Arquivo da tag: Mulher Maravilha 1984

Robin Wright diz que participaria do spin-off das Amazonas

Atriz é Antíope nos filmes da Mulher-Maravilha.


A franquia da Mulher-Maravilha ainda está com um planejamento de mais um filme para Diana, e também um spin-off das Amazonas. Vimos um pequeno relance em Mulher-Maravilha 1984, preparando terreno para o futuro filme que teria Patty Jenkins como uma das produtoras. Em entrevista recente ao Rotten Tomatoes, a atriz Robin Wright disse que participaria do filme, reprisando seu antigo papel.

Anúncios

“Oh, eu faria isso em um segundo se isso algum dia se concretizasse. Foi muito divertido fazer aqueles filmes. É uma ótima ideia – toda a juventude de Diana. Você deveria propor isso. Vamos fazer um filme das Amazonas!”, disse a atriz.

Robin Wright parece abraçar a ideia de um derivado das Amazonas, um filme que poderia explorar e dar novos olhares para Themyscera. Mulher-Maravilha (2017) já explorou bastante em seu primeiro ato, e em Mulher-Maravilha 1984 vimos as olimpíadas da ilha. No spin-off, poderíamos ver uma exploração maior e a dinâmica entre a rainha Hipólita (Connie Nielsen) e Antíope

Em novembro passado, Patty Jenkins disse que os acontecimentos do filme se passam após a saída de Diana da ilha, e que “haverá algumas reviravoltas relacionadas ao que acontecerá entre a Mulher-Maravilha 1984 e a Mulher-Maravilha 3″. 

A personagem de Wright morre defendendo a ilha na invasão a Themyscera no primeiro filme, e a personagem aparece em um flashback no começo de Mulher-Maravilha 1984. Ela é retratada como a guerreira mais hábil da ilha.

O roteiro do filme será de Patty Jenkins e Geoff Johns. Não há mais detalhes do filme.


Aproveite:

Mulher-Maravilha: Terra Um Vol. 1 com 46% de desconto na Amazon. Para comprar, clique aqui! Você também pode levar o segundo volume do quadrinho com 35% de desconto. Clique e confira.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Crítica: Mulher-Maravilha 1984

Alerta: SPOILERS! Desça e leia por sua conta e risco.


Uma era de maravilhas vai começar.


O sucesso estrondoso de Mulher-Maravilha (2017), fez com que a Warner Bros. pensasse em produzir uma sequência, agora em maior escala e com mais tempo. E então, Patty Jenkins, junto com Gal Gadot, mergulharam de cabeça em Mulher-Maravilha 1984, a sequência tão esperada pelos fãs, que conta com um elenco de peso e um dos melhores compositores do cinema mundial. Afinal, após tantos adiamentos, valeu toda a espera de ver o filme no cinema?

Mulher-Maravilha 1984 abre uma nova fase para a DC Comics, explorando ainda mais a mitologia da maior heroína de todos os tempos, em um patamar maior, trazendo novos vilões e antigos valores a serem adquiridos novamente pela humanidade: esperança, empatia e amor. Diana foi criada para isso. E com 2020 sendo um ano divisório para a sociedade, conturbado por conta da pandemia, cheio de ódio, brigas políticas e um momento devastador, o qual a humanidade viu que só a união poderia ser a força necessária para salvar muitas pessoas, Mulher-Maravilha 1984 tenta trazer essa mensagem de empatia, amor e verdade, sendo o filme que 2020 precisava.

Wonder-Woman-1984-Photos

Diana passou quase 70 anos recordando dos bons momentos com Steve Trevor (Chris Pine), sua paixão e herói na Primeira Guerra Mundial e viu seus amigos ao redor envelhecerem. Atuando como Mulher-Maravilha durante todo esse tempo, mas fugindo dos holofotes e das câmeras, agora presentes na nova era de 1984, Diana Prince trabalha no Museu Smithsonian de História Natural, em Washington. Crescendo em sabedoria, a Princesa das Amazonas agora está cercada de uma nova tecnologia em meio a Guerra Fria, que já se encontrava em sua derrocada, com a União Soviética sofrendo uma crise econômica e estando atrás de diversas novas potências. À medida em que o mundo se desenvolve tecnologicamente, Diana aprende junto com ele, crescendo em sabedoria e nunca perdendo a fé na humanidade, mesmo que a humanidade perca nela própria.

Um novo “magnata” estava surgindo nos Estados Unidos, querendo pensar grande e ser grande. Maxwell Lord (Pedro Pascal), dono da Black Gold, ansiava em ser o homem mais poderoso do mundo ao garantir várias reserva de petróleo por todo o país americano. É claro que não seria uma tarefa fácil, já que um egípcio era o “homem do petróleo”, enquanto Lord era conhecido por ser o “homem da TV”. Em um outro lado da cidade, havia uma nova arqueóloga e geologista Barbara Minerva, que desempenhava várias outras funções, e por acaso, começou a trabalhar com Diana no Museu Smithsonian. Enquanto uma era forte, linda e sábia, a outra era desajeitada e desastrada, porém brilhante, algo que Diana viu nela. E por algum acaso, uma pedra aparentemente inofensiva, entrelaçou o destino dos três, Lord, Diana e Barbara.

Chetaah-MaxLord

Para os leitores de quadrinhos, vagamente podemos lembrar do período em que George Pérez esteve a frente da Mulher-Maravilha no pós-crise, em que ele utilizou o período da Guerra Fria para construir a nova origem de Diana e o plano de Ares. Outros se lembrarão da velha Diana dos anos 40, criada por William Moulton Marston, em que sua única perspectiva sobre o mundo dos homens era salvá-lo de destruir a si mesmo. Além de se inspirar em velhas e novas histórias, Patty Jenkins também faz com que 1984 seja a data do filme, relembrando o livro de George Orwell, que retrata um futuro distópico, onde o Estado tem total controle sobre o povo, difundindo as ideias de manipulação, alienação, guerra e também o amor. Mulher-Maravilha 1984 utiliza destas ideias para construir sua narrativa, tornando os quatro personagens da trama personificações de sentimentos e emoções. Enquanto Diana é a esperança, Lord é a ganância de sempre querer mais e Barbara é a inveja. Já o papel de Steve Trevor serve como um farol para Diana não se perder totalmente em seu amor pelo piloto, mantendo sua imparcialidade e visão de que ele não deve ser o foco, e sim, o mundo.

