Arquivo da tag: HQs

Noite de Trevas | Teaser da sequência revela upgrade no traje do Batman

O Batman agora levou sua furtividade a um outro nível, como mostrou o escritor Scott Snyder no Twitter. O autor da tão esperada sequencia de Noite de Trevas: Metal, Death Metal, foi ao Twitter para mostrar um Batman “grunge“, como sugere o título da sequência – completo com espinhos nos ombros – com um novo gadget: um dispositivo de camuflagem.

Por Scott Snyder e Greg Capullo, Death Metal começará após os eventos que ocorreram na DC Comics no ano passado, com muitos deles orquestrados pela sinistra contraparte da realidade alternativa do Batman, o Batman Que Ri. Com a Muralha da Fonte destruída e a antiga entidade, Perpétua lançada no universo, as coisas foram de ruim a pior. No entanto, Batman parece ter a intenção de aumentar suas chances, graças a sua invisibilidade.

Esta não seria a primeira vez que o Batman usa um dispositivo de camuflagem. Na amada série Batman do Futuro , o traje futurista incluía um dispositivo de camuflagem, deixando apenas o contorno de Batman visível. As limitações desse dispositivo de camuflagem em particular não são conhecidas, pois Batman parece meio visível e meio obscuro. A invisibilidade parece se alinhar com parte do casaco de Batman, com uma de suas mãos ainda visíveis. Isso levou usuários do Twitter a chamá-lo de “capa de invisibilidade” semelhante à usada por outro órfão herói – Harry Potter. A imagem também não deixa de fazer sugestão ao Predador, especialmente considerando como Batman está emergindo de sua invisibilidade no meio de uma selva escura.

A nova camuflagem do Batman não é a única atualização mostrada por Snyder. com os conceitos heavy metal apresentados na série, a Mulher-Maravilha possui uma “serra de verdade” ao lado de um novo traje. Dado que o Batman sem capa conversa com Mulher-Maravilha na imagem do teaser, parece que a guerreira amazona terá um papel importante a desempenhar na série.

O quanto isso se relaciona com os eventos do Death Metal – ou com os maiores acontecimentos do Universo DC – permanece um mistério. Death Metal é certamente um dos lançamentos mais esperados da DC , embora sua programação exata provavelmente não esteja clara devido ao impacto do coronavírus na indústria de quadrinhos. Ainda assim, dado o recente anúncio da DC de retomar a distribuição em breve, parece que nem o Batman Que Ri terá o seu último riso – especialmente quando houver uma Mulher-Maravilha com uma serra elétrica e um Batman invisível nesse caso.

Review de HQ | Homem-Aranha: De Volta ao Lar

Homem-Aranha: De Volta ao Lar é uma leitura obrigatória para todo fã do Cabeça de Teia. Nela, temos um Peter Parker deprimido por conta do “término” de seu relacionamento com Mary Jane Watson.

Diante disso, Peter Parker retorna para sua amada escola, que não é tão boa como era antes. Diante de tudo isso, surge Ezekiel, um personagem misterioso que tem os mesmos poderes que Peter. Mesmo com todas essas coisas acontecendo na vida do Aracnídeo, ele decide assumir o cargo de professor de ciências da escola Midtown após um dos alunos tentar realizar um massacre no local.

Além disso, ao mesmo tempo em que Peter tenta mesclar a vida de Homem-Aranha com a de professor e tentar descobrir mais sobre Ezekiel, surge Morlun, uma espécie de
vampiro que absorve a essência de seres super-poderosos, e o Amigão da Vizinhança é sua próxima vítima.

Depois desse resumo sobre a trama deixo aqui minha opinião sobre a obra: De Volta ao Lar é uma HQ fascinante que resgata vários elementos clássicos do personagem, fazendo jus ao nome. Com uma trama envolvente e cheia de perguntas, a obra consegue prender o leitor até o final. Além disso a arte de John Romita Jr casa perfeitamente com a história escrita por J Michael Straczynski.

Ex-editor da DC fala sobre seu problema com Novos 52 e Renascimento

O ex-editor da DC, Dan Didio, falou sobre os problemas com os Novos 52, bem como o maior problema da iniciativa DC Renascimento. Durante uma transmissão ao vivo do Drink and Draw, ao lado do editor-chefe da Marvel, Joe Quesada, Didio discutiu onde ele achava que os Novos 52 deu errado.

Segundo Didio, não investiram tempo necessário no segundo ano dos Novos 52 quanto no primeiro.

“Sem dúvidas meu maior erro é as vezes, fazer as coisas acontecerem rápido demais”,explicou Didio, “Ficamos de seis a oito meses desenvolvendo os Novos 52. repensando os personagens, os designs, os vilões, tudo para que isso fizesse mais sentido”.

O ex-editor continuou dizendo que sentiu que as coisas começaram a se mover mais rápido e que menos tempo e energia estavam sendo investidos em desenvolvimento e melhorias “ou fazendo mudanças nos personagens que pareciam dignos de uma nova direção para uma linha. Didio então declarou: “Os fãs não têm mais um ponto de referência e você sente as rodas caindo do carrinho”.

