Atualizações de bilheterias – dia 11 à 13

Confira as atualizações de bilheterias feitas pelo Box Office Mojo do dia 11 à 13 de outubro.


Coringa
Orçamento = US$ 55 milhões
Bilheteria doméstica = 192,7
Estrangeiro = US$ 351,2
Total = 543,9
Data de estreia: 3 de outubro (Brasil); 4 de outubro (Mundial)

A Família Addams
Orçamento = US$ 40 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 30 milhões
Estrangeiro = Sem estreia
Data de estreia: 11 de outubro (EUA); 31 de outubro (Mundial)

Projeto Gemini
Orçamento = US$ 138 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 20,5 milhões
Estrangeiro = US$ 39 milhões
Total = US$ 59,5 milhões
Data de estreia: 10 de outubro (Brasil); 11 de outubro (Mundial)

Abominável
Orçamento = US$ 75 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 47,9 milhões
Estrangeiro = US$ 60,1 milhões
Total = US$ 108 milhões
Data de estreia: 26 de setembro (Brasil); 27 de setembro (Mundial)

Ad Astra – Rumo às Estrelas
Orçamento = US$ 80 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 47 milhões
Estrangeiro = US$ 73 milhões
Total = US$ 120 milhões
Data de estreia: 20 de setembro (Mundial); 26 de setembro (Brasil)

Rambo: Até o Fim
Orçamento = US$ 50 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 42,9 milhões
Estrangeiro = US$ 24,5 milhões
Total = US$ 67,4 milhões
Data de estreia: 19 de setembro (Brasil); 20 de setembro (Mundial)

As Golpistas
Orçamento = US$ 20 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 98 milhões
Estrangeiro = US$ 23,6 milhões
Total = US$ 121,6 milhões
Data de estreia: 12 de setembro (Países Baixos); 13 de setembro (Mundial)

O Pintassilgo
Orçamento = US$ 45 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 5,2 milhões
Estrangeiro = US$ 3,5 milhão
Total = US$ 8,7 milhões
Data de estreia: 13 de setembro (Mundial); 10 de outubro (Brasil)

IT: Capítulo 2
Orçamento = US$ 80 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 207 milhões
Estrangeiro = US$ 238 milhões
Total = US$ 445 milhões
Data de estreia: 5 de setembro (Brasil); 6 de setembro (Mundial)

Invasão ao Serviço Secreto
Orçamento = US$ 40 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 68,8 milhões
Estrangeiro = US$ 58,8 milhões
Total = US$ 127 milhões
Data de estreia: 21 de agosto (Reino Unido); 23 de agosto (Mundial)

Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw
Orçamento = US$ 200 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 173 milhões
Estrangeiro = US$ 585 milhões
Total = US$ 758 milhões
Data de estreia: 1 de agosto (Brasil); 2 de agosto (Mundial)

O Rei Leão
Orçamento = US$ 260 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 542 milhões
Estrangeiro = US$ 1,104 bilhão
Total = US$ 1,646 bilhão
Data de estreia: 18 de julho (Brasil); 19 de julho (Mundial)

Angry Birds 2: O Filme
Orçamento = US$ 65 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 41,3 milhões
Estrangeiro = US$ 94,6 milhões
Total = US$ 135,9 milhões
Data de estreia: 13 de agosto (Mundial); 3 de outubro de (Brasil)

Dora e a Cidade Perdida
Orçamento = US$ 49 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 60,2 milhões
Estrangeiro = US$ 50,8 milhões
Total = US$ 111 milhões
Data de estreia: 9 de agosto (Mundial); 7 de novembro (Brasil)

Predadores Assassinos
Orçamento = US$ 13 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 39 milhões
Estrangeiro = US$ 50 milhões
Total = US$ 89 milhões
Data de estreia: 11 de julho (Brasil); 12 de julho (Mundial)

Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro
Orçamento = US$ 25 milhões
Bilheteria doméstica = US$ 67,8 milhões
Estrangeiro = US$ 26,7 milhões
Total = US$ 94,5 milhões
Data de estreia: 9 de agosto (Mundial); 26 de setembro (Brasil)


Fique ligado no site para mais atualizações.

