Arquivo da tag: Hans Zimmer

Veja a cena de abertura de Mulher-Maravilha 1984

Diana compete nas Olimpíadas das Amazonas.


O tão aguardado filme da Mulher-Maravilha, Mulher-Maravilha 1984, chega aos cinemas brasileiros amanhã (17), com muitos ainda fechados. Entretanto, antes da estreia mundial marcada para hoje (16), a DC Comics preparou um DC FanDome especial só para o longa de Patty Jenkins, para a premiere do filme – veja acima.

Tivemos vários fãs fazendo perguntas ao elenco e a diretora, a presença de Lynda Carter, a Mulher-Maravilha dos anos 70, a composição da trilha de abertura por Hans Zimmer e a cena de abertura exclusiva mostrada na premiere. Confira abaixo:

Anúncios

Relembrando sua infância, Diana entra na Olimpíada das Amazonas em Themyscira, para competir, ao lado de habilidosas guerreiras. Antíope (Robbie Wright) diz que “grandeza não é o que você pensa”, uma das frases do primeiro trailer de Mulher-Maravilha 1984

Em Mulher-Maravilha 1984, a heroína está nos anos 80, e novos perigos surgem, quando Maxwell Lord (Pedro Pascal) quer controlar todos, e Diana encontra em sua amiga, sua predadora mais feroz, a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig).

Mulher-Maravilha 1984 conta no elenco com Gal Gadot (Mulher-Maravilha)Chris Pine (Steve Trevor)Kristen Wiig (Mulher-Leopardo)Pedro Pascal (Maxwell Lord)Connie Nielsen (Hipólita) e Robbie Wright (Antíope).

O filme estreia no dia 17 de dezembro no Brasil.


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anual

Fazer uma contribuição uma única vez

Fazer uma contribuição mensal

Fazer uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Hans Zimmer comenta sobre seu trabalho em Duna

Em recente entrevista dada à Variety, Hans Zimmer comentou sobre suas composições para a trilha sonora de “Duna“, adaptação do clássico de ficção científica literário que será dirigido por Dennis Villeneuve (“A Chegada“, “Blade Runner 2049“).

O compositor vencedor do Oscar por “O Rei Leão” comentou anteriormente que o livro de Frank Herbert foi muito importante em sua vida e, por isso, este será um dos trabalhos mais especiais em sua carreira.

“Estou trabalhando em diferentes experimentações, e ainda não sei se todas vão aparecer no filme. Mas, garanto que existe uma dedicação muito grande para criar algo diferente, sólido, e que honra a obra de Frank Herbert.”

hans-zimmer-foto-via-variety-conteudo-categoria-nerd-3641677

Vencedor de um Oscar e amplamente premiado, Hans Zimmer vem sendo um dos compositores mais reconhecidos da indústria. O gigante compositor é sempre requisitado para grandes produções e faz parcerias com grandes diretores do cinema como Christopher Nolan e Dennis Villeneuve.

Duna deve chegar aos cinemas no dia 18 de dezembro de 2020.

Hans Zimmer completou 62 anos; relembre trilhas marcantes

O compositor alemão Hans Florian Zimmer completou 62 anos na última quinta (12). Muito querido pelos fãs de heróis, amigo de Christopher Nolan e realmente a frente de seu tempo, Zimmer não poupa esforços para entregar trilhas sonoras magistrais e deixar sua marca. Relembre aqui algumas faixas.


O Rei Leão

Começamos a lista com Rei Leão (1995 e 2013). Um filme animado que retrata a vida de Simba, o futuro rei da selva. Zimmer entrega trilhas mágicas, com muita semelhança ao tema proposto e ambientação. Ele demonstra muito bem isso em “Remember”.

Gladiador

Uma das mais marcantes trilhas sonoras composta pelo alemão foi em Gladiador (2001), filme de Ridley Scott. Junto de Lisa Gerrard e Klaus Badelt, o compositor consegue transpassar músicas tensas de batalha, esperançosas de vitória e tristes, de um fim de um gladiador. Nas cenas finais, há três que devemos destacar “Elysium”, “Honor Him” e “Now We Are Free“.

Piratas do Caribe: Trilogia Verbisnki

Novamente, trabalha com Klaus Badelt, porém apenas no primeiro filme de 2003. Nos outros dois ‘Piratas do Caribe: O Baú da Morte’ e ‘Piratas do Caribe: No Fim do Mundo’, compôs sozinho. É incrível o uso da ação, com violinos,o abaixar e aumentar do som que ele consegue fazer. Vamos destacar alguns: “He’s a Pirate”, “Up is Down”, “Hoist the Colours”, “One Day” e o tema principal. Sem falar no de Davy Jones

Trilogia Nolan

O primeiro filme de heróis de Zimmer foi em Batman Begins (2005). Trabalhado com James Newton Howard, Hans consegue impor sua genialidade em cenas de ação e de ambientação. Há de ter um destaque muito grande na trilogia, pois alavancou ainda mais sua carreira. Listando as principais, respectivamente na ordem dos filmes: “Eptesicus”, “Molossus”, “Corynorhinus”, “Why So Serious”, “Like a Dog Chasing Cars”, “Gotham’s Reckoning”, “Why do We Fall” e “Rise”.

A Origem

Mais uma vez trabalhando com Nolan, Zimmer tem uma tarefa difícil. Uma trilha sonora para um filme que retrata os sonhos. E com certeza, está no Top 5 de seus melhores trabalhos. “Time” e “Dream is Collapsing” são as principais. Uma que lhe faz refletir, e a outra que lhe tira o fôlego.

O Cavaleiro Solitário

Retornando a trabalhar com Gore Verbiski (Piratas do Caribe), Hans Zimmer tem a missão de remontar músicas clássicas e deixá-las aptas para o filme lançdo em 2013. Minuciosamente, ele consegue fazer da “William Tell Overture” divertida e ainda mais rápida.

Era Snyder

Hans volta a trabalhar com a DC, só que dessa vez é o Superman. Em o Homem de Aço (2013), conseguiu trazer esperança nas trilhas do Escoteiro, não usando nenhuma parte da original composta por John Williams, criando sua versão. “Flight” e “Arcade” denotam isso.

Já em Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016), trabalhou com Junkie XL. Construiu uma trilha mais pesada, representando a tonalidade composta pelo filme. “Beautiful Lie”, “Men Are Still Good” e “Is She With You” são umas das várias trilhas sonoras ótimas do filme.

Interstellar

Mais um trabalho com Christopher Nolan, porém num tema diferente. Interstellar (2014). Uma viagem ao espaço. Explorar um Universo. A trilha, como sempre, encaixou perfeitamente com a proposta do longa. As mais notáveis são “First Step” e “Stay” que é o tema principal.

Dunkirk

Em 2017 é lançado Dunkirk, um filme de guerra. O incansável Christopher Nolan introduz cenários incríveis e catastróficos em uma história real. Zimmer, como lhe fora proposto, maquiou um som tenso em vários momentos, não variando muito sua sintonia e usando o barulho das passadas de um relógio. “The Mole” e “The Oil” são as principais.

X-Men: Fênix Negra

Mesmo sendo um fracasso na crítica, Fênix Negra (2019) ainda contém uma coisa boa. Sua trilha sonora bem extensa. O compositor consegue manter a intensidade em batalhas e quando a Jean perde seu controle. Sem falar que o Magneto tem uma trilha ainda mais sombria. “The Gap” ganha destaque.


Hans Zimmer é contudo um dos maiores compositores da história do cinema, e sem dúvidas o melhor no quesito de heróis. Com 110 prêmios ganhos de 178 indicações, ele fica apenas atrás do lendário John Williams, que tem 112 de 231 indicações.

É claro que há muitos outros filmes como ‘Hannibal’, ‘Madagascar’ e ‘O Espetacular Homem Aranha 2′ que ele também compôs.

Sua fama é evidente, e suas trilhas são marcantes, deixando um legado em cada filme que ele participa.

Seus próximos trabalhos serão em ‘Mulher Maravilha 1984′ e ‘Duna’ ambos que chegarão aos cinemas em 2020. Dia 4 de Junho e 18 de Dezembro, respectivamente.

É por estar trabalhando em ‘Duna’ que não irá compor a trilha de ‘Tenet’ filme de Christopher Nolan.

Que os deuses da música abençoem cada dia mais a mente desse homem, que faz o dia-a-dia de muitos uma magia e inspiração.