Arquivo da tag: horror

Halloween Kills ganha nova imagem assustadora de Michael Myers

Sequência chegará neste ano aos cinemas.


Halloween Kills é um dos filmes de horror mais aguardados de 2021, trazendo de volta o assassino Michael Myers a Haddonfield. A Total Film, divulgou uma nova imagem do filme, mostrando o personagem e também entrevistou o diretor David Gordon Green, que falou que o longa será sobre “criação do medo”. Confira:

Na imagem, vemos Myers segurando sua faca, mostrando com clareza apenas um lado de sua máscara, enquanto parece fitar alguém para atacar. Podemos estipular que essa seja a antiga casa dos Myers, já que alguns personagens e várias referências ao filme de 1978 foram mostradas no teaser trailer.

“Quando fizemos o último, queríamos encontrar uma maneira de alguém que nunca viu o original se familiarizar com a história”, diz o diretor. “Mas este vai direto para a ação. É muito agressivo. É mais eficiente. Queríamos que fosse um meio explosivo antes que as coisas ficassem otimizadas e pessoais novamente.”

Halloween Kills, que será uma sequência direta de Halloween (2018), chegará no dia 15 de outubro de 2021, enquanto o final da saga, Halloween Ends, acontecerá apenas no dia 14 de outubro de 2022. O primeiro tinha data para este ano, com o final da nova trilogia em 2021.

O filme contará com a volta de David Gordon Green como diretor e Jamie Lee Curtis sendo Laurie Strode. Judy Greer e Andi Matichak também voltarão para reprisar seus papéis como Karen e Allyson, assim como Nick Castle que será o “The Shape”. John Carpenter ficará como produtor executivo.

Halloween Kills chega aos cinemas no dia 15 de outubro de 2021.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Vengeance | Isabella Amara entra para o elenco do filme

Filme terá produção da Blumhouse.


De acordo com o Deadline, Isabella Amara entrou para o elenco de Vengeance, novo filme de suspense da Blumhouse Productions, que conta já com Issa Rae, Ashton Kutcher e Boyd Holbrook, além do diretor B.J Novak.

Anúncios

Amara esteve presente em Homem-Aranha: De Volta ao Lar e Vingadores: Guerra Infinita, além de atuar em Wilson (2017), ao lado de Woody Harrelson e Judy Greer. Seu mais recente trabalho foi em Queen America, web comédia do Facebook Watch, produzida pela Made Up Stories e wiip.

Por enquanto, não há detalhes sobre a trama de Vengeance e nem uma data de lançamento.

B.J Novak irá dirigir e assina o roteiro e Jason Blum será o produtor executivo do filme.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anualmente

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

10 grandes filmes de terror para se ver no Halloween

Os grandes fãs dos filmes de terror amam celebrar o Halloween vendo obras que os assustam e os deixam tão tensos como nunca. É claro que muitos servem mais para exalar o medo, e outros para tentar deixar uma certa angústia no telespectador. E no Dia das Bruxas, não iria faltar uma lista de filmes de terror.

Dessa vez, iremos listar 10 grandes filmes de terror para se ver durante o Halloween, que é celebrado hoje no mundo todo. Adicionem a lista que dá tempo!


1. Nosferatu

Vamos iniciar com o terror mudo que foi um dos principais filmes representativos do Expressionismo Alemão, que usava cores intensas, deformação da realidade e também tensa ligados a subjetividade. Nosferatu (1922), um clássico do cinema mudo, do diretor F. W. Murnau, retrata a vida de um corretor de imóveis, que precisa vender um castelo cujo o proprietário é o conde Orlock (Max Schreck), um vampiro milenar que espalha terror na Alemanha e se interessa por Ellen, a esposa de Hutter, o corretor de imóveis.

