Arquivo da tag: Kristen Wiig

Mulher-Maravilha 1984 ganha vídeo surpresa celebrando os 80 anos da heroína

Vídeo faz homenagem à série clássica de Lynda Carter.


Para celebrar os 80 anos da Mulher-Maravilha neste ano, Gal Gadot publicou, em suas redes sociais, um vídeo surpresa de Mulher-Maravilha 1984, unindo os protagonistas e antagonistas em formas de desenho e também em live-action. Confira:

Anúncios

O vídeo homenageia a série clássica dos anos 70, em que Lynda Carter estrelou, e, consequentemente, tornou a Mulher-Maravilha um ícone de sucesso entre as meninas, chegando ao patamar de Batman e Superman. A música tema também pode ser ouvida no vídeo, se tornando tão conhecida como o tema original de John Williams para o Superman.

A Mulher-Maravilha foi criada em 1941, por William Moulton Marston e H.G Peter, na All Star Comics #8. O psicólogo, além de criar a Mulher-Maravilha, também criou o polígrafo, o detector de mentiras, e por isso, o Laço de Hefesto – ou da verdade – obriga sempre o inimigo a dizer a verdade. 

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

O filme estreou em 2020, e teve lançamento simultâneo nos cinemas e HBO Max nos Estados Unidos, durante o Natal.

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord), Connie Nielsen (Hipólita) Robin Wright (Antíope).


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Crítica: Mulher-Maravilha 1984

Alerta: SPOILERS! Desça e leia por sua conta e risco.


Uma era de maravilhas vai começar.


O sucesso estrondoso de Mulher-Maravilha (2017), fez com que a Warner Bros. pensasse em produzir uma sequência, agora em maior escala e com mais tempo. E então, Patty Jenkins, junto com Gal Gadot, mergulharam de cabeça em Mulher-Maravilha 1984, a sequência tão esperada pelos fãs, que conta com um elenco de peso e um dos melhores compositores do cinema mundial. Afinal, após tantos adiamentos, valeu toda a espera de ver o filme no cinema?

Mulher-Maravilha 1984 abre uma nova fase para a DC Comics, explorando ainda mais a mitologia da maior heroína de todos os tempos, em um patamar maior, trazendo novos vilões e antigos valores a serem adquiridos novamente pela humanidade: esperança, empatia e amor. Diana foi criada para isso. E com 2020 sendo um ano divisório para a sociedade, conturbado por conta da pandemia, cheio de ódio, brigas políticas e um momento devastador, o qual a humanidade viu que só a união poderia ser a força necessária para salvar muitas pessoas, Mulher-Maravilha 1984 tenta trazer essa mensagem de empatia, amor e verdade, sendo o filme que 2020 precisava.

Wonder-Woman-1984-Photos

Diana passou quase 70 anos recordando dos bons momentos com Steve Trevor (Chris Pine), sua paixão e herói na Primeira Guerra Mundial e viu seus amigos ao redor envelhecerem. Atuando como Mulher-Maravilha durante todo esse tempo, mas fugindo dos holofotes e das câmeras, agora presentes na nova era de 1984, Diana Prince trabalha no Museu Smithsonian de História Natural, em Washington. Crescendo em sabedoria, a Princesa das Amazonas agora está cercada de uma nova tecnologia em meio a Guerra Fria, que já se encontrava em sua derrocada, com a União Soviética sofrendo uma crise econômica e estando atrás de diversas novas potências. À medida em que o mundo se desenvolve tecnologicamente, Diana aprende junto com ele, crescendo em sabedoria e nunca perdendo a fé na humanidade, mesmo que a humanidade perca nela própria.

Um novo “magnata” estava surgindo nos Estados Unidos, querendo pensar grande e ser grande. Maxwell Lord (Pedro Pascal), dono da Black Gold, ansiava em ser o homem mais poderoso do mundo ao garantir várias reserva de petróleo por todo o país americano. É claro que não seria uma tarefa fácil, já que um egípcio era o “homem do petróleo”, enquanto Lord era conhecido por ser o “homem da TV”. Em um outro lado da cidade, havia uma nova arqueóloga e geologista Barbara Minerva, que desempenhava várias outras funções, e por acaso, começou a trabalhar com Diana no Museu Smithsonian. Enquanto uma era forte, linda e sábia, a outra era desajeitada e desastrada, porém brilhante, algo que Diana viu nela. E por algum acaso, uma pedra aparentemente inofensiva, entrelaçou o destino dos três, Lord, Diana e Barbara.