Didio acrescentou depois que, quando a ideia de Renascimento surgiu, havia uma oportunidade de trazer de volta elementos ausentes do Universo DC: “Infelizmente, depois de colocar isso, você também coloca as coisas que o fizeram querer relançar a linha em primeiro lugar. Os personagens ficaram estagnados novamente … todo o ponto da narrativa é mudança e evolução. ”

Didio recentemente deixou sua posição como co-editor da DC em fevereiro, deixando Jim Lee como editor único; a transmissão ao vivo foi a primeira aparição pública de Didio desde então.

Batman: Overdrive introduz um novo membro a Bat-família

Batman: Overdrive, de Shea Fontana e Marcelo Di Chiara, re-imaginam a história de origem de Bruce Wayne e introduz um novo membro da bat-família.


AVISO: O artigo a seguir contém spoilers de Batman: Overdrive atualmente publicado nos Estados Unidos


Existem muitas versões da história de origem do Vigilante de Gotham. Na maioria dessas – seja em filmes ou HQs – uma coisa permanece a mesma: Bruce Wayne segue uma jornada sozinho para se tornar o Batman. Claro, ele tem alguma ajuda, geralmente de Alfred Pennyworth e Lucius Fox, que fornecem suporte moral e técnico, mas a transição de Bruce para o Cruzado Encapuzado é uma caminhada solo. No entanto, esse não é o caso de Batman: Overdrive de Marcelo Di Chiara.

A graphic novel original é publicada sob o selo DC Zoom e apresenta uma nova visão da transformação de Bruce em Batman. Desta vez, no entanto, a história de origem tem um contexto moderno e mostra um Bruce mais jovem, que está próximo de completar dezesseis anos. Quando o jovem órfão começa lentamente sua carreira no combate ao crime, ele rapidamente faz um amigo – alguém que acaba se tornando uma nova adição à Bat-família.

Em Overdrive, Bruce Wayne tem o dever de reconstruir o automóvel de seu pai, um carro antigo que ele planeja usar ao completar dezesseis anos quando finalmente obter sua habilitação. O carro está em mau estado e Bruce não tem escolha a não ser ir ao ferro-velho para encontrar peças de reposição para consertar o veículo. Enquanto ele está lá, ele conhece um garoto chamado Mateo Diaz. Mateo é natural de Central City, mas seu pai está cumprindo pena de prisão, então ele fica com seu tio, dono do ferro-velho. E por Bruce ser um jovem solitário, ele e Mateo se tornam amigos.

Logo, Mateo é convidado à Mansão Wayne, onde ele ajuda Bruce a consertar o carro de seu pai. Acontece que Mateo é genial quando se trata de automobilismo, então ele também faz um upgrade ao carro – upgrade que ajuda Bruce em sua busca de um grupo de ladrões ligados a Carmine Falcone. Logo, fica claro que Mateo é o primeiro parceiro de Bruce – aquele que está lá desde o início. Mateo sabe tudo sobre a vida secreta de Bruce e ajuda da maneira que puder. Ele é quem cria o termo Batmóvel e o alter-ego, Batman.

Além do mais, Mateo até ganha seu próprio traje e alter-ego: Doc, Mateo usa um colete branco, cinto de utilidade e óculos quadrados para esconder sua identidade. Há quase uma semelhança com o Doutor Meia-Noite em seu visual e seu codinome pode até refletir nisso, mas não parece haver alguma conexão oficial entre os dois personagens. Quando Batman: Overdrive chega ao fim, o jovem Bruce se torna oficialmente o Batman com Mateo e Selina Kyle como seus aliados.

Por enquanto, Mateo apareceu apenas em Batman: Overdrive, que se desenrola fora da continuidade do Universo DC. No entanto, o personagem é uma presença tão importante e original no livro que ele acabar parando no universo principal da DC Comics. A Batfamília conta com muitos membros: Asa Noturna, Robin, Batgirl, Batwoman, Batwing e mais recentemente, Duke Thomas… sendo assim, há espaço para mais um.

Aniversário de 81 anos do Homem-Morcego| Confira cinco HQs do Batman para ler na quarentena

Hoje estamos comemorando o aniversário de uns personagens mais importantes da DC Comics, Batman. O nosso Cruzado Encapuzado está comemorando 81 anos, e hoje estaremos indicando cinco incríveis HQs do nosso Cavaleiro das Trevas.

1- Detective Comics #27, 1939

Em 1939 o Homem Morcego se depara com um caso chamado “O Caso Da Quadrilha Dos Químicos”, quadrinho o qual também é conhecido como a primeira aparição do Homem Morcego.
Batman investiga a morte de dois proprietários que faziam parte de uma corporação chamada “QUÍMICA APEX”. Alfred Striker era uns dos Quatros proprietários, ele fez um contrato para pagar uma certa soma para pagar cada uns dos outros proprietários. Ele achou que matando eles e roubando os contratos, iria ficar livre de suas dívidas. Mas claramente isso dá errado, pois o Cavaleiro das Trevas impede tal crime de ser levado adiante.