Confira o trailer de ‘A Família Addams’:

Dolittle| Primeiro trailer do remake foi divulgado

A Universal Studios liberou o primeiro trailer do remake do Dr Dolittle, que será estrelado por Robert Downey Jr. Confira:

Sinopse: Depois de perder sua mulher há sete anos, o Dr. John Dolittle (Downey), famoso veterinário da Inglaterra da Rainha Vitória, se encontra nas paredes do mansão Dolittle, com apenas sua coleção de animais como companhia. Mas quando uma jovem rainha (Jessie Buckley) adora gravemente, um Dolittle é forçado a embarcar em uma aventura para uma ilha mística à procura de uma cura, reconquistando sua esperteza e coragem, encontrando velhos adversários e descobrindo criaturas criativas.

Na jornada, o Doutor é acompanhado por um aprendiz auto-intitulado (Harry Collett) e um grupo de amigos de animais, incluindo um gorila ansioso (Rami Malek), um pato entusiasmado (Octavia Spencer) e uma dupla competitiva formada por uma estrela (Kumail Nanjiani) e um urso polar (John Cena) além de um papagaio (Emma Thompson), que servem como uma companhia mais confiável e conselheira de Dolittle.

O filme tava direção de Stephen Gaghan. Também foi refilmado, sendo supervisionados por Jonathan Liebesman.

O elenco ainda conta com Tom Holland, Antonio Banderas e Michael Sheen.

O filme estreia dia 17 de janeiro de 2020.

Crise nas Infinitas Terras| Tom Ellis estará como Lúcifer no crossover

Mais uma surpresa no crossover. Tom Ellis, protagonista de Lúcifer, foi confirmado que irá aparecer como Lúcifer em Crise nas Infinitas Terras.

De acordo com o CanadaGraphs, em sua conta do Twitter, o ator estava fazendo uma cena com alguns personagens.

“Houve uma cena com pelo menos 4 atores no set. David Ramsey (Johnn Diggle), Katherine McNamara (Mia Smoak) e Matt Ryan (Constantine)… sem surpresas. Eles também fizeram uma cena com Tom Ellis caracterizado como Luifer Morningstar. Sim, você leu isso certo”, afirmou a postagem.

Isso seria a primeira aparição do personagem no Arrowverse.

O crossover será algo muito extenso e épico, que trará tudo dos clássicos da DC, seja quadrinhos ou animações, para a televisão. Kevin Conroy é a prova disso. O dublador original do Batman em games e na série animada, viverá o Morcego no crossover. Não só ele, mas Burt Ward, Robin da série do Batman no anos 60, também fará sua participação.

O épico evento terá 5 horas, juntando Arrow, Flash, Legends of Tomorrow, Supergirl, Batwoman e Raio Negro.

A CW já definiu os dias em que irão acontecer os episódios:

• Supergirl – Domingo (08/12)

• Batwoman – Segunda (09/12)

• Flash – Terça (10/12)

• Arrow – Terça (14/01/20)

• Legends of Tomorrow – Terça (14/01/20)

As séries da DC pela CW, são transmitidas pelo canal pago Warner, no Brasil.

Seven: Os Sete Crimes Capitais (1995)

Os detetives David Mills (Brad Pitt) e William Somerset (Morgan Freeman) são encarregados de caçar um serial killer que escolhe suas vítimas de acordo com os sete pecados capitais.

A indicação de hoje é de um filme de suspense investigativo, que leva uma estética realista e sombria. Dá para sentir toda a insegurança e o caos do ambiente do filme. E para ajudar com todo esse clima, tem uma ótima trilha sonora que ajuda na trama.

O filme é excelente, com uma investigação misteriosa e intrigante que te prende do início ao fim, contando também com personagens muito bem desenvolvidos que fazem com que você se apegue a eles.

Esse é um terror psicológico fantástico. Todas as cenas de investigações são incríveis. A cada novo crime, a tensão apenas aumenta e não posso deixar de falar do 3° ato do filme que é sensacional. Esse filme tem um dos finais mais tensos psicologicamente que eu já vi. É perturbador e GENIAL!

Seven possui um excelente elenco com Brad Pitt e Morgan Freeman com os papéis principais, não posso deixar de falar de Gwyneth Paltrow que faz Tracy Mills a esposa de David, e Kevin Spacey que faz John Doe.