Desenrolando para lá e para cá, a Pedra dos Desejos é algo muito além da compreensão humana, em que o vilão do filme precisa para mostrar ao mundo que ele seria o mais poderoso. Deixando se levar por isso e pelo coração, Diana tinha um único desejo: ter Steve Trevor de volta. Mas a que custo? Diferentemente dela, Minerva, a menina atrapalhada, desejou ser, literalmente, que nem a Diana. Tudo o que desejaram, receberam, e Lord não poderia ficar mais satisfeito com o colapso mundial em andamento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E falando sobre Trevor, a volta dele era um mistério e não percebo outra maneira dele ter voltado como foi mostrado no filme. Mesmo que essa crítica tenha um spoiler ou outro, não irei revelar como o personagem volta, muito menos tudo o que acontece. Posso dizer que a forma como o mesmo retornou, me agradou muito mais do que ver o Superman sendo ressuscitado por uma Caixa Materna – o que eu acho sem fundamento nenhum, visto o final de Batman vs Superman. Diana agora entra em um dilema: renunciar seu desejo e salvar o mundo novamente ou tentar salvar, mesmo que fique sem poderes e mantenha Steve para sempre ao seu lado? Vale salientar a inversão de papel para com o primeiro filme, em que Trevor apresenta o Patriarcado para Diana. Nesta sequência, a guerreira amazona fica encarregada deste trabalho, mostrando o período oitentista, as novas fases e o avanço tecnológico que o mundo veio a sofrer – ou ganhar.

Entre um primeiro ato de apresentações, o segundo ato do longa começa a explicar com mais profundidade o enredo. Os planos de Lord eram muito maiores do que poderia se imaginar. Na crescente trilha sonora de Hans Zimmer, Open Road, Diana e Steve caçam Lord até no Egito, onde a heroína vê que seus poderes estavam se perdendo e ela, nesse ritmo, viraria uma humana sem poderes. A cena da perseguição na estrada, é um dos pontos mais sólidos do longa-metragem, que consegue desenvolver Steve e Diana lutando lado a lado novamente. O CGI usado nessa cena de ação, em apenas dois pontos específicos, ficou claramente estranho, mas não é algo que tire sua experiência e nem válido para abaixar a nota desta crítica. Literalmente, após ver a sequência de ação, me recordei um pouco da perseguição da polícia contra o Batman em Batman Begins e Cavaleiro das Trevas Ressurge. É muito satisfatório vê-la salvando crianças, saltando alto e usando o laço para desviar uma bala para Trevor.

Wonder-Woman-1984-Egypt-Scene

Saindo do roteiro e colocando em pauta a atuação do elenco, posso afirmar que Gal Gadot, Chris Pine, Kristen Wiig e Pedro Pascal brilharam, mas meu destaque fica para Pascal, que incorporou o personagem muito bem, tornando-o um canastrão dos anos 80. As duplas do bem e do mal funcionaram em equilíbrio, e o carisma gigante de Gadot tornou ainda mais espetacular o filme. Foi fundamental ver o impacto que Steve Trevor faz na vida de Diana, sendo o porto seguro da heroína. Percebe-se a entrega da atriz para com sua personagem e concluo que ela nasceu para interpretar a Mulher-Maravilha, assim como Lynda Carter. Até mesmo em expressões faciais, as duas estrelas fizeram bem.

The-Inspiration-for-Wonder-Woman-1984s-Max-Lord-Is-Scarily-on-Par-With-2020

Os detalhes técnicos como os efeitos visuais, coreografias de ação, figurino, ambientação e trilha sonora, são os pontos mais fortes da obra de Patty Jenkins, que usou um pouco mais de CGI do que o primeiro filme, que foi mais utilizado na luta contra Ares. A crescente e estrondosa trilha de Hans Zimmer, que foi feita mesmo para um filme dos anos 80, tenta passar o ar de aventura e heroísmo, como Superman: O Filme passou em 1978. É clara a inspiração na obra de Richard Donner, que tentou brincar um pouco com os créditos iniciais e finais. 

Assim como a trilha sonora, os efeitos visuais estão bons, mesmo que muitos tenham duvidado do visual da Mulher-Leopardo. As duas transformações dela, sendo a última a Mulher-Leopardo, de fato, foram bem colocadas e trabalhadas na produção. Gostei bastante de como conseguiram representar os anos 80 numa produção de quase 40 anos à frente. Seria injusto não ver indicação ao Oscar para a categoria de figurino, pois, o fizeram perfeitamente. Eu realmente me senti nos anos 80 e foi isso que o filme quis passar para o público, a confortabilidade de 1984, os novos desafios e a cultura da época. Até mesmo aos pequenos detalhes, a produção resolveu dar atenção. Aliás, o traje dourado é algo esplêndido e fiquei com aquele gostinho de “quero mais”, uma situação que poderá ser explorada no último filme.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A dinâmica do filme funciona, trazendo leveza, diversão e seriedade nos momentos perfeitos, sem piadas fora de hora e exageradas. A atmosfera de uma aventura estilo Indiana Jones e Superman, fez de Mulher-Maravilha 1984 ser tão bom quanto, em sua estética e mensagem positiva que transmitiu para uma humanidade dividida, desacredita da verdade e cheia de politicagem e ódio. E parece que dessa vez, só a verdade pôde salvar o mundo.


Veredito

Mulher-Maravilha 1984 brilha em 2020, sendo um dos melhores filmes do ano, relembrando que, até mesmo uma heroína deseja amar como nós. Leve, solto e divertido, se aprofundando ainda mais na mitologia de Diana Prince, Patty Jenkins usa e abusa de cores mais vivas comparado ao primeiro filme. A DC não teve medo de querer algo em grande escala, muito maior do que o esperado pelos fãs e reuniu um grande elenco, que atuou de forma sólida e incrível, sendo o destaque o ator Pedro Pascal. 

O roteiro bem amarrado, não confunde em algum momento os espectadores, caso prestem bastante atenção ao filme. Há, sim, uma ótima consistência no filme, com pouquíssimos pontos negativos a serem levantados e em sua maioria, os pontos positivos se dão mais aos detalhes técnicos de produção. Com certeza, valeu esperar pela sequência e a DC se encaminha para um novo rumo nos cinemas. Cheio de esperança e com um grande coração, Mulher-Maravilha 1984 envolve alguns assuntos discutidos nos últimos anos, usando apenas três palavras para passar sua mensagem ao público: esperança, união e verdade, tudo o que nossa maior heroína representa.

10/10.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Mulher-Maravilha 1984 é inscrito para consideração ao Oscar de 2021

Warner Bros. aposta suas fichas em sequência de Patty Jenkins.


Com a temporada de premiações já começando, 2020, mesmo sendo uma época conturbada e com diversos adiamentos, – Mulher-Maravilha 1984 se enquadra – o Oscar de 2021 não foi esquecido. Com dois lançamentos dos filmes da DC Comics em 2020, Aves de Rapina e Mulher-Maravilha 1984, a Warner Bros. apostou todas as suas fichas no longa de Patty Jenkins e Gal Gadot, que diverge opiniões, mas fechou 2020 dando uma mensagem positiva. Na página de premiações do estúdio, podemos ver todas as categorias em que a Warner considerou o filme ao Oscar. Confira:

  • Melhor Filme
  • Melhor Direção (Patty Jenkins)
  • Melhor Roteiro Adaptado (Patty Jenkins e Geoff Johns)
  • Melhor Atriz (Gal Gadot)
  • Melhor Atriz Coadjuvante (Kristen Wiig, Robin Wright e Connie Nielsen)
  • Melhor Ator Coadjuvante (Chris Pine, Pedro Pascal)
  • Melhor Elenco
  • Melhor Fotografia
  • Melhor Edição
  • Melhor Design de Produção
  • Melhor Figurino
  • Melhor Cabelo e Maquiagem
  • Melhor Som
  • Melhores Efeitos Visuais
  • Melhor Trilha Sonora Original  (Hans Zimmer)

A divisão do público e da crítica sobre o longa pode ser um fator decisivo de não concorrer a muitas categorias, mas isso cabe aos votantes da Academia decidir o destino de Diana Prince, que poderia concorrer pela primeira vez ao Oscar, sendo também, o primeiro filme de uma heroína ao Oscar.