2- Batman: O Cavaleiro Das Trevas

Em o Cavaleiro das Trevas, Frank Miller nos trouxe um Batman mais velho e cansado, que volta da aposentadoria para mais uma vez enfrentar o crime em Gotham City. Frank Miller fez um Batman sobre um ângulo diferente e mais criativo, assim como sua arte e um roteiro bem peculiar. A história apresenta Carrie Kelley como o novo Robin. Cavaleiro das Trevas trouxe um tom mais sério e adulto para o mundo dos quadrinhos.

3- Batman: A Piada Mortal

Alan Moore e Brian Bolland nos trouxeram uma história espetacular que retrata muito bem como é o relacionamento do Vingador De Gotham e o Palhaço Do Crime. Essa belíssima história e ganhadora de diversos prêmios como: Melhor História, Melhor Graphic Novel e Melhor Desenhista. Moore se encarregou de fazer uma história mais obscura e mais adulta. A arte de Brian Bolland não deixa a desejar, com seus painéis detalhados, expressões faciais realistas e um storyteller invejável.

4- Batman: O Messias

Jim Starlin traz umas das mais controversas história, do Homem Morcego. Em O Messias, Batman enfrenta um fanático líder religioso, Diácono Blackfire. Essa figura religiosa detém um passado misterioso. Com suas raízes profundamente entranhadas na cidade, o líder está prestes a criar um exército com fanáticos religiosos, do qual ele converteu, mas sua real intenção é um mistério. Batman é arrancado de sua realidade habitual e passa a enfrentar um mundo repletos de demônios e verdades religiosas. Nosso herói é envolvido por um círculo de medo e confusão, em um ciclo de loucura. Essa história mexe bastante com o psicológico e a estrutura do  Homem-Morcego.

5- Batman: A Queda Do Morcego

Quando o Cavaleiro das Trevas teve sua espinha quebrada na luta contra Bane, Bruce é substituido como Batman por um aprendiz chamado Jean-Paul Valley (Azrael). Ele se torna um Batman cada vez mais violento e instável, assim manchando a reputação do Cavaleiro Das Trevas. A Queda Do Morcego é umas das histórias mais importantes do crescimento e evolução do Batman. A história foi responsável pela reconstrução do personagem, depois das consequências causadas por Azrael. Bruce também percebeu que trabalhar sozinho é um fardo grande demais, levando eventualmente para a formação da Bat-Família.


Aqui estão cinco incríveis HQs do Homem-Morcego que vocês podem ler para comemorar o aniversário do maior detetive do mundo. Além disso, é uma ótima forma de passar a sua quarentena. Então lembre-se, fique em casa, cuide de você e da sua família.

 

“Ainda não acabei meu trabalho… como você não acabou o seu comigo.”

[RUMOR] Bloodshot pode sofrer reboot

Bem, isso foi rápido. Alguns dias após o lançamento de Bloodshot nos cinemas, fontes do site norte-americano We Got This Covered – os mesmos que disseram que Jim Carrey está retornando como Máscara em Space Jam 2 e que Transformers terá reboot, e que agora sabemos ser verdade – disseram que a Paramount começaria com o personagem do zero enquanto planeja comprar de volta os direitos da Sony. Aparentemente, o plano deles é criar um universo cinematográfico da Valiant com as outras propriedades que eles já possuem, incluindo Harbinger, Faith, XO Manowar, etc.

Pelo que foi dito, Vin Diesel quer voltar a repetir o papel, mas o estúdio está olhando para um ator mais jovem. Nenhuma decisão final foi tomada ainda, mas, de qualquer forma, será uma reformulação suave para que ele possa se encaixar em seu universo cinematográfico, que agora está tomando forma nos bastidores. Nenhuma palavra sobre quando o reboot chegaria aos cinemas, mas obviamente está muito longe, e disseram que filmes solo para alguns dos outros personagens da Valiant viriam primeiro.

Um dos grandes problemas com Bloodshot foi aceitação do público e da crítica, outro grande problema se deve a uma pandemia mundial que está causando estragos em todos os lugares, incluindo salas de cinema. O projeto teve um orçamento modesto em US$ 42 milhões, mas não teve retorno depois de ganhar US$ 24 milhões mundialmente. De fato, em um esforço para gerar lucro, a Sony está lançando o filme digitalmente em março devido ao fechamento de cinemas.

A Paramount é um estúdio que aguarda por uma nova franquia. A única grande cartada que eles têm atualmente é Missão Impossível. Transformers está meio que desaparecendo da consciência pública também, então eles precisam de algo para revigorar sua ardósia no verão. Alguns fãs, vem pedindo um crossover de Transformers/GI Joe há alguns anos, mas eles não ouvem.

A ironia é que a Paramount realmente tinha uma franquia valiosa. Duas, de fato. Eles possuíam o Homem de Ferro e o Capitão América, mas acabaram vendendo os direitos para a Disney, que fundou a Marvel Studios como resultado. Espera, mas o Bloodshot é baseado em uma história em quadrinhos, então a Paramount obviamente pensa que pode haver um resultado lá. E, no final, poderia ter sido um mau momento por conta do coronavírus. Mesmo que o filme tenha alguma dificuldade, ele ainda poderia ganhar dinheiro com o reconhecimento do nome de Diesel.

