Arquivo da tag: Ray Fisher

Ray Fisher fala sobre The Flash e seu futuro na DC

Ator dá esperanças de uma aparição em The Flash.


Em entrevista à revista Empire, o ator e intérprete do Cyborg, Ray Fisher, falou sobre seu futuro na DC Comics. Fisher é conhecido por ser uma das estrelas da Liga da Justiça de Zack Snyder, e veio à público para revelar algumas podres de Joss Whedon e a produção de Liga da Justiça (2017). Ele estava incluso no roteiro de The Flash, do diretor Andy Muschietti, mas não sabe se ainda irá participar.

Anúncios

“Andy parece ter a cabeça no lugar e entendeu esses personagens ao fazer do relacionamento mais do que apenas uma exibição de superpoderes”, explica ele, acrescentando: “Estávamos na mesma página sobre isso, e será uma chatice se não houver maneira de resolver o problema.”

Muschietti e Fisher estavam em conversa sobre o roteiro e a participação do ator no longa, mas o conflito com a WarnerMedia e Walter Hamada, presidente da DC Films, deixou o ator fora da jogada. Seu filme solo também está fora de cogitação, e sua participação continua incerta, e a Warner parece não estar interessada em contratá-lo de volta.

O ator ainda comentou sobre seu futuro incerto na DC, após suas denúncias.

“Se tudo o que sou abençoado por fazer é o que fui capaz de fazer neste negócio, prefiro seguir em frente e falar minha parte agora do que ter essas histórias perdidas para o mundo”, diz ele. “Eu sei onde está meu poder.”

Com o astro Ezra Miller de volta ao papel, o filme será dirigido por Andy Muschietti e roteirizado por Christina Hodson (Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa). Michael Keaton retorna para o papel de Batman, junto de Ben Affleck, que também fará sua participação.

The Flash tem estreia prevista para 4 de novembro de 2022.

Relembre o caso de Fisher contra Warner

Ray Fisher acusou Joss Whedon, ainda em julho de 2020, sobre seu comportamento abusivo no set de Liga da Justiça. O ator alegou que os produtores Geoff Johns e Jon Berg não estavam do lado do elenco, e se apoiando no diretor. Recentemente, denúncias da atriz Charisma Carpenter, de Buffy e também das equipes de Buffy e Angel, confirmaram ainda mais as suspeitas de Whedon no set. Uma investigação foi aberta pela WarnerMedia sobre o comportamento do diretor no set de filmagens de Liga da Justiça.

Não só Fisher, mas Kevin Smith corroborou com o ator, e citou que Whedon zombava da versão de Zack Snyder para a Liga da Justiça. A insider Grace Randolph, no mesmo 1º de julho em que Fisher acusou Joss, falou da constrangedora cena em que Flash cai sobre a Mulher-Maravilha. O fotógrafo Jason Laboy reforçou a ideia, e comentou que o diretor trancou a dublê em uma sala, ameaçando sua carreira. Gal Gadot não sabia sobre a cena, e se sentiu desconfortável ao vê-la.

No final de 2020, o diretor deixou a produção de The Nevers, e poucas semanas depois, a WarnerMedia havia afirmado que concluiu as investigações sobre Whedon, dizendo que iria tomar “medidas corretivas”. Ainda neste ano, Fisher voltou a falar contra Walter Hamada, presidente da DC Films, e disse que não voltaria a trabalhar com ele.

Apesar de todos os problemas, o ator pode ser visto na versão restaurada de Liga da Justiça, apelidado pelos fãs de Snyder Cut. Joss Whedon e a WarnerMedia não se pronunciaram sobre o assunto.

Fique ligado no Critical Room para mais atualizações de The Flash, seguindo nosso Instagram e se inscrevendo em nosso canal no YouTube.

Participe do “Esse ou Aquele?” nos stories do Instagram, e escolha seu game favorito.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Joss Whedon desprezou Gal Gadot e ofendeu Patty Jenkins no set de Liga da Justiça

Ray Fisher voltou a se pronunciar contra o diretor.


