Arquivo da tag: Harley

Harley Quinn quase ganhou filme animado pela HBO Max

Ideia foi discutida pelos criadores da série e streaming


Com a renovação para a terceira temporada algumas semanas atrás, Harley Quinn é uma das séries animadas mais aguardadas para o próximo ano, tendo sido um sucesso em suas duas primeiras temporadas. Em uma entrevista recente ao Deadline, os criadores e produtores da série Justin Halpern e Patrick Shcumacker revelaram que eles tinham a ideia de fazer um longa animado da Arlequina, original do HBO Max.

“Quando esperávamos por uma pickup da 3ª temporada, discutíamos ideias com os executivos da Warner Bros. Animation sobre esse tipo de coisa (um filme). Porque estávamos tipo, ‘Bem, temos histórias para contar com esses personagens. Queremos continuar com isso, e se a 3ª temporada não acontecer, talvez possamos fazer algo no espaço de longa-metragem, que é meio independente de uma rede pegando o show ou não. ‘ Então, isso é algo que está em nossas mentes. No momento, não estamos planejando, mas é absolutamente algo que estaríamos muito interessados ​​em fazer no futuro”, disse Schumacker.

Anúncios

A ideia inicial era fazer um filme entre a segunda e a terceira temporada, mas que não se concretizou, provavelmente por conta da oficialização da terceira temporada.

Perguntado sobre quando estreia a terceira temporada, Schumacker disse que “com otimismo, no final de 2021”. Além disso, a produção está um pouco mais aliviada, nas palavras do produtor, já que não estão produzindo outra temporada de forma consecutiva.

As duas primeiras temporadas de Harley Quinn estão disponíveis do serviço de streaming da HBO Max.

Anúncios

Arlequina| Série solo da personagem mata grande vilão do Batman

A estreia da segunda temporada de Harley Quinn inicia com a morte de outro grande vilão do Batman, provando que ninguém está livre ou seguro.

Atenção! O texto abaixo contém spoilers da segunda temporada de ‘Harley Quinn‘ que está sendo exibida nos Estados Unidos.


A estreia da segunda temporada de Arlequina mostra a personagem matando um importante membro da galeria de vilões do Batman. Embora mortes violentas não sejam incomuns na série animada, ainda é surpreendente que eles tenham terminado com um personagem tão notável quanto.

Sendo o primeiro desenho original criado para o serviço de streaming DC Universe, a primeira temporada foi um sucesso tanto para fãs quanto para críticos. A série animada apenas para adultos focou na Arlequina enquanto ela tentava levar a vida sozinha depois de deixar o Coringa (que também foi mostrado em Aves de Rapina) e se tornar um supervilã independente. Com a ajuda de sua nova melhor amiga Hera Venenosa e uma gangue de outros supervilões marginais, Harley superou o sexismo que reinava na Legião do Mal e se mostrou tão louca e perigosa quanto o Palhaço Príncipe do Crime.

O primeiro episódio, “New Gotham” abre três semanas após o final da primeira temporada, com a cidade de Gotham em total caos após a derrota do Coringa e a destruição de sua sede na torre. Com a cidade abandonada pelo governo dos Estados Unidos (como na história clássica Batman: Terra de Ninguém), os supervilões sobreviventes e suas gangues começaram a brigar por território e, finalmente, decidiram formar uma Liga da Injustiça para governar conjuntamente o que eles chamam de Nova Gotham. Isso não se encaixou bem com Harley – em parte porque ela prefere a anarquia, mas principalmente porque a Liga da Injustiça é o mesmo tipo de clube de garotos que a Legião do Mal e o resto dos vilões lhe proporcionaram – e isso culminou com a morte do vilão.

Quando Harley se recusou a jogar bola, ela foi congelada pelo Sr Frio e transformada em uma decoração para o novo e aprimorado salão de gelo do Pinguim. Felizmente, suas amigas conseguiram derreter o gelo durante a tentativa de resgate e Harley foi capaz de levar a luta até o Pinguim, mesmo com apenas o rosto e um braço livres. A brutal batalha que se seguiu começou com Harley mordendo o nariz do Pinguim e terminou com ela enfiando o bastão quebrado no pescoço dele e na nuca, algo que arrepiou até mesmo o Doctor Psycho (em tradução livre Doutor Psico).

