Arquivo da tag: Starz

Crítica: Pennyworth (2ª temporada)

Alerta: SPOILERS! Desça e leia por sua conta e risco.


Pennyworth tem grandes reviravoltas em seu segundo ano.


A série prequel do Batman na Epix, Pennyworth, é um dos grandes destaques da DC Comics na TV neste ano. Após uma primeira temporada deixando algumas questões em aberto, a segunda se inicia, tentando começar um arco totalmente novo: Uma vida nova para Alfred (Jack Bannon) e seus amigos. E isso, realmente, não parece dar tão certo.

Com a primeira temporada surpreendendo em sua trama positivamente, era muito esperado que a segunda também fosse assim, ou melhor. Talvez Bruno Heller e Danny Cannon tenham acertado a mão de vez em Pennyworth, e deixando o misticismo de James Bond de lado, para focar em uma personalidade única para o Alfred. Os eventos da primeira temporada respingaram muito bem para a segunda, com Os Corvos dominando quase toda a Inglaterra, e a Liga dos Sem Nome (a rainha e demais aliados) se sitiando apenas em Londres. A guerra civil ainda continuava, e muita gente inocente perdia a vida com bombardeios da sociedade de Lorde Harwood (Jason Flemyng).

Este slideshow necessita de JavaScript.

A primeira metade da temporada obteve muito foco em Alfred e sua equipe para ganhar dinheiro fácil, além de também, mostrar um novo possível inimigo para a Coroa Inglesa. O drama foi cada vez aumentando, assim como a espera do próximo episódio, para saber o que iria acontecer. No lado de Alfred, o futuro mordomo se envolveu com o crime após Gully (James Purefoy), seu antigo capitão no exército, ao lado de Dave Boy (Ryan Fletcher). Essa decisão de viver uma vida heroica e de crime ao mesmo tempo, o separa de sua mãe Mary (Dorothy Atkinson), e sua relação familiar parece mais distante, assim como a amorosa.

E é a relação amorosa de Alfred o grande problema desta temporada. A primeira temporada conseguiu encaixar Esme (Emma Corrin) muito bem na trama, assim como Beth (Paloma Faith), que conseguiu se entrelaçar no meio dos dois. Na nova temporada, nada se acerta, e quando parece, ele volta atrás. Alfred possui um relacionamento com Sandra (Harriet Slater), e, ao mesmo tempo, se apaixona pela mulher de Gully, Melanie (Jessica De Gouw). A tentativa de fazer com que Alfred seja um típico Bruce Wayne falha, e a esperança de que sua vida seja melhor nos EUA, com Melanie, Dave Boy e sua mãe, se cai por terra. Mas, mesmo que ele seja um belo par para Melanie, quem sabe possamos ver algo mais entre ambos na terceira temporada, quando ele for para Gotham.

PW_207_SG_00240_S

Apesar das relações conturbadas de Alfred, sua fama como um quebra-galhos ainda continua. Mesmo que ele tente ficar longe, ainda há trabalhos que ele é necessário, bancando o herói londrino dos anos 60. A guerra ainda continua, com a Liga dos Sem Nome e a Sociedade dos Corvos. Toda a guerra civil divide os personagens, que buscam por alguma interferência do exterior, caso a grande arma química da Sociedade dos Corvos seja liberada. Com isso, há uma tensão entre a relação de Thomas (Ben Aldridge) e Martha (Emma Paetz), que se desencontram, encontram e assumem seu relacionamento amoroso apenas na reta final. Considerando que a dinâmica entre os dois atores e personagens seja realmente boa, a dificultação de Martha para com Thomas, e vice-versa torna a subtrama, muitas vezes, entendiante. Claro, que agora, parecem ter se acertado, e veremos algo mais sólido na próxima temporada.

Deixando a trama um pouco de lado, o grande acerto da série é a própria ambientação, que apenas melhora com o passar do tempo. A Londres seiscentista já foi elogiada na primeira temporada, e na segunda, merece muitos elogios e atenção. Se o roteiro de Bruno Heller não é tão funcional em Gotham, é inegável dizer que a ambientação da cidade do Batman é errônea. Assim como Gotham, Heller e Cannon acertam no visual novamente, aderindo todo o aspecto de um alvorecer, na Londres dos anos 60. Seguindo os detalhes técnicos, vale ressaltar a trilha sonora, muito caracterizada como a do 007, mas com originalidade de Pennyworth.

pennyworth3viji0

A segunda temporada tem um salto de melhora em sua qualidade, e cada ator está confortável em seu respectivo papel. Com Jack Bannon sendo o principal ator, o novo ano do programa da Epix mistura muito drama e ação, ganha ainda mais força em sua reta final de temporada, ainda que o final não seja tão agradável. Embora eu ache que o arco da guerra civil pudesse ter sido finalizado, uma nova temporada pode abrir diversas subtramas interessantes e ainda mais consistentes. Com certeza, Pennyworth é uma das melhores séries da DCTV, que ainda é um tanto desconhecida pelos fãs da DC.