O pesadelo dos abusos cometidos por Joss Whedon parece não ter fim, ganhando mais um novo capítulo hoje, das mãos de Ray Fisher, o Cyborg de Liga da Justiça. Em um extenso artigo publicado pelo THR, Fisher comentou sobre os abusos praticados por Whedon, que chegou a ameaçar a carreira de Gal Gadot, querendo transformar a Mulher-Maravilha em uma “estúpida”, e ofendeu a diretora Patty Jenkins na frente da equipe. A versão revisada desagradou todo o elenco, e o diretor ainda confrontou Jeremy Irons e a estrela de Mulher-Maravilha, que estava preocupada com o desenvolvimento de sua personagem: “Ela queria fazer a personagem fluir de um filme para o outro. “

Anúncios

A fonte anônima do site ainda diz que o clima tenso entre Whedon e Gadot, se deu por conta da atriz não ter gostado de suas falas, e o diretor a pressionou para gravar, depois ofendendo Jenkins, diretora dos dois filmes da Mulher-Maravilha. “Joss estava se gabando da situação com Gal. Ele disse a ela que é o escritor e ela vai calar a boca e gravar as falas, pois ele podia fazê-la parecer incrivelmente estúpida neste filme”. 

Outra fonte relata que Gadot e Jenkins convocaram uma reunião sobre o comportamento de Whedon, com o então presidente da Warner Bros. na época, Kevin Tsujihara, acusado de assédio sexual pouco tempo depois. Gadot disse em um comunicado: “Tive meus problemas com [Whedon] e a Warner Bros. lidou com isso em tempo hábil”.

Como dito anteriormente, Jeremy Irons teve problemas com o diretor, e boa parte de suas cenas cortadas na versão final, assim como Ray Fisher. Fontes afirmaram que Whedon também possuía problemas com Jason Momoa, o Aquaman, mas os atores principais eram Ray Fisher e Gal Gadot. No ano passado, rumores sobre a cena do Flash (Ezra Miller) caindo sobre o corpo da Mulher-Maravilha, foi uma ideia do diretor, discordada por Gadot e sua dublê. O rumor ainda afirma que Joss trancou [a dublê] em uma sala e ameaçou sua carreira se ela não fizesse a cena”.

Apesar dos grandes problemas com Whedon, Fisher ainda ataca Jon Berg e Geoff Johns, co-presidente da DC Films e presidente da DC Comics, respectivamente, o ator afirmou que recorreu a ambos, mas sofreu grande omissão. Berg já lhe pediu desculpas. Fisher ainda fala sobre Walter Hamada, – atual presidente da da DC Films – num tipo de “perigoso capacitador, que cobre seus colegas cegamente”, e afirmou que não voltaria a trabalhar com ele. Sua participação em The Flash foi cortada pela Warner após a declaração.

Joss Whedon ainda tinha em mãos o projeto da Batgirl, anunciado em 2018, mas abandonou este projeto da DC Films, alegando ter “demorado meses para perceber que não tinha uma história”. Em 2020, a WarnerMedia afastou de vez o diretor de sua produções, que ainda estava na série The Nevers, e Casey Bloys (chefe da HBO) disse não ter recebido críticas quanto ao comportamento do diretor. Semanas depois, a WarnerMedia havia concluído as investigações sobre o diretor, dizendo que iria tomar “medidas corretivas” quanto às denúncias. O artigo publicado expõe todo o processo de Ray Fisher, desde os comportamentos abusivos de Whedon até as investigações.

Sabendo que não irá conseguir trabalhar após todas as alegações, Fisher diz “não acreditar que essas pessoas estejam aptas para liderança” e não poderiam tomar decisões de contratação ou demissão.

“Se eu não consigo responsabilizá-los, pelo menos faço com que as pessoas saibam com quem estão lidando”, falou o ator.

Relembre o caso

Ray Fisher acusou Joss Whedon, ainda em julho de 2020, sobre seu comportamento abusivo no set de Liga da Justiça. O ator alegou que os produtores Geoff Johns e Jon Berg não estavam do lado do elenco, e se apoiando no diretor. Recentemente, denúncias da atriz Charisma Carpenter, de Buffy e também das equipes de Buffy e Angel, confirmaram ainda mais as suspeitas de Whedon no set. Uma investigação foi aberta pela WarnerMedia sobre o comportamento do diretor no set de filmagens de Liga da Justiça.

Não só Fisher, mas Kevin Smith corroborou com o ator, e citou que Whedon zombava da versão de Zack Snyder para a Liga da Justiça. A insider Grace Randolph, no mesmo 1º de julho em que Fisher acusou Joss, falou da constrangedora cena em que Flash cai sobre a Mulher-Maravilha. O fotógrafo Jason Laboy reforçou a ideia, e comentou que o diretor trancou a dublê em uma sala, ameaçando sua carreira. Gal Gadot não sabia sobre a cena, e se sentiu desconfortável ao vê-la.