Bloodshot chega às plataformas digitais em 24 de Março.

Horror Gótico está tomando conta dos Quadrinhos nos Estados Unidos

ESTRONDO! Os estúdios lançaram recentemente a quinta e última edição de Heartbeat por Maria Llovet. A história em quadrinhos de terror gótico segue Eva, uma estudante do ensino médio e solitária, que descobre que o garoto mais popular da escola gosta do sabor do sangue (isso mesmo, você também viu algo semelhante?) e fará qualquer coisa, inclusive assassinato, para satisfazer sua fome. É uma história macabra que explora a vida, o amor e a morte, e claramente conquistou os corações dos leitores – o que se deve ao trabalhoso enredo de Llovet é o amor persistente pelo horror gótico como gênero.

Sua arte sensual, sexy e sádica também é destaque em Faithless e Faithless II , escrito por Brian Azzarello. Faith, o protagonista, brinca com a bruxaria e é atraída pelo poder da magia, chamando a atenção do inferno e criando uma história em quadrinhos erótica alimentada pelo horror que atrai os fãs com facilidade.

Llovet não é o único criador de quadrinhos a mergulhar no mundo do horror gótico – por séculos, esse gênero tem sido um meio amplo para explorar questões filosóficas sobre bem, mal, vida e morte com um toque sobrenatural, horrível ou científico. Muitas vezes, há um elemento romântico na narrativa, como visto nos trabalhos mencionados por Llovet.

Exemplos clássicos desse gênero incluem Frankenstein, de Mary Shelley, The Picture of Dorian Gray, de Oscar Wilde, e Dracula, de Bram Stoker, enquanto exemplos mais contemporâneos da mídia popular incluem o filme Rosemary’s Baby, a entrevista com uma série de vampiros de Anne Rice e a maioria dos quadrinhos Hellboy de Mike Mignola. O público americano ficou mais do que feliz em se entregar a essas histórias, e eles estão felizes em ler os quadrinhos mais recentes que enchem as prateleiras em todo o país.
Além do BOOM! Nos estúdios e no trabalho de Llovet, as lojas de quadrinhos abrigam muitos quadrinhos góticos de terror de editoras como Image, Dark Horse e DC.

Mercy de Mirka Andolfo estreou em 4 de março e, como a Heartbeat , foi vendida rapidamente durante a primeira impressão.

Mercy documenta uma série de assassinatos em uma pequena cidade mineira de Washington e o misterioso relacionamento de Lady Hellaine com eles. Não é a primeira vez que Andolfo cria um conto sensual sobrenatural, como visto em seus outros trabalhos Un/Sacred e Unnatural . Seja suas histórias góticas ou sua arte assustadoramente bonita, a criadora de quadrinhos italiana conquistou muitos fãs americanos com seu trabalho.
Até os editores que sabem que seus super-heróis estão pulando no vagão da banda de terror gótico. A antiga impressão da DC Vertigo publicou a primeira edição de Sandman em 1989, que segue os seres metafísicos Dream and Death. Na moda tradicional de Neil Gaiman, esse quadrinho se entrelaça na história e na mitologia, criando um horror gótico contemporâneo. É também um dos quadrinhos pioneiros a ser reconhecido pelo The New York Times como um de seus best-sellers.

Um total de 31 anos depois, e o mundo de Sandman ainda está se expandindo com The Dreaming , escrito por Simon Spurrier e arte por Bilquis Evely. Onde Dream foi o protagonista de Sandman , ele está desaparecido em The Dreaming, deixando os moradores em suas se defenderem por conta própria diante de Dora, uma criatura feminina monstruosa que rouba sonhos. Esta história em quadrinhos constrói a mitologia da série original e se coloca no catálogo de novos quadrinhos góticos de terror.
Durante anos, livros como Monstress, Hellblazer, Harrow County e The Crow mantêm os leitores envolvidos em quadrinhos de terror góticos.

Essas histórias mais recentes expandem ainda mais o gênero, continuando a se aprofundar na filosofia, moralidade e sexualidade com reviravoltas assustadoras.

God of War| Série de HQs irá mostrar a história de Kratos entre God of War III e God of War

Se você é um dos muitos fãs de God of War ansiosos para ouvir mais sobre a história de Kratos, temos ótimas notícias. Em entrevista exclusiva ao Comicbook, a Dark Horse anunciou uma nova linha de quadrinhos que ocorre logo após God of War.

Fallen God é o nome da nova série oficial de quadrinhos de God of War. A Sony Interactive Entertainment em colaboração com a editora americana Dark Horse, anunciaram essa nova linha de quadrinhos em cores no universo da franquia. Já temos os primeiros detalhes e a imagem promocional oficial.

Fonte: Dark Horse

No nível contextual, esse quadrinho entra no universo de God of War, assim como os spinoffs para PSP, outros quadrinhos oficiais ou o trabalho que saiu em dispositivos móveis há mais de uma década, esse trabalho estará localizado no eixo temporal, especificamente entre God of War III e God of War (2018).