çp

2. Psicose

Talvez, o mais memorável filme de terror de todos os tempos, Psicose (1960) do mestre Alfred Hitchcock é um dos filmes mais bem elogiados dos anos 60 e do gênero de terror. O thriller tem como enredo uma mulher, que após roubar 40 mil dólares para se casar, foge no meio de uma tempestade e se aloca em um hotel no caminho. Norman Bates (Anthony Perkins), o proprietário do hotel é um homem com uma relação conturbada com a mãe, e a noite que deveria ser mais calma para Marion (Janet Leigh) se torna um verdadeiro pesadelo.

Psicose-cena

3. À Meia-Noite Levarei Sua Alma

O grande terror nacional do diretor José Mojica Marins, pai do horror brasileiro, não poderia ficar de fora dessa lista. O filme lançado em 1964 é o mais renomado do terror brasileiro, e traz o vulgar e misteriosos Zé do Caixão, personagem criado pelo diretor, que ficou conhecido pelo nome em longa data até sua morte. A trama do filme retrata o coveiro Zé do Caixão em busca de um herdeiro para continuar seu sangue, porém sua mulher não consegue engravidar e ele agride a mulher de seu amigo. A mulher agredida pensa em se suicidar, e após isso, carregar a alma do coveiro para o mundos dos mortos.

meia-noitew

4. O Bebê de Rosemary

Do diretor Roman Polanski, e tendo sido lançado em 1968, O Bebê de Rosemary é um dos clássicos que ainda ecoam na eternidade. Tendo sido indicado e ganhado um Oscar, o longa nos leva até a jovem Rosemary (Mia Farrow), uma grávida que começa a se questionar de sua própria sanidade após coisas estranhas acontecerem no prédio em que mora. Porém, o mais estranho está por vir, após alucinações bizarras e uma seita de bruxas querer que ela dê a luz ao Filho das Trevas.

mia-farrow-em-cena-de-o-bebe-de-rosemary-de-roman-polanski-1590149287324_v2_1318x736

5. O Exorcista

Perturbador. A única palava que pode descrever O Exorcista (1973), um grande sucesso do terror/sobrenatural. A bilheteria gorda do filme, de quase 450 milhões de dólares, para um orçamento de pouco mais de 12 milhões, rendeu dois Oscar e quatro Globos de Ouro, incluindo Oscar de Melhor Roteiro Adaptado e Mixagem de Som. A trama consiste em uma garota de doze anos possuída pelo demônio, e um padre é chamado é chamado para avaliar. Após chegar a conclusão da possessão da menina, um segundo sacerdote é chamado e este tenta livrá-la do mal.

O longa dividiu grande parte do público, que definiu o filme como assustador. Alguns membros de religião não gostaram do filme e de como foi tratada a imagem de Deus – há cenas absurdas e perturbadoras – e tentaram de tudo, “boicotar” o filme.

o-exorcista-novo-filme-160614

6. Tubarão

Tubarão (1975), de Steven Spielberg, o colocou de vez no mercado do cinema mundial, e estabeleceu também uma das maiores parcerias dos filmes, Steven Spielberg e o compositor John Williams. Tubarão, um filme aterrorizante de um animal aquático e assassino, rendeu três Oscar ao diretor e foi um grande sucesso. O ataque do tubarão branco aos banhistas na praia da cidade de Amity, acendeu o alerta das autoridades locais. Enquanto a polícia quer fechar as praias, o prefeito entra em contramão, achando que isso irá prejudicar as finanças da cidade. O cientista Matt Hooper (Richard Dreyfuss) e o pescador Quint (Robert Shaw) entram na busca e ajudam o chefe de polícia, Martin Brody (Roy Schneider) a matar a fera.