Verifique a disponibilidade do cinema de sua cidade e se prepare antes de ir, seguindo todos os protocolos de segurança. Veja as salas disponíveis aqui.

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord), Connie Nielsen (Hipólita) Robin Wright (Antíope).

O filme está em cartaz em todos os cinemas do Brasil.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Mulher-Maravilha 3 é confirmado pela Warner

Warner Bros. já está trabalhando em sequência.


Após algumas dúvidas de um retorno de Patty Jenkins em Mulher-Maravilha 3, e se o filme mesmo iria acontecer, agora foi confirmado o terceiro filme da heroína, de uma trilogia tão almejada. De acordo com a Variety, Patty Jenkins irá retornar como diretora do novo filme e Gal Gadot irá estrelar novamente.

Anúncios

Com Mulher-Maravilha 1984 agradando o estúdio e boa parte da crítica, o segundo filme arrecadou US$ 16,7 milhões em seu primeiro final de semana nos Estados Unidos, enquanto no resto do mundo o filme já soma US$ 68,3 milhões, totalizando pouco mais de US$ 85 milhões. Esse bom desempenho, apesar da pandemia do coronavírus ainda estar agravante em vários países, fez com que Toby Emmerich, presidente da WB Pictures, anunciasse o último filme da heroína.

Enquanto fãs ao redor do mundo continuam abraçando Diana Prince e ajudando a forte estreia de Mulher-Maravilha 1984, estamos empolgados de poder continuar sua história com nossas Mulheres-Maravilhas da vida real – Gal e Patty – que retornarão para concluir nossa planejada trilogia cinematográfica”, disse Emmerich.

Tanto o estúdio quanto a diretora queriam uma trilogia e agora isso irá acontecer. A trilogia da Mulher-Maravilha será a primeira da DC após a tão aclamada trilogia do Batman de Christopher Nolan. Nenhuma data de estreia foi confirmada.

Mulher-Maravilha 1984 está atualmente em cartaz nos EUA e também pela HBO Max desde 25 de dezembro. Sabe-se que apenas 40% dos cinemas americanos estão abertos. No Brasil, ainda não há um número exato de cinemas abertos, com muitos fechados, especialmente na região Sul do país. O filme chegou ao Brasil no dia 17, com a pré-estreia acontecendo no dia 16 de dezembro.

Verifique a disponibilidade do cinema de sua cidade e se prepare antes de ir, seguindo todos os protocolos de segurança. Veja as salas disponíveis aqui.

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord), Connie Nielsen (Hipólita) Robin Wright (Antíope).


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Mulher-Maravilha 1984 chega hoje aos cinemas

Heroína estará nos anos 80, enfrentando novas ameaças.


Após longa espera, Mulher-Maravilha 1984 finalmente chegou aos cinemas brasileiros, uma semana antes de chegar nos Estados Unidos. Os fãs agora podem comemorar, pois esperaram desde junho a chegada do filme, que sofreu diversos adiamentos, – causados pelo coronavírus – até a data atual. Nos Estados Unidos, a decisão foi de manter o filme nos cinemas e colocá-lo ao HBO Max de forma simultânea, o que causou polêmica. Mulher-Maravilha 1984 já teve sua pré-estreia ontem (16), aqui no país. O filme já chegou a países como Portugal, Grécia, Egito e vários outros, e agora, é a vez do Brasil.

Anúncios

Com vários cinemas no país ainda fechados, especialmente na região Sul, que enfrenta seu pior momento na pandemia, as medidas sanitárias e de segurança já foram estabelecidas pelos cinemas de todo o país. O uso obrigatório da máscara, higienizar as mãos e aferir a temperatura estão entre as medidas. O acesso também será limitado e o distanciamento entre pessoas desconhecidas está demarcado nos assentos.

Verifique a disponibilidade do cinema de sua cidade e se prepare antes de ir, seguindo todos os protocolos de segurança. Veja as salas disponíveis aqui.

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord), Connie Nielsen (Hipólita) Robin Wright (Antíope).

O filme estreia hoje nos cinemas.

131894810_3657174450996631_9087411329098391200_n
Capa oficial da WB Picutures no Facebook

Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Veja a cena de abertura de Mulher-Maravilha 1984

Diana compete nas Olimpíadas das Amazonas.


O tão aguardado filme da Mulher-Maravilha, Mulher-Maravilha 1984, chega aos cinemas brasileiros amanhã (17), com muitos ainda fechados. Entretanto, antes da estreia mundial marcada para hoje (16), a DC Comics preparou um DC FanDome especial só para o longa de Patty Jenkins, para a premiere do filme – veja acima.

Tivemos vários fãs fazendo perguntas ao elenco e a diretora, a presença de Lynda Carter, a Mulher-Maravilha dos anos 70, a composição da trilha de abertura por Hans Zimmer e a cena de abertura exclusiva mostrada na premiere. Confira abaixo:

Anúncios

Relembrando sua infância, Diana entra na Olimpíada das Amazonas em Themyscira, para competir, ao lado de habilidosas guerreiras. Antíope (Robbie Wright) diz que “grandeza não é o que você pensa”, uma das frases do primeiro trailer de Mulher-Maravilha 1984

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord)Connie Nielsen (Hipólita) e Robbie Wright (Antíope).

O filme estreia no dia 17 de dezembro no Brasil.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Patty Jenkins responde às críticas de Christopher Nolan sobre o HBO Max

Patty Jenkins dirige Mulher-Maravilha 1984.


Após os comentários negativos de Christopher Nolan contra o plano da Warner Bros. ao lançar os filmes no HBO Max, Patty Jenkins respondeu às críticas do colega em uma entrevista ao CNN, concordando com ele em partes.

“Concordo com Chris. Não acho que seja ótimo para o futuro do cinema quando a Covid passar”, disse Jenkins. “No entanto, nosso filme era diferente. Ele foi apresentado de uma forma muito diferente, que é que estamos no auge da pandemia agora e as pessoas estão realmente sofrendo e lutando e as opções são sentar no nosso filme e esperar ou libere-o.”