Chetaah-MaxLord

Para os leitores de quadrinhos, vagamente podemos lembrar do período em que George Pérez esteve a frente da Mulher-Maravilha no pós-crise, em que ele utilizou o período da Guerra Fria para construir a nova origem de Diana e o plano de Ares. Outros se lembrarão da velha Diana dos anos 40, criada por William Moulton Marston, em que sua única perspectiva sobre o mundo dos homens era salvá-lo de destruir a si mesmo. Além de se inspirar em velhas e novas histórias, Patty Jenkins também faz com que 1984 seja a data do filme, relembrando o livro de George Orwell, que retrata um futuro distópico, onde o Estado tem total controle sobre o povo, difundindo as ideias de manipulação, alienação, guerra e também o amor. Mulher-Maravilha 1984 utiliza destas ideias para construir sua narrativa, tornando os quatro personagens da trama personificações de sentimentos e emoções. Enquanto Diana é a esperança, Lord é a ganância de sempre querer mais e Barbara é a inveja. Já o papel de Steve Trevor serve como um farol para Diana não se perder totalmente em seu amor pelo piloto, mantendo sua imparcialidade e visão de que ele não deve ser o foco, e sim, o mundo.

Desenrolando para lá e para cá, a Pedra dos Desejos é algo muito além da compreensão humana, em que o vilão do filme precisa para mostrar ao mundo que ele seria o mais poderoso. Deixando se levar por isso e pelo coração, Diana tinha um único desejo: ter Steve Trevor de volta. Mas a que custo? Diferentemente dela, Minerva, a menina atrapalhada, desejou ser, literalmente, que nem a Diana. Tudo o que desejaram, receberam, e Lord não poderia ficar mais satisfeito com o colapso mundial em andamento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E falando sobre Trevor, a volta dele era um mistério e não percebo outra maneira dele ter voltado como foi mostrado no filme. Mesmo que essa crítica tenha um spoiler ou outro, não irei revelar como o personagem volta, muito menos tudo o que acontece. Posso dizer que a forma como o mesmo retornou, me agradou muito mais do que ver o Superman sendo ressuscitado por uma Caixa Materna – o que eu acho sem fundamento nenhum, visto o final de Batman vs Superman. Diana agora entra em um dilema: renunciar seu desejo e salvar o mundo novamente ou tentar salvar, mesmo que fique sem poderes e mantenha Steve para sempre ao seu lado? Vale salientar a inversão de papel para com o primeiro filme, em que Trevor apresenta o Patriarcado para Diana. Nesta sequência, a guerreira amazona fica encarregada deste trabalho, mostrando o período oitentista, as novas fases e o avanço tecnológico que o mundo veio a sofrer – ou ganhar.

Entre um primeiro ato de apresentações, o segundo ato do longa começa a explicar com mais profundidade o enredo. Os planos de Lord eram muito maiores do que poderia se imaginar. Na crescente trilha sonora de Hans Zimmer, Open Road, Diana e Steve caçam Lord até no Egito, onde a heroína vê que seus poderes estavam se perdendo e ela, nesse ritmo, viraria uma humana sem poderes. A cena da perseguição na estrada, é um dos pontos mais sólidos do longa-metragem, que consegue desenvolver Steve e Diana lutando lado a lado novamente. O CGI usado nessa cena de ação, em apenas dois pontos específicos, ficou claramente estranho, mas não é algo que tire sua experiência e nem válido para abaixar a nota desta crítica. Literalmente, após ver a sequência de ação, me recordei um pouco da perseguição da polícia contra o Batman em Batman Begins e Cavaleiro das Trevas Ressurge. É muito satisfatório vê-la salvando crianças, saltando alto e usando o laço para desviar uma bala para Trevor.

Wonder-Woman-1984-Egypt-Scene

Saindo do roteiro e colocando em pauta a atuação do elenco, posso afirmar que Gal Gadot, Chris Pine, Kristen Wiig e Pedro Pascal brilharam, mas meu destaque fica para Pascal, que incorporou o personagem muito bem, tornando-o um canastrão dos anos 80. As duplas do bem e do mal funcionaram em equilíbrio, e o carisma gigante de Gadot tornou ainda mais espetacular o filme. Foi fundamental ver o impacto que Steve Trevor faz na vida de Diana, sendo o porto seguro da heroína. Percebe-se a entrega da atriz para com sua personagem e concluo que ela nasceu para interpretar a Mulher-Maravilha, assim como Lynda Carter. Até mesmo em expressões faciais, as duas estrelas fizeram bem.