No final de 2020, o diretor deixou a produção de The Nevers, e poucas semanas depois, a WarnerMedia havia afirmado que concluiu as investigações sobre Whedon, dizendo que iria tomar “medidas corretivas”. Ainda neste ano, Fisher voltou a falar contra Walter Hamada, presidente da DC Films, e disse que não voltaria a trabalhar com ele.

Apesar de todos os problemas, o ator pode ser visto na versão restaurada de Liga da Justiça, apelidado pelos fãs de Snyder Cut. Joss Whedon e a WarnerMedia não se pronunciaram sobre o assunto.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Os Mutantes estiveram no Snyder Cut e você não viu

Famosos inimigos do Batman estão no longa.


A Liga da Justiça de Zack Snyder é um grande sucesso, com novas cenas e recheado de Easter Eggs, cameos e referências ao Universo DC. Um dos Easter Eggs se concentra em alguns inimigos conhecidos do Batman: Os Mutantes. Como Zack Snyder se inspirou no Batman de Frank Miller para construir Batman vs Superman: A Origem da Justiça, ele também não iria deixar de fora alguns Easter Eggs de Cavaleiro das Trevas do famoso autor. Veja as imagens abaixo:

Anúncios

Vemos alguns capangas presos, mas nada do Líder Mutante estar por perto. O lugar, provavelmente, é algum esconderijo dos Mutantes, talvez o principal, que fica no depósito de lixo de Gotham. O Bat-Tanque também é visto, e Batman está no topo, visualizando o local. Com o que foi dado nestas imagens, podemos pensar que o Cavaleiro das Trevas esteve combatendo os Mutantes, assim como nos quadrinhos, desfazendo sua base de operações.

Dada a idade do comissário James Gordon (J.K Simmons) e também do Batman, não seria estranho se o herói estivesse passando por problemas em Gotham depois da morte do Superman, e antes dos eventos de Liga da Justiça. A aparição de Gordon confirma que há muito mais a ser resolvido na cidade, do que um parademônio aparecendo.

Os Mutantes são criação de Frank Miller, e apareceram pela primeira vez em O Retorno do Cavaleiro das Trevas #1, de 1986. Os Mutantes são uma organização criminosa liderada pelo conhecido Líder Mutante. O aumento da criminalidade na cidade foi em torno das ações dos Mutantes, que fizeram Bruce sair da aposentadoria e voltar a ser o vigilante mascarado.


Participe de nosso grupo de quadrinhos!

Aproveite

Receba 20% de desconto na versão definitiva de O Cavaleiro das Trevas na Amazon. Compre clicando aqui!


Com a direção de Zack Snyder, o elenco conta com Ben Affleck (Batman)Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Henry Cavill (Superman)Ray Fisher (Cyborg)Ezra Miller (Flash)Jason Momoa (Aquaman)Amy Adams (Lois Lane) e Diane Lane (Martha Kent).

Liga da Justiça de Zack Snyder está disponível no HBO Max nos Estados Unidos. No Brasil, o filme pode ser alugado até abril por R$ 49,90 nas seguintes plataformas: Apple TV, Claro, Google Play, Looke, Microsoft, Playstation, Sky, Uol Play, Vivo e WatchBr.

Fique ligado no Critical Room para mais atualizações do Snyder Cut, seguindo nosso Instagram e se inscrevendo em nosso canal no YouTube


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir

Torne-se membro C.R!

Leia mais sobre este conteúdo ao tornar-se membro hoje.

Anúncios

Zack Snyder queria spin-off do Átomo nos cinemas

Ryan Choi é interpretado por Zheng Kai no Snyder Cut.


Com o novo corte de Liga da Justiça sendo lançado há dois dias, os fãs da DC estão em êxtase e não se fala em outra coisa, a não ser o Snyder Cut. Em uma entrevista recente ao Entertainment Weekly, o diretor Zack Snyder revelou que lançou uma ideia para a Warner Bros. produzir um filme derivado da Liga da Justiça focado no Átomo, de Ryan Choi, interpretado por Zheng Khai.

Anúncios

“Eu estava convocando a Warner para fazer um filme do Átomo com ele na China, como um filme de super-herói com elenco chinês. Esse era meu objetivo”, disse o diretor.

Ryan Choi é o quarto personagem a viver o manto de Átomo e o terceiro sob a alcunha de Eléktron, tendo visto Ray Palmer – o original – e Adam Cray em ação primeiro. Choi apareceu pela primeira vez em DCU: Brave New World #1 (2006). No filme ele é um cientista do S.T.A.R Labs, que trabalha ao lado de Silas Stone (Joe Morton). Choi também já apareceu no crossover Crise nas Infinitas Terras, pela CW, interpretado por Osric Chau, e ainda há possibilidades dele retornar para substituir Ray Palmer (Brandon Routh) em Legends of Tomorrow.