CR-10.12-20-Patty-Nolan

A diretora acredita que tudo voltará ao normal após a pandemia passar e gostaria de mais público para ver Mulher-Maravilha 1984 nos cinemas. Ela ainda confirma o apoio ao diretor de Tenet:

“Neste caso, apenas neste momento, fiquei realmente entusiasmado com a ideia”, disse. “Estou com Chris, vou voltar a ser sócia do negócio teatral. É para isso que faço filmes”, finalizou Jenkins.

Relembre o caso

A Warner Bros. Pictures decidiu lançar todos os filmes de 2021 de forma simultânea nos cinemas e em streaming, causando descontentamento por parte de seus cineastas, produtoras e atores, que não foram avisados sobre o plano. Christopher Nolan foi o diretor que mais demonstrou insatisfação, comentando que trabalhavam para o “pior serviço de streaming”. 

Alguns dos maiores cineastas e estrelas de cinema de nossa indústria foram para a cama na noite anterior pensando que estavam trabalhando para o maior estúdio de cinema e acordaram para descobrir que trabalhavam para o pior serviço de streaming.”

Vários representantes de atores do estúdio como Margot Robbie e Angeline Jolie não gostaram do tratamento que Gal Gadot e Patty Jenkins receberam para acatar o lançamento de Mulher-Maravilha 1984 no HBO Max. A Legendary Pictures, que produziu diversos filmes de Christopher Nolan, ameaçou a WB com uma ação judicial, após receber o aviso 30 minutos antes de ser divulgado. 

Após toda a repercussão, chegando nas alas maiores, John Stankey, CEO da AT&T, se posicionou à favor da Warner sobre o plano.

“Sei que há muito barulho no mercado, pessoas com pontos de vista diferentes. Sempre que você mudar um modelo, vai criar um certo ruído.”

O Grupo Warner Bros. Pictures. não quis se posicionar sobre o assunto. Iremos atualizar assim que maiores informações saírem.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Patty Jenkins confirma que Mulher-Maravilha 1984 tem cena pós-créditos

Cena foi mantida em segredo e a imprensa não a viu.


Não é segredo para ninguém que filmes de heróis costumam ter suas cenas pós-créditos, especialmente os da Marvel. A DC Comics não é costumeira de colocar, mas, em Mulher-Maravilha 1984, Patty Jenkins se viu na obrigação de deixar uma cena pós-créditos, confirmando sua existência em entrevista ao podcast do Cinemablend.

Anúncios

“Que seja algo a guardar para o público. Só porque, Deus me livre, alguém escreve sobre isso, você fica tipo, ‘Bem, então o que foi divertido? Agora deveríamos ter apenas anexado ao final do filme!”, disse Jenkins.

A imprensa já viu o filme, porém a cena ficou de fora para que não espalhasse a informação e descrição da mesma. Jenkins não forneceu nenhum detalhe sobre a cena pós-créditos, deixando ainda mais o mistério no ar. Ao ser perguntada se a cena estaria apenas no cinema ou no HBO Max, ela disse que em “ambos”. Ninguém sairá perdendo nessa.

“Eu sei. Isso seria inteligente. Mas não podemos fazer isso com COVID agora. Muitas pessoas não podem (ver com segurança).”

Apenas dois filmes do DCEU até então tiveram cenas pós-créditos, sendo duas em Liga da Justiça e uma em Aquaman, trilhando a trama do segundo filme. Arlequina brincou em Aves de Rapina, perguntando o por que dos fãs terem esperado. Agora, Mulher-Maravilha terá sua chance em uma pós-créditos, podendo preparar o terreno para o terceiro filme ou o spin-off das Amazonas.

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

O filme estreia no dia 17 de dezembro no Brasil.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Christopher Nolan detona HBO Max e decisão da Warner; presidente da AT&T defende

Diretor está descontente com a Warner, assim como muitos outros.


A decisão da Warner Bros. de lançar seus filmes de 2021 nos cinemas e no HBO Max simultaneamente,  pegou todos de surpresa, inclusive os diretores, em especial, Christopher Nolan, da aclamada Trilogia Cavaleiro das Trevas e de Tenet, que “abriu” os cinemas por curto tempo. Após uma entrevista ao ET Onlinedizendo que recebeu a notícia com descrença, o diretor emitiu um comunicado ao THR, detonando o HBO Max e o plano tomado pela Warner para os filmes de 2021.

Alguns dos maiores cineastas e estrelas de cinema de nossa indústria foram para a cama na noite anterior pensando que estavam trabalhando para o maior estúdio de cinema e acordaram para descobrir que trabalhavam para o pior serviço de streaming”, disse Nolan, em comunicado.

54630435_401
Divulgação/Warner Bros. Picutres

Os executivos do estúdio, especialmente Toby Emmerich, presidente da WB Pictures, se dizem “satisfeitos” com o andamento desse projeto, que pode acarretar mais alguns milhões de assinaturas no HBO Max nos Estados Unidos, e posteriormente, no mundo todo. Mas, o problema maior é que o streaming só chega na Europa e na América Latina no segundo semestre de 2021. Para a Warner, isso é bom, pois o mercado fora dos EUA pode gerar altas bilheterias.

Essa decisão contestada por Nolan, vai contra o diretor e seu lançamento de Tenet em meio a pandemia, que rendeu US$ 360 milhões em todo o mundo. Vários cinemas estavam fechados e continuam fechados, pelo crescente número de casos de coronavírus dentro e fora dos EUA. Como prejudicou a bilheteria do blockbuster do primeiro semestre da Warner, junto de Mulher-Maravilha 1984, o estúdio não estava disposto a correr o risco novamente de adiar o filme de Gal Gadot mais uma vez. E mesmo com as datas de estreia ao longo de quase dois meses, sendo bem separadas uma das outras, Mulher-Maravilha 1984 tem o risco de não faturar o que é preciso, assim como Tenet.

Nolan ainda acrescentou, dizendo que: “A Warner Bros. tinha uma máquina incrível para fazer o trabalho de um cineasta em todos os lugares, tanto nos cinemas quanto em casa, e eles estão desmontando enquanto falamos. Eles nem mesmo entendem o que estão perdendo. Sua decisão não faz sentido econômico, e mesmo o investidor mais casual de Wall Street pode ver a diferença entre ruptura e disfunção.”

Em entrevista ao ET, mencionado acima, Christopher Nolan não poupou críticas sobre o plano da Warner ter sido tomado de forma equivocada e sem avisos prévios para seus maiores cineastas:

“Especialmente pela forma como fizeram. Há controvérsia ao redor disso, porque eles não contaram para ninguém. Em 2021 eles têm alguns dos maiores cineastas e estrelas no mundo, que trabalharam com muita paixão por anos nesses projetos que deveriam ser experiências na telona. Eles deveriam ficar disponível para a maior audiência possível… E agora serão usados como chamariz para o serviço de streaming – para uma plataforma nova – sem consulta. Então há muita controvérsia. É uma bagunça muito muito muito grande.”

