Arquivo da tag: Filme

Gotham Awards é adiado para início de 2021

Com a pandemia do Coronavírus causando grande estrago para cerimônias, festivais e produções cinematográficas, foi a vez do Gotham Independent Film Awards ser adiado também.

O evento, que iria acontecer entre o final de novembro e o início de dezembro, ficou marcado para o dia 11 de janeiro de 2021.

Filmes do dia 1 de janeiro de 2020 até o dia 28 de fevereiro de 2021 serão válidos. A trigésima edição encerrará suas inscrições no dia 1° de outubro, com a divulgação da lista de indicados no dia 12 de novembro.

O Gotham Awards continuou a ser um marco no cinema e na televisão independente, e esperamos celebrar o 30º aniversário e ajudar a iniciar a temporada de prêmios não convencionais deste ano”, disse em comunicado o diretor Jeffrey Sharp.

Jeffrey Sharp é o diretor executivo da Independent Film Project (IFP), que organiza o evento.

O Gotham Awards vai abrir a temporada anual de prêmios do cinema no dia 11 de janeiro de 2021, premiando em dez categorias.

SDCC20 | Roteirista comenta sobre polêmicas de Homem de Aço

David S. Goyer foi o responsável pelo roteiro do retorno do Superman ao cinemas em Homem de Aço, filme que é amado por alguns e odiados por outros, principalmente pelas polêmicas em seu roteiro, envolvendo a questão do “Superman não mata“.

Essas questões foram trazidas à tona durante seu painel na San Diego Comic-Con. De acordo com Goyer, a ideia era fazer um Superman mais “humano e realista”, assim como foi feito na Trilogia Cavaleiro das Trevas (2005-2012), de Christopher Nolan. Porém, a questão do Homem do Amanhã ser um alienígena, dificultou esse processo de humanização, já que eles tinham de demonstrar o quanto o Superman foi importante na humanidade, ao mesmo tempo em que trabalhava as emoções do azulão.

O roteirista comentou sobre algumas cenas do filme. A primeira é quando Clark deixa seu pai morrer durante o tornado. A explicação oferecida por Goyer, é de que Clark era inexperiente e tinha medo de se revelar ao mundo.

 “As pessoas tem que lembrar que Clark devia ter uns 17 anos na época. Ele não havia sido testado e não conhecia a extensão de seus poderes. (…) E do outro lado ele tem seu pai em sua cabeça dizendo ‘você tem que tomar muito cuidado’“.

A outra cena discutida, foi a morte de Zod, já que como citei no início da matéria, o Superman não mata. Porém, Goyer voltou a afirmar que essa decisão só foi tomada, porque o herói ainda era inexperiente.

“Há uma regra de que o Superman não mata, mas essa é uma regra imposta em um mundo fictício. (…) Mas esse é um Superman imaturo que acabou de aprender a voar. (…) Ele não conhece a extensão de seus poderes e está lutando contra alguém que nunca iria parar.”

David S. Goyer também revelou que eles tinham uma ideia para não matar Zod, que seria colocar o vilão numa nave Kryptoniana e enviá-lo para o espaço, mas essa ideia iria parecer apenas uma “desculpa esfarrapada” para trazer Zod de volta em um futuro filme.

Confira todo o painel:

San Diego Comic-Con @Home acontece do dia 22 ao dia 26 de julho. 

Quer saber mais sobre o evento online? A San Diego Comic-Con @Home acontece do dia 22 ao dia 26 de julho.

Não deixe de conferir o especial no canal Critical Room.

Kristen Stewart como princesa Diana?

A notícia que corre por aí é que em breve teremos um filme que vai contar um pouco sobre a princesa Diana!

Mas sobre o que vai ser o filme? Quem vai estrelar como a Lady Di?

Primeiramente, o filme se chamará Spencer – uma homenagem ao nome de solteiro da Lady Diana.