Com a direção de Zack Snyder, o elenco conta com Ben Affleck (Batman)Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Henry Cavill (Superman)Ray Fisher (Cyborg)Ezra Miller (Flash)Jason Momoa (Aquaman)Amy Adams (Lois Lane) e Diane Lane (Martha Kent).

Liga da Justiça de Zack Snyder está disponível no HBO Max nos Estados Unidos. No Brasil, o filme pode ser alugado até abril por R$ 49,90 nas seguintes plataformas: Apple TV, Claro, Google Play, Looke, Microsoft, Playstation, Sky, Uol Play, Vivo e WatchBr.

Fique ligado no Critical Room para mais atualizações do Snyder Cut, e seguindo nosso Instagram e se inscrevendo em nosso canal no YouTube.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Crítica: Liga da Justiça de Zack Snyder (2021)

 Aviso: Crítica sem spoilers!


Épico, grandioso e brutal. A Era de Heróis de Zack Snyder tem seu fim.


Após o infame e desastroso filme da Liga da Justiça em 2017, que teve Joss Whedon no comando, os fãs da DC Comics, que estão mergulhados no universo da editora, ficaram descontentes com o produto final, que não foi tão satisfatório assim. Todo o problema que o filme envolveu, com uma produção totalmente bagunçada, refilmagens gerais e um encurtamento de duração, fizeram com que os fãs do diretor Zack Snyder levantassem a famosa hashtag nas redes sociais: Release The Snyder Cut. Uma grande luta que foi vista pelo diretor, o fez incrementar partes de seu filme, e após quase um ano de ser anunciado, seu corte oficial para a Liga da Justiça foi finalmente lançado!

Você pode não gostar do diretor, mas não pode negar o fato dele ter conseguido uma grande façanha, e de que esse corte, é muito mais memorável quanto ao que foi “jogado” no cinema. Essa realmente é a palavra, “jogado”, sem necessidade de melhorias, às pressas, para que o calendário de 2017 pudesse ser cumprido. Com um resultado muito abaixo do esperado com Liga da Justiça, a DC Films e Warner Bros. se viram à mercê de um caminho sem volta para um universo compartilhado; vindo desde Homem de Aço até Mulher-Maravilha, unindo-os para o filme da maior equipe dos quadrinhos. Com grande orçamento e uma bilheteria abaixo do esperado, o bilhão, a ideia que Snyder teve foi excluída, até os fãs conseguirem uma grande façanha junto do diretor, o lançamento de seu corte. É, de fato, um grande sucesso, que chegou a fazer a HBO Max sair do ar por alguns instantes nos Estados Unidos. É aqui que você percebe que o mundo precisava do filme, e da verdade omitida durante anos.

Zack Snyder introduz e dá mais vez ao Cyborg (Ray Fisher), colocando-o como ponto focal do longa, visto que o mesmo foi construído a partir de uma Caixa Materna. Há uma apresentação bem mais segura e precisa, com sua relação com seus pais e sua paixão pelo futebol americano. Com o Flash (Ezra Miller), também há uma construção mais favorável, ligando um pedaço de sua origem que é com seu pai Henry Allen (Billy Crudup) e sua migração na Liga da Justiça. E claro, fechando o ciclo de apresentações por parte dos heróis, o Aquaman (Jason Momoa) está em toda sua forma, puxando um gancho com seu filme, ao ver sua relação com Mera (Amber Heard) e Vulko (Willen Dafoe). É algo bem diferente do proposto no corte final que foi para os cinemas, dando as estes personagens como já estabelecidos, o que não é o caso.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Batman (Ben Affleck) e Mulher-Maravilha (Gal Gadot) estão em sua performance total para com seus personagens, e bem encaixados na trama, assim com Lois Lane (Amy Adams), que serviu de coração para o filme de 2017. Para o Snyder Cut, Lois foi mais amistosa, com menos tempo de tela, mas importante. O foco é maior nos três novos heróis citados no parágrafo anterior, além de vermos uma boa visibilidade na importância de Alfred (Jeremy Irons) para com os heróis; que, ao invés de trazer Bruce como fez em Batman vs Superman, o papel se inverte e é Bruce quem o traz para o mundo atual.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Retratar vilões poderosos para os cinemas não é um trabalho muito fácil, mas Snyder conseguiu transformar Darkseid e o Lobo da Estepe (Ciarán Hinds) em vilões com objetivos. Claro que seu tio, Lobo da Estepe, tinha objetivo no relance de Joss Whedon, mas era genérico por não possuir uma motivação clara, algo que se cai por terra no Snyder Cut. Não estão apáticos, amigáveis ou sorrindo de prazer em querer matar, mas, estão atrás de um objetivo, sem se desviar do caminho e descobrindo um antigo sonho do líder supremo de Apokolips. Além destes, há um papel menor para DeSaad, bem colocado na trama, e claro, um vislumbre magnífico do salão principal de Apokolips.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Visualmente falando, o filme é magnífico, com uma fotografia invejável, méritos do diretor, que nunca falha nesse quesito e poderia muito bem merecer um prêmio por isso. O CGI, no tempo decorrente do filme que dura 4 horas, consegue ser superior ao enfadonho bigode do Superman (Henry Cavill), ou ao mal finalizado Cyborg. O processo de novas cenas adicionais, com o Knightmare, também é louvável, mas nada tão espetacular do que foi visto antes, e possui uma pequena queda na qualidade de computação gráfica, que não estraga a experiência.