20200511-tubarao-1975-1200x675

7. O Iluminado

1980 foi um grande ano para o diretor Stanley Kubrick e o ator Jack Nicholson com o lançamento de O Iluminado e seu aparente sucesso. A obra adaptada do livro de Stephen King traz Jack Torrance, um escritor que está com bloqueio criativo ao hotel Overlook. Após as premonições de seu filho se tornarem mais perturbadoras e Jack descobrir segredos sombrios do hotel, ele começa a virar em um maníaco para aterrorizar sua família.

o-iluminado

8. A Bruxa de Blair

Um terror independente chega aos cinemas em 1999, fazendo grande sucesso em bilheteria. A Bruxa de Blair remonta uma lenda urbana de uma floresta chamada Maryland. Três jovens vão investigar a tal lenda, e coisas ruins começam a acontecer, fazendo com que eles desapareçam sem deixar nenhum rastro. Um ano depois a câmera é encontrada e o destino dos jovens é revelado.

8Ce9c81emJNaopKMnloaE41LuKm

9. Invocação do Mal

Trazendo os investigadores paranormais para as telonas, Ed e Lorraine Warren, James Wan introduz um universo para seus filmes de terror, utilizando acontecimentos reais da história do casal. Em 2013, o diretor dirigiu um dos filmes de terror mais bem lembrados da última década. Trazendo Patrick Wilson e Vera Farmiga para os papéis de protagonistas do filme, os demonologistas tem a obrigação de ajudar uma família aterrorizada por uma entidade demoníaca em sua nova casa. Utilizando de casos dos Warren, Wan cria um grandioso e rico universo dos filmes de terror.

2218597.jpg-r_640_360-f_jpg-q_x-xxyxx

10. Halloween – A Noite do Terror

Você sabia que o clássico de John Carpenter estaria presente na lista, pois, não há Dia das Bruxas sem Michael Myers. O filme que consagrou o subgênero slasher, ainda lá em 1978, é uma das obras-primas do cinema de terror de todos os tempos. Halloween – A Noite do Terror apresentou um dos maiores assassinos do cinema, Michael Myers, o Bicho Papão, The Shape, chame do que quiser. Um assassino e maníaco desde criança, após matar sua irmã mais velha a facadas, volta a Haddonfield após 15 anos, na fuga de uma prisão psiquiátrica. Na noite em que ele volta para casa, o Halloween começou e sua perseguição a Laurie Strode (Jamie Lee Curtis) e a babás também. Sua insaciável sede de sangue, fez com que a perseguição a Laurie acontecesse de diversas formas. Laurie precisa fugir das mãos de seu assassino se quiser viver.

É válido lembrar a trilha sonora, que foi composta pelo próprio diretor e que até hoje se faz muito famosa.

751110b8cd69e5779aa594f905dd224b

Créditos na matéria: Pablo Silva.

Trailer oficial de Halloween Kills está próximo, afirma produtor

O mais novo filme da saga Halloween e sequência de Halloween (2018), pode ganhar seu primeiro trailer em breve. Jason Blum, chefe da Blumhouse, declarou no twitter que muito em breve o trailer será lançado. Veja abaixo:

“Estamos editando. E vou te dizer uma coisa. Está muito bom. Em breve!”

Com as filmagens do filme já tendo sido terminadas no dia 3 de novembro de 2019, o filme agora está sendo editado. Foram 36 dias de produção ao todo. As gravações do filme, como no anterior e Halloween Ends, aconteceram em Wilmington, na Carolina do Norte. As filmagens de Halloween Kills começaram no dia 12 de setembro.
O filme contará com a volta de David Gordon Green como diretor e Jamie Lee Curtis sendo Laurie Strode. Judy Greer e Andi Matichak também voltarão para reprisar seu papel, assim como Nick Castle que será o “The Shape”. John Carpenter ficará como produtor executivo.

‘Halloween Kills’ e ‘Halloween Ends’ chegam aos cinemas dia 16 de Outubro de 2020 e 15 de Outubro de 2021, respectivamente.