Esta não é a primeira vez que a série mata um vilão notável. Coringa matou o Espantalho por incomodá-lo no final da primeira temporada e a maior parte da Legião do Mal morreu durante a destruição de sua sala, assim o Coringa ergueu seu novo posto na torre. Ainda assim, a morte violenta do Pinguim foi uma maneira surpreendente de começar a nova temporada, e com o resto da Liga da Injustiça governando Nova Gotham, é uma aposta segura que o Pinguim não será o último vilão do Batman a morrer.

Harley Quinn está sendo exibida no DC Universe nos EUA.

Acompanhe o Critical Room e fique por dentro de mais notícias.

Aves de Rapina encerra suas exibições e gera prejuízo para a Warner Bros

Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa encerrou suas exibições nos cinemas mundias ainda ontem (18), mas causando prejuízo aos cofres da Warner Bros, assim como ocorreu em Liga da Justiça (2017).

O novo filme da DC Comics arrecadou pouco mais de US$ 199 milhões, com US$ 84 milhões na bilheteria doméstica e US$ 115 milhões pelo resto do mundo, mesmo com as críticas positivas em torno do filme. Para que não houvesse prejuízo para a empresa, o longa precisaria fazer US$ 250 milhões.

Nem o orçamento, relativamente baixo, que não passou dos US$ 90 milhões, foi capaz de salvar a Warner ter sido prejudicada em US$ 50 milhões. Vale lembrar que Aves de Rapina, por exemplo, não entrou em cartaz em alguns países asiáticos devido a ascensão da Novo Coronavírus (Covid-19), na China. Também ficou de fora de alguns países europeus, que suspenderam as sessões de cinema por conta da doença.

Para acelerar o processo por conta do Coronavírus, a Warner Bros antecipou a chegada do filme em formato digital, ficando para 24 de março.  A pré-venda nos Estados Unidos já começou.

 

Arlequina enfrenta o Pinguim em nova promo da série animada

A segunda temporada de Harley Quinn ganhou um novo teaser, mostrando um dos grandes vilões do Batman, o Pinguim. Confira abaixo:

Harley Quinn virou um fenômeno em sua série animada. Muito bem recebida pela crítica e público, a série R-Rated da DC, consegue abordar num todo, o universo do Cavaleiro das Trevas, com muito sangue, violência, palavrões, e claro, muito divertida.

Sinopse: Harley Quinn’, baseado nos personagens daDC, foca em Arlequina, que finalmente terminou de uma vez por todas qualquer que fosse seu relacionamento com o Coringa, tentando criar uma reputação para si mesma como a Rainha do Crime de Gotham City. A série traz Arlequina, Hera Venenosa e um elenco gigante de heróis e vilões, novos e antigos, do Universo DC.

O elenco conta com Kaley Cuoco (Arlequina), Lake Bell (Hera Venenosa), Alan Tudyk (Coringa), Diedrich Bader (Batman), Christopher Meloni (Jim Gordon), Tony Hale (Doutor Psycho), Rahul Kohli (Espantalho), Sanna Latham (Mulher Gato), Jason Alexander (Syd Borgman), Ron Funches (Tubarão Rei), Tom Kenny (Cara-de-Barro), J.B. Smoove (Planta da Ivy) e Wanda Skyes (Rainha das Fábulas).

Harley Quinn, em sua segunda temporada, irá retornar no dia 3 de abril, com 13 episódios na temporada.

Série animada da Arlequina já tem data para sua segunda temporada

Aclamada pelos fãs e pela crítica, a nova série animada da Arlequina tem obtido muito sucesso, e foi renovada para uma 2ª temporada. Tanto a série quanto o filme Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa, a vilã procura sair da sombra do Coringa. Em um caso, ela junta uma equipe. Já em outro, a Rainha de Gotham tem forte amizade e parceria com a Hera-Venenosa, e com outros vilões para comandar o submundo.