Uma outra questão a ser abordada é a trilha sonora de Junkie XL, que mistura a ação com o épico, mas não é memorável. A melodia com as Amazonas e a Mulher-Maravilha é algo a ser bem lembrado, e com certeza a melhor faixa sonora, ao lado das faixas sonoras focadas no Superman mas, mesmo com cenas marcantes, a trilha sonora não acompanha em todo o filme. Ela não consegue criar uma atmosfera dramática que consegue engradecer o filme como em Batman vs Superman ou Mulher-Maravilha. Tem seu valor, assim como a de Danny Elfman, que rebusca o clássico e algo caricato, e Junkie XL, cria algo mais épico e com ações envolventes. Há pontos negativos que se referem ao roteiro, um erro cometido que pode incomodar um pouco, claro, mas não leva o filme por água abaixo.

Abrindo um pequeno espaço para o Knightmare, que fora concluído e com um gancho sendo mantido para o futuro, é uma cena totalmente fora do nosso habitual. Estamos acostumados a ver Injustice, com o mundo dividido entre Batman e Superman, mas não como o Superman sendo controlado por Darkseid. A cena possui um grande peso para o epílogo, que mostra a visão de Bruce de um mundo totalmente distorcido. Não foi colocada como uma cena qualquer, possuindo sentido e conexão com Batman vs Superman, e que serviria de gancho para os próximos filmes da franquia. Poderia haver, sim, um pouco mais do Knightmare, deixando o sabor amargo do “quero mais”, mas, isso poderá ser desenvolvido até mesmo em The Flash, caso seja possível.

Eve3ApTXAAU6emx

Eu não poderia deixar de falar do Superman, é claro, e sua volta dos mortos, sendo uma forma para fechar com chave de ouro. Se pegarmos a visibilidade que tivemos em Homem de Aço e o temperamento de Clark Kent, misturarmos com a personalidade quebrada e endeusada do super-herói em Batman vs Superman e jogarmos em Liga da Justiça, veremos ele em sua total forma. Snyder começa a construir com o filme solo do Escoteiro uma trama, que seria desenvolvida contra o Batman num filme seguinte, com uma equipe no final. Ligeiramente, a personalidade questionável em Batman vs Superman, deixe em aberto uma questão: O Superman é realmente bom? O Snyder Cut prova que sim, em seu retorno e reconstrução do herói a partir de Homem de Aço, como se esquecesse sua melancolia para com as pessoas em seu filme seguinte. O paralelo narrativo feito por seus dois pais, com a semelhante cena de voo de seu filme solo, é um manjar dos deuses, e talvez um dos momentos mais épicos, se não, o momento mais épico, mostrando a total performance de Henry Cavill para com o Superman, que agora está com seu arco finalizado, sendo agora uma fonte de esperança para o mundo novamente.

Ewd689iXEAEQGAR


Veredito

A Liga da Justiça está em sua total glória, com uma premissa contra deuses e subtramas dramáticas, que apresentam o essencial para que a equipe seja unida ao longo do filme. Zack Snyder conseguiu realizar sua grande obra, e tornou ela realidade para os fãs, mesmo que muitos tenham achado que o corte original não existia. A paleta de cores usada pelo diretor beira ao mais escuro, representando a profundidade, perca de esperança e ceticismo que existia na humanidade.