A produção irá contar com a atriz Kristen Stewart (mais conhecida por dar vida à Bela Swan na Saga Crepúsculo) como a princesa Diana, contará também com o diretor chileno Pablo Larraín (responsável pelo indicado ao Oscar “Jackie”) e contará com o criador de Peaky Blinders, Steven Knight, como roteirista.

Kristen Stewart, Pablo Larraín e Steven Knight (respectivamente)

De acordo com Larraín, o filme irá entrar em uma história sobre identidade e sobre como uma mulher decide de alguma forma, não ser a rainha.

“Diana é um ícone tão poderoso, onde milhões e milhões de pessoas, não apenas mulheres, mas muitas pessoas ao redor do mundo sentiram empatia por ela em sua vida”, diz o diretor Pablo Larraín.

A produção se passará nos anos 90, época em que Diana decidiu que seu casamento não estava dando certo e que devia se desviar de seu caminho de se tornar rainha.

A produção está prevista para ter início logo no começo de 2021.

Os dez casais icônicos da cultura pop

Hoje é o Dia dos Namorados, e nada melhor do que relembrar alguns dos casais mais fofos da cultura pop.

1- Homer e Marge (The Simpsons)

Homer e Marge são um dos melhores casais da cultura pop. Os dois se conheceram no colegial e estão juntos até hoje. Mesmo que tenham se separado algumas vezes, os dois sempre reataram o casamento, e seguem firmes e fortes para a 31° temporada de Os Simpsons.

2 – Peter e Mary Jane (Marvel)

Quando Gwen morreu, Mary Jane foi uma das pessoas mais importantes na vida de Peter Parker. Ela o ajudou a se recuperar daquele golpe duro que seu amigo havia sofrido, mas a amizade acabou se transformando num sentimento de paixão e depois de alguns desencontros, os dois finalmente se casaram e se tornaram um dos casais mais conhecidos e amados das HQs.

3 – Bruce e Selina (DC)

Certamente esse é o casal que mais briga nessa lista, porque um é um vigilante encapuzado, e a outra, uma ladra profissional, mas por incrível que pareça conseguiram ficar juntos, mesmo que tenham se separado várias vezes ao longo dos anos. Uma verdadeira briga de gato e morcego?

4 – Clark e Lois (DC)

O Homem de Aço tem um coração, e a dona dele é a repórter Lois Lane. Mesmo que no início ela achasse que Clark fosse um fracote covarde, tudo mudou depois que ela descobriu que ele era o Superman. Os dois formaram um vínculo tão forte, que quando ela foi assassinada pelo Coringa em Injustice, o ser mais bondoso do universo estabeleceu uma verdadeira ditadura na terra, tudo isso pela culpa de não ter impedido a morte de sua amada.

5 – Scott e Jean (Marvel)

Além de serem dois membros essenciais para os X-Men, Jean e Scott formam um casal que quase não teve a oportunidade de aparecer, por conta da timidez de Scott em revelar seus verdadeiros sentimentos para Jean. Por sorte ele conseguiu se abrir e hoje esse casal se tornou um dos mais queridos e conhecidos do universo Marvel.

6 – Hera Venenosa e Arlequina (DC)

Essas duas certamente são o casal que o público sempre torceu. Desde o início da amizade entre as duas, Hera sempre tentou tirar Arlequina do relacionamento abusivo que ela tinha com o Coringa, e quando isso aconteceu, as duas finalmente ficaram juntas. Inclusive se casaram no universo de Injustice.

7 – Hulkling e Wiccano (Marvel)

Outro casal LGBT, só que da Marvel! Hulkling e Wiccano fazem parte dos Novos Vingadores, além da química entre os dois ser incrível, o primeiro beijo do casal se tornou um ícone, mesmo que tenham sido deixados de lado hoje em dia.

8 – Jim e Pam (The Office)

Talvez esse seja o melhor casal de The Office. Já no primeiro episódio da série, Jim e Pam demonstraram uma química incrível, mesmo que nesse período eles fossem apenas amigos. Mas depois de um pouco de sofrimento, os dois finalmente ficaram juntos na quarta temporada da série.