Não foi revelado se a história será canônica ou não, mas está contemplada dentro dessa cronologia conhecida pelo videogame: é o mesmo Kratos. A imagem que acompanha esta notícia será a capa do primeiro volume – o caminho que a nova série seguirá é desconhecido – uma ilustração assinada pelo artista Dave Rapoza. Como vemos em seu perfil profissional na web, ele é um entusiasta da Marvel, entre outros universos de ficção como Destiny.

Sinopse: A história em quadrinhos narrará a experiência de Kratos após as batalhas contra Zeus e Athena; um caminho solitário onde o protagonista tentará se distanciar de tudo e colidir com sua própria raiva. Kratos enfrenta o único inimigo que se mostrou invencível: ele mesmo, lemos na descrição oficial. Mas uma força contra si mesmo não pode ser conquistada.

Cory Barlog, diretor da franquia, afirmou recentemente que gostaria de ver uma adaptação televisiva da saga, embora isso seja apenas um desejo, por enquanto. Enquanto isso, o estúdio Santa Monica já está trabalhando em seu próximo videogame; Eles procuram incorporar em seus trabalhos um especialista em artes marciais e que tenha algum conhecimento sobre God of war .

Fallen God tem data de estreia marcada para 24 de junho nas bancas dos Estados Unidos.

Para mais detalhes, você acompanha as notícias do Critical Room.

Dark Nights|DC revela versão inusitada do Batman em nova HQ

A DC apresentou nesta quinta (19 de Março) uma prévia oficial de Dark Night: Death Metal # 1 por Scott Snyder, Greg Capullo, Jonathan Glapion e FCO. O que chamou muita atenção dos internautas foi o “Batssauro”, que foi incluído à revista.

Um dos comentários que fizeram a franquia é que Metal fica cada vez maior e mais louca, e a adição de um “Batman T-Rex” prova isso. Este personagem curioso é um vilão que aparece ao lado de duas outras versões estranhas de Batman , como você pode ver na imagem abaixo.

Em entrevista à CBR, Greg Capullo comentou:

“Vou dizer uma coisa. Um dos Batman malvados – há muitos Batman mal nesta história, apenas pelo que sabem, e eles vêm em todas as formas e tamanhos. Alguns são um pouco ridículos.”

Deve-se lembrar que Batman já tinha uma conexão com dinossauros, e isso é que ele tem um grande Tyrannosaurus Rex mecânico da história da Ilha dos Dinossauros em sua Bat-Caverna.

Abaixo está a sinopse oficial e a prévia de Dark Nights: Death Metal # 1.

Sinopse: A equipe lendária por trás de Noite de Trevas: Metal e Batman: Last Knight on Earth ocupa o centro do palco e se reúne para uma última turnê. Quando a Terra é tragada pelo Multiverso Sombrio, a Liga da Justiça está à mercê do Batman que Ri. A humanidade luta para sobreviver em uma paisagem infernal distorcida além do reconhecimento, enquanto Batman, Mulher Maravilha e Super-Homem se separaram e lutam para sobreviver.

Dark Nights: Death Metal # 1 estreia no dia 13 de maio nos EUA

Mulher-gato está grávida em nova HQ, revela Tom King

O autor de quadrinhos do Batman no período DC Renascimento, revelou uma arte da nova minissérie Batman/Mulher-Gato, que retrata “iniamiga” grávida do Cavaleiro das Trevas. Veja abaixo:

View this post on Instagram

🦇🐱

A post shared by Tom King (@tomking_tk) on

A nova minissérie contará com 12 edições, e Tom King promete que a história irá redefinir o Batman. Poderá ser também um especial de 80 anos da Mulher-Gato, que completa em abril. Clay Mann irá trabalhar com King na nova história.

O roteirista afirmou que deseja usar a sua nova versão de O Retorno do Cavaleiro das Trevas, de Frank Miller. Ele quer dar um novo final feliz ao dois personagens, que nunca quase dão sempre certo.

Não é novidade de Bruce Wayne ter uma filha com Selina Kyle. Em Super Stars #17, o casal tem uma filha que se chama Helena Wayne, que nasceu no final de década de 1950. A personagem vivia na Terra-2, e os eventos ocorreram na Era de Ouro. Porém, após a morte de Selina, Helena assume a alcunha de Caçadora, e se tornou a primeira versão da vigilante pós Era de Ouro.

Desenhada por Mikel Janin e colorida por Jordie Bellaire, a nova minissérie de 12 edições será a despedida de Tom King com o Batman.

Batman/Mulher-Gato chegará ainda neste ano.

Batman: A Série Animada ganhará HQ por Paul Dini e Alan Burnett

Os roteiristas e produtores de Batman: A Série Animada, Paul Dini e Alan Burnett, estão juntos para dar continuação ao Batman: The Adventures Continue, só que nos quadrinhos. Ty Templeton, autor de várias obras inspiradas na clássica animação estará fazendo companhia a Dini e Burnett.