Com um elenco de peso e convincente, atuando de forma igual para seus personagens, e um roteiro profundo, que explora cada perda e o lado pessoal dos heróis ainda não desenvolvidos, o Snyder Cut entrega tudo o que prometeu e muito mais. Mesmo que possa haver uma ou outra inconsistência por parte da personalidade de um herói, ou mesmo, em alguma cena, todo o filme é um épico brutal, que é magnífico visualmente, e denota a importância da Liga da Justiça para a DC Comics. É o filme que a Liga da Justiça merece.

8,5/10.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Saiba quais os capítulos do Snyder Cut e em que tempo eles se localizam

O filme já está disponível para aluguel.


O tão esperado Liga da Justiça de Zack Snyder chegou com uma duração de 4 horas e 02 minutos de filme. Acontece que um filme com tanto tempo de tela, pode ficar difícil de algumas pessoas conseguirem assistir até o fim em um dia, e por isso Zack Snyder ”separou” o filme em 6 capítulos. Esses capítulos são:

Parte 1 – ”Don’t Count on it, Batman” – 9 minutos e 33 segundos

evln2zuxiayrg4y

Parte 2 – ”The Age of Heroes” – 37 minutos e 30 segundos

evloazkxuambmde

Parte 3 – ”Beloved Mother, Beloved Son” – 1 hora e 9 minutos

evlod7pwyaykd9w

Parte 4 – ”Change Machine” – 1 hora e 52 minutos

evlohp5wyaajece

Parte 5 – ”All the King’s Horses” – 2 horas e 22 minutos

evlokdixcayzbqg

Parte 6 – ”Something Darker” – 2 horas e 53 minutos

evlotwhwgaity-y

Sinopse: “Na Liga da Justiça de Zack Snyder, determinado a garantir que o sacrifício final do Superman (Henry Cavill) não fosse em vão, Bruce Wayne (Ben Affleck) alinha forças com Diana Prince (Gal Gadot) com planos de recrutar uma equipe de meta-humanos para proteger o mundo de um ameaça se aproximando de proporções catastróficas. A tarefa se mostra mais difícil do que Bruce imaginava, já que cada um dos recrutas deve enfrentar os demônios de seu próprio passado para transcender o que os impedia, permitindo que se unissem, finalmente formando uma liga de heróis sem precedentes. Agora unidos, Batman, Mulher-Maravilha, Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e The Flash (Ezra Miller) podem ser tarde demais para salvar o planeta de Lobo da Estepe, DeSaad e Darkseid e seus intenções terríveis.”

Com a direção de Zack Snyder, o elenco conta com Ben Affleck (Batman)Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Henry Cavill (Superman)Ray Fisher (Cyborg)Ezra Miller (Flash)Jason Momoa (Aquaman)Amy Adams (Lois Lane) e Diane Lane (Martha Kent).

A Liga da Justiça de Zack Snyder está disponível no HBO Max nos Estados Unidos. No Brasil, o filme pode ser alugado até abril por R$ 49,90 nas seguintes plataformas: Apple TV, Claro, Google Play, Looke, Microsoft, Playstation, Sky, Uol Play, Vivo e WatchBr.

Fique ligado no Critical Room para mais atualizações do Snyder Cut, e seguindo nosso Instagram e se inscrevendo em nosso canal no YouTube.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Snyder Cut | Trailer final mostra Liga da Justiça contra Darkseid e Lobo da Estepe; veja

O filme estreia no dia 18.


A Liga da Justiça de Zack Snyder vai mesmo acontecer, após todo o sonho dos fãs e do diretor virar realidade. A HBO Max divulgou o trailer final do Snyder Cut, mostrando algumas novas cenas, e também cenas de um trailer anterior lançado ainda em 2017, com a narração do Lobo da Estepe. Veja abaixo:

Anúncios

Enquanto divulgou o trailer final de seu filme, o diretor Zack Snyder levantou a hashtag #ForAutumm, homenageando sua filha, que cometeu suicídio em 2017, fazendo o diretor se afastar do projeto.

Sinopse: “Na Liga da Justiça de Zack Snyder, determinado a garantir que o sacrifício final do Superman (Henry Cavill) não fosse em vão, Bruce Wayne (Ben Affleck) alinha forças com Diana Prince (Gal Gadot) com planos de recrutar uma equipe de meta-humanos para proteger o mundo de um ameaça se aproximando de proporções catastróficas. A tarefa se mostra mais difícil do que Bruce imaginava, já que cada um dos recrutas deve enfrentar os demônios de seu próprio passado para transcender o que os impedia, permitindo que se unissem, finalmente formando uma liga de heróis sem precedentes. Agora unidos, Batman, Mulher-Maravilha, Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e The Flash (Ezra Miller) podem ser tarde demais para salvar o planeta de Lobo da Estepe, DeSaad e Darkseid e seus intenções terríveis.”