Christopher Nolan não é o único diretor estrela do estúdio descontente com a decisão. James Gunn, diretor de O Esquadrão Suicida, ficou incrédulo com o anúncio, vendo que seu filme também irá para o streaming e cinemas de forma simultânea. 

Não só os dois diretores estão insatisfeitos com a decisão, mas os representantes de grandes estrelas da Warner, como Angelina JolieDenzel Washington, Margot Robbie, Will Smith, Keanu Reeves Hugh Jackman querem saber por que seus clientes não tiveram o mesmo tratamento que Gal Gadot e Patty Jenkins, acatando o ultimato da WB lançar Mulher-Maravilha 1984 no HBO Max e nos cinemas simultaneamente. De acordo com o NY Times, tanto a estrela da DC Comics, quanto a diretora, ganharam um bônus de mais de US$ 10 milhões para que concordassem com os termos de lançamento. Com tantas infelicidades, a notícia do Times ainda aponta que o Sindicato dos Diretores de Hollywood pode estar querendo boicotar o estúdio por conta do novo planejamento.

É bom salientar que, a Legendary Pictures também entrou em protesto contra a Warner Bros. mediante às ações aplicadas pelo estúdio. A Legendary detém 75% dos direitos de Gozilla vs Kong, ficando para a WB os outros 25%. A produtora foi abordada pela Netflix, para que vendesse o filme por US$ 225/250 milhões, mas a Warner bloqueou a venda. Até aí tudo bem, porém, após o anúncio do planejamento de 2021, a Legendary ameaça colocar uma ação judicial contra a Warner, pois só receberam o aviso 30 minutos antes de verem que Godzilla vs Kong e Duna também irão estrear em streaming. Vale dizer que o orçamento de Duna, que está na casa dos US$ 165 milhões, a produtora forneceu 70 milhões. Outras produtoras que trabalham lado a lado com o estúdio também serão afetadas e podem entrar na justiça ao lado da Legendary.

legendary-pictures-CR-08.12.20
Divulgação/Legendary Pictures

Diante de toda a polêmica, Christopher Nolan ainda concluiu ao ET que acredita na volta do cinema a longo prazo.

“A longo prazo, acho que todos esses estúdios sabem que a experiência de ir ao cinema vai voltar e se tornar parte importante do ecossistema. O que você tem agora em nosso negócio é o uso da pandemia como desculpa para lucro em curto-prazo. E isso é realmente uma pena. Não é a forma certa de fazer negócios ou a forma mais saudável para nossa indústria. Mas para quando cinemas retornarem e as pessoas voltarem a ir para os filmes, quando a vacina for lançada e tivermos uma resposta apropriada do governo federal para a área da saúde, estou otimista nos prospectos. As pessoas amam ir ao cinema e vão voltar a ele novamente”.

Ainda hoje, a Variety informou que John Stankey, o chefe da AT&T, defendeu o plano da Warner e entendeu o ponto de vista de Nolan, afirmando que a WarnerMedia só tende a lucrar muito com isso.

john-stankey-att-warnermedia

“Sei que há muito barulho no mercado, pessoas com pontos de vista diferentes. Sempre que você mudar um modelo, vai criar um certo ruído.”

Ele ainda ressaltou que a decisão vem por conta do COVID-19, que cresce a cada dia e consequentemente, faz o estúdio adiar ainda mais seus novos filmes. Stankey disse que essa decisão é “uma maneira de entrar no mercado mais rápido”. O CEO da AT&T disse que: “A questão era: o que é melhor para lidar com esse ativo? Nosso sentimento é que há um ganha-ganha-ganha aqui.”

Nenhum comentário a mais foi dado pelo Grupo Warner Bros. Pictures. Assim que maiores informações saírem, iremos atualizar a situação.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Mulher-Maravilha 1984 ganha teaser antecipando a estreia

Teaser foi lançado na CCXP Worlds.


Com a data de estreia de Mulher-Maravilha 1984 se aproximando e muitos cinemas ainda fechados devido a pandemia do coronavírus, a Warner Bros. lançou um teaser trailer durante a CCXP Worlds do longa. O teaser mistura o passado de Diana (Gal Gadot) na ilha e o presente, com a volta de Steve Trevor (Chris Pine) dos mortos. Veja abaixo:

Anúncios

Mostrando as Olimpíadas das Amazonas, o filme terá vários flashbacks da vivência de Diana na ilha. É possível também ver o primeiro embate de Barbara Minerva (Kristen Wiig) contra a Mulher-Maravilha na Casa Branca, sendo essa, também a primeira transformação da vilã. E também, veremos a Mulher-Maravilha voar na sequência, explorando ainda mais seus poderes.

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

O filme estreia no dia 17 de dezembro no Brasil.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Primeiras reações de Mulher-Maravilha 1984 são positivas

“Fantástico”, a definição da imprensa para o filme.


 Foi dada a largada para a imprensa conferir o resultado de Mulher-Maravilha 1984, após longos meses de espera. Veículos de imprensa como o Fandango, ComicBook e Cinemablend já puderam desfrutar o filme, seguindo todas as medidas preventivas contra o coronavírus. Não irá demorar muito para os fãs também verem. Veja algumas reações abaixo:

“Eu vi Mulher-Maravilha 1984! Patty Jenkins literalmente fez um filme dos anos 80 em todos os sentidos, tornando-o tão único hoje. Parece maior do que o primeiro, e ao mesmo tempo mais contido. Muitos momentos de Diana Prince e alguns momentos épicos da Mulher-Maravilha enquanto Gal Gadot literalmente voa!” Brandon Davis, ComicBook.

“É uma honra ter sido uma das primeiras a ver #WonderWoman1984 ! Gostei do primeiro filme, mas adorei #WW1984 ainda mais. Embora eu desejasse que tivéssemos mudado para vê-lo mais cedo, o filme saiu possivelmente no momento perfeito para sua esperança, otimismo e mensagem.” – Meagan Damore, editora do CBR.

“Ótima notícia, Mulher Maravilha 1984 é fantástico! A história é excelente e tem uma mensagem ótima e oportuna; ele traz uma tonelada de surpresas; e um trabalho incrível é feito com Mulher-Leopardo e Max Lord (Wiig e Pascal são ambos estelares). Fique entusiasmado, porque é o negócio real.” – Eric Eisenberg, do CinemaBlend.

“Estou muito feliz em informar que WW84 é uma explosão absoluta do início ao fim. Um elogio excepcional ao primeiro filme, é recheado de coração, esperança, amor, ação, romance e humor. @PattyJenks, @GalGadot e equipe entregaram uma das melhores sequências de DC. Eu estava chorando quando acabou.”Erik Davis, Editor-Chefe do Fandango.