The-Inspiration-for-Wonder-Woman-1984s-Max-Lord-Is-Scarily-on-Par-With-2020

Os detalhes técnicos como os efeitos visuais, coreografias de ação, figurino, ambientação e trilha sonora, são os pontos mais fortes da obra de Patty Jenkins, que usou um pouco mais de CGI do que o primeiro filme, que foi mais utilizado na luta contra Ares. A crescente e estrondosa trilha de Hans Zimmer, que foi feita mesmo para um filme dos anos 80, tenta passar o ar de aventura e heroísmo, como Superman: O Filme passou em 1978. É clara a inspiração na obra de Richard Donner, que tentou brincar um pouco com os créditos iniciais e finais. 

Assim como a trilha sonora, os efeitos visuais estão bons, mesmo que muitos tenham duvidado do visual da Mulher-Leopardo. As duas transformações dela, sendo a última a Mulher-Leopardo, de fato, foram bem colocadas e trabalhadas na produção. Gostei bastante de como conseguiram representar os anos 80 numa produção de quase 40 anos à frente. Seria injusto não ver indicação ao Oscar para a categoria de figurino, pois, o fizeram perfeitamente. Eu realmente me senti nos anos 80 e foi isso que o filme quis passar para o público, a confortabilidade de 1984, os novos desafios e a cultura da época. Até mesmo aos pequenos detalhes, a produção resolveu dar atenção. Aliás, o traje dourado é algo esplêndido e fiquei com aquele gostinho de “quero mais”, uma situação que poderá ser explorada no último filme.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A dinâmica do filme funciona, trazendo leveza, diversão e seriedade nos momentos perfeitos, sem piadas fora de hora e exageradas. A atmosfera de uma aventura estilo Indiana Jones e Superman, fez de Mulher-Maravilha 1984 ser tão bom quanto, em sua estética e mensagem positiva que transmitiu para uma humanidade dividida, desacredita da verdade e cheia de politicagem e ódio. E parece que dessa vez, só a verdade pôde salvar o mundo.


Veredito

Mulher-Maravilha 1984 brilha em 2020, sendo um dos melhores filmes do ano, relembrando que, até mesmo uma heroína deseja amar como nós. Leve, solto e divertido, se aprofundando ainda mais na mitologia de Diana Prince, Patty Jenkins usa e abusa de cores mais vivas comparado ao primeiro filme. A DC não teve medo de querer algo em grande escala, muito maior do que o esperado pelos fãs e reuniu um grande elenco, que atuou de forma sólida e incrível, sendo o destaque o ator Pedro Pascal. 

O roteiro bem amarrado, não confunde em algum momento os espectadores, caso prestem bastante atenção ao filme. Há, sim, uma ótima consistência no filme, com pouquíssimos pontos negativos a serem levantados e em sua maioria, os pontos positivos se dão mais aos detalhes técnicos de produção. Com certeza, valeu esperar pela sequência e a DC se encaminha para um novo rumo nos cinemas. Cheio de esperança e com um grande coração, Mulher-Maravilha 1984 envolve alguns assuntos discutidos nos últimos anos, usando apenas três palavras para passar sua mensagem ao público: esperança, união e verdade, tudo o que nossa maior heroína representa.

10/10.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Mulher-Maravilha 1984 chega hoje aos cinemas

Heroína estará nos anos 80, enfrentando novas ameaças.


Após longa espera, Mulher-Maravilha 1984 finalmente chegou aos cinemas brasileiros, uma semana antes de chegar nos Estados Unidos. Os fãs agora podem comemorar, pois esperaram desde junho a chegada do filme, que sofreu diversos adiamentos, – causados pelo coronavírus – até a data atual. Nos Estados Unidos, a decisão foi de manter o filme nos cinemas e colocá-lo ao HBO Max de forma simultânea, o que causou polêmica. Mulher-Maravilha 1984 já teve sua pré-estreia ontem (16), aqui no país. O filme já chegou a países como Portugal, Grécia, Egito e vários outros, e agora, é a vez do Brasil.