Com o último episódio já ter ido ao ar hoje no DC Universe (serviço de streaming), a nova temporada já tem data para estrear, ficando para 3 de abril na plataforma. É provável que seja com 13 episódios, assim como a primeira foi.

A série R-Rated da DC, consegue abordar num todo, o universo do Cavaleiro das Trevas, com muito sangue, violência, palavrões, e claro, muito divertida.

Sinopse: Harley Quinn’, baseado nos personagens daDC, foca em Arlequina, que finalmente terminou de uma vez por todas qualquer que fosse seu relacionamento com o Coringa, tentando criar uma reputação para si mesma como a Rainha do Crime de Gotham City. A série traz Arlequina, Hera Venenosa e um elenco gigante de heróis e vilões, novos e antigos, do Universo DC.

O elenco conta com Kaley Cuoco (Arlequina), Lake Bell (Hera Venenosa), Alan Tudyk (Coringa), Diedrich Bader (Batman), Christopher Meloni (Jim Gordon), Tony Hale (Doutor Psycho), Rahul Kohli (Espantalho), Sanna Latham (Mulher Gato), Jason Alexander (Syd Borgman), Ron Funches (Tubarão Rei), Tom Kenny (Cara-de-Barro), J.B. Smoove (Planta da Ivy) e Wanda Skyes (Rainha das Fábulas).

A segunda temporada chega dia 3 de abril de 2020 no DC Universe.

Crítica: Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa

Aviso: Crítica sem spoilers!


Que filme fantabuloso!


Depois do desastroso Esquadrão Suicida, a DC fez questão de tentar enterrar o filme e fazer com que os fãs o deixassem em esquecimento. Mesmo com defeitos, o filme teve um ponto positivo que a editora fez questão de salvar. Seu nome? Arlequina.

Com isso, a nova aposta da editora foi fazer um filme especialmente para a vilã, tentando desvencilhar da ideia do Esquadrão e do Coringa esquecível de Jared Leto. Boa parte dos fãs queriam que ele fosse esquecido, mas que Margot Robbie não. Cathy Yan, então, entrou na jogada após a roteirista Christina Hodson apresentar seu trabalho. Seria mais um filme de heróis dirigido por uma mulher. Claro que, um filme somente da Arlequina seria talvez uma loucura, justo por ela ser uma vilã. Mas, a ideia foi intrometer as heroínas junto dela, unidas uma a outra, criando a primeira equipe estritamente feminina de heróis nos cinemas.

Em Aves de Rapina, a Arlequina é, tanto narradora quanto a protagonista do filme. É realmente um filme sobre ela, já que no título diz “Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa”. Ela procurava por emancipação, e seria do Coringa, após supostamente ter rompido relacionamentos com com o Príncipe Palhaço do Crime. Com isso, ela estaria livre para fazer o que quiser, sem que alguém estivesse a controlando. Entretanto, não era só a mulher que amava o Bobo do Genocídio que procurava isso, mas sim, mais três queriam liberdade. Uma detetive, uma justiceira e uma cantora. Todas queriam, ou se livrar das formas de abuso, ou procurar se libertar de um trauma.

Os flashbacks foram o ponto focal do primeiro ato, que pareceu bagunçado, mas, ao longo do filme, foi tudo se alinhando e formando a arte final. Ao meio de que Harley explicava sua situação diante da solidão presente, ela trombava com as outras protagonistas, relatando suas origens ou quem de fato são. O enredo moldou cada passo de todos os personagens, conseguindo unir os interesses de querer derrubar o vilão, Máscara Negra (Ewan McGregor).