Horror Gótico está tomando conta dos Quadrinhos nos Estados Unidos

ESTRONDO! Os estúdios lançaram recentemente a quinta e última edição de Heartbeat por Maria Llovet. A história em quadrinhos de terror gótico segue Eva, uma estudante do ensino médio e solitária, que descobre que o garoto mais popular da escola gosta do sabor do sangue (isso mesmo, você também viu algo semelhante?) e fará qualquer coisa, inclusive assassinato, para satisfazer sua fome. É uma história macabra que explora a vida, o amor e a morte, e claramente conquistou os corações dos leitores – o que se deve ao trabalhoso enredo de Llovet é o amor persistente pelo horror gótico como gênero.

Sua arte sensual, sexy e sádica também é destaque em Faithless e Faithless II , escrito por Brian Azzarello. Faith, o protagonista, brinca com a bruxaria e é atraída pelo poder da magia, chamando a atenção do inferno e criando uma história em quadrinhos erótica alimentada pelo horror que atrai os fãs com facilidade.

Llovet não é o único criador de quadrinhos a mergulhar no mundo do horror gótico – por séculos, esse gênero tem sido um meio amplo para explorar questões filosóficas sobre bem, mal, vida e morte com um toque sobrenatural, horrível ou científico. Muitas vezes, há um elemento romântico na narrativa, como visto nos trabalhos mencionados por Llovet.

Exemplos clássicos desse gênero incluem Frankenstein, de Mary Shelley, The Picture of Dorian Gray, de Oscar Wilde, e Dracula, de Bram Stoker, enquanto exemplos mais contemporâneos da mídia popular incluem o filme Rosemary’s Baby, a entrevista com uma série de vampiros de Anne Rice e a maioria dos quadrinhos Hellboy de Mike Mignola. O público americano ficou mais do que feliz em se entregar a essas histórias, e eles estão felizes em ler os quadrinhos mais recentes que enchem as prateleiras em todo o país.
Além do BOOM! Nos estúdios e no trabalho de Llovet, as lojas de quadrinhos abrigam muitos quadrinhos góticos de terror de editoras como Image, Dark Horse e DC.

Mercy de Mirka Andolfo estreou em 4 de março e, como a Heartbeat , foi vendida rapidamente durante a primeira impressão.

Mercy documenta uma série de assassinatos em uma pequena cidade mineira de Washington e o misterioso relacionamento de Lady Hellaine com eles. Não é a primeira vez que Andolfo cria um conto sensual sobrenatural, como visto em seus outros trabalhos Un/Sacred e Unnatural . Seja suas histórias góticas ou sua arte assustadoramente bonita, a criadora de quadrinhos italiana conquistou muitos fãs americanos com seu trabalho.
Até os editores que sabem que seus super-heróis estão pulando no vagão da banda de terror gótico. A antiga impressão da DC Vertigo publicou a primeira edição de Sandman em 1989, que segue os seres metafísicos Dream and Death. Na moda tradicional de Neil Gaiman, esse quadrinho se entrelaça na história e na mitologia, criando um horror gótico contemporâneo. É também um dos quadrinhos pioneiros a ser reconhecido pelo The New York Times como um de seus best-sellers.

Um total de 31 anos depois, e o mundo de Sandman ainda está se expandindo com The Dreaming , escrito por Simon Spurrier e arte por Bilquis Evely. Onde Dream foi o protagonista de Sandman , ele está desaparecido em The Dreaming, deixando os moradores em suas se defenderem por conta própria diante de Dora, uma criatura feminina monstruosa que rouba sonhos. Esta história em quadrinhos constrói a mitologia da série original e se coloca no catálogo de novos quadrinhos góticos de terror.
Durante anos, livros como Monstress, Hellblazer, Harrow County e The Crow mantêm os leitores envolvidos em quadrinhos de terror góticos.

Essas histórias mais recentes expandem ainda mais o gênero, continuando a se aprofundar na filosofia, moralidade e sexualidade com reviravoltas assustadoras.