Veredito

Pennyworth melhora em sua segunda temporada, mas retrocede em trabalhar com os relacionamento de Alfred. Com um começo de temporada mais ameno, o segundo ano ganhou mais ritmo durante a reta final, embora tenha dado um salto temporal, permitindo um final em aberto para uma terceira temporada. Com o arco de Alfred ainda não finalizado, e um início promissor para os Waynes, a terceira temporada abre margens para possibilidades infinitas, e um novo horizonte para Pennyworth.

8,5/10.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição única

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Starz cancela American Gods após três temporadas

Série não terá quarta temporada.


Segundo o Deadline, a Starz decidiu cancelar American Gods após três temporadas, e parece que, apesar de não ter uma quarta temporada, não descartam um filme. A série é inspirada na obra do autor Neil Gaiman, foi finalizada ainda no dia 21, nos Estados Unidos.

Anúncios

“Todos na Starz são gratos ao elenco e equipe dedicados, e aos nossos parceiros na Fremantle, que deram vida ao autor e produtor executivo Neil Gaiman, que fala sobre o clima cultural de nosso país,” disse o canal, em um comunicado.

Apesar do cancelamento, há conversas de que a série poderá ser encerrada com um filme ou uma minissérie. Ainda não há mais informações sobre.

Sinopse: “Shadow Moon é um ex-vigarista que serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday, um homem fraudulento que é, na verdade, um dos velhos deuses, e está na Terra em uma missão: reunir forças para lutar contra as novas entidades.”

A série está disponível no Prime Video.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Starz renova Outlander para 7ª temporada

A sexta temporada ainda está em produção.


De acordo com a Variety, o canal Starz renovou a série Outlander para a sétima temporada, enquanto a sexta ainda continua em produção, devido aos atrasos causados pela pandemia. A Starz encomendou 12 episódios para o novo ano. Ainda não há data para a sexta temporada estrear.

Anúncios

“Starz está empenhada em investir em contação de histórias premium corajosa e sem remorso que amplifica diversas vozes e ilumina as mulheres na frente e atrás das câmeras por meio de nossa iniciativa #TakeTheLead”, disse Christina Davis, presidente de programação original da Starz“A série de sucesso ‘Outlander’ incorpora tudo sobre nossa iniciativa, incluindo uma poderosa personagem principal feminina e uma equipe incrível de contadores de histórias. Estamos ansiosos para seguir as aventuras de Claire e Jamie na América durante a Revolução, bem como mais viagens no tempo durante a próxima temporada.”

Baseada nos livros de Diana Gabaldon, Outlander conta a história de Claire Randall (Caitriona Balfe), uma mulher que consegue viajar no tempo, e vive em algumas épocas históricas, como a Revolução Francesa.

O elenco conta com Sam Heughan, Caitriona Balfe, Sophie Skelton e Richard Rankin. As primeiras quatro temporadas estão disponíveis na Netflix.

Fique ligado no Critical Room para mais atualizações, e siga nosso Instagram para receber mais conteúdos incríveis! Não esqueça de se inscrever em nosso canal no YouTube.


Aproveite

Ganhe 44% de desconto na graphic novel Batman: O Longo Dia das Bruxas – parte 1 na Amazon. Para comprar, clique aqui.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Starz está desenvolvendo revival de Party Down

A sitcom estreou em 2009.


De acordo com o Deadline, o serviço de streaming Starz está desenvolvendo um revival da sitcom Party Down, que foi exibida entre 2009 e 2010. A versão nova está em andamento com a equipe criativa original, Paul Rudd, Rob Thomas, John EnbomDan Etheridge.

Anúncios

A série original, produzida pela Starz, se iniciou em 2009 e teve apenas duas temporadas, trazendo no elenco nomes como Ken Marino, Adam Scott, Jane Lynch, Martin Starr, Ryan Hansen, Lizzy Caplan e Megan Mullally. Ainda não se sabe se o elenco será reformulado, ou os atores originais irão voltar para o revival.

“No final de 2019, o elenco de Party Down e os produtores se reuniram para uma retrospectiva do show apresentado pelo Vulture. Nós nos divertimos tanto que queríamos encontrar uma maneira de reunir a equipe novamente”, disse Thomas. “O elenco está tão ocupado atualmente que encontrar uma janela onde possamos fazer isso pode exigir trigonometria, mas estamos determinados a fazer isso acontecer.”

John Enbom será o showrunner da série limitada, que terá seis episódios, e também será produtor executivo ao lado de Paul Rudd, Rob Thomas e John Enbom. A Lionsgate TV irá produzir, ao lado da Starz.

Não há previsão para a série ser lançada.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

5 séries disponíveis na Netflix para você assistir na quarentena

Mesmo com a reabertura em muitos lugares, ainda há pessoas em suas casas, se precavendo do Covid-19. Então, preparamos uma lista de 5 séries para você maratonar durante esse período de pandemia, variando de séries históricas para mitologias em quadrinhos.