Com a direção de Zack Snyder, o elenco conta com Ben Affleck (Batman)Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Henry Cavill (Superman)Ray Fisher (Cyborg)Ezra Miller (Flash)Jason Momoa (Aquaman)Amy Adams (Lois Lane) e Diane Lane (Martha Kent).

Zack Snyder’s Justice League será lançado no dia 18 de março pela plataforma de streaming HBO Max – que chegará no Brasil apenas em junho. Em países que não possuem o serviço de streaming, o filme estará disponível em diversas plataformas para alugar.

Fique ligado no Critical Room para mais atualizações do Snyder Cut, e seguindo nosso Instagram e se inscrevendo em nosso canal no YouTube.

Confira nosso CR Origens sobre a Supergirl:


Aproveite

Ganhe 44% de desconto na graphic novel Batman: O Longo Dia das Bruxas – parte 1 na Amazon. Para comprar, clique aqui.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Darkseid e Lobo da Estepe dividem teaser no Snyder Cut

Novo teaser apresenta a primeira invasão de Darkseid à Terra.


Zack Snyder, através do Twitter, publicou um novo teaser de Liga da Justiça, preparando a estreia que acontece no dia 18 de março, na HBO Max. No novo clipe, Lobo da Estepe e Darkseid são o foco, e mostram estarem dispostos a conquistar tudo e todos. Veja abaixo:

Anúncios

Mostrando uma prévia das batalhas do Lobo da Estepe (Ciarán Hinds) em busca da Caixa Materna contra os Atlantes e o Aquaman, o teaser ainda denota que o general de Darkseid ainda terá uma árdua luta contra a Mulher-Maravilha, e se demonstra sempre às ordens de seu líder.

Nos segundos finais do teaser, Darkseid (Ray Porter) narra suas conquistas, e as cenas mostram a primeira invasão de Darkseid à Terra, que uniu humanos, Atlantes, seres de outros mundos, as amazonas e até mesmo os deuses do Olimpo, para derrotar o líder supremo de Apokolips e todo o seu grande exército. Personagens já conhecidos como o Rei Atlan (Julian Lewis Jones), Antíope (Robin Wright), que lidera as amazonas e algum ser que possui o anel do Lanterna Verde, são nítidos no teaser trailer.

Um pôster de Darkseid também foi divulgado pelo diretor. Veja logo abaixo:

EwIjdUnUYAMEMmU

Com a direção de Zack Snyder, o elenco conta com Ben Affleck (Batman)Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Henry Cavill (Superman)Ray Fisher (Cyborg)Ezra Miller (Flash)Jason Momoa (Aquaman)Amy Adams (Lois Lane) e Diane Lane (Martha Kent).

Zack Snyder’s Justice League será lançado no dia 18 de março pela plataforma de streaming HBO Max – que chegará no Brasil apenas em junho.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

WarnerMedia conclui investigações sobre comportamento abusivo de Joss Whedon

As denúncias partiram do ator Ray Fisher.


Após meses da denúncia do ator Ray Fisher, o Cyborg de Liga da Justiça, ter se pronunciado contra Joss Whedon e relatado comportamento abusivo por parte do diretor, desencadeando uma outra revolta de uma dublê por conta de uma cena do filme, a WarnerMedia finalmente concluiu as investigações. A informação se deu através de um comunicado da AT&T, transmitido por um noticiário na sexta-feira (11) à noite.

Anúncios

“A investigação da WarnerMedia sobre o filme da Liga da Justiça foi concluída e medidas corretivas foram tomadas”, diz o comunicado.

Ray Fisher, claro, não deixou de acompanhar e também se pronunciar sobre o comunicado da WarnerMedia em seu Twitter:

“Ainda há conversas que precisam ser tidas e resoluções que precisam ser encontradas. Obrigado a todos por seu apoio e incentivo nesta jornada. Estamos em nossa maneira”, escreveu o ator.

O dia 1° de julho foi histórico para o ator, que denunciou o comportamento de Whedon durante as filmagens, depois que Zack Snyder saiu da direção do longa. Tendo o apoio de Jason Momoa (Aquaman) e algumas outras estrelas e também de quem trabalhou nas filmagens, Fisher conseguiu disputar para que a Warner abrisse uma investigação contra o diretor.