9 – Julius e Rochelle ( Todo Mundo Odeia o Chris)

Na série Todo Mundo Odeia o Chris, os pais do protagonista roubaram a cena diversas vezes, com a economia de Julius, ou com as frases de Rochelle sobre seu marido ter dois empregos. Mesmo que essa seja uma adaptação de um casal real, eles mereciam um lugar nessa lista.

10 – Lily e Marshall (How I Meet Your Mother)

Esses dois certamente são o casal mais adorado de How I Met Your Mother, porque mesmo depois de diversas turbulências que abalaram a vida do casal, eles permaneceram unidos até o fim.


Essa foi a lista, espero que tenham curtido e feliz dia dos namorados!

Dia dos Namorados!

Galera! Como muita gente sabe, hoje é Dia dos Namorados. Mas por que esse dia é importante? O Dia dos Namorados, assim como outras datas comemorativas, é importante para que possamos celebrar fatos/datas marcantes, mas que nem sempre nos recordaríamos de comemorá-las.

Porém, o Dia dos Namorados também tem como função, alavancar o comércio por meio do consumo exagerado.

Infelizmente, o Dia dos Namorados, atualmente, vem trazendo uma certa frustração consigo, tanto para quem namora quanto para quem não namora. Por quê? Porque aqueles que não namoram, passam a buscar alguém para não ter que passar o dia só, ou sentem-se mal por não terem alguém; enquanto que aqueles que namoram, acabam se frustrando pois o comércio e a “cultura das comédias românticas” (cultura de massa), propagam que há uma maneira certa de celebrar essa data e que deve-se gastar muito para fornecer um presente de qualidade; sendo que para agradar o outro, nem sempre é necessário gastar muito.

*Dica de presente do Critical Room: Se você quer dar aquele presente legal pra pessoa que você ama, mas não sabe o que dar e a quarentena não está ajudando muito, a gente te dá umas dicas 😉:

~> Invista em coisas com valor sentimental:

– Chocolates e bilhetinhos carinhosos são sempre uma boa ideia! 😊

– Algo que lembre a primeira vez que se viram ou que lembre seu primeiro encontro (como uma música), pode trazer uma sensação boa.

– Demonstração de amor e carinho é sempre uma boa pedida!

– E se a quarentena te impede de ver essa pessoa, faça vídeo chamada e tenham um momento juntos! É sempre bom mostrar que você lembrou do outro.

– Aproveitem as nossas recomendações de filmes pro Dia dos namorados!

Para aqueles que não namoram, convidamos você que está lendo esse artigo, a celebrar o dia de hoje de forma diferente! Vamos celebrar com bons filmes, duas colheres de amor próprio e uma pitada de autoconhecimento:

Comer, Rezar, Amar é um ótimo filme da Julia Roberts sobre comida, amor, relação espiritual e autoconhecimento.

As loucuras de Dick e Jane é um filme de comédia sobre um casal não muito convencional, que precisam um do outro mais do que nunca, quando sua vida vira de cabeça para baixo.

Todo e qualquer filme do Shrek nos traz uma reflexão sobre estereótipos de casais, beleza interior e exterior e muita muita comédia.


Desejamos à todos Feliz Dia dos Namorados.

James Cameron se prepara para a retomada das gravações de Avatar 2

As grandes produções de Hollywood estão voltando ao período de gravação. Há alguns dias atrás foi a vez de The Batman retornar, e agora o diretor James Cameron junto com o produtor Jon Landau estão se preparando para a retomada das gravações da sequência de Avatar.Cameron chegou a Nova Zelândia e já está em isolamento social, situação que ele deve fica pelos próximos 14 dias, mas logo em seguida, as filmagens irão ser retomadas.
Avatar 2 está previsto para chegar aos cinemas em 18 de dezembro de 2021.

Dia do Orgulho Nerd!