Com certeza, esse é um dos meus filmes favoritos de todos os tempos, um suspense investigativo que mexe com seu psicológico e que tem um dos melhores finais de todos na minha opinião.

Essa é a minha indicação, recomendo a todos verem esse filme que é uma obra prima!

Review: Batwoman (1×01)

Alerta: SPOILERS! Desça e leia por sua conta e risco.


Batwoman entra no Arrowverse para completar o ciclo de séries pretendentes da CW. Enquanto Arrow caminha para sua última temporada, a Mulher-Morcego inicia a sua primeira.

O episódio piloto traz uma Gotham sem um Batman. A série tratará este assunto. Uma cidade que ficou por anos sem um herói, assolada pelo crime – não tanto – e sob o controle dos Corvos (organização de investigação e segurança).

Começa de uma forma um pouco estranha, com Kate Kane (Ruby Rose), nadando para escapar da morte. Tudo, claro, não passava de um treinamento. Logo ela é obrigada a retornar para Gotham, pois Sophia (Meagan Tandy), havia sido sequestrada.

Mas, vamos recapitular. O Batman não era visto há 3 anos. Ninguém tinha ideia da razão do seu sumiço. O prefeito, junto com a organização Corvos, em um tipo de despedida para autoridades locais e cidadãos, resolvem desligar para sempre o bat-sinal, e finalmente, esquecer o Batman para sempre. Claro, as coisas não funcionaram. Alice (Rachel Skarsten) e sua gangue apareceram para estragar isso. Já era um plano montado para atrair a atenção de Kate.

Logo que chega em Gotham, Kate vai procurar seu pai, Coronel Jacob Kane (Dougray Scott), quem comanda os Corvos. É válido ressaltar que Kate sentia um certo ódio pelo Batman, por ele não ter salvado sua irmã e mãe, e depois do desaparecimento repentino. Para ela, ele era apenas mais um, que não se importava com as pessoas. O tratou como corruptível, sendo que não é. Mas voltando a Kate e seu pai, a relação de ambos não começa bem. Só piora na metade do episódio. Sozinha, ela vai tentar salvar Sophia, mas é capturada por Alice. A vilã ainda sabia o nome dela, e também o que estava fazendo.

Kate, após ser solta e estado em cuidados médicos, viu-se necessitada de ir mais a fundo. Foi por isso que voltou até a Wayne Enterprises para pedir a Luke Fox (Camrus Johnson) para que ligasse a Bruce. Não foi preciso, já que descobriu o segredo de seu primo, e logo a lamentação que ele tinha, por não ter salvado a mãe e a irmã de Kate, mas ter salvado 34 crianças no dia.

Ela assume seu legado e vai salvar Sophia. Funciona muito bem. Salva e derrota Alice, após ela ter botado o coronel num beco sem saída. E é bem óbvio que ela conseguiu o turno da agente, pois comprou um agente dos Corvos. É clichê, mas aceitável, ainda, já que em Gotham é rotineiro.

Após a suposta vitória e fuga de Alice, Kate começava a escrever sua história caso Bruce retornasse um dia. Ela questionava o motivo de nunca terem achado o corpo de Beth, sua irmã. Bastou olhar para uma das lâminas jogadas por Alice, que encontrou uma pedra do colar da irmã nos tempos de criança. No final, é revelado que a vilã da série é a própria irmã da recém vigilante.


Veredito

O episódio piloto de Batwoman mostrou ótimas cenas de ação, um visual lindo de Gotham, muitas referências e deixou teorias sobre o sumiço do Morcego. Em um enredo que soa um tanto clichê, o vilão chama a atenção da heroína pegando a pessoa que mais ama, não deixa de ser interessante para o restante da temporada.

Poucos pontos negativos são vistos. O traje, que vai ser melhorado em seguida, o jeito da descrição de Kate sobre o Batman, dizendo que ele não ligava para ninguém e mostrarem a identidade real da vilã logo na cena final do episódio. Mesmo com poucas falhas, tem tudo para ser uma ótima série.

8,5/10.

Vikings: O legado sobre os guerreiros

A indicação de série de hoje será ‘Vikings’, umas das mais aclamadas séries de todos os tempos.

Produzida pela emissora History (mesma de ‘Knightfall’), ‘Vikings’, tornou-se muito querida pelas pessoas, tendo uma legião de fãs. Baseada em acontecimentos históricos, distorcendo pouquíssimas coisas, a série mostra em tempos medievais, as atitudes dos guerreiros nórdicos contra os cristãos, a convivência e a própria religião nórdica.