Anúncios

Com vários cinemas no país ainda fechados, especialmente na região Sul, que enfrenta seu pior momento na pandemia, as medidas sanitárias e de segurança já foram estabelecidas pelos cinemas de todo o país. O uso obrigatório da máscara, higienizar as mãos e aferir a temperatura estão entre as medidas. O acesso também será limitado e o distanciamento entre pessoas desconhecidas está demarcado nos assentos.

Verifique a disponibilidade do cinema de sua cidade e se prepare antes de ir, seguindo todos os protocolos de segurança. Veja as salas disponíveis aqui.

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord), Connie Nielsen (Hipólita) Robin Wright (Antíope).

O filme estreia hoje nos cinemas.

131894810_3657174450996631_9087411329098391200_n
Capa oficial da WB Picutures no Facebook

Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Veja a cena de abertura de Mulher-Maravilha 1984

Diana compete nas Olimpíadas das Amazonas.


O tão aguardado filme da Mulher-Maravilha, Mulher-Maravilha 1984, chega aos cinemas brasileiros amanhã (17), com muitos ainda fechados. Entretanto, antes da estreia mundial marcada para hoje (16), a DC Comics preparou um DC FanDome especial só para o longa de Patty Jenkins, para a premiere do filme – veja acima.

Tivemos vários fãs fazendo perguntas ao elenco e a diretora, a presença de Lynda Carter, a Mulher-Maravilha dos anos 70, a composição da trilha de abertura por Hans Zimmer e a cena de abertura exclusiva mostrada na premiere. Confira abaixo:

Anúncios

Relembrando sua infância, Diana entra na Olimpíada das Amazonas em Themyscira, para competir, ao lado de habilidosas guerreiras. Antíope (Robbie Wright) diz que “grandeza não é o que você pensa”, uma das frases do primeiro trailer de Mulher-Maravilha 1984

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord)Connie Nielsen (Hipólita) e Robbie Wright (Antíope).

O filme estreia no dia 17 de dezembro no Brasil.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Patty Jenkins confirma que Mulher-Maravilha 1984 tem cena pós-créditos

Cena foi mantida em segredo e a imprensa não a viu.


Não é segredo para ninguém que filmes de heróis costumam ter suas cenas pós-créditos, especialmente os da Marvel. A DC Comics não é costumeira de colocar, mas, em Mulher-Maravilha 1984, Patty Jenkins se viu na obrigação de deixar uma cena pós-créditos, confirmando sua existência em entrevista ao podcast do Cinemablend.

Anúncios

“Que seja algo a guardar para o público. Só porque, Deus me livre, alguém escreve sobre isso, você fica tipo, ‘Bem, então o que foi divertido? Agora deveríamos ter apenas anexado ao final do filme!”, disse Jenkins.

A imprensa já viu o filme, porém a cena ficou de fora para que não espalhasse a informação e descrição da mesma. Jenkins não forneceu nenhum detalhe sobre a cena pós-créditos, deixando ainda mais o mistério no ar. Ao ser perguntada se a cena estaria apenas no cinema ou no HBO Max, ela disse que em “ambos”. Ninguém sairá perdendo nessa.

“Eu sei. Isso seria inteligente. Mas não podemos fazer isso com COVID agora. Muitas pessoas não podem (ver com segurança).”

Apenas dois filmes do DCEU até então tiveram cenas pós-créditos, sendo duas em Liga da Justiça e uma em Aquaman, trilhando a trama do segundo filme. Arlequina brincou em Aves de Rapina, perguntando o por que dos fãs terem esperado. Agora, Mulher-Maravilha terá sua chance em uma pós-créditos, podendo preparar o terreno para o terceiro filme ou o spin-off das Amazonas.

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

O filme estreia no dia 17 de dezembro no Brasil.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Mulher-Maravilha 1984 ganha teaser antecipando a estreia

Teaser foi lançado na CCXP Worlds.


Com a data de estreia de Mulher-Maravilha 1984 se aproximando e muitos cinemas ainda fechados devido a pandemia do coronavírus, a Warner Bros. lançou um teaser trailer durante a CCXP Worlds do longa. O teaser mistura o passado de Diana (Gal Gadot) na ilha e o presente, com a volta de Steve Trevor (Chris Pine) dos mortos. Veja abaixo:

Anúncios

Mostrando as Olimpíadas das Amazonas, o filme terá vários flashbacks da vivência de Diana na ilha. É possível também ver o primeiro embate de Barbara Minerva (Kristen Wiig) contra a Mulher-Maravilha na Casa Branca, sendo essa, também a primeira transformação da vilã. E também, veremos a Mulher-Maravilha voar na sequência, explorando ainda mais seus poderes.