Tive a sorte de estar entre os primeiros a (finalmente!) ver Mulher-Maravilha 1984. Eu adorei. O primeiro Mulher-Maravilha é meu favorito dos filmes modernos da DC. MM84 faz todos os próximos passos inteligentes, contando uma história muito humana e muito bonita para Diana Prince. Acho que o que mais me surpreendeu foi que a mensagem de MM84 deixa você com sentimentos ainda mais importantes de ouvir no final deste ano de uma forma que Patty Jenkins não poderia ter previsto quando ela fez o filme. Além disso, é tão emocionante ter grandes e alegres filmes de sucesso saindo de novo.” – TerriSchwartz, diretora de Estratégia de Conteúdo e Parcerias, do IGN.

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

O filme estreia no dia 17 de dezembro no Brasil.

Anúncios

Patty Jenkins atualiza situação de spin-off de Mulher-Maravilha

O derivado será focado nas Amazonas.


Após o anúncio de que as Amazonas teriam um filme, poucas informações foram dadas acerca do longa. Em uma recente entrevista da diretora de Mulher-Maravilha e Mulher-Maravilha 1984, Patty Jenkins, ao GEEK Magazine, ela forneceu alguma atualização para os fãs, dizendo que o derivado terá conexão com o segundo e o terceiro filme da franquia.

Anúncios

“Esta é uma história que Geoff Johns e eu inventamos e depois apresentamos à [Warner Bros.]. Os eventos dessa história acontecem depois que Diana deixa Themyscira, a Ilha das Amazonas, e há algumas reviravoltas relacionadas ao que acontecerá entre a Mulher-Maravilha 1984 e a Mulher-Maravilha 3. A produção do projeto ainda não foi oficialmente iniciada, mas espero que entendamos, porque amo essa história”, disse a diretora.

Podemos conectar facilmente Mulher-Maravilha e Mulher-Maravilha 1984 com o spin-off. O primeiro trabalha a origem de Diana e sua consequente saída para o patriarcado derrotar Ares na Primeira Guerra Mundial. Já o novo filme, em trailers, podemos perceber vários flashbacks que moldam a história e relembram a cultura das Amazonas. O derivado deve se passar entre 1918, o fim da Grande Guerra até 1984, data da sequência.

Patty Jenkins não será a diretora do spin-off, sendo apenas roteirista e produtora ao lado de Geoff Johns. Isso dará oportunidade para uma nova pessoa ingressar na DC Comics e dirigir um de seus filmes, que ainda não é um dos focos da Warner Bros. O projeto pode ir ao cinema ou apenas ser um original do HBO Max.

Nenhum detalhe a mais ou trama foram divulgados.

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

Mulher-Maravilha 1984 estreia no dia 17 de dezembro no Brasil.


Aproveite:

 

Mulher-Maravilha: Terra Um Vol. 1 com 40% de desconto na Black Friday da Amazon. Para comprar, clique aqui! Você também pode levar o segundo volume do quadrinho com 35% de desconto. Clique e confira.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$15,00
R$100,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir

Warner anuncia datas de lançamento de Mulher-Maravilha 1984

Filme tem estreia adiantada no Brasil.


Com o anúncio de que Mulher-Maravilha 1984 chegaria ao HBO Max e aos cinemas simultaneamente, muitos fãs de outros países e continentes ficaram descontentes, já que apenas a América do Norte possui acesso ao streaming. Ainda na terça (24), a Variety publicou as novas datas de lançamento do filme em vários países, e o Brasil está entre eles.

O plano inclui um circuito reduzido, ao longo de mais de um mês, com estreias no dia 16 de dezembro e outras no dia 28 de janeiro de 2021, para que, cada país tenha e tempo de se ajustar por conta da pandemia do Coronavírus. Confira abaixo todo o plano de lançamento:

Anúncios

16 de dezembro – Bélgica, Bulgária. Egito, Estônia, França, Grécia, Holanda, Islândia, Indonésia, Portugal, África do Sul, Suíça, Reino Unido

17 de dezembro – Bolívia, Brasil, Costa Rica, Croácia, Chipre, Dinamarca, El Salvador, Guatemala, Honduras, Hong Kong, Malásia, México, Oriente Médio – Outros, Nicarágua, Panamá, Catar, Arábia Saudita, Sérvia, Cingapura, Eslováquia, Taiwan, Tailândia, Emirados Árabes Unidos

18 de dezembro – China, África Oriental, Japão, Nigéria, Espanha, Vietnã

23 de dezembro – Áustria, Alemanha, Coreia

24 de dezembro – Hungria, Eslovênia

25 de dezembro – Canadá, Colômbia, Finlândia, Índia, Letônia, Lituânia, Noruega, Suécia, Venezuela, Estados Unidos

26 de dezembro – Austrália, Nova Zelândia

31 de dezembro – Argentina

7 de janeiro – Ucrânia, Uruguai

8 de janeiro – Filipinas

14 de janeiro – Azerbaijão, República Tcheca, Cazaquistão, Rússia

15 de janeiro – Romênia, Turquia

21 de janeiro – Chile, Peru

22 de janeiro – Polônia

28 de janeiro – Itália

Sem data – Bahrein, Gana, Israel, Kuwait, Líbano, Ásia – Outro, LatAm – Outro, Ilhas – Outro

A França já liberou a exibição de Mulher-Maravilha 1984 pelo país, mas os cinemas estarão fechados até um dia antes de sua data de estreia. Com os novos casos aumentando na Europa, Reino Unido e Itália estão com seus cinemas fechados. Alguns outros países também, assim como grande parte dos cinemas brasileiros e norte-americanos.

Essa opção de estreia vem como a de Tenet, que teve datas de estreia bem diferentes, variando de um mês para o outro, em países com menor pico para países com grandes taxas de contágio. A medida adotada pela Warner Bros. em liberar o longa para mercados internacionais mais cedo, vem para evitar a pirataria, e em países como o Brasil, a estreia vem uma semana antes do Natal e do Estados Unidos.

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

Confira abaixo o pôster brasileiro e novas imagens divulgadas do longa.

Anúncios

Mulher-Maravilha 1984 estreia em dezembro nos cinemas e no HBO Max

Longa terá data simultânea de estreia.


Após rumores indicarem que Mulher-Maravilha 1984 seria lançado no HBO Max em janeiro, os executivos da Warner Bros. se mexem e a Warner anuncia que o longa chega ao streaming em dezembro, no dia 25, data escolhida para a estreia do filme nos cinemas.  No YouTube, a Warner atualizou a data no trailer em seu canal. Veja abaixo:

Anúncios

O momento da pandemia no mundo todo tende a aumentar ainda mais. Os casos nos Estados Unidos impressionam com altos números de contágio. A tática do estúdio é fazer com que, mais pessoas vejam o filme, em segurança, já que apenas 50% dos cinemas serão ocupados.

Patty Jenkins, diretora do filme confirmou a notícia, afirmando que sua obra chega dia 25 de dezembro nos cinemas e no catálogo da HBO Max. Além disso, ela também divulgou uma nova imagem destacando Diana na Casa Branca.