1. As Aventuras de Merlin

A divertidíssima série inglesa, produzida pela BBC, que conta com 5 temporadas, com 13 episódios cada e foi ao ar de 2008 a 2012, trazendo as aventuras do mago aprendiz Merlin (Colin Morgan) e o príncipe Arthur (Bradley James) em Camelot. Tendo os cuidados de Gaius (Richard Wilson), o médico do reino, Merlin aprendeu seus feitiços logo cedo, ajudando Arthur em alguns momentos em que ele precisava. Porém, magia era proibida em Camelot, por conta do rei Uther Pendragon (Anthony Head)Merlin tinha o dever de proteger Arthur, para que um dia, quando ele virasse rei de Camelot, o mesmo deveria unir a terra de Albion, uma profecia passada elo dragão Kilgarrah (John Hurt), que era mantido preso nas cavernas do reino. A série teve boa aprovação do público e críticas mistas em sua primeira temporada, mas não deixou se abalar e a crítica elogiou as temporadas seguintes. Ainda hoje é lembrada e amada por muitos fãs.

As 5 temporadas estão no catálogo da Netflix.

 

2. Black Sails

Produzida pela StarzBlack Sails teve 4 temporadas e focou na Era Pirata de uma forma mais dramática e pé no chão do que Piratas do Caribe. A série acompanha a saga de Capitão Flint (Toby Stephens) na Era de Ouro da Pirataria, cercado de outros piratas renomados e mais temidos do que ele, como Edward Teach, o Barba Negra. Flint tem que lutar contra motins e precisa ser o capitão de ferro de seu navio, para que não o vejam fraco. Com a atividade pirata na Ilha de Nova Providência ameaçando o comércio da Inglaterra, o governo inglês e outros declaram os piratas como “inimigos da humanidade”. Enquanto precisa lutar contra a Marinha Real Britânica, Flint vai em busca do tesouro do galeão naufragado, o Urca de Lima.

As 4 temporadas estão disponíveis na Netflix.

3. Vikings

Seguindo de séries históricas, Vikings provavelmente é a mais renomada delas na atualidade. Ainda em andamento com sua sexta e última temporada, Vikings acompanha a jornada de Ragnar Lothbrok (Travis Fimmel), um fazendeiro que vira notório após várias invasões em terras da Inglaterra e por conseguinte vira Rei de Kattegat. Ele tem apoio de sua família e seu irmão Rollo (Clive Standen), que sempre teve suas diferenças com Ragnar. Após a morte do pai, Bjorn (Alexander Ludwig) tenta assumir seu legado ao lado de Lagertha (Katheryn Winnick), mas empaca em Aslaug (Alyssa Sutherland) e seus outros irmãos. A conquista pelo trono de Kattegat fica ainda mais acirrada na quinta temporada, com Ivar (Alex Hogh Andersen) enfrentando aqueles que se opuserem contra ele e o rei Harald (Peter Franzén) querendo ser o rei de Kattegat. Com a derrota para Ivar, Bjorn Lagertha fogem para a Inglaterra. A sexta temporada está em andamento, e segue os passos do derrotado Ivar ao final da quinta temporada.

As primeiras 5 temporadas estão completas na Netflix, junto com os 10 primeiros episódios do sexto e último ano.

4. The End of the F**ing World

Com produção da Netflix, The End of the F**ing World ganhou o coração dos fãs em suas 2 temporadas, com a carisma dos atores Alex Lawther e Jessica Barden. James (Alex Lawther) é um jovem que acredita ser psicopata, cansado de matar animais, quer testar seu primeiro assassinato. Ele tromba com Alyssa (Jessica Barden), uma rebelde da escola. Ambos fogem e tentam mudar suas vidas, assim como jovens que querem mudar. Eles acabam se envolvendo num assassinato, e seriam logo apontados como culpados. Os dois se apaixonam já na primeira temporada, mas é na segunda que tudo fica mágico. A série é incrível e curta, com 8 episódios em cada temporada, com uma duração de aproximadamente 25 minutos. A crítica elogiou a série em suas duas temporadas e as performances de Lawther e Barden. Infelizmente, é possível que não aconteça uma terceira temporada.

5. Gotham

Uma das mais aclamadas séries da DC Comics, Gotham se consagrou ao apresentar a juventude de Bruce Wayne (David Mazouz) após a morte dos pais. A série foca tanto em Bruce quanto em Jim Gordon (Ben McKenzie) e nas origens de vilões do Batman. Um dos grandes pontos positivos da série é a relação de Gordon com Harvey Bullock (Donal Logue) e todo o departamento de polícia. Alguns dos vilões também tem histórias muito coesas como o Pinguim (Robin Lord Taylor), que começa como um simples capanga e chega a ser dono de Gotham por um instante. O Charada (Cory Michael Smith) também é outro ponto positivo, tendo um ótimo desenvolvimento no decorrer da série. Gotham chegou ao fim na quinta temporada, dando um salto temporal de 10 anos para apresentar o Batman.

As 5 temporadas estão disponíveis na Netflix.


Mesmo com o isolamento social, o entretenimento sobra quando a questão é sobre séries. É uma ótima hora para engordar sua lista, adicionando essas séries. Também fizemos recomendações de filmes e quadrinhos, então não deixe de conferir as matérias abaixo:

Lembre-se de ficar em casa se puder, e só saia se for realmente necessário!