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

O filme estreia no dia 17 de dezembro no Brasil.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Primeiras reações de Mulher-Maravilha 1984 são positivas

“Fantástico”, a definição da imprensa para o filme.


 Foi dada a largada para a imprensa conferir o resultado de Mulher-Maravilha 1984, após longos meses de espera. Veículos de imprensa como o Fandango, ComicBook e Cinemablend já puderam desfrutar o filme, seguindo todas as medidas preventivas contra o coronavírus. Não irá demorar muito para os fãs também verem. Veja algumas reações abaixo:

“Eu vi Mulher-Maravilha 1984! Patty Jenkins literalmente fez um filme dos anos 80 em todos os sentidos, tornando-o tão único hoje. Parece maior do que o primeiro, e ao mesmo tempo mais contido. Muitos momentos de Diana Prince e alguns momentos épicos da Mulher-Maravilha enquanto Gal Gadot literalmente voa!” Brandon Davis, ComicBook.

“É uma honra ter sido uma das primeiras a ver #WonderWoman1984 ! Gostei do primeiro filme, mas adorei #WW1984 ainda mais. Embora eu desejasse que tivéssemos mudado para vê-lo mais cedo, o filme saiu possivelmente no momento perfeito para sua esperança, otimismo e mensagem.” – Meagan Damore, editora do CBR.

“Ótima notícia, Mulher Maravilha 1984 é fantástico! A história é excelente e tem uma mensagem ótima e oportuna; ele traz uma tonelada de surpresas; e um trabalho incrível é feito com Mulher-Leopardo e Max Lord (Wiig e Pascal são ambos estelares). Fique entusiasmado, porque é o negócio real.” – Eric Eisenberg, do CinemaBlend.

“Estou muito feliz em informar que WW84 é uma explosão absoluta do início ao fim. Um elogio excepcional ao primeiro filme, é recheado de coração, esperança, amor, ação, romance e humor. @PattyJenks, @GalGadot e equipe entregaram uma das melhores sequências de DC. Eu estava chorando quando acabou.”Erik Davis, Editor-Chefe do Fandango.

Tive a sorte de estar entre os primeiros a (finalmente!) ver Mulher-Maravilha 1984. Eu adorei. O primeiro Mulher-Maravilha é meu favorito dos filmes modernos da DC. MM84 faz todos os próximos passos inteligentes, contando uma história muito humana e muito bonita para Diana Prince. Acho que o que mais me surpreendeu foi que a mensagem de MM84 deixa você com sentimentos ainda mais importantes de ouvir no final deste ano de uma forma que Patty Jenkins não poderia ter previsto quando ela fez o filme. Além disso, é tão emocionante ter grandes e alegres filmes de sucesso saindo de novo.” – TerriSchwartz, diretora de Estratégia de Conteúdo e Parcerias, do IGN.

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

O filme estreia no dia 17 de dezembro no Brasil.

Anúncios

Mulher-Maravilha 1984 é adiado novamente pela Warner

Longa é adiado para dezembro.


Com incontáveis adiamentos, a Warner Bros. é obrigada a mais uma vez adiar Mulher-Maravilha 1984 por conta da pandemia do Coronavírus. A alegação da Warner, além da pandemia, são os cinemas dos principais mercados que rendem grande bilheteria estarem ainda fechados, e por isso, a decisão é adiar o filme mais uma vez.

Em quase dois meses, o filme já sofreu o segundo adiamento do estúdio. Primeiramente, a data de estreia para 2020 ainda seria em junho, posteriormente indo para agosto, setembro, outubro, novembro e finalmente no dia 25 de dezembro, no Natal. O diretor da Warner Bros. Motion Picture Group, Toby Emmerich, fez um breve comentário.

“Estamos muito felizes com o filme e ansiosos para levá-lo para o público em época de comemorações.”

A diretora do filme, Patty Jenkins, também comentou sobre o novo adiamento de Mulher-Maravilha 1984:

“Porque eu sei quão importante é para vocês na tela grande, quando todos pudermos ter uma experiência juntos, eu espero que vocês não se importem de esperar um pouco mais. Com esta nova data no Natal, eu mal posso esperar para passar as datas festivas com vocês!”, disse Patty Jenkins, diretora da sequência.