Além da brilhante Arlequina, há ainda mais mulheres querendo emancipação, como dito no terceiro parágrafo. Renee Montoya (Rosie Perez), é uma detetive muito aplicada, que costuma sempre resolver os crimes. Ela não ganha seu crédito, passando tudo para seu antigo parceiro, que foi promovido para capitão. A Canário Negro (Jurnee Smollett-Bell), é cantora do clube do Sionis, no qual ela é intocável para o vilão, sendo um objeto apenas dele. Já a Caçadora (Mary Elizabeth Winstead), teve sua origem contada no filme, que parece ter pulado dos quadrinhos. Cassandra Cain (Ella Jay Basco) foi quem uniu a equipe, ou pelo menos três das quatro personagens. Num resumo rápido, Cain é uma menina pobre, que vive no mesmo prédio que Dinah Lance, e sai para roubar nas ruas, com sua habilidade em furtividade. Num momento ingênuo, ela rouba Victor Zsasz (Chris Messina), que estava encarregado de pegar o diamante para seu chefe, Roman Sionis.

O segundo ato já começa a desenrolar a história, conectando os relatos de Harley sobre as outras mulheres. As aparições da Caçadora por fora, buscando vingança de todos que mataram sua família, faz uma sub-trama muito interessante, e consegue se encaixar na trama principal. Assim como a Renee Montoya, que se interliga a cenas de assassinatos causadas pela Caçadora. Não demorou muito para as cenas de ação entrarem em prática, sendo tão memoráveis e divertidas quando vemos pelos olhos da Arlequina. A sequência da delegacia é, com certeza, a melhor de ação do longa, contando com uma trilha sonora marcante e uma fotografia invejável. A Rainha de Gotham explora seus métodos de combate com o uso de utensílios, arma e bastão para salvar a pele de Cassandra Cain, a qual o Máscara Negra estava atrás. Até pacote de cocaína voou.

Já que o Sionis foi mencionado, é preciso parar pra falar da incrível atuação de Ewan McGregor. Roman Sionis não passa apenas de um mafioso de primeira classe, mas um vilão quase terciário na galeria do Batman. Sionis vem de uma família rica de Gotham, que foi deixado de lado após fracassar na empresa de cosméticos do pai. Com isso, ele começou a carreira no mundo do crime com a herança que lhe foi deixada. O sadismo, os requintes de crueldade e desejo alheio das coisas o tornam ainda mais amedrontador, quando ao mesmo tempo, ele consegue ser carismático e tenta ser extrovertido. Victor Zsasz é o outro lado da moeda, pois é ele quem mata para o Sionis. Ambos tem uma grande conexão de ver o sangue escorrer. O conflito interno de Roman ao colocar a máscara, e o desejo de ter tudo na mão e um outro ponto positivo no vilão.

Encaminhando para o terceiro ato, o filme R-Rated da DC faz belas e memoráveis cenas de ação, coreografadas de forma espetacular. Sionis decide matar todas que estivessem ao lado de Harley, sem piedade, para caçar o diamante. As belas lutas que, sejam elas em conjunto ou individuais, fazem o filme ter um espetáculo de coreografia. A Caçadora, em especial, tem incríveis cenas com a besta e na Casa dos Horrores, palco da luta final. Mesmo com o tempo de tela curto, Helena rouba todas as cenas em que aparece, assim como a Canário quando se trata de lutar. A sequência de ação da Arlequina consegue ser as melhores do filme, explorando suas habilidades de ginasta e com patins. Aliás, por que não tivemos cenas de luta com patins e o martelo dela antes?

A estética de Aves de Rapina, em um todo, consegue ser perfeita para a proposta do filme. O longa não passa uma lição de moral perceptiva como alguns outros. Porém, o título fala por si só: “Emancipação”. Se libertar de algum tipo de abuso, seja ele físico, psicológico ou mesmo no trabalho, sem reconhecimento de seus feitos. O figurino, que remete até os anos 80 – caso da Canário Negro – é, de fato, um dos pontos positivos do filme, tanto a roupagem estilista de Sionis, quanto as novas formas da Arlequina mostrar sua persona.

Não só o figurino, mas a trilha sonora, com músicas inéditas tão boas quanto Esquadrão Suicida. Cathy Yan, também acerta num visual deslumbrante de Gotham, mostrando ela tanto ao dia, quanto a noite, e o quão ela pode ser sombria em certos momentos do filme. A pura diversão de Aves de Rapina se destaca como nenhum outro filme de herói, mas claro, tendo momentos de seriedade e muita brutalidade.


