Arquivo da tag: Alan Moore

The Show | Filme com Alan Moore ganha primeiro trailer; assista

Ex-quadrinista é roteirista de The Show.


O renomado e conhecido quadrinista Alan Moore, que atualmente está aposentado dos quadrinhos, irá atuar em um novo filme intitulado de The Show, que também conta com roteiro feito pelo britânico. O longa ganhou seu primeiro trailer recentemente. Assista:

Anúncios

Este é o primeiro filme de Alan Moore, criador de Watchmen, V de Vingança, Batman: A Piada Mortal, entre outros inúmeros arcos e HQs para o extinto selo Vertigo e DC ComicsThe Show foi gravado entre 2018 e 2019, no Reino Unido.

Ainda em 2018, o quadrinista falou sobre o projeto:

“Com The Show, eu queria aplicar ao cinema as habilidades narrativas que acumulei ao longo da minha variada carreira. Queria tomar uma abordagem clássica ao cinema e encontrar, junto com Mitch Jenkins, o que aconteceria se você combinasse isso com ideias e capacidades técnicas modernas. Quero fazer cinema radical e progressista que também seja ridiculamente envolvente e divertido: um verdadeiro espetáculo”.

Sinopse: “Fletcher Dennis (Tom Burke), um homem de muitos talentos, passaportes e identidades, chega a Northampton – uma cidade estranha e assombrada no coração da Inglaterra, tão perigosa quanto ele.”

“Em uma missão para localizar um artefato roubado para seu cliente ameaçador, Fletcher se vê envolvido em um mundo crepuscular povoado por vampiros, belezas adormecidas, gângsteres Vodu, detetives particulares noir e vingadores mascarados.

“Ele rapidamente afunda em um buraco negro bizarro e delirante, que está escondido logo abaixo da superfície desta cidade aparentemente tranquila. Logo Fletcher descobre que os sonhos e a realidade foram borrados e pode não haver mais um mundo real para o qual voltar…”

Com Alan Moore e Tom Burke no elenco, The Show tem Mitch Jenkins na direção, que ainda não tem previsão para estrear.

O filme foi gravado e produzido pela Lex Records, uma produtora independente do Reino Unido.


Confira o CR Origens que aconteceu ainda ontem:

Semana Heroica #6 | Qual é o melhor intérprete do Constantine?

Excêntrico, cínico, arrogante e golpista, as características de um dos personagens mais marcantes do selo Vertigo. John Constantine é muito bem explorado nos quadrinhos mais maduros da DC Comics, e ganhou um bom foco para animações, mas e em live-action, quem seria o intérprete perfeito para o anti-herói?

Devemos voltar há mais ou menos 15 anos atrás, quando Constantine estreava nos cinemas, com Keanu Reeves no papelConsiderado por muitos um ótimo filme por conta da atuação do ator, e muito bem lembrado pelos fãs, tornou-se um filme cult ao passar dos anos. Porém, seu erro está justamente na fidelidade do personagem, algumas mudanças no roteiro, que também não é perfeito e a polêmica mudança de gênero do anjo Gabriel, interpretada por Tilda Swinton. Todo este conjunto da obra fez com que o filme fosse um fracasso em bilheteria e recebesse críticas mistas da imprensa.

Mesmo estando na memória dos fãs, é nítido a falta de fidelidade do filme perante aos quadrinhos Hellblazer. Mesmo ainda viciado por tabaco, marca registrada do Constantine, o visual não lembra em nada o personagem de Alan Moore, que não se contenta com o filme – e com razão. O filme pode ter uma grande atuação por parte de Reeves, mas falha em sua proposta de enredo e torna o Constantine do filme um personagem imemorável em seu visual.

AAAABRVD7lCjiJgJV2R-utqXOGFqfXTw4-Q-15bs0Vtg6Xnn7rJf7jub97R-mpaf2oTgUaGIYJ0_7Lm-ZUmq_8DU_sbm-ofD

Visualmente, o Keau Reeves não lembra em nada o Constantine, mas Matt Ryan sim. Com toda a certeza, o melhor intérprete do Constantine se situa na série de mesmo nome e Legends of Tomorrow. O personagem muito bem interpretado pelo ator britânico, é muito bem visto também pelos fãs, que elogiam tanto sua aparência quase idêntica ao personagem, quanto seu figurino, usando o sobretudo clássico do anti-herói.

Sua série solo não conseguiu deslanchar, pouco agradando os fãs na questão de poderes em que o anti-herói usa muito, o que não é visto nos quadrinhos, apenas em casos isolados, e também na restrição do estúdio quanto ao hábito de fumar do Constantine. Mas, isso tudo é um pouco esquecido em Legends of Tomorrow, havendo mais liberdade para John fumar e com grandes possibilidades de ter um câncer de pulmão.

O roteiro da série é algo a ser discutido, pois consegue apresentar um ótimo universo construído por David S. Goyer (Trilogia Cavaleiro das Trevas) e Daniel Cerone. Em audiência a série foi muito bem, mas foi cancelada por conta das normas da NBC, justamente a de mostrar pessoa fumando.

Matt Ryan interpreta um Constantine tão enigmático quanto é mostrado nos quadrinhos, e consegue manter a mesma forma fiel às HQs, sendo arrogante, viciado por tabaco e também um golpista de primeira. 

Além das séries, o ator empresta a voz ao personagem nas animações em que ele aparece, sendo o dublador oficial do britânico. Seu último trabalho foi em Liga da Justiça: Guerra de Apokolips, última animação de leva Novos 52. O ator já demonstrou interesse também em interpretar o anti-herói na série live-action da Liga da Justiça Sombria. E quer saber? Ele merece!