Mulher-Maravilha 1984 passeou por meses seguidos de datas fixadas, com grandes incertezas do estúdio e da DC Comics. O cenário mundial força o adiamento de grandes filmes, que estão com seu lugar garantido numa data fixada, mas que nunca é de certeza. Tenet, de Christopher Nolan também sofreu com uma nova data para os cinemas brasileiros, e ainda não há certeza se o filme sofrerá outro adiamento no Brasil.

Essa grande incerteza da Warner pode respingar também para a mais nova adaptação de Duna, que tem estreia prevista para 17 de dezembro. Há possibilidade que o filme fique apenas para 2021. No momento, a Warner se preocupa com a bilheteria de Tenet, que já estreou em alguns países, e no Brasil chega no dia 15 de outubro. A escolha da nova data para Mulher-Maravilha 1984 serve para estender ainda mais o tempo que Tenet ficará nos cinemas, e também, uma melhor data de lançamento para que Mulher-Maravilha 1984 faça também uma boa bilheteria. A cada adiamento, o filme vai ficando cada vez mais distantes dos fãs.

Anúncios

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

Mulher-Maravilha 1984 chega mundialmente no dia 25 de dezembro, enquanto no Brasil o filme chega dia 24 do mesmo mês.

Mulher-Maravilha 1984 ganha novos teasers destacando a Mulher-Leopardo

Visual da Mulher-Leopardo ainda é segredo.


Com o anúncio do teaser trailer do DC FanDomea conta principal do filme da Mulher-Maravilha no Instagram aproveitou a expectativa dos fãs e lançou dois novos teasers do longa. Confira:

No primeiro, Diana parece não acreditar no que Barbara Minerva virou e pergunta “Barbara, o que você fez?”. O rugido pode ser ouvido logo após a indagação da heroína, deixando claro que Minerva já é a Mulher-Leopardo por completo. Já no segundo, a arqueóloga afirma que não quer ser como ninguém, e provavelmente, ela já teria visto ou ouvido falar da Mulher-Maravilha e ter ficado com raiva ou inveja da princesa. Neste teaser, Barbara ainda corre sem rumo, e isso poder ser uma das cenas em que a personagem começa a ter sua primeira transformação, ganhando alguns poderes como a velocidade de um leopardo.

Um novo trailer e mais detalhes da Mulher-Leopardo podem ser apresentados no DC FanDome.

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

Mulher-Maravilha 1984 estreia no dia 2 de outubro.

MV5BYTMwYjgxYjktMzc5Ny00N2VlLTg5ZWUtYTA3NjdmMDNmYjhlXkEyXkFqcGdeQXVyMjUxMTY3ODM@._V1_SY1000_CR0,0,1606,1000_AL_

Figurinista conta detalhes da Armadura Dourada em Mulher-Maravilha 1984

Embora os fãs da DC Comics e da Mulher-Maravilha, que esperam ansiosamente por Mulher-Maravilha 1984 tenham ficado frustrados com a nova data de estreia do filme, a figurinista Lindy Hemming forneceu alguns detalhes da Águia Dourada, traje de combate usado pela heroína no Reino do Amanhã, e que estará presente no longa.

Comparando com o traje do Batman na trilogia Cavaleiro das Trevas, Hemming falou que a armadura fornecerá novas habilidades para a heroína, que possa ajudar durante o combate.

“É como o traje do Batman, ou algo do tipo: é tudo sobre os detalhes. Uma articulação como a de um tatu permite que a pessoa possa se mover e se virar, e voltar à posição anterior. Dito isso, ela não é muito prazerosa de se vestir – nenhuma armadura de qualquer tipo é boa para se vestir!“, falou a figurinista.

Hemming trabalhou em Batman: O Cavaleiro das Trevas, e com certeza sabe que não é fácil vestir um traje. A figurinista confirmou que o traje não era nenhum pouco agradável para Gal Gadot usar.

A sinopse oficial do filme ainda não foi divulgada, e a DC mantém o sigilo sobre mais detalhes da trama.
Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher Maravilha), Chris Pine (Steve Trevor), Kristen Wiig (Mulher-Leopardo), Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

Mulher-Maravilha 1984 estreia no dia 2 de outubro.

Tudo o que sabemos sobre Mulher-Maravilha 1984

“Uma era de maravilhas vai começar.”


Ontem, na CCXP de 2019, Gal Gadot e Patty Jenkins subiram ao palco do auditório Cinemark para apresentar o painel da MulherMaravilha. Lotado, as pessoas estavam com braceletes em seus pulsos para iluminar o “show”.

O primeiro vislumbre de Mulher-Maravilha 1984 deixou muitos fãs ansiosos e intrigados com certas coisas. Por isso, faremos um passo a passo para analisar o que foi visto de mais importante no trailer. Shall we?


1- Lembranças do primeiro filme

Já visto no primeiro filme, o capitão e espião Steve Trevor (Chris Pine) se sacrificou para que Diana (Gal Gadot) pudesse salvar o mundo de Ares (David Thewlis). Não é a mesma foto que do primeiro filme, mas é claramente uma referência a foto vista para que ela nunca se esqueça do homem que amou.

Cena final de Mulher-Maravilha.

Relógio

A cena do relógio se repete. Ela o guarda até hoje, e no trailer, Steve aparece dando o relógio novamente a ela, parafraseando sua fala no primeiro filme.

2 – Barbara Minerva

Barbara Ann Minerva (Kristen Wiig) parece estar bem amiga de Diana. Arqueóloga, ela ganhou seus poderes após uma guardiã com poderes de guepardo ser assassinada. A Mulher-Leopardo surge após Barbara beber sangue humano com a planta do deus Urzkartaga. Ela foi amaldiçoada em sua transformação por não ser virgem.

Mas antes de Minerva, houve na pré-crise Priscilla Rich, uma socialite que teve ciúmes ao ver Diana ser o centro das atenções em um evento. Rich tinha problema com dupla personalidade, e se viu no espelho com uma roupa de chita.

No trailer, Barbara é vista em um evento no qual Diana provavelmente pode ter ido. A jogada de Patty talvez seja genial, mesclar Rich e Minerva para sua versão de Mulher-Leopardo. Em um momento do trailer após Lord falar sobre desejo, talvez Barbara tivesse o desejo de se vingar de Diana. O primeiro pôster de Barbara a destaca com uma roupa de leopardo, mas não como um animal. Jenkins disse que ela poderia vir a se transformar depois de uma das lutas com a Mulher-Maravilha.

3 – Pedra do desejo e Lord magnata

Maxwell Lord (Pedro Pascal) parece portar um tipo de pedra ao decorrer do trailer. Seria isso a ferramenta que iria transformar Barbara em uma vilã e a volta de Trevor?

Max Lord, um futurista cínico

“Bem vindos ao futuro. A vida é boa, mas pode ser melhor. E por que não deveria ser? Basta você querer.”

Maxwell Lord tende a ser um magnata de primeira. Um petrolífero ou dono de um sistema de eletricidade? É o tipo de vilão que quer ver o mundo um caos, manipulando as pessoas com suas palavras.

“Agora… pego o que eu quero em troca. Todo mundo verá.”

O sorriso cínico de Lord diz tudo.

4 – Trevor volta novamente

“Pense em finalmente ter tudo o que sempre quis.”

A cena de Diana olhando para o avião no céu se repete. No final de Mulher-Maravilha, ela vê o avião voando, logo explodindo com Steve dentro. No trailer, o avião apenas passa, com ela olhando para o céu. Seria a pedra do desejo de Lord constituindo o desejo de Diana?

Na volta de Steve, Diana estará encarregada de mostrar a mudança do mundo dos homens ao amado. No primeiro filme, Trevor ficou encarregado de mostrar o mundo dos homens a amazona.

5 – Jato invisível?

O corte da cena dos fogos de artifício para a cena de Diana e Steve num tipo de jato foi rápida. Algumas teorias podem ser levantadas de que este seja o jato invisível. O painel atrás deles parece ser mais tecnológico e avançado para a época. Já quando Steve impulsiona o jato, o painel frontal é antigo, dando indícios que possa ser o avião em que Steve voltou.

6 – Tiara, laço e armadura colorida

Sem medo de trazer a galhofice dos quadrinhos, Jenkins colore ainda mais o traje da Mulher Maravilha com um vermelho forte e um dourado reluzente. Ainda mais, parece estar com uma saia nova, mais confortável e solta para que ela possa se locomover melhor.

