataque brutal de milhares – entre eles, o irmão de Blake.”

A direção ficará nas mãos de Sam Mendes, que co-escreveu o roteiro ao lado de Krysty Wilson-Cairns. Steven Spielberg ficará como produtor. O longa teve um orçamento de US$ 100 milhões.

‘1917’ ainda traz nomes de peso, como Benedict Cumberbatch (Doutor Estranho) e Mark Strong (Shazam).

O filme estreia dia 25 de dezembro nos EUA. No Brasil, chegará apenas dia 20 de fevereiro de 2020.

Atualizações de bilheterias – dia 27 à 29

Confira as atualizações de bilheterias feitas pelo Box Office Mojo do dia 27 à 29 de setembro.


Abominável
Orçamento = US$ 75 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 20 milhões
Estrangeiro = US$ 10 milhões
Total = US$ 31 milhões
Data de estreia: 26 de setembro (Brasil); 27 de setembro (Mundial)

Ad Astra – Rumo às Estrelas
Orçamento = US$ 80 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 35 milhões
Estrangeiro = US$ 53 milhões
Total = US$ 89 milhões
Data de estreia: 20 de setembro (Mundial); 26 de setembro (Brasil)

Rambo: Até o Fim
Orçamento = US$ 50 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 19 milhões
Estrangeiro = US$ 13 milhões
Total = US$ 46 milhões
Data de estreia: 19 de setembro (Brasil); 20 de setembro (Mundial)

As Golpistas
Orçamento = US$ 20 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 80,6 milhões
Estrangeiro = US$ 14,8 milhões
Total = US$ 95,4 milhões
Data de estreia: 12 de setembro (Países Baixos); 13 de setembro (Mundial)

O Pintassilgo
Orçamento = US$ 45 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 4,9 milhões Estrageiro = US$ 1,8 milhão
Total = US$ 6,7 milhões
Data de estreia: 13 de setembro (Mundial); 10 de outubro (Brasil)

IT: Capítulo 2
Orçamento = US$ 80 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 193 milhões
Estrangeiro = US$ 223 milhões
Total = US$ 417 milhões
Data de estreia: 5 de setembro (Brasil); 6 de setembro (Mundial)

Invasão ao Serviço Secreto
Orçamento = US$ 40 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 67 milhões
Estrangeiro = US$ 56 milhões
Total = US$ 123 milhões
Data de estreia: 21 de agosto (Reino Unido); 23 de agosto (Mundial)

Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw
Orçamento = US$ 200 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 172,2 milhões
Estrangeiro = US$ 582,8 milhões
Total = US$ 755 milhões
Data de estreia: 1 de agosto (Brasil); 2 de agosto (Mundial)

O Rei Leão
Orçamento = US$ 260 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 540 milhões
Estrangeiro = US$ 1,098 bilhão
Total = US$ 1,638 bilhão
Data de estreia: 18 de julho (Brasil); 19 de julho (Mundial)

Angry Birds 2: O Filme
Orçamento = US$ 65 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 40 milhões
Estrangeiro = US$ 83 milhões
Total = US$ 123 milhões
Data de estreia: 13 de agosto (Mundial); 3 de outubro de (Brasil)

Dora e a Cidade Perdida
Orçamento = US$ 49 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 59 milhões
Estrangeiro = US$ 45 milhões
Total = US$ 105 milhões
Data de estreia: 9 de agosto (Mundial); 7 de novembro (Brasil)

Predadores Assassinos
Orçamento = US$ 13 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 39 milhões
Estrangeiro = US$ 49,5 milhões
Total = US$ 88,5 milhões
Data de estreia: 11 de julho (Brasil); 12 de julho (Mundial)

Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro
Orçamento = US$ 25 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 66,8 milhões
Estrangeiro = US$ 26,7 milhões
Total = US$ 93,5 milhões
Data de estreia: 9 de agosto (Mundial); 26 de setembro (Brasil)

Era Uma Vez Em Hollywood (Bilheteria finalizada)
Orçamento = US$ 90 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 138 milhões
Estrangeiro = US$ 218 milhões
Total = US$ 356 milhões
Data de estreia: 26 de julho (Mundial); 15 de agosto (Brasil)


Fique ligado no site para mais atualizações.

Confira o trailer de ‘Abominável’:

The Office: Série pode ganhar um reboot no streaming da NBC

De acordo com o Deadline, a NBC tem planos de trazer sua famosa série de comédia de volta através de seu mais novo serviço de streaming, o Peacock.

Em entrevista ao Deadline, Bonnie Hammer, presidente da NBC Universal, disse: “É minha esperança e objetivo que rebootemos The Office”.
O reboot se encaixaria na estratégia da NBC para o Peacock, já que o serviço de streaming anunciou novas versões de séries como Battlestar Galactica, Saved By the Bell e Punky Brewster. Recentemente, a NBC Universal readquiriu os direitos de The Office, que antes estavan com a Netflix US por US $ 500 milhões. Espera-se que a série saia da grade da Netflix até o final de 2020 e chegue ao Peacock em outubro do mesmo ano.

“The Office retorna para a nossa grade em janeiro de 2021. É minha esperança que possamos descobrir como poderiamos fazer um grande reboot disso”, disse Hammer.

Mas nem todos estão empolgados com isso. Protagonista da série por muitos anos, Steve Carell declarou várias vezes que não deseja que The Office volte, preocupado com a reação do público ao comportamento de Michael Scott no atual clima político do país.

Fiquem de olho no Critical Room para mais informações.