Caros nerds, chegou o nosso dia! O dia de comemorar o fato de sermos Nerds/Geeks.


Para quem não sabe, o dia 25 de Maio é conhecido como Dia do Orgulho Nerd, em homenagem ao lançamento do filme Star Wars IV (1977), e em homenagem ao Douglas Adams, autor de O Guia do Mochileiro das Galáxias (2001).

Bom, o que conhecemos hoje como Nerd, vem mudando ao longo dos anos.
O Nerd, era aquele cujo estereótipo era de “esquisitão”, “excluído”, “feio(a)”…
Mas com o passar dos anos, tal estereótipo, sobre o nerd, vem sido quebrado.

Na concepção mais atual, o nerd vem ganhando destaque, através do cinema, de HQ’s, e de games, por exemplo. Ser nerd, passa a ser algo mais “naturalizado”, por assim dizer, e passa-se a ser algo mais valorizado, encaixando-se, comumente, como parte da Cultura Pop.

Afim de homenagearmos todos os nerds que nos acompanham, nós do Critical Room separamos alguns filmes para vocês׃


  1. De Volta Para o Futuro

2. Coringa

3. Pantera Negra

4. Jogos Vorazes

5. O Exterminador do Futuro


Todos nós do Critical Room desejamos um feliz dia do Orgulho Nerd!

Crítica: Taxi Driver (1976)


Aviso: Crítica sem spoilers!


Taxi Driver (1976) dirigido por Martin Scorcesse e estrelado por Robert De Niro no papel de Travis, o motorista de táxi, certamente é um dos grandes clássicos do cinema e um dos melhores filmes do diretor. O filme mostra um militar que sofre de insônia (viciado em pornografia) que decide se tornar um motorista de táxi na Nova York dos anos 70.

O filme não nos mostra o que Travis passou na guerra, mas mostra que além de ter uma habilidade com qualquer tipo de arma (típico de um soldado), ele também tem uma bela imaginação para montar apetrechos e outras bugigangas.

Taxi Driver captura muito bem a mudança que o personagem teve ao ser rejeitado por uma mulher que ele havia se interessado, quer dizer, ele já era desequilibrado, mas depois desse evento, as coisas ficaram piores. Isso pode ser culpa da insônia, misturada com todos os traumas que ele certamente sofreu quando era soldado.

Além de toda narrativa muito bem construída, o longa retrata muito bem a Nova York dos anos 70, com todo crime e desigualdade social. Mesmo que a câmera foque mais no De Niro durante as cenas dentro do táxi, você consegue ver as luzes da cidade, que de iluminada não tinha nada.

Os coadjuvantes também ajudam a manter a narrativa mais interessante, como os colegas de trabalho de Travis, com todos os comentários sobre o trabalho. A prostituta que Travis tem contato e os traficantes que aparecem durante o film, ajudam a manter a ideia da cidade podre, mas bonita.

A trilha sonora é outro ponto alto, mesmo que aparente ser meio repetitiva, ela ajuda a mostrar a instabilidade do personagem, que parece que vai surtar a qualquer minuto (ponto para o De Niro que entregou uma atuação impecável)

Taxi Driver é um clássico do cinema que merece (e tem) ser passado de geração em geração, é incrível como um filme da década de 70 consegue ser tão atual e esplêndido como Taxi Driver é!


Veredito

Um filme que retrata com maestria alguém que é atormentado por diversos traumas do passado.

10/10.


ASSISTA AO NOVO VÍDEO DO CANAL https://youtu.be/a38fjvC2s6c

Fãs pedem que a Sony lance Homem-Aranha 4 através de campanha nas redes sociais.

No último dia 3, foi o aniversário de 18 anos do primeiro filme da trilogia Homem-Aranha, dirigida por Sam Raimi e no dia 4 foi o aniversário de 13 anos de seu encerramento, com Homem-Aranha 3, mas hoje, dia 6 de maio de 2020, os fãs dessa trilogia se reuniram em várias redes sociais para subir a hashtag “#WeWantSpiderMan4”.