Essa postura abusiva do diretor, foi dita por Fisher que o presidente da DC Entertainment na época, Geoff Johns e o produtor Jon Berg, não interviram em nada

“O tratamento que Joss Whedon deu ao elenco e à equipe no set de Liga da Justiça foi nojento, abusivo, antiprofissional e completamente inaceitável. Ele foi apoiado, de muitos modos, por Geoff Johns e Jon Berg. Responsabilidade > Entretenimento”, escreveu o ator no dia 1 de julho, tendo sido o começo de todo o caso.

Kevin Smith também deu apoio ao ator, que reforçou ainda mais o péssimo comportamento de Whedon no set, chegando a insultar o próprio Snyder e mudar diversas cenas de sua versão, que irá ao HBO Max em 2021.

 “Lembro de quando estava no set de filmagens de Star Wars: A Ascensão Skywalker e algumas pessoas de lá tinham trabalhado nas duas versões de Han Solo e Liga da Justiça. Os caras dos efeitos especiais disseram que houve uma grande quantidade de insultos à versão do Zack no set por parte de Joss. Ele ficava meio cortando, desconsiderando e sendo negativo sobre a outra versão, que ele viu, e que todas essas pessoas fizeram juntas sem ele”, disse o cineasta, que continuou. “Então acho que essa foi a parte antiprofissional. Isso não se faz, especialmente se você veio ajudar num momento ruim da vida do diretor. Mas isso é só uma coisa que alguém me disse, que meio que se alinha com os comentários.

Ainda mais, rumores compartilhados por Grace Randolph no mesmo dia 1 de julho, afirmam que a cena do Flash (Ezra Miller) sobre a Mulher-Maravilha (Gal Gadot), foi totalmente uma ideia de Joss Whedon, gravada com uma dublê, após Gadot se recusar a fazer a cena – por isso não é visto o rosto dela. O post no Twitter foi respondido pelo fotógrafo Jason Laboy, que ainda reforçou a ideia de que a dublê também não quis gravar a cena constrangedora.

“Não se esqueça de acrescentar que ele a trancou em uma sala e ameaçou sua carreira se ela não fizesse a cena. Isso é muito importante e não deve ser omitido.”

Em outubro, Ray Fisher disse à Forbes que Whedon queria diminuir a quantidade de pessoas de cor, – o que inclui a não participação de Ryan Choi na versão final e outros – diminuindo também seu tempo de tela.

“Antes do processo de refilmagem da Liga da Justiça, conversas abertamente racistas foram mantidas e entretidas – em várias ocasiões – por ex e atuais executivos de alto escalão da Warner Bros. Pictures. Os tomadores de decisão que participaram dessas conversas racistas foram Geoff Johns, Jon Berg e o atual presidente do Warner Bros. Pictures Group, Toby Emmerich.”

As investigações estavam em andamento, mesmo que Ray Fisher estivesse gravando as cenas adicionais para o corte da Liga da Justiça de Zack Snyder. Veremos muito mais do Cyborg do que nos foi mostrado na versão distorcida de 2017.

Sobre a conclusão das investigações e as denúncias, Joss Whedon não se pronunciou sobre.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Liga da Justiça: Snyder Cut será lançado no serviço de streaming HBO Max

Zack Snyder confirmou hoje que sua versão do filme Liga da Justiça será lançado no serviço de streaming HBO Max em 2021. Ele deu a notícia em uma live comentada do filme Homem de Aço (2013), com a companhia dos fãs e de Henry Cavill na rede social Vero, assim como fez uma sessão comentada de Batman v Superman: A Origem da Justiça (2016) dias atrás.



Por motivos de diferenças criativas e a morte de sua filha Autumn, Zack Snyder foi afastado da produção do filme Liga da Justiça (2017), isso fez com que a Warner Bros. chamasse Joss Whedon para completar o trabalho do longa. Especula-se que Whedon foi contratado para fazer uma grande reformulação de tom do filme, reescrevendo grande parte do roteiro e cortando grande parte das filmagens rodadas por Snyder.


Com uma má recepção por parte da crítica e do público, Liga da Justiça (2017) acabou ficando abaixo das espectativas de bilheteria, arrecadando apenas US$ 657 milhões no mundo todo. 


Desde então, os fãs começaram a pedir  nas redes sociais pelo “Snyder Cut”, a versão de Liga da Justiça do Zack Snyder, chegando a entrar nos trendings topics do Twitter por diversas vezes. A iniciativa dos fãs fizeram com que não só Zack Snyder apoiasse o projeto, mas também os atores envolvidos na produção, como Ben Affleck, Gal Gadot e Jason Momoa.


O “Snyder Cut” deve chegar em 2021 na plataforma do serviço de streaming HBO Max, que será lançado no próximo dia 27 de Maio nos EUA, sem previsão de estréia internacional.