Tiara e laço

Ok, ela lançando a tiara foi fantástico, sendo um service que todos queríamos ver no cinema. Isso nos remete a lembrar da animação da Liga da Justiça, na qual ela lançava como se fosse um bumerangue.

O uso do Laço da Verdade no filme vai parecer mais constante, servindo para impulso, golpes novos, roubo de arma, defesa e se balançar entre os raios nos quais ela invoca (ou Zeus?).

7 – As amazonas e seu paraíso

O visual de Themyscira continua impecável. O primeiro filme teve produção da ilha filmada na Itália, tendo um ambiente impecável. O segundo, possivelmente seja nos mesmos lugares do país.

Olimpíadas em Thesmycira?

As amazonas são conhecidas por serem guerreiras hábeis e poderosas, não se limitando de sua força. Como é de costume, as amazonas realizam um torneio de provações. Diana levou Trevor ao mundo dos homens através do torneio, tornando-se a campeã das amazonas. Seria esta cena um torneio novo, ou veremos Diana voltar a Ilha Paraíso?

8 – A conexão de Lord com os deuses

Ainda no trailer, podemos ver Max Lord no que parece ser algum tipo de máquina, ou seria em contato com algo divino (?). Dado em conta sua pedra mágica e suas ambições de grandeza, teria Lord criado uma máquina que entra em contato com os deuses?

O vilão em outras mídias

Maxwell Lord surgiu em uma HQ da Liga da Justiça da América em 1987. Como um financiador e bem feitor da equipe, Lord também não era de todo bom, usando muitas vezes os seus heróis para fins sujos e de benefício próprio.

Mas foi em contato com material meta-humano que o mesmo ganhou poderes psíquicos. Desde então Max já participou de grandes arcos em que seu único objetivo era acabar com os super heróis, como Projeto OMAC, Superman: Sacrifício e Crise Final, onde o mesmo força a Mulher Maravilha a quebrar o seu pescoço para parar o Superman, que estava sob controle de Lord.

Em ordem: Tim Matheson  (Liga da Justiça: Sem Limites), Jay Baruchel (cotado), Peter Facinelli (Supergirl) e por último Pedro Pascal (atualmente) interpretaram o personagem.

9 – A idade de Steve Trevor

Pode parecer loucura, mas ao que me parece, o Steve Trevor de Chris Pine aparenta ser um pouco mais velho do que no filme anterior, dado o seu cabelo mais grisalho. O que você está aprontando, Patty?

10 – 1984

A data para que o filme aconteça foi uma jogada de mestre de Patty. Os carros de época, a crescente programação de TV da década e ainda o mundo bipolar, dividido entre os Estados Unidos e a União Soviética (Rússia). O trailer nos proporciona um visual incrível da época, com uma música sensacional da banda New Order, chamada de Blue Monday. Encaixou perfeitamente no trailer da super-heroína.

11 – Águia Dourada

Tendo sido mostrado no trailer, a armadura de batalha surgiu na HQ Reino do Amanhã, de Mark Waid e Alex Ross. O traje contém asas e com certeza ela tem a capacidade de voar. Não estariam presentes por acaso. Além disso, a armadura pode explorar as novas habilidades de Diana, já que o traje tem uma durabilidade maior e resistes a explosões. A Águia Dourada demonstra a grandiosidade da Mulher-Maravilha.


Mulher-Maravilha 1984 é um dos filmes mais aguardados de 2020, reunindo grandes nomes de Hollywood. Com toda a certeza, a DC Comics acertou em cheio na apresentação da personagem em seu filme solo, que arrecadou pouco mais de US$ 822 milhões.

A direção ficará para a diretora Patty Jenkins, que esteve comandando o primeiro. Rupert Gregson-Williams passa o bastão para Hans Zimmer comandar a trilha sonora. Rupert ficou com Aquaman em 2018, e mesmo com o adiantamento do filme, já não pôde pegar, pois Zimmer estava no comando. Tenho certeza de que entregará uma trilha magistral como foi a do primeiro filme.

O elenco conta com Gal Gadot (Mulher Maravilha), Chris Pine (Steve Trevor), Kristen Wiig (Mulher-Leopardo), Pedro Pascal (Maxwell Lord) e Connie Nielsen (Hipólita).

Mulher-Maravilha 1984 estreia dia 2 de outubro de 2020, em todos os cinemas do Brasil.

Contribuição: Ronald S.V