A trilogia iria ganhar seu quarto filme em 2011, mas por conta da saída de Sam Raimi e Tobey Maguire (Por conta de desavenças na produção entre o diretor e estúdio) o projeto acabou sendo cancelado em 2010. E a certeza de que a trilogia não iria ganhar o quarto filme ocorreu quando The Amazing Spider-Man foi produzido e lançado em 2012, isso acabou com qualquer chance de Homem-Aranha 4 ser lançado.

Consegui entrevistar um dos vários participantes do movimento e fiz algumas perguntas. A primeira foi qual era a intenção deles com essa campanha.

“Bem, vejo que muita gente tem dúvidas a respeito disso, mas as nossas intenções envolve muito mais que um Homem-Aranha 4, sabe? Eu sei que é muito improvável de um quarto filme acontecer no momento, mas essa hashtag tem como intuito mostrar a nossa insatisfação com o rumo que os filmes atuais estão tomando, além disso, também a gente vê essa hashtag como uma oportunidade de por exemplo termos uma pequena aparição do Tobey em “Doutor Estranho 2″, já que o vários elementos do Multiverso vão estar presentes no filme e etca. Além de também ser dirigido pelo Sam Raimi (diretor da trilogia), mas assim… eu vejo isso também como uma homenagem a trilogia também, sabe? Pra que possamos demonstrar nosso carinho e mostrar que não esquecemos ela”.

Perguntei se eles tinham alguma esperança de que a Sony atenda aos fãs.

“Sim, eu tenho uma pequena esperança, eu sinto que a Sony sabe que todo mundo quer isso, e vai acabar vendo isso como uma oportunidade… a gente não quer necessariamente um quarto filme, se tiver uma aparição do Tobey, mesmo que o quão mínima ela for, ficaremos felizes.”

Para finalizar, perguntei se eles apoiavam a ideia de que Sam Raimi seja o diretor da nova trilogia do Homem-Aranha, com Tom Holland no papel principal.

“Claro que sim, eu acredito que ele podia salvar muita coisa dessa versão do Tom Holland… sabe? Apesar de ter coisas ali que já nasceram estragadas dentro do universo dele, acredito que dá pra ele trazer um filme decente do Homem-Aranha, sem dúvida alguma.”

A Sony pode acabar ignorando toda essa campanha, mesmo assim os fãs nunca deixaram de amar essa trilogia que entrou para a história dos filmes de heróis.

‘Homem-Aranha’ estreava hoje nos cinemas há 18 anos

Homem-Aranha dirigido por Sam Raimi e estrelado por Tobey Maguire fazia sua estreia no dia 3 de Maio de 2002, ou seja, hoje fazem 18 anos desde sua estreia. O filme que conta a clássica história de Peter Parker se tornando o Homem-Aranha.

O filme de certa maneira possibilitou essa grande quantidade de filmes do gênero hoje em dia, já que quando estreou nas telonas, o longa foi um sucesso e se tornou um clássico do gênero de heróis.

Isso só foi possível graças ao enredo e as diversas cenas do filme que se tornaram clássicas, como o beijo na chuva e o Web-Swining no final do filme. Não podemos deixar de falar do antagonista protagonizado por Willem Dafoe que roubou a cena em diversas partes do filme, tanto como Norman Osborn ou Duende Verde.

Homem-Aranha já está marcado na história do cinema, como uma das melhores adaptações de quadrinhos já feita.

Continuar lendo ‘Homem-Aranha’ estreava hoje nos cinemas há 18 anos

Sam Raimi confirma seu envolvimento em ‘Doutor Estranho No Multiverso da Loucura’

Sam Raimi, conhecido pela trilogia Homem-Aranha (2002-2007) e pela franquia The Evil Dead confirmou que vai ser o diretor de Doutor Estranho No Multiverso da Loucura.

O diretor acabou deixando a informação escapar durante uma entrevista, onde ele falou sobre a referência feita ao Mago Supremo durante Homem-Aranha 2.

“Eu amava o Doutor Estranho quando era criança, mas ele sempre vinha depois de Homem-Aranha e Batman, ele era provavelmente o número 5. Ele era tão original, mas quando fizemos este momento em Homem-Aranha 2 eu não fazia ideia de que eu acabaria fazendo um filme do Doutor Estranho, então foi engraçado para mim que a fala estava no filme. Devo dizer que eu gostaria de ter tido a visão do futuro para saber que eu seria envolvido no projeto”. 

A fala que Raimi se refere ocorre na cena em que Jonah Jameson sugere o nome de Doutor Estranho ao vilão Otto Octavius, mais conhecido como Doutor Octopus.

Doutor Estranho No Multiverso da Loucura chega ao cinemas no dia 5 de Novembro de 2021.

Missão Impossível 7 | Filmagens do longa são adiadas por conta do Coronavírus

O Coronavírus continua causando impactos na cultura, desta vez, as filmagens de Missão Impossível 7 foram adiadas por conta do surto do Coronavírus na Itália, o longa teria filmagens em Veneza. A Paramount já liberou toda a equipe envolvida nas três semanas de filmagens em Veneza, o anúncio ocorreu logo após o alerta que o governo local emitiu.

A Itália já tem 219 casos do Coronavírus, e é o maior número de casos fora da Ásia, a doença já fez com que o governo suspendesse festivais e outros eventos, o próprio carnaval de Veneza foi encurtado.

Missão Impossível 7 chega 23 de Julho de 2021.

Crítica: Sonic (2020)

Aviso: Crítica sem spoilers!


Sonic estreou na última quinta-feira (13), com reações positivas. O filme é bem cômico e divertido, e contêm várias referências. Eles pegaram bem o carisma do Sonic e sua personalidade “rápida”. Sua interação com os demais personagens é bem fluida e divertida. Recomendo pra quem e fã do personagem.

A atuação de Jim Carrey como doutor Eggman também não decepcionou. O ator trouxe uma atuação engraçada e divertida como o cientista maluco. Sua atuação como Eggman foi algo nostálgico e legal de se ver.

Ben Schwartz teve uma ótima atuação como Sonic, por mais que tenha sido apenas na voz, ele conseguiu transmitir a personalidade divertida e espontânea do nosso favorito personagem dos games.

Referências do filme:

Assim como foi visto no trailer, o mundo de Sonic foi umas das coisas mais fiéis aos jogos e animações. O cenário era tão incrível e lindo de ser visto no cinema, que era como se estivéssemos dentro de seu mundo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Outra referência muito bacana que tivemos, foi o Sonic lendo o gibi do Flash de forma rápida. Quem melhor do que herói da DC para servir de inspiração para nosso amiguinho azul?

Este slideshow necessita de JavaScript.

Visual do Sonic:

Devemos bater palmas para os produtores do filme pela gentileza e carinho, por ouvir as reclamações do fãs devido ao visual anterior do personagem. Eles decidiram arriscar, e mudaram o visual do Sonic com tão pouco de tempo que tinham. Sem falar que o filme já estava pronto, mas mesmo assim o fizeram, e saiu perfeito.

Rebuscaram seu visual totalmente dos games, excluindo uma tentativa de deixá-lo parecer mais real. A reclamação de seu visual no trailer foi o estopim para que mudassem. É uma das únicas vezes que um diretor escuta a opinião dos fãs, corrigindo assim, sua caricatura no mesmo trailer semanas depois.

O CGI e os efeitos especiais estavam ótimos e bem fluidos. Sua interação com os atores reais era quase realista. Não foi nada tão estranho assim como vimos em Pica-Pau (2017).


Veredito

Sonic é um filme cômico, vivo e divertido. É um longa com o objetivo de levar os fãs para momentos nostálgicos, com cenas divertidas e cômicas. O filme contêm duas cenas pós-créditos super legais e nostálgicas… na verdade, o filme todo é assim.

10/10.

 

Planeta dos Macacos vai ganhar reboot na Disney

De acordo com o site Hollywood Reporter, a franquia ‘Planeta dos Macacos’ vai retornar aos cinemas com o diretor Wes Ball, ele foi o diretor responsável pela trilogia de filmes ‘Maze Runner’.

Essa decisão se deve ao fato de que a FOX não teve um bom primeiro semestre com o filme ‘X-Men: Fênix Negra’, que acabou sendo um fracasso de bilheteria. Ao contrário da trilogia Planeta dos Macacos, que é um sucesso de crítica e bilheteria.

Ao todo, a trilogia atual faturou cerca de 1,6 bilhões de dólaresa. Além disso os três filmes têm uma taxa de aprovação alta, com mais de 80% de críticas positivas em cada filme.

Homem Aranha| Marvel planeja mais 6 filmes do herói

Isso mesmo, a Marvel está planejando mais 6 filmes do Homem Aranha, divididos em 2 trilogias. É claro que isso só vai ser possível se o contrato com a Sony for renovado.

A informação é do site We Got This Covered e de acordo com o ele, as duas trilogias vão mostrar uma fase da vida do personagem, desde a formatura na faculdade até o início da vida adulta de Peter.

Além disso, aparentemente novos vilões vão ser inseridos, e a chance de vermos o sexteto sinistro nos próximos filmes é alta.

Homem Aranha 3 chega aos cinemas em 2021, com Tom Holland no papel principal.

Barney irá ganhar um filme!

Quem nunca assistiu o programa do dinossauro roxo mais famoso do mundo? Bem, eu acredito que quase todo mundo já tenha se divertido com ele no programa “Barney e seus amigos”, agora depois de ter deixado a TV, ele vai invadir as telonas, isso mesmo, um live action do dinossauro mais bem humorado do mundo.

E para você que não está colocando muita fé no projeto, saiba que Daniel Kaluuya está envolvido no projeto, já que ele é dono da 59%, uma das produtoras do filme.

“Barney foi uma figura onipresente para muitas crianças, aí desapareceu nas sombras, sendo incompreendido. Estamos animados em explorar esse herói moderno e ver se sua mensagem ‘Amo você, você me ama’ resiste ao teste do tempo”, disse Daniel Kaluuya ( indicado ao Oscar por “Corra”)

Ou seja, talvez Barney acabe sendo um belo filme se conseguirem adaptar o personagem da maneira correta.

Seven: Os Sete Crimes Capitais (1995)

Os detetives David Mills (Brad Pitt) e William Somerset (Morgan Freeman) são encarregados de caçar um serial killer que escolhe suas vítimas de acordo com os sete pecados capitais.

A indicação de hoje é de um filme de suspense investigativo, que leva uma estética realista e sombria. Dá para sentir toda a insegurança e o caos do ambiente do filme. E para ajudar com todo esse clima, tem uma ótima trilha sonora que ajuda na trama.

O filme é excelente, com uma investigação misteriosa e intrigante que te prende do início ao fim, contando também com personagens muito bem desenvolvidos que fazem com que você se apegue a eles.

Esse é um terror psicológico fantástico. Todas as cenas de investigações são incríveis. A cada novo crime, a tensão apenas aumenta e não posso deixar de falar do 3° ato do filme que é sensacional. Esse filme tem um dos finais mais tensos psicologicamente que eu já vi. É perturbador e GENIAL!

Seven possui um excelente elenco com Brad Pitt e Morgan Freeman com os papéis principais, não posso deixar de falar de Gwyneth Paltrow que faz Tracy Mills a esposa de David, e Kevin Spacey que faz John Doe.

Com certeza, esse é um dos meus filmes favoritos de todos os tempos, um suspense investigativo que mexe com seu psicológico e que tem um dos melhores finais de todos na minha opinião.

Essa é a minha indicação, recomendo a todos verem esse filme que é uma obra prima!

Review da trilogia Homem-Aranha de Sam Raimi

Muitas vezes quando pensamos em Homem Aranha, nos vem a cabeça várias frases, HQs, animações ou filmes do herói. E quando falamos em filmes do Homem Aranha não podemos esquecer da trilogia que foi dirigida por Sam Raimi, e mesmo que você não goste, tem que admitir que pelo menos os dois primeiros filmes são clássicos, então sem mais delongas vamos para a review.

Mesmo com alguns erros, a trilogia de filmes do Homem Aranha dirigida por Sam Raimi é ótima. Isso se deve por diversos fatores, tais como a trilha sonora excepcional de Danny Elfman e Christopher Young, a essência dos personagens, o jeito como Nova York foi representada na trilogia e a fidelidade aos quadrinhos.

Quase todos os vilões da trilogia tinham um objetivo. No caso do Venom e Duende Verde, era o ódio pelo Homem Aranha, já o Octopus queria recriar a mesma máquina que quase o matou uma vez (o cara estava louco por conta dos tentáculos) e o Homem Areia que queria apenas ajudar a filha. Acredito eu que, Octopus e Homem Areia sejam os vilões mais “humanos” da trilogia, mesmo assim o Duende Verde e Venom também merecem reconhecimento.

Mesmo que muitas coisas tenham sido alteradas na trilogia, a obra consegue ser fiel às HQs do teioso, inclusive, ontem eu assisti um vídeo no qual os produtores, diretores e atores deram depoimentos sobre HA 2. Eles realmente sabiam o que estavam fazendo e fizeram de tudo para manter a essência dos personagens, inclusive ler a saga Homem Aranha: Nunca Mais, até mesmo tentar entender o porque Peter desistiu de ser o Homem Aranha.

Já a trilha sonora é algo que ninguém pode reclamar, porque a trilha, junto com a atuação dos atores é quase perfeita. Mas tem várias cenas que ficariam sem graça com a trilha sonora, por exemplo a cena final do primeiro e segundo filme, ou seja, a trilha sonora é algo muito importante para a trilogia.

Já os roteiros tem um final meio repetido, o vilão sequestra a MJ, o Aranha a salva e o vilão morre. Porém, mesmo com os finais “repetidos”, os roteiros da trilogia são muito bons, principalmente do primeiro e segundo filme. O primeiro filme ainda conta os primeiros passos de Peter até ele deixar de ser um garoto e assumir a responsabilidade de ser o Homem Aranha. Isso que é o mais interessante no primeiro filme, essa evolução do personagem durante o longa.

Já o segundo, mostra um Peter amadurecido, mas com os mesmos problemas, por exemplo, a falta de dinheiro, o relacionamento com MJ etc. Mas para piorar ele teve que lidar com a perda de poderes e que todos ainda o chamavam de ameaça, e com isso veio a vontade de desistir de ser o Homem Aranha, porque aquilo nunca trouxe nada de bom para ele.

Já o terceiro filme, mesmo com tantos defeitos, consegue trazer uma bela mensagem sobre perdão e que a vingança nunca nos leva a nada. Isso fica evidente no diálogo final entre Flint Marko e Peter e no leito de morte de Harry. Sempre me emociono nessas cenas. Mas também não podemos esquecer o símbolo de heroísmo que o Aranha representava para Nova York, ao mesmo tempo que eles odiavam ele, também o amavam e o ajudavam, como na cena da ponte em HA 1 e a cena do trem em HA 2.

Para finalizar, minha nota para a trilogia é 9/10, por conta dos acertos nos dois primeiros filmes e os erros no terceiro. Mas como minha opinião não é universal, basta você assistir os filmes e tirar suas próprias conclusões. E fechando com chave de ouro, a minha frase favorita da trilogia. “Essa é a minha dádiva e a minha maldição… Quem sou eu?
Eu sou o Homem Aranha!!!”