Mas, vamos começar pelo povo. O povo viking vivia na região da Escandinávia, que hoje compreender a Suécia, Noruega e Dinamarca. Constituíram uma rica cultura, que se devia muito a agricultura, pesca e comércio marítimo.

Eles eram os piratas sem tapa-olho. Invadiam vários países, especialmente a Bretanha, que comportava vários reinos: Wessex, Nortúmbria, Essex… até mesmo o Reino dos Francos (atual França). Faziam vários saques, tomavam terras e mutilavam os cristãos.

Por fim, os vikings que possivelmente podem ter sido os primeiros a botarem os pés na América – antes mesmo de Cristóvão Colombo – se dissolveram no século XII.

A série se baseia nas histórias do grande guerreiro e Rei dos Vikings, Ragnar Lothbrok e sua família. É gravada no Canadá e Irlanda, mostrando a exuberância da paisagem nos tempos mais antigos.

Kattegat, “capital” viking. Estreito na Suécia e Dinamarca.

Vikings traz vários eventos, como a batalha no Reino dos Francos (Cerco de Paris), festas para celebrar os deuses, as viagens marítimas para oeste, a crença de castigos dos deuses e muitas outras coisas. Uma série muito recomendada para quem ama história.

Muito aclamada pela crítica, com 8,6 no IMDB e contendo 91% do total das críticas no Rotten, os veículos internacionais de mídia dão ênfase nas batalhas incríveis de tirar o fôlego, no roteiro da temporada e seu enredo, e exploração dos personagens, juntamente com o visual do ambiente. Mesmo que a imprecisão histórica ainda perdure em certos momentos, o maior ponto negativo para a crítica, a série se faz tensa, brutal e incrível ao mesmo tempo.


Lembrando, Vikings em sua sexta e última temporada, irá conter 20 episódios, que serão divididos em duas partes. Os dez primeiros irão ser transmitidos neste ano. Os outros, apenas em 2020.

A sexta temporada estreia dia 4 de dezembro no History. A Netflix disponibilizará em seu catálogo, a segunda parte da quinta temporada no dia do Halloween (31/10).

Música: If I had a heart.

Review da trilogia Homem-Aranha de Sam Raimi

Muitas vezes quando pensamos em Homem Aranha, nos vem a cabeça várias frases, HQs, animações ou filmes do herói. E quando falamos em filmes do Homem Aranha não podemos esquecer da trilogia que foi dirigida por Sam Raimi, e mesmo que você não goste, tem que admitir que pelo menos os dois primeiros filmes são clássicos, então sem mais delongas vamos para a review.

Mesmo com alguns erros, a trilogia de filmes do Homem Aranha dirigida por Sam Raimi é ótima. Isso se deve por diversos fatores, tais como a trilha sonora excepcional de Danny Elfman e Christopher Young, a essência dos personagens, o jeito como Nova York foi representada na trilogia e a fidelidade aos quadrinhos.

Quase todos os vilões da trilogia tinham um objetivo. No caso do Venom e Duende Verde, era o ódio pelo Homem Aranha, já o Octopus queria recriar a mesma máquina que quase o matou uma vez (o cara estava louco por conta dos tentáculos) e o Homem Areia que queria apenas ajudar a filha. Acredito eu que, Octopus e Homem Areia sejam os vilões mais “humanos” da trilogia, mesmo assim o Duende Verde e Venom também merecem reconhecimento.

Mesmo que muitas coisas tenham sido alteradas na trilogia, a obra consegue ser fiel às HQs do teioso, inclusive, ontem eu assisti um vídeo no qual os produtores, diretores e atores deram depoimentos sobre HA 2. Eles realmente sabiam o que estavam fazendo e fizeram de tudo para manter a essência dos personagens, inclusive ler a saga Homem Aranha: Nunca Mais, até mesmo tentar entender o porque Peter desistiu de ser o Homem Aranha.

Já a trilha sonora é algo que ninguém pode reclamar, porque a trilha, junto com a atuação dos atores é quase perfeita. Mas tem várias cenas que ficariam sem graça com a trilha sonora, por exemplo a cena final do primeiro e segundo filme, ou seja, a trilha sonora é algo muito importante para a trilogia.