A hora chegou. Em algum momento, você precisa escolher dividir todo o amor e alegria que você tem para dar acima de todas as outras coisas. Amamos nosso filme tanto quanto amamos nossos fãs, então esperamos nosso filme traga um pouco de alegria e escape a todos vocês neste período de festas. Assista nos cinemas, onde é seguro (confira o excelente trabalho dos cinemas para deixá-los assim), e disponível na segurança da sua casa na HBO Max [em regiões que não for seguro]. Boas festas a todos. Espero que vocês gostem do nosso filme tanto quanto gostamos de fazê-lo“, disse a diretora.

Quanto aos cinemas fora dos EUA, não se sabe se o estúdio adotará a mesma postura que fez com Tenet, ou escolherá uma outra abordargem para que Mulher-Maravilha 1984 chegue em outros cinemas do mundo todo.

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

Mulher-Maravilha 1984 chega mundialmente no dia 25 de dezembro, e também ao HBO Max, estreando simultaneamente. No Brasil, o filme chega dia 24 de dezembro.

Warner pode adiar Mulher-Maravilha 1984; HBO Max entra em pauta

A sequência já foi adiada inúmeras vezes.


Com a pandemia ainda em curso no mundo e os casos aumentando na Europa e Estados Unidos, a Warner Bros. terá de reavaliar novamente o lançamento de Mulher-Maravilha 1984, que chega aos cinemas em seis semanas, no Natal. Sites como o Deadline e a Variety reportaram que os executivos estão cogitando lançar o filme pelo HBO Max, ou adiar para junho de 2021. A dúvida assombra a Warner Bros. mais uma vez.

Anúncios

Atualmente, o serviço da WarnerMedia, HBO Max, tem um grande catálogo disponível, mas vale ressaltar que Mulher-Maravilha 1984 é um dos grandes filmes que tem potencial para faturar o bilhão. Mas, vendo a bilheteria de um dos seus blockbusters, Tenet, a Warner Bros. pode reconsiderar um lançamento entre junho e setembro. A certeza é que o longa chegará aos cinemas.

Porém, a data do dia 25 de dezembro pode ser mantida, com o filme chegando ao catálogo da HBO Max duas semanas após, em janeiro. Nos cinemas, o circuito de reprodução do filme seria reduzido, focando nos grandes teatros e também no streaming. Ao mesmo tempo que estará em exibição nos cinemas, o filme pode impulsionar um crescimento de mais assinantes para o HBO Max. Nos dois modos, Mulher-Maravilha 1984 iria faturar muito, mas talvez não seja o suficiente para os executivos.

Tudo ainda está em jogo para a Warner Bros. e a certeza é de que o filme possa ser adiado para 2021, voltando a data inicial da primeira semana de junho. O último adiamento de Mulher-Maravilha 1984 aconteceu ainda em setembro. O futuro do filme está nas mãos do estúdio, e enquanto uma vacina contra a COVID-19 não chega, ainda teremos muitas incertezas acerca do lançamento.

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

Mulher-Maravilha 1984 chega mundialmente no dia 25 de dezembro, enquanto no Brasil o filme chega dia 24 do mesmo mês.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir

Mulher-Maravilha 1984 é adiado novamente pela Warner

Longa é adiado para dezembro.


Com incontáveis adiamentos, a Warner Bros. é obrigada a mais uma vez adiar Mulher-Maravilha 1984 por conta da pandemia do Coronavírus. A alegação da Warner, além da pandemia, são os cinemas dos principais mercados que rendem grande bilheteria estarem ainda fechados, e por isso, a decisão é adiar o filme mais uma vez.

Em quase dois meses, o filme já sofreu o segundo adiamento do estúdio. Primeiramente, a data de estreia para 2020 ainda seria em junho, posteriormente indo para agosto, setembro, outubro, novembro e finalmente no dia 25 de dezembro, no Natal. O diretor da Warner Bros. Motion Picture Group, Toby Emmerich, fez um breve comentário.

“Estamos muito felizes com o filme e ansiosos para levá-lo para o público em época de comemorações.”

A diretora do filme, Patty Jenkins, também comentou sobre o novo adiamento de Mulher-Maravilha 1984:

“Porque eu sei quão importante é para vocês na tela grande, quando todos pudermos ter uma experiência juntos, eu espero que vocês não se importem de esperar um pouco mais. Com esta nova data no Natal, eu mal posso esperar para passar as datas festivas com vocês!”, disse Patty Jenkins, diretora da sequência.

Mulher-Maravilha 1984 passeou por meses seguidos de datas fixadas, com grandes incertezas do estúdio e da DC Comics. O cenário mundial força o adiamento de grandes filmes, que estão com seu lugar garantido numa data fixada, mas que nunca é de certeza. Tenet, de Christopher Nolan também sofreu com uma nova data para os cinemas brasileiros, e ainda não há certeza se o filme sofrerá outro adiamento no Brasil.

Essa grande incerteza da Warner pode respingar também para a mais nova adaptação de Duna, que tem estreia prevista para 17 de dezembro. Há possibilidade que o filme fique apenas para 2021. No momento, a Warner se preocupa com a bilheteria de Tenet, que já estreou em alguns países, e no Brasil chega no dia 15 de outubro. A escolha da nova data para Mulher-Maravilha 1984 serve para estender ainda mais o tempo que Tenet ficará nos cinemas, e também, uma melhor data de lançamento para que Mulher-Maravilha 1984 faça também uma boa bilheteria. A cada adiamento, o filme vai ficando cada vez mais distantes dos fãs.

Anúncios

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

Mulher-Maravilha 1984 chega mundialmente no dia 25 de dezembro, enquanto no Brasil o filme chega dia 24 do mesmo mês.

DC FanDome | Segunda parte do evento ganha teaser trailer; assista

A primeira parte do megaevento da DC, DC FanDome foi um sucesso absoluto, e a DC Comics liberou um teaser trailer da segunda parte do evento, que se chamará DC FanDome: Explore o Multiverso. Veja abaixo:

DC FanDome: Explore o Multiverso, acontecerá no dia 12 de setembro e trará quatro áreas de conteúdo exclusivo da editora: DC WatchVerse, DC YouVerse, DC InsiderVerse, DC FunVerse e DC KidsVerse. O DC WatchVerse será o grande responsável de trazer novidades das séries, quadrinhos, jogos e animações da DC Comics. O InsiderVerse colocará os fãs dentro dos sets de filmes, mostrando os bastidores de novos longas, dublagens de jogos e episódios aleatórios de séries. O FunVerse, terá conteúdos interativos e o YouVerse uma amostra de artes e cosplays por fãs.

A segunda parte do evento começa às 14 horas do dia 12 de setembro, terminando no mesmo horário dia seguinte. Os painéis podem ser vistos tanto na versão desktop, quanto para mobile, e o espectador poderá montar sua própria programação, dentro das 24 horas.

Séries como Legends of Tomorrow, Stargirl, Pennyworth, Supergirl, Batwoman, Superman & Lois e muitas outras ganharão diversas novidades em seus painéis exclusivos, com a presença de produtores e membros do elenco.