A série animada, para muitos fãs, é a versão definitiva do Cavaleiro das Trevas. Ao longo dos 85 episódios de quase 25 minutos cada, Bruce Timm, Paul Dini e Alan Burnett conseguiram mostrar o lado mais sombrio de Bruce Wayne. Não só isso, mas originou a Arlequina e Renee Montoya, estas que estão em Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa. Com a produção da série animada que ficou em atividade entre 1992 e 1995, surgiram outras, estabelecendo um novo universo, como a série animada do Superman, As Novas Aventuras do Batman, Batman do Futuro, Liga da Justiça e filmes, como Batman: A Máscara do Fantasma, que usava os mesmos moldes da série animada.

Também contou com nomes conhecidos na época, o caso de Mark Hamill, a estrela de Star Wars. E, com toda certeza, estabeleceu o melhor dublador do Batman até então, Kevin Conroy, que depois fez alguns filmes, outras séries animadas e dublou junto com Hamill a trilogia de games Arkham.

btas-1

Batman: The Adventures Continue será uma minissérie de seis edições, e cehgará em abril digitalmente antes de ser vendida fisicamente em maio. Os eventos se passarão anos antes de Batman do Futuro: O Retorno do Coringa. Dini também revelou que irá introduzir novos personagens que não apareceram nas séries animadas, como é o caso de Jason Todd, Exterminador e Azrael. Em entrevista a Entertainment Weekly ele disse sobre os personagens.

“Passamos de Dick Grayson a Tim Drake e deixamos de fora Jason. O que estamos fazendo com isso é encarar como uma chance de voltar e realmente reconhecer que isso fazia parte da história animada do Batman. Pela primeira vez, você verá essa história e o que aconteceu nesse relacionamento. Então, é nossa chance de fazer não apenas Jason Todd, mas também o Capuz Vermelho. Existem outros personagens como Azrael, que era popular nos quadrinhos por volta da época do show, e o Exterminador, que nunca usamos na série animada”, completou Dini.

A minissérie abordará também a volta misteriosa de Lex Luthor, logo na primeira edição. Burce, também, tem de um mistério nas mãos quando um robô gigante invade a Wayne Enterprises e rouba um dos laboratórios.

Dini e Templeton prometeram dar uma sub-trama intensa ao Azrael, e envolver um personagem misterioso que estudou a Bat-Família de perto.

Batman 1

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com capa de Dave Johnson e variante de Dan Mora, Batman: The Adventures Continue #1 chega digitalmente em abril, e as prateleiras estadunidenses no dia 6 de maio.

 

DC lançará especial de Dia dos Namorados!

A DC Comics, em especial ao Dia dos Namorados, lançará uma one-shot intitulada Crimes de Paixão, que chegará em fevereiro.

Com a capa já lançada e algumas informações sobre o enredo, Crimes de Paixão chega às bancas dos EUA em fevereiro de 2020, apenas. Terá 80 páginas, trazendo Slam Bradley da Detective Comics #1 de 1937. Jay Baruchel, ator, irá ilustrar também o quadrinho. Também, já foi lançada uma breve descrição do quadrinho.

Paixão. Traição. Assassinato. Quando você é um investigador particular, essas são as coisas que você experimenta diariamente. Mas quando você adiciona capas à mistura – como Batman, Mulher-Gato e Harley Quinn? As coisas ficam ainda mais confusas. O nome é Slam Bradley, e estou lhe dizendo que o especial do Dia dos Namorados deste ano tem mais intrigas do que você pode imaginar. Dez histórias de amor – o tipo de amor que pode levar as pessoas ao limite. Não perca… ou eu vou fazer você pagar.

O roteiro ficará para James Tynion IV, Steve Orlando, Jay Baruchel, Sina Grace, Stephanie Phillips e outros. Já na arte, Greg Smallwood, Andie Tong, Mike Norton, Riley Rossmoe Anthony Spay cuidarão do quesito.

Capa variante por Yasmine Putri

A HQ começará a ser vendida apenas dia 5 de fevereiro de 2020 nos EUA.

Questão irá retornar em novo selo da DC

O vigilante mascarado e um dos maiores detetives dos quadrinhos, Questão, irá ganhar seu arco solo no selo DC Black Label.

Questão: As Mortes de Vic Sage, irá contar a história de Vic Sage do ressurgimento e fim do vigilante. Confira a descrição:

Por anos, Vic Sage usou a máscara sem rosto da Pergunta para limpar as ruas de Hub City por pura força de vontade. Ele sabe o certo do errado. Ele conhece preto do branco. Mas o que acontece quando ele é atraído para uma conspiração que vai desde as alturas do poder de Hub City até as profundezas de seus túneis subterrâneos? O que acontece quando as coisas deixam de ser preto e branco e começam a ficar um pouco cinzas? E o que acontece quando, em uma câmara secreta no fundo da cidade, Vic Sage conhece seu próprio fim… e seu novo começo? O escritor vencedor do Eisner, Jeff Lemire, une forças com a lendária equipe de arte de Denys Cowan e Bill Sienkiewicz para ressuscitar Vic Sage, apenas para destruí-lo novamente… e novamente…

Em uma entrevista recente, Jeff Lemire conta como surgiu a história:

Na Comic-Con de San Diego do ano passado, Dan DiDio e eu estávamos conversando sobre projetos de sonho de torta no céu, e imediatamente disse o Questão com Denys Cowan porque a corrida de Denys e Denny O’Neil em The Question era definitiva e até agora antes do tempo “, disse Lemire. “Eles tinham uma voz tão singular que canalizaram para o personagem, e isso acabou de falar comigo.”