Zé do Caixão, o primeiro diretor de terror do Brasil, morre aos 83 anos

O famoso cineasta José Mojica Marins, conhecido como Zé do Caixão, morreu hoje (19), na cidade de São Paulo. O burburinho que circulava nas redes sociais sobre sua morte, foi confirmada pela sua filha, a atriz Liz Marins. Mojica foi vítima de uma broncopneumonia.


Mojica estava internado desde o dia 28 de janeiro no hospital Sancta Maggiore, em São Paulo, tratando de uma broncopneumonia. O diretor morreu às 15h46, tendo sua morte confirmada horas depois.

José Mojica Marins era conhecido como o mestre do terror brasileiro. O diretor dirigiu 40 produções, atuando em mais de 50 filmes. Um de seus filmes mais conhecidos foi À meia-noite levarei sua alma (1964), ganhando a alcunha Zé do Caixão.

Um de seus personagens mais marcantes foi justamente um agente funerário, que usava roupas pretas, chapéu e tinha unhas compridas, que apareceu em 3 filmes: Esta noite encarnarei no teu cadáver (1967), O estranho mundo de Zé do Caixão (1968) e Encarnação do demônio (2008).

Mojica contou várias vezes em entrevistas que seu personagem foi baseado durante um pesadelo, em que era arrastado a um túmulo por um homem de capa preta. Sua primeira aparição foi apenas em 1964. O diretor ficou conhecido nos Estados Unidos como Coffin Joe. Com grande sucesso, Mojica começava a atender pelo nome de seu personagem.

Um de seus últimos trabalhos foi um programa de entrevistas para o Canal Brasil. O estranho mundo de Zé do Caixão teve sete temporadas.

Em 2014, após ter tido um infarto, passou por uma angioplastia e colocou três bulbos de metal no coração, para melhorar o fluxo sanguíneo da artéria. No mesmo ano, foi internado novamente após complicações renais. Desde este dia, ficou mais longe da mídia.

José Mojica Marins deixa esposa e filha. Descanse em paz, Pai do Horror.

Especial de Halloween: 10 filmes de terror para assistir no Dia das Bruxas

Hoje é o famoso Dia das Bruxas. Os fãs de terror adoram este dia, para pedir gostosuras ou travessuras nas casas, vestidos a caráter. Então, listamos 10 filmes para que você possa assistir, seja sozinho ou com os amigos no dia de Halloween.


Halloween (1978 e 2018)

“Feliz Halloween, Michael.”

Criado e dirigido por John Carpenter e Debra Hill, um dos maiores, se já não é, o maior slasher de todos os tempos, é a figura do Halloween. Michael Myers é um assassino em série que ataca nas noites de Halloween. Seus alvos são babás, e o foco dos filmes é Laurie Strode, sua irmã. Numa caçada incansável, Myers tenta matá-la a todo custo. O filme revolucionou o gênero de slasher, tendo uma trilha sonora muito emblemática. Em 2018, foi lançado a continuação direta dos acontecimentos de 1978, que é tão incrível quanto o primeiro. Michael Myers sagrou-se como símbolo do Dia das Bruxas.

Sexta Feira 13 (1980)

Para seguir o sucesso de Halloween, foi criada a franquia do Sexta Feira 13, fazendo alusão também ao dia. Jason Vorhess é um assassino impiedoso que usa uma máscara de hóquei – que dá um medo tremendo – e aterroriza o acampamento de Crystal Lake. Isso já o fez em 1958, mas como o lugar foi fechado, ficou escondido. Em 1979 foi reaberto, após a cidade ter “esquecido” essa história. Jason volta mais sagaz, matando os monitores do acampamento e continuando seus assassinatos.

Família Addams

Não ia faltar nessa lista a família mais amada e estranha dos cinemas. A Família Addams é um clássico das televisões e cinemas que não se trata de terror, mas sim, uma comédia com o uso de aspectos aterrorizantes. Tendo um seriado em 1964, que muitos adoram, ficou com ainda mais renome na década de 90, com Raul Julia a frente de Gómez e Anjelica Huston como Mortícia. Com um humor sádico e costumes pra lá de estranhos, os Addams são a cara do Halloween. E claro, a música é tão divertida quanto os filmes.