Tendo sido feita a primeira parte ainda no dia 22 de agosto, o Hall of Heroes teve exibição no mundo todo, sendo assistido por 22 milhões de pessoas em mais de 200 países. Vale lembrar que a DC havia mudado o evento, separando em dois, ainda no dia 19 de agosto. Em um comunicado oficial, a DC disse que ”podem garantir que você será capaz de ver e cobrir tudo sem estresse”.

DC FanDome será traduzido em dez idiomas, incluindo o português.  Além disso, no site oficial do DC FanDome, pode ser conferida a programação completa de todas as seis áreas do evento. É possível escolher os painéis de seu interesse, mas é preciso fazer o cadastro no site para adicionar na sua programação.

Anúncios

A primeira parte do DC FanDome aconteceu no dia 22, começando às 14h (no horário de Brasília), e terminando no dia 23 às 14h, sendo um evento de 24 horas. Já a segunda parte acontece no dia 12 de setembro, com todas as áreas tendo seus painéis às 14h, sendo reprisados no mesmo horário no dia seguinte. O Critical Room estará fazendo uma cobertura especial no site e mídias sociais da segunda parte.

 

2020-09-12T14:00:00

  dias

  horas  minutos  segundos

até

DC FanDome: Explore o Multiverso

Mulher-Maravilha 1984 e Tenet são adiados no Brasil pela Warner

A Warner Bros. adiou as datas de estreia de Mulher-Maravilha 1984 e Tenet no Brasil mais uma vez, por conta do Coronavírus, mas não alterou a data de lançamento de Mulher-Maravilha 1984 em outros territórios. Por sua vez, Tenet estreou dia 26 de agosto em países com grande estabilidade na pandemia.

Anúncios

No caso de Mulher-Maravilha 1984, o filme foi adiado pela sexta vez, passando de 15 de outubro de 2020 para 5 de novembro do mesmo ano. A Warner Bros. ainda está insegura com o crescente número de contaminados no Brasil, e além disso, os cinemas em muitos lugares estão sem previsão para reabertura.

A duração do novo filme também foi revelada, tendo 151 minutos (2h31min), sendo o segundo maior filme do DCEU e um dos maiores da DC Comics.

Já o longa de Christopher Nolan, Tenet, foi adiado do dia 10 de setembro para 15 de outubro, na mesma data em que Mulher-Maravilha 1984 iria estrear. Fora do país, o filme já foi lançado no dia 26 de agosto em países com a pandemia em estabilidade, como África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Coreia do Sul, Croácia, Estônia, França, Noruega e Reino Unido (Inglaterra, Escócia. País de Gales e Irlanda do Norte).  Nos Estados Unidos e outros países, a estreia do filme é esperada no dia 2  de setembro, enquanto na China chegaria no dia 4. O Brasil terá de esperar um pouco mais.

No primeiro final de semana, Tenet arrecadou US$ 53,6 milhões, tendo uma bilheteria melhor que o esperado pelos analistas.

Vale lembrar que Tenet foi adiado três vezes por conta da pandemia, passando do dia 17 de julho para o dia 31 do mesmo mês, logo, para 12 de agosto, e por fim, para o dia 26. 

Do diretor de Trilogia Batman, A Origem e Interestelar, o elenco conta com John David Washington, Robert Pattinson, Michael Caine, Kennet Branagh, Aaron Taylor-Johnson, Clémency Poésy Elizabeth Debicki.

Tenet estreia no dia 15 de outubro no Brasil.

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

Mulher-Maravilha 1984 chega no Brasil dia 5 de novembro.

 

Uma vez
Mensal
Anualmente

Contribua com o C.R!

Contribua com o C.R!

Contribua com o C.R!

Escolha qualquer valor.

R$5,00
R$15,00
R$30,00
R$5,00
R$15,00
R$30,00
R$5,00
R$15,00
R$30,00

R$

Todo valor arrecado será investido no site.
Obrigado!

Todo valor arrecado será investido no site.
Obrigado!

Todo valor arrecado será investido no site.
Obrigado!

ContribuirContribuirContribuir

DC FanDome | Como foi a primeira parte do evento?

Inovador e grandioso. A primeira parte é tudo o que queríamos ver.


Com um método inovador, a Warner Bros. anunciou ainda antes da San Diego Comic-Con de 2020 que faria um evento totalmente focado na DC Comics, com conteúdo exclusivo por 24 horas seguidas. A notícia não só deixou os fãs em êxtase, mas ansiosos para que os dias passassem rapidamente e o evento chegasse de uma vez.

E chegou, mas passou tão rápido que desfrutamos e queríamos ver algo a mais, de tão bom que o evento foi. Algo com um conteúdo totalmente exclusivo, por 24 horas, deixando fãs de todo o mundo imersos um mar de anúncios.

Em formato separado, como painéis, e para que todos pudessem ver sem perder nenhum, a DC Comics não parou. Era um anúncio atrás do outro, seja com novidades de filmes, trailers de novas produções ou de games. Com toda a certeza, todos os fãs ficaram muito animados e felizes com o conteúdo prometido e cumprido pela DC.

The Batman, Mulher-Maravilha 1984 e Snyder Cut foram os grandes destaques do evento, mas O Esquadrão Suicida, Adão Negro, Gotham Knights e Suicide Squad: Kill the Justice League não ficaram tão atrás. Não faltaram novidades.

Toda a preparação e a espera para o evento valeu a pena, não por ser sobre games e filmes, mas por ser algo inovador e que nenhuma editora de quadrinhos ou estúdio tenha feito isso antes em grande escala, apresentando suas principais novidades em um evento próprio. Um ponto negativo foram as legendas, um pouco atrasadas em relação às falas, mas isso não estragou a experiência. É um grande acerto, e não era um evento que merecíamos, mas um evento que precisávamos. E que este evento se repita nos próximos anos que virão.

A primeira parte do DC FanDome aconteceu no dia 22, começando às 14h (no horário de Brasília), e terminando no dia 23 às 14h, sendo um evento de 24 horas. Já a segunda parte acontece no dia 12 de setembro, com todas as áreas tendo seus painéis às 14h, sendo reprisados no mesmo horário no dia seguinte. O Critical Room estará fazendo uma cobertura especial no site e mídias sociais da segunda parte.

DC FanDome | Mulher-Maravilha 1984 ganha novo trailer incrível; veja

Iniciando o DC FanDome, Mulher-Maravilha 1984 ganhou um novo trailer, com cenas inéditas e revelando o visual da Mulher-Leopardo. Confira:

Anúncios

O painel que abriu o evento, contou com a diretora Patty Jenkins  e o elenco principal, Gal Gadot, Chris Pine, Kristen Wiig e Pedro Pascal, e ainda contou com participação especial de Lynda Carter. Pela primeira vez foi revelado o visual da Mulher-Leopardo, e também o possível poder de Maxwell Lord.

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

Mulher-Maravilha 1984 estreia no dia 15 de outubro.