Com o roteiro de Jeff Lemire e arte de Denys Cowan e Bill Sienkiewicz, Questão: As Mortes de Vic Sage chegarão às bancas dos EUA apenas dia 20 deste mês.

Veja abaixo algumas prévias da HQ:

Dick Grayson torna-se novo personagem nos quadrinhos!

Atenção: Contém spoilers de Nightwing #66


O herói e ex pupilo do Batman, Dick Grayson, abandonou o manto do guardião de Bludhaven, Asa Noturna.Em Nightwing #66, o personagem que começou a ser motorista de táxi após levar uma bala na cabeça, reaprendeu tudo sobre seu passado heroico, e vira um dos maiores inimigo do Batman: Talon.Talon, a princípio, é o prestador de serviços da Corte das Corujas, uma organização que tenta limpar Gotham pelas sombras.
“Aceitando seu destino como o Filho Cinza, Ric Grayson se junta a seu bisavô como o novo Talon! Ele está limpando Blüdhaven e restaurando a ordem para uma cidade que esteve em completa desordem pelo último ano. Mas a que custo? Quando ele encontra um novo inimigo, os valores de todos serão testados”, diz a sinopse da edição #67.Com o roteiro de Dan Jurgens e arte de Jonboy Meyers, Nightwing #66 só chega às bancas americanas dia 20 de novembro. Já a próxima edição, 18 de dezembro.

‘DC Black Label’ lançará nova minissérie da Mulher-Maravilha

O novo selo da DC Comics, “Black Label”, irá ter uma minissérie nova. Mulher-Maravilha: Terra Morta (no inglês, Wonder Woman: Dead Earth).

A história se passaria num mundo pós-apocalíptico no qual Diana teria de lutar para proteger a última cidade do Mundo, e descobrir o que originou esse apocalipse .

Sinopse: “Situada (a história) num mundo onde Diana esteve num sono de séculos, a Princesa das Amazonas desperta num mundo dos homens devastado pela guerra nuclear, agora uma desolada terra-de-ninguém. Com seus antigos companheiros de combate ao mal já não presentes e os remanescentes da humanidade batalhando pela sobrevivência, a Mulher-Maravilha precisa enfrentar esta Terra desolada sozinha—protegendo a última cidade bastião da humanidade da ameaça de monstros gigantes, enquanto tenta descobrir a resposta do real mistério do que causou tal apocalipse à Terra, em primeiro lugar.”

A minissérie será dividida em 4 partes e será lançada em Dezembro. O roteiro e o desenho ficará a cargo de Daniel Warren Johnson, com cores de Mike Spicer. Confira a capa e previews sobre a HQ logo abaixo:

Batman sofre grande perda em HQ!

Alerta: SPOILERS! Desça e leia por sua conta em risco.


Como todos sabem, o Cruzado Encapuzado anda sofrendo muitas perdas. Na última edição de Batman #77: Cidade de Bane, o vilão mata Alfred, sem piedade.

Bane passou todo seu arco conspirando contra Batman. O casamento fracassado com Selina Kyle e o assassinato de Dick Grayson. Isso levou Batman para o fundo do poço. Não só isso, mas agora o assassinato de seu fiel mordomo e leal amigo, Alfred.

Bane tomou a cidade com o Batman de Flashpoint, Thomas Wayne, pai de Bruce, e ainda, os vilões são controlados pela mente.

Bruce não tem possiblidade de pedir ajuda para ninguém, já que Damian foi capturado após perder para seu avô, Thomas Wayne. Bane não queria que nenhum herói entrasse em Gotham, e ameaçou matar o mordomo. Porém, o único que entrou foi Damian, e o vilão matou Alfred na sua frente.

Batman se vê derrotado, apelando para o plano, “uma boa morte” (referência ao Retorno do Cavaleiro das Trevas, de Frank Miller). Entretanto, Mulher-Gato parece ter um plano para superar o grande vilão, e está determinada para ajudar Bruce.

A HQ está sendo escrita por Tom King. Já se encontra disponível digitalmente.

HQ revela novo traje do Robin

A DC Comics revelou algumas capas dos quadrinhos para novembro. A última foi Justiça Jovem #10, com boas surpresas. Haverá uma nova personagem, Naomi, que integrará a equipe e Tim Drake, o Robin Vermelho, que agora se auto intitula apenas ee Robin mudou seu figurino, ganhando um traje diferente do acostumado, com um marrom no meio, listras amarelas e preto nos braços e botas.

Pode parecer estranho, mas o pássaro Robin está muito alinhado ao mesmo esquema de cores.

Justiça Jovem #10 escrito por Michael Brian Bendis;

Arte de John Timms e Nick Derington;

Capa por John Timms;

Capa variante de Nick Bradshaw.

Os fãs apenas irão saber uma explicação a partir de Setembro, podendo haver também além do remodelamento do traje, uma troca de nome do herói.

Confira a descrição de Justiça Jovem #8:
“Perdidos no Multiverso! Os heróis da Justiça Jovem devem permanecer juntos enquanto lutam para encontrar o caminho de casa. Pena que eles estão prestes a cruzar seus próprios malvados sórdidos! Além disso, os segredos de Jinny Hex são revelados em uma sequência especial ilustrada por Elena Casagrande! Prepare-se para algumas das coisas mais loucas que você já viu em anos!

“O Homem Sem Medo” de Frank Miller e John Romita Jr, por que essa HQ é a bíblia do Demolidor?

Das muitas HQs do Demolidor, “O Homem Sem Medo” é a preferida de muitos fãs do personagem. A história é ótima por diversos motivos, mas um deles sem sombra de dúvidas foi como Frank Miller fez um “reboot” com a história de origem do Demolidor.

Além disso, a arte de John Romita Jr encaixa perfeitamente com o enredo da história. Uma arte sem tanta luz e mais sombras, fazendo com que a história tomasse um tom mais adulto. Uma curiosidade: o traje negro (que aparece na primeira temporada da série do Demolidor) apareceu pela primeira vez nessa HQ.

Outra coisa que essa HQ retrata muito bem é a relação entre Matt e seu pai, Jack. A cena da redenção de Jack é emocionante e a vingança de Matt é mais incrível ainda. Depois disso, a história nos apresenta Franklin Nelson, e claro a inesquecível Elektra. O relacionamento dos dois é uma mistura de amor e perigo que consegue deixar o leitor sem fôlego.

E para finalizar, vamos falar dos vilões da HQ. O Rei do Crime e o Demolidor tem seu primeiro “confronto” quandon, o herói, tenta resgatar uma garota que ele conheceu na velha academia em que seu pai treinava. Tudo isso acontece enquanto o herói enfrenta Larks, um capanga de Wilson Fisk. O confronto final entre os dois é espetacular, tudo funcionou nessa cena.

E agora o veredito, “O Homem Sem Medo” é uma ótima HQ, e pode ser sim, considerada como a bíblia do Demolidor. Tudo na história funciona, a arte, o roteiro… Se você não leu, recomendo muito que leia.

Burt Ward, o Robin da década de 1960, terá uma participação no Crossover Crise nas Infinitas Terras

Burt Ward, mais conhecido por interpretar o Robin na clássica série de TV do Batman de Adam West, fará uma participação especial na mais nova série da DC, Batwoman, como parte do crossover Crise nas Infinitas Terras, que foi anunciado na San Diego Comic Con neste sábado.

“Estamos atualmente trabalhando no crossover”, compartilhou a produtora executiva Caroline Dries durante o painel da série. “Temos uma tonelada, uma tonelada de personagens entrando neste evento de cinco partes, e Burt Ward estará fazendo uma aparição”

Não sabemos o papel de Ward no crossover, e nem se ele estará interpretando novamente o Robin. Brandon Routh, que atualmente está em DC’s Legends of Tomorrow como Ray Palmer, também estará reprisando seu papel de Superman na trama.

Baseado nos personagens da DC Comics, Batwoman é escrito por Caroline Dries, produzido por de Greg Berlanti, Sarah Schechter, Geoff Johns, David Nutter e o dirigido por Marcos Siega.

A série irá ao ar no final de 2019.

Confira os vencedores da DC e Marvel que ganharam o prêmio Eisner Awards; Tom King é o grande vencedor!

O Eisner Awards na noite de 19 de julho, na San Diego Comic-Con, os vencedores da tradicional premiação de histórias em quadrinhos e nosso amado Tom King foi o grande vencedor do prémio. Entre os destaques estão as HQs Dias Gigantes, que levou os prêmios de melhor séries e melhor humor, e Senhor Milagre que venceu na melhor categoria melhor minissérie e é desenhada por Mitch Gerads, que levou na categoria melhor arte-finalista.

Confira abaixo a lista de ganhadores DC e Marvel:

MELHOR HISTÓRIA CURTA:

The Talk of the Saints” por Tom King e Jason Fabok, em Swamp Thing Winter Special (DC Comics)

MELHOR HISTÓRIA EM EDIÇÃO ÚNICA:

Peter Parker: The Spectacular Spider-Man #310, de Chip Zdarsky (Marvel)

MELHOR MINISSÉRIE:

Senhor Milagre, de Tom King e Mitch Gerads (DC Comics)

MELHOR ÁLBUM GRÁFICO (REPUBLICAÇÃO):

Visão capa dura, de Tom King, Gabriel Hernandez Walta, e Michael Walsh (Marvel)

MELHOR ROTEIRISTA:

Tom King por Batman, Senhor Milagre, Heroes in Crisis e Swamp Thing Winter Special (DC Comics)

MELHOR ARTE-FINALISTA:

Mitch Gerads por Senhor Milagre (DC Comics)

MELHOR COLORISTA:

Matt Wilson por O Poderoso Thor, Fugitivos (Marvel)

MELHOR LETRISTA:

Todd Klein por Batman: Cavaleiro Branco (DC Comics); Eternity Girl e Livros da Magia (Vertigo/DC Comics).