A Hora do Pesadelo

Não é preciso ser especialista no ramo de terror pra saber que Freddy Krueger é um dos mais renomados e assustadores personagens de terror. Krueger utiliza das artimanhas do sonho para matar as pessoas nele. Em consequência a isso, elas morrem no mundo real. Os poderes dele provém disso. Crianças sonham com poderes absurdos, e ele os drena, ficando mais poderoso do que nunca. Aliás, espero que não tenham pesadelos esta noite.

O Exorcista

Talvez o melhor filme de terror, e com certeza, um dos mais assustadores da época. O Exorcista foi um estrondo para os filmes de terror, já que tomava como base um caso real. Uma garota fora possuída pelo demônio e dois padres conseguem livrá-la, levando consigo, a morte pela vida dela. Uma trilha sonora absurda, O Exorcista é o maior filme do gênero já feito até hoje.

A Casa Monstro

Fazer animações de terror nem sempre é fácil, mas A Casa Monstro fez tudo parecer fácil. No coração de muitos fãs já adultos e também de crianças, o terror infantil conta a história de 3 adolescentes que insistem em dizer que a casa tinha vida. Muitas coisas foram perdidas com o tempo dentro da casa, e eles temiam que chegasse a noite de Halloween. A missão? Salvar a vida do senhor Epaminondas e destruir a casa. Funciona muito bem como um terror infantil, e é uma das animações mais memoráveis dos cinemas.

Invocação do Mal

James Wan escolheu bem o elenco e caprichou no terror em Invocação do Mal. Ele traz à tona o casal Warren, famosos exorcistas estadunidenses para um novo caso. O caso da família Perron, que acredita ter algo paranormal na casa, os assombrando. Ali, no século XIX, vivia uma bruxa que amaldiçoou a terra, e quem fosse morar na casa iria morrer. O caso foi investigado por muitos críticos, dizendo que tudo era uma mentira dos Warren… Enfim, o filme consegue usar muito bem do terror e dar grandes sustos.

Jogos Mortais

Talvez seja uma das franquias mais agonizantes de se ver, Jogos Mortais é literalmente um banho de sangue em todos os filmes. Uma real carnificina. Jigsaw é um assassino bruto, que faz joguinhos para que uma das pessoas se salve, mas com sofrimento. Entre uma das coisas brutais está o sacrifício da carne. Tirar pedaços do corpo, jogar na balança e ver qual pesa mais, para que a cabeça não seja penetrada por ferros. Com certeza, é agonizante.

A Chave Mestra

Com direito a premiações, A Chave Mestra conta a história de Caroline Ellis, que acompanha doentes terminais. Ela então, precisa ajudar um senhor que sofreu um derrame recentemente. A casa era em um local afastado, onde nas redondezas praticavam cerimônias místicas. Da esposa de Ben, ela recebe uma chave mestra que abre todas as portas. Abre até mesmo a mais misteriosa da casa. Com uma pitada de mistério, drama e terror, o filme ganhou críticas mistas.

Pânico

Os filmes de slasher estavam em decadência no final da década se 90. As antigas franquias estavam tentando se manter, mas Wes Craven conseguiu dar destaque novamente aos assassinos em série. Pense, um homem te liga, lhe faz perguntas sobre filmes de horror e você erra uma delas. Estranho, não? No próximo dia estaria morto pelas mãos do assassino. E era realmente isso que ele fazia. O Ghostface se tornava ainda mais interessante do que os outros slashers, pelo simples fato de ser um humano sem poder algum. Além dos 4 filmes, há também a série com 3 temporadas. Craven teve uma grande visão, fazendo de Pânico um clássico do Halloween.