Já os roteiros tem um final meio repetido, o vilão sequestra a MJ, o Aranha a salva e o vilão morre. Porém, mesmo com os finais “repetidos”, os roteiros da trilogia são muito bons, principalmente do primeiro e segundo filme. O primeiro filme ainda conta os primeiros passos de Peter até ele deixar de ser um garoto e assumir a responsabilidade de ser o Homem Aranha. Isso que é o mais interessante no primeiro filme, essa evolução do personagem durante o longa.

Já o segundo, mostra um Peter amadurecido, mas com os mesmos problemas, por exemplo, a falta de dinheiro, o relacionamento com MJ etc. Mas para piorar ele teve que lidar com a perda de poderes e que todos ainda o chamavam de ameaça, e com isso veio a vontade de desistir de ser o Homem Aranha, porque aquilo nunca trouxe nada de bom para ele.

Já o terceiro filme, mesmo com tantos defeitos, consegue trazer uma bela mensagem sobre perdão e que a vingança nunca nos leva a nada. Isso fica evidente no diálogo final entre Flint Marko e Peter e no leito de morte de Harry. Sempre me emociono nessas cenas. Mas também não podemos esquecer o símbolo de heroísmo que o Aranha representava para Nova York, ao mesmo tempo que eles odiavam ele, também o amavam e o ajudavam, como na cena da ponte em HA 1 e a cena do trem em HA 2.

Para finalizar, minha nota para a trilogia é 9/10, por conta dos acertos nos dois primeiros filmes e os erros no terceiro. Mas como minha opinião não é universal, basta você assistir os filmes e tirar suas próprias conclusões. E fechando com chave de ouro, a minha frase favorita da trilogia. “Essa é a minha dádiva e a minha maldição… Quem sou eu?
Eu sou o Homem Aranha!!!”

‘The End of the F***ing World’ ganha pôster e data de estreia

A segunda temporada de ‘The End of the F***ing World’ ganhou seu primeiro pôster, e além disso, foi revelada a data de estreia. Veja abaixo:

A segunda temporada chega a plataforma de streaming estadunidense dia 5 de novembro deste ano. A Netflix e o Channel 4 não revelaram detalhes da trama.

Sinopse da primeira temporada: James (Alex Lawther) ainda não sabe, mas está prestes a mudar de vida com a chegada de uma garota nova no seu colégio. Assim como ele, a novata Alyssa (Jessica Barden) também tem problemas em se relacionar com outras pessoas e se vira muito melhor sozinha. Aos olhos alheios, são apenas dois adolescentes estranhos, para eles, trata-se da parceria perfeita.

Os oito episódios da primeira temporada estão disponíveis no catálogo da Netflix.

‘Legends of Tomorrow’ ganha data de estreia!

A semana está sendo especial para os fãs das séries da DC. A nova temporada de Supergirl, fez dobradinha com Batwoman no domingo (6). Hoje mesmo, a sexta temporada de Flash irá estrear, além de Raio Negro ainda nesta semana. Na próxima, a última de Arrow, já se aproximando do crossover Crise nas Infinitas Terras.

Porém, Legends of Tomorrow irá estrear apenas em 2020, no dia 14 de janeiro. Mas sim, estarão no crossover.

Vale ressaltar as saídas dos atores regulares, Brandon Routh (Ray Palmer) e Courtney Ford (Nora Darkh) no meio da nova temporada. Mas, Olivia Swann (Astra), está confirmada como regular. Ela será uma das vilãs da nova temporada. Além disso, também contará com a volta de Matt Ryan (Constantine).

Eu nunca pensei que John Constantine se encaixaria na equipe e a bordo da Waverider, mas acho que para a próxima temporada, queremos continuar cavando fundo nesse cara, porque obviamente ele se sente bem sem fundo“. Disse Phil Klemmer, showrunner da série.

Sinopse e trailer ainda não foram divulgados.

Relembrando, Legends of Tomorrow retorna com sua quinta temporada dia 14 de janeiro de 2020. Enquanto não chega, a Netflix já disponibilizou a quarta temporada em seu catálogo.

As séries da DC pela CW, são transmitidas pelo canal pago Warner, no Brasil.