Matt Ryan é o Constantine por inteiro, e é o ator perfeito para interpretar o personagem.

constantine-matt-ryan-main


Semana Heroica acontece uma vez por mês, durante uma semana, focando em algum personagem dos quadrinhos, para falar sobre quadrinhos, games, filmes e sua origem, essa última no canal do Critical Room.

Mais cedo, no Instagram, aconteceu uma enquete para decidir qual o melhor intérprete do Constantine.

Confira o vídeo de origem do personagem:

CR Origens #12 | Justiça Encapuzada e os Watchmen

Sendo uma criação de Alan Moore e Dave Gibbons para o famoso quadrinho Watchmen, Justiça Encapuzada foi o primeiro herói a sair pelas ruas para combater o crime. Pode-se dizer que o traje é fora do comum, pois, se parece com algum membro maior da Ku Klux Klan (KKK), uma organização racista criada após a Guerra de Secessão. O capuz simbolizaria a questão de esconder sua identidade, seguido da corda no pescoço, usada para as forcas.

Mas, essa não é a única interpretação, já que soa muito racista. A interpretação fiel é que ele é como um carrasco, vestindo sua máscara e com a corda em volta o pescoço, que representaria o julgamento e a justiça. 

Critical Room, apresenta a décima segunda edição do quadro CR Origens, finalizando as origens de Watchmen, com o Justiça Encapuzada, um dos membros fundadores dos Minutemen e primeiro aventureiro mascarado do universo criado por Alan Moore Dave GibbonsO personagem é um extra para as origens, sendo escolha do apresentador.

O CR Origens acontece todas as segundas-feiras, no canal do Critical Room no YouTube. Você pode ver todas as origens de alguns personagens na playlist do canal.

Confira o último CR News do Critical Room:

Aniversário de 81 anos do Homem-Morcego| Confira cinco HQs do Batman para ler na quarentena

Hoje estamos comemorando o aniversário de uns personagens mais importantes da DC Comics, Batman. O nosso Cruzado Encapuzado está comemorando 81 anos, e hoje estaremos indicando cinco incríveis HQs do nosso Cavaleiro das Trevas.

1- Detective Comics #27, 1939

Em 1939 o Homem Morcego se depara com um caso chamado “O Caso Da Quadrilha Dos Químicos”, quadrinho o qual também é conhecido como a primeira aparição do Homem Morcego.
Batman investiga a morte de dois proprietários que faziam parte de uma corporação chamada “QUÍMICA APEX”. Alfred Striker era uns dos Quatros proprietários, ele fez um contrato para pagar uma certa soma para pagar cada uns dos outros proprietários. Ele achou que matando eles e roubando os contratos, iria ficar livre de suas dívidas. Mas claramente isso dá errado, pois o Cavaleiro das Trevas impede tal crime de ser levado adiante.

2- Batman: O Cavaleiro Das Trevas

Em o Cavaleiro das Trevas, Frank Miller nos trouxe um Batman mais velho e cansado, que volta da aposentadoria para mais uma vez enfrentar o crime em Gotham City. Frank Miller fez um Batman sobre um ângulo diferente e mais criativo, assim como sua arte e um roteiro bem peculiar. A história apresenta Carrie Kelley como o novo Robin. Cavaleiro das Trevas trouxe um tom mais sério e adulto para o mundo dos quadrinhos.

3- Batman: A Piada Mortal

Alan Moore e Brian Bolland nos trouxeram uma história espetacular que retrata muito bem como é o relacionamento do Vingador De Gotham e o Palhaço Do Crime. Essa belíssima história e ganhadora de diversos prêmios como: Melhor História, Melhor Graphic Novel e Melhor Desenhista. Moore se encarregou de fazer uma história mais obscura e mais adulta. A arte de Brian Bolland não deixa a desejar, com seus painéis detalhados, expressões faciais realistas e um storyteller invejável.

4- Batman: O Messias

Jim Starlin traz umas das mais controversas história, do Homem Morcego. Em O Messias, Batman enfrenta um fanático líder religioso, Diácono Blackfire. Essa figura religiosa detém um passado misterioso. Com suas raízes profundamente entranhadas na cidade, o líder está prestes a criar um exército com fanáticos religiosos, do qual ele converteu, mas sua real intenção é um mistério. Batman é arrancado de sua realidade habitual e passa a enfrentar um mundo repletos de demônios e verdades religiosas. Nosso herói é envolvido por um círculo de medo e confusão, em um ciclo de loucura. Essa história mexe bastante com o psicológico e a estrutura do  Homem-Morcego.

5- Batman: A Queda Do Morcego

Quando o Cavaleiro das Trevas teve sua espinha quebrada na luta contra Bane, Bruce é substituido como Batman por um aprendiz chamado Jean-Paul Valley (Azrael). Ele se torna um Batman cada vez mais violento e instável, assim manchando a reputação do Cavaleiro Das Trevas. A Queda Do Morcego é umas das histórias mais importantes do crescimento e evolução do Batman. A história foi responsável pela reconstrução do personagem, depois das consequências causadas por Azrael. Bruce também percebeu que trabalhar sozinho é um fardo grande demais, levando eventualmente para a formação da Bat-Família.


Aqui estão cinco incríveis HQs do Homem-Morcego que vocês podem ler para comemorar o aniversário do maior detetive do mundo. Além disso, é uma ótima forma de passar a sua quarentena. Então lembre-se, fique em casa, cuide de você e da sua família.

 

“Ainda não acabei meu trabalho… como você não acabou o seu comigo.”