Menções Honrosas

Não fique triste caso o seu favorito não tenha aparecido. Aqui vai alguns outros para ver ainda nesta noite:

• IT – A Coisa (1 e 2)

Invocação do Mal 2

Anabelle

A Freira

1922

Cemitério Maldito

Halloween II

Halloween 20

Psicose

O Iluminado

Madrugada dos Mortos

Brinquedo Assassino

Corra

A Bruxa

A Entidade

Atividade Paranormal

Sobrenatural

Tubarão

A Bruxa de Blair

O Homem nas Trevas

Horror em Amityville


Nossas indicações para se assistir nesta noite do Dia da Bruxas, e considerados filmes essenciais para desfrutar do gênero de terror e tomar alguns sustos. Gostou de algum? Já viu? Quais? Comente!

Feliz Dia das Bruxas de toda a equipe do Critical Room.

🎃🗡

‘Halloween Kills’ ganha novidades

A saga do slasher Michael Myers está caminhando para o seu fim. Nas últimas semanas, o segundo filme da trilogia ganhou mais novidades.

Nancy Stephens irá retornar ao elenco reprisando o papel da enfermeira Marion. Robert Longstreet também retornará como Loonie Elam, um garoto da escola local.

Kyle Richards é outro nome que irá retornar. A atriz interpretará novamente Lindsey Wallace, que era cuidada por uma amiga de Laurie.

Anthony Michael Hall foi escalado para ser Tommy Doyle, personagem no qual era cuidado por Laurie (Jamie Lee Curtis). Anteriormente, Brian Andrews interpretava o garoto.

Recentemente, novas imagens foram lançadas na mídia. De acordo com os veículos de notícia americanos, o novo longa irá trazer um possível flashback do primeiro filme, ‘Halloween (1978)’.

É possível ver que a máscara está mais limpa e branca como em 78. Além disso, uma ator mais jovem está como intérprete.

O filme contará com a volta de David Gordon Green como diretor e Jamie Lee Curtis sendo Laurie Strode. Judy Greer e Andi Matichak também voltarão para reprisar seu papel, assim como Nick Castle que será o “The Shape”. John Carpenter ficará como produtor executivo.

‘Halloween Kills’ e ‘Halloween Ends’ chegam aos cinemas dia 16 de Outubro de 2020 e 15 de Outubro de 2021, respectivamente.

Crítica: IT – Capítulo Dois

Alerta: SPOILERS! Desça e leia por sua conta em risco.


‘IT: Capítulo Dois’ foi lançado há algumas semanas, se você ainda não assistiu, recomendo que não leia a matéria por conta dos spoilers. Sem mais delongas, vamos a crítica.


O filme consegue ser uma mistura de comédia, drama, ação e terror. Esses pontos ficam claros em várias cenas. Um exemplo delas está no início do filme, onde o Clube dos Otários se reúne pela primeira vez depois de 27 anos. No começo, a cena é engraçada pelas piadas sujas de Richie e por toda animação dos personagens principais, depois ela fica tensa pela aparição da Coisa e dos pequenos monstros que aparecem nos biscoitos da sorte. E por fim, a cena assume um tom dramático depois do grupo descobrir que o Stan havia se suicidado.

Outra parte bastante interessante é quando os personagens vão em busca de objetos que marcaram a infância deles. Todas as cenas tiveram um certo valor emocional, Beverly voltando para casa, Bill indo ao bueiro onde seu irmão, Georgie morreu, Eddie indo a farmácia, onde comprava seus remédios, Ben voltando para a escola, na qual sofreu várias humilhações e Richie indo pegar uma ficha de fliperama. Esta última cena foi forte, pois é nela que acabamos descobrindo que Richie era homossexual.

Sem dúvidas a cena mais icônica do filme é a participação especial de Stephen King e o Bill reencontrando sua velha bike.

O problema de ‘IT: Capítulo Dois’ foi o excesso de jump scares (coisa que não teve no primeiro filme), personagens que foram esquecidos durante o filme e o próprio arco dos personagens principais que foi encurtado por conta da duração do filme. Porém uma coisa que ninguém pode reclamar é do final, principalmente por conta da morte de Eddie e a conclusão da saga dos otários.


Veredito

‘IT: Capítulo Dois’ é um bom filme, mas peca no excesso de jump scares, além disso bastante coisa foi alterada do livro e por conta disso muitos personagens foram mal desenvolvidos ou completamente esquecidos, e os arcos dos protagonistas ficaram de certa forma meio rasos.

Mesmo com todos os problemas, ‘IT: Capítulo Dois’ é um bom filme, mas não supera o primeiro.

7/10.

Filmagens de ‘Halloween Kills’ já começaram

As filmagens da sequência de ‘Halloween (2018)’ começaram na última quinta (12), em Wilmington, na Carolina do Norte.

Ainda não se sabe muito sobre o enredo do filme, mas é presumível que se passará logo após a noite de Halloween do filme anterior. Além disso, a produção ganhou seu título: ‘Mob Rules’.

Halloween Ends’ também será filmado na mesma cidade que o segundo filme da trilogia.

O filme contará com a volta de David Gordon Green como diretor e Jamie Lee Curtis sendo Laurie Strode. Judy Greer e Andi Matichak também voltarão para reprisar seu papel, assim como Nick Castle que será o “The Shape”.

‘Halloween Kills’ e ‘Halloween Ends’ chegam aos cinemas dia 16 de Outubro de 2020 e 15 de Outubro de 2021, respectivamente.

Halloween (2018): Michael Myers, o Bicho Papão

Nesta Sexta-Feira 13, nada é tão bom quanto ver um filme de terror, certo? Claro! Mas muitos optam por ver Jason no ‘Sexta-Feira 13’. Mesmo que a data faça alusão à seu filme, ele não é o slasher mais bem sucedido dos cinemas. Mas não é mesmo.

Vamos remontar uma data. Há quase 41 anos, no dia 25 de outubro de 1978 é lançado ‘Halloween: A Noite do Terror’, obra de John Carpenter. O longa que teve um orçamento de US$ 325 mil para gerar em torno de US$ 70 milhões, foi realmente um sucesso no mundo todo.

É claro, não foi o primeiro filme do subgênero de terror. Psicose (1960) e O Massacre da Serra Elétrica (1974) vieram bem antes de ‘Halloween’.

Porém, diferentemente de ambos, ‘Halloween’ surge com uma proposta mais culta. Ou mais tenebrosa. O garoto de seis anos mata sua irmã. E então cresce um menino com ódio, que foge da prisão para achar sua irmã mais nova, Laurie Strode (Jamie Lee Curtis).

Não irei me ater aos spoilers (para entender o de 2018, veja o de 78). E depois de tantos filmes que não tinham conexão, surge uma sequência do primeiro filme. Em 2018, na mesma data lança ‘Halloween’.

40 anos Laurie esperou pelo retorno de Michael Myers (Nick Castle). Agora com uma família formada. E depois de toda uma reviravolta, “The Shape” volta a Haddonfield para achá-la e terminar de vez seu serviço.

É claro que o filme de 2018 conta com muitas referências, sendo fielmente uma sequência do primeiro e seguindo sua linha cronológica. Carpenter tornou sua obra como a principal dos filmes de slasher, por conjunto de enredo e a trilha sonora que ele mesmo compôs. Halloween (2018) foi um sucesso que alcançou a marca dos US$255 milhões.

Prepare sua pipoca e desfrute da sequência de um filme que revolucionou o subgênero de terror.

Sinopse: Quatro décadas depois de ter escapado do ataque de Michael Myers em uma noite de Halloween, Laurie Strode (Jamie Lee Curtis) terá que confrontar o assassino mascarado pela última vez. Ela foi perseguida pela memória de ter sua vida por um triz, mas dessa vez, quando Myers retorna para a cidade de Haddonfield, ela está preparada.