Vikings| Guerra é o foco do trailer da última temporada

“Das cinzas eles devem ressurgir!”


O History divulgou nesta segunda-feira (7), o trailer da sexta e última temporada de Vikings. Confira abaixo:

Vikings estreia dia 4 de dezembro no History. Michael Hirst, criador da série, comentou sobre a última temporada:
“Eu sempre soube como ‘Vikings’ terminaria e, depois de 89 episódios, realmente acredito que a saga de Ragnar Lothbrok e seus filhos foi contada e estamos deixando nossos amados fãs com o final adequado e definitivo que merecem”, disse Hirst. “Embora seja agridoce, ainda restam 20 episódios e os episódios mais ambiciosos e intensamente emocionais ainda estão por vir.”

“A 6ª temporada retorna após a batalha entre irmãos, que deixou Bjorn vitorioso e um herói para as pessoas que estão sob o domínio tirânico de Ivar há tanto tempo. Como novo líder de Kattegat, Bjorn luta para encher os sapatos de seu falecido pai como rei. Enquanto enfrenta vários dilemas e luta com a idéia de que o poder obscurece a moral, enquanto Ivar, em busca de um novo caminho para separá-lo de seu passado, é visto viajando pela Rota da Seda, eventualmente levando-o à Rússia. Oleg (Danila Kozlovsky), uma governante russa implacável e imprevisível, que choca até Ivar com suas ações impiedosas.Lagertha tem sua própria agenda – viver uma vida pública mais tranquila e menos em sua própria fazenda – mas novos perigos se escondem perto de casa. estação,os vikings continuam dominando a Escandinávia enquanto Ubbe (Jordan Patrick Smith) e Torvi (Georgia Hirst) viajam para a Islândia para descobrir o mistério que circunda o desaparecimento de Floki (Gustaf Skarsgard) e Hvitserk (Marco Ilsø) busca sua vingança pessoal contra Ivar.”

A série irá conter 20 episódios, que será dividido em duas partes. Os dez primeiros irão ser transmitidos neste ano. Os outros, apenas em 2020.

Lembrando, a série estreia dia 4 de dezembro no History. A Netflix disponibilizará em seu catálogo, a segunda parte da quinta temporada no dia do Halloween (31/10).

Coringa quebra recorde de maior bilheteria de outubro nos EUA

Coringa acabou de estrear, mas já quebrou vários recordes de bilheteria. Já em seu primeiro final de semana, o filme fez US$ 93,5 milhões.

Além disso, Coringa arrecadou U$S 39,8 milhões e acabou quebrando o recorde de bilheteria na sexta feira de outubro, o filme está com US$ 234 milhões em sua bilheteria mundial.

Lembrando que a classificação indicativa em alguns países é para maiores de 18. No Brasil, maiores de 16 anos.

Coringa está em cartaz para todo o Brasil. Não perca!

Crítica: Campo do Medo

Alerta: SPOILERS! Desça e leia por sua conta e risco.


A mais nova produção da Netflix, Campo do Medo, foi o lançamento da semana no catálogo. Para alguns, houve muita espera – como eu – e quebraram a “cara”, quando viram a distorção de uma obra clássica de Stephen King.

O filme contou com a direção de Vicenzo Natali, que tomou como base o livro que Stephen King escreveu junto de seu filho, Joe Hill. O longa gira em torno de um campo sem fim, que funciona como um labirinto. Não é possível sair se andar em linhas retas. É apenas campo e nada mais.

A produção da Netflix começa contando a história de Becky (Laysla de Oliveira) e Cal (Avery Whitted), dois irmãos que viajavam para a casa dos pais em San Diego. Cal é obrigado a parar o carro pois sua irmã ficou enjoada por conta da gravidez. Logo, ela ouve uma voz de uma criança no meio do campo. Os dois entram para ajudar o menino e percebem que a mata era estranha. Os dois tentam sair de lá, falhando em todas suas tentativas.

Claro, toda aquela grama alta foi feita po CGI, e é perceptível isso logo no começo. A falta de uma textura mais real enquanto os irmãos passavam de carro. E ainda parecia que o carro andava em uma esteira. Bom, posso estar errado, mas foi constrangedor àquilo. Mas, voltando a história, o garoto se distanciava ainda mais, até que num ponto, ele acha o Cal. O menino chamado