Veredito

Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa relembra as histórias de Mad Love, de Paul Dini e Bruce Timm, trazendo uma Arlequina sozinha no mundo, independente do Coringa. A energia de Margot Robbie é contagiante aos ombros da personagem, que é protagonista em todo o filme. Ela nasceu para interpretar a Quinn. Jurnee, Mary Elizabeth e Rosie Perez, são coadjuvantes memoráveis, que conseguem garantir seu espaço ao decorrer do filme. Não só as heroínas, mas os vilões de Chris Messina e Ewan McGregor fazem jus aos quadrinhos. Principalmente Ewan, numa forma excepcional, se entrega para interpretar um Máscara Negra digno.

Embora o começo seja confuso, o encaixe final amarra tudo, sem deixar pontas soltas, mantendo a atenção do espectador, equilibrando diversão com ação e drama. A DC não teve medo de abraçar a ideia de fazer uma Arlequina sem amarras, um filme colorido e divertido pelos 109 minutos que parecem passar rápido. Os trailers não entregam em nada o filme. Com Aves de Rapina, a DC caminha para novos horizontes, podendo ter spin-offs, expandindo ainda mais seu universo nos cinemas.

9/10.

Aves de Rapina| Reações da crítica inglesa são extremamente positivas

Com as primeiras reações no México sendo positivas, a imprensa inglesa pôde desfrutar do filme de Arlequina e sua gangue emancipada. A Premiere de Aves de Rapina ocorreu ontem (29), em Londres, e muitos fãs foram prestigiar, recebendo o carinho de Margot Robbie, Mary Elizabeth Winstead, Jurnee Smollett-Bell e as demais atrizes, diretora e a produção do filme. Confira algumas reações abaixo:

“#AvesDeRapina é muito divertido e violento ao extremo. As protagonistas são ótimas e totalmente diferentes uma das outras. Ewan McGregor interpreta um Máscara Negra que é tão sinistro quanto hilário.” – Brandon Davis, Comic Book.

“Acabei de assistir #AvesdeRapina e posso dizer que é meu filme favorito do DCEU. Assim como Shazam, consegue encontrar seu espaço, estética e tom completamente únicos e distintos, além das grandes cenas de ação de Ewan e o restante do elenco estão 100% fantabulosos. Por que antes desse filme nunca tivemos grandes cenas de ação com patins?” – Mike Rougeau, Editor-Gerente de Entretenimento da Game Spot.

“#AvesdeRapina é uma loucura – cheio de atitude e algumas das mais inventivas, esmagadoras de ossos sequências de lutas no gênero de super-herói até hoje. Entrei com poucas expectativas e fiquei agradavelmente surpreendida com a diversão que tive. Não reinventa a roda, mas consegue deixar mais estilosa.” – Laura Prudom, Vice-Gerente de Entretenimento do IGN.

“#AvesdeRapina é como se John Wick entrasse em uma funhouse maluca cheia de glitter e com vários xingamentos. É tudo o que você pode pedir de Arlquina e sua gangue de garotas. Gostei desse filme completamente.” – Líder Editorial da Atom Tickets.

“#AvesDeRapina conta com ótimas cenas de ação, humor e alguns dos personagens mais memoráveis que já vimos nos filmes da DC, mas o grande destaque fica por conta de Margot Robbie. Ela está fantabulosa como Arlequina, além de provar que às vezes nossos relacionamentos mais valiosos são os que temos com boa comida.” – Erik Davis, Editor-Chefe do Fandango.

Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa estreia dia 6 de fevereiro nos cinemas.

Diretora de Aves de Rapina revela que recebeu conselho de Patty Jenkins

O mais novo filme da DC se aproxima, trazendo nas telonas novamente Margot Robbie como a Arlequina, comandando as Aves de Rapina. Em uma entrevista a Variety, Cathy Yan afirmou ter recebido conselho de Patty Jenkins, que dirigiu Mulher Maravilha (2017).

Cathy Yan, diretora de 33 anos, fez quatro filmes em toda sua carreira, sendo três deles curta-metragens. A diretora nasceu na China, mas viveu boa parte de sua vida nos Estados Unidos.

Questionada em como ela ficou sabendo da equipe feminina da DC, ela respondeu:

Peguei um café com Christina Hodson, a roteirista, um mês ou dois depois de Sundance. Nós nos demos muito bem. E foi ótimo ver alguém que tinha um histórico semelhante a mim trabalhando nesse nível. Foi a primeira vez que ouvi falar sobre o filme.

Muito surpresa com sua escolha para a direção e entusiasmada com isso, a diretora revelou a escolha de um novo visual pra Gotham, mais colorido, sendo a cara da Harley.

Eu sabia que queria criar um tipo diferente de Gotham, através dos olhos da Harley, que nunca tínhamos visto antes. Você sabe, a Gotham do Batman é muito parecida com as torres ousadas, altas e art déco – como o centro de Manhattan. Eu estava pensando que essa Gotham deveria se sentir diferente. É o mundo da Arlequina. É um pouco mais sucateado, e um pouco mais do bairro externo. Além disso, eu também queria ter certeza de que estava mais colorido e colorido. É corajoso, mas ao mesmo tempo, as pessoas estão se divertindo. As pessoas ainda não desistiram. Não é um mundo triste, onde nada funciona.

Ainda na entrevista, ela falou sobre como Patty Jenkins a motivou nessa processo.

Eu tive esse apoio institucional desde o início. Mas, ao mesmo tempo, todos os dias, lembro-me de estar muito preocupado, tipo, nunca tinha feito isso antes. Na verdade, chamei Patty Jenkins durante a preparação e fico tipo “O que estou fazendo?” Ela me disse: “Você precisa se lembrar que ninguém conhece esse filme tanto como você. É isso que faz de você o diretor.” E isso foi muito, muito útil.

Muito animada com sua produção, além de Mulher Maravilha 1984, Viúva Negra e Os Eternos serem dirigidos por mulheres, Yan acredita que as diretoras podem fazer uma grande escala no universo cinematográfico, para garantirem seu espaço em grandes produções.


A nova produção da DC teve reações positivas, descrito como bastante violento, cenas de ação incríveis e sendo um dos melhores filmes de heróis desde a Trilogia Nolan.

Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa chega dia 6 de fevereiro nos cinemas.

Confira o trailer final abaixo:

Aves de Rapina| Novo trailer cheio de ação dá mais detalhes da trama

Recentemente, A Warner Bros. divulgou o segundo trailer de Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa. Confira abaixo:

O trailer destaca ainda mais a equipe e como a Arlequina se “livrou” do Coringa. Além disso, temos o primeiro vislumbre de Roman Sionis como Máscara Negra e Victor Zsasz com suas marcas convencionais no corpo.

Sinopse: “Você já ouviu aquela música sobre um policial, uma cantora, uma psicopata e a princesa da música? Aves de Rapina: Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa é um elemento distorcido narrado pela Harley, como ela poderia contar. Quando o mais terrível e narcisista vilão de Gotham, Roman Sionis, e seu braço direito, Zsasz, inicia um cassar uma jovem chamada Cass, a cidade é virada de cabeça para baixo em busca da garota. Os caminhos de Arlequina, Caçadora, Canário Negro e Renée Montoya se separam e o quarteto improvável não tem escolha a não ser um para derrubar romano”.

O filme estreia dia 6 de fevereiro nos cinemas.

Máscara Negra é o vilão para a Era Trump, diz Ewan McGregor

O primeiro trailer de Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa, mostrou as heroínas do longa, como também, o vilão, Máscara Negra (Ewan McGregor). É esperado que o homem de negócios do submundo de Gotham, seja cruel tanto quanto nos quadrinhos. O ator comentou sobre Sionis no filme. Ele descreve como o vilão perfeito para a “Era Trump”.

“Ele é um narcisista absoluto”, explicou McGregor, “mimado em sua educação a ponto de não ter contato com o que é a vida ou as pessoas, que tem uma pele fina e não quer nada além de ser o centro das atenções”.

O intérprete do assassino Victor Zsasz (Chris Messina), ainda contribuiu, explicando sua visão sobre Sionis.

“Ele é um vilão incrível porque é muito simpático e sedutor”, revelou Messina. “Você gosta, eu gosto dele, ele é fofo, é divertido estar no mundo dele. E então ele vai morder sua perna. Ele tem essas voltas incríveis de violência, essa qualidade feroz. Há alguns momentos no filme em que ele fica furioso por ter realmente ido lá, e você podia ouvir um alfinete cair. Então ele ligava um centavo e voltava ao charme do personagem“.

McGregor ainda jogou uma teoria de que os vilões poderiam ter um relacionamento amoroso no longa, mas não confirmou nada:

“Definitivamente, temos um vínculo muito interessante”.

De acordo com o site americano ScreenRant, a sinopse geral de Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa, é que Harley literalmente se emancipará do Coringa, unirá forças com outras heroínas como a Caçadora e Canário Negro, e lutará contra Máscara Negra e Zsasz para proteger Cassandra Cain.

O filme estreia de 7 de fevereiro de 2020.

Na direção de Cathy Yan e o roteiro de Christina Hodson, o elenco do filme conta com Arlequina (Margot Robbie) Caçadora (Mary Elizabeth Winstead), Canário Negro (Jurnee Smollett-Bell), Cassandra Cain (Ella Jay Basco), Renee Montoya (Rosie Perez), Máscara Negra (Ewan McGregor) e Victor Zsasz (Chris Messina).

Série animada da Arlequina ganha data de estreia

A mais nova produção do DC Universe, ‘Harley Quinn’, ganha sua data de estreia na plataforma. Dia 29 de novembro a série animada irá ao ar para os assinantes do streaming.

Os produtores Justin Halpern é Patrick Schumacker fizeram o anúncio no painel da DC na Nem York Comic-Con, ontem (3).

Sinopse: Harley Quinn’, baseado nos personagens da DC, foca em Arlequina, que finalmente terminou de uma vez por todas qualquer que fosse seu relacionamento com o Coringa, tentando criar uma reputação para si mesma como a Rainha do Crime de Gotham City. A série traz Arlequina, Hera Venenosa e um elenco gigante de heróis e vilões, novos e antigos, do Universo DC.

O elenco conta com Kaley Cuoco (Arlequina), Lake Bell (Hera Venenosa), Alan Tudyk (Coringa), Diedrich Bader (Batman), Christopher Meloni (Jim Gordon), Tony Hale (Doutor Psycho), Rahul Kohli (Espantalho), Sanna Latham (Mulher Gato), Jason Alexander (Syd Borgman), Ron Funches (Tubarão Rei), Tom Kenny (Cara-de-Barro), J.B. Smoove (Planta da Ivy) e Wanda Skyes (Rainha das Fábulas).

Arlequina e Aves chutam algumas bundas em primeiro trailer de Birds of Prey

O Esquadrão Suicida de 2016 apresentou uma série de vilões e anti-heróis ao DCEU, mas poucos foram tão bem recebidos quanto a Arlequina de Margot Robbie. No ano que vem ela deve retornar como uma integrante das Aves de Rapina, da diretora Cathy Yan, Embora o filme não seja uma sequência direta de Esquadrão Suicida, ele continuará a história de Harley, assim como abrirá as portas para novos personagens do DCEU.

E nessa tarde, a Warner Bros. lançou ao público o primeiro trailer oficial do longa. Confira abaixo.

No filme, Harley se juntará a Canário Negro (Jurnee Smollett-Bell) e Caçadora (Mary Elizabeth Winstead), bem como à detetive da polícia de Gotham City Renee Montoya (Rosie Perez) para ajudar a proteger a jovem Cassandra Cain (Ella Jay Basco) do vilão Máscara Negra (Ewan McGregor).

Aves de Rapina: Arlequina e sua emancipação Fantabulosa estreia em fevereiro de 2020.

Primeiro pôster de ‘Aves de Rapina’ dá asas à Arlequina

Falta menos de um ano para a estreia do filme, e a divulgação de ‘Aves de Rapina’ começou. Hoje mais cedo, foi lançado o primeiro pôster do filme. Confira logo abaixo:

A imagem destaca Arlequina com um visual totalmente diferente de ‘Esquadrão Suicida’, com vários querubins assassinos girando em torno de sua cabeça.

É uma personagem que já conhecemos antes, mas é realmente a sua própria história, e foi assim que me aproximei”, disse Hodson à Total Film. “Eu apenas tentei me soltar. Me apaixonei por esse personagem, e depois por todos esses outros novos personagens. E eu apenas criei uma nova história que parecia uma coisa própria, e que não precisa ser parece que segue um ou outro”, concluiu a diretora.

De acordo com o site americano ScreenRant, a sinopse geral de Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa, é que Harley literalmente se emancipará do Coringa, unirá forças com outras heroínas como a Caçadora e Canário Negro, e lutará contra Máscara Negra e Zsasz para proteger Cassandra Cain.

O filme estreia de 7 de fevereiro de 2020.

Na direção de Cathy Yan e o roteiro de Christina Hodson, o elenco do filme conta com Arlequina (Margot Robbie) Caçadora (Mary Elizabeth Winstead), Canário Negro (Jurnee Smollett-Bell), Cassandra Cain (Ella Jay Basco), Renee Montoya (Rosie Perez), Máscara Negra (Ewan McGregor) e Victor Zsasz (Chris Messina).

SDCC19 – A série animada da Arlequina tem seu elenco revelado!

Nesse sábado (20) que está por vir, os fãs estarão mais agraciados com o que vão receber no painel da DC. A animação da Arlequina trará novidades.

Porém, algumas vozes já foram reconhecidas e o elenco dito. O teaser trailer da vilã foi lançado na New York Comic-Con em outubro do ano passado. Claro, apenas Gordon, Coringa, Hera Venenosa, Harley e Batman tinha sido revelados. Os últimos três no teaser. Mas, durante a ‘Preview Night’ do evento na quarta (17), o produtor de desenhos da série, Patrick Shumacker divulgou alguns detalhes.

Confira o teaser trailer:

“Enquanto ela tenta construir sua influência criminosa na cidade natal de Batman, Harley vai montar sua própria gangue de bandidos, incluindo o novo personagem Syd Borgman, um ciborgue octogenário com voz de Jason Alexander. Metade de suas partes do corpo são robóticas, mas elas são dos anos 80”, diz Schumacker, “então ele é um tipo de homem robô analógico”. Ainda acrescentou que muitos outros vilões vão estar como o Cara-de-Barro, Doutor Psycho, Bane e Tubarão-Rei.

“No topo da ação, procure por uma comédia direta a partir deste enredo maluco, que se desenrola ao longo de uma primeira temporada de 13 episódios. A comediante Wanda Sykes é a malvada Rainha das Fábulas e J.B. Smoove é a planta-de-casa sossegada de Ivy. E quando o braço de Clayface (Cara-de-Barro) é cortado durante um assalto mal feito, ele desenvolve uma vida própria”.

O elenco conta com Kaley Cuoco (Arlequina), Lake Bell (Hera Venenosa), Alan Tudyk (Coringa), Diedrich Bader (Batman), Christopher Meloni (Jim Gordon), Tony Hale (Doutor Psycho), Rahul Kohli (Espantalho), Sanna Latham (Mulher Gato), Jason Alexander (Syd Borgman), Ron Funches (Tubarão Rei), Tom Kenny (Cara-de-Barro), J.B. Smoove (Planta da Ivy) e Wanda Skyes (Rainha das Fábulas).

A série animada estreia em outubro deste ano.

Veja algumas imagens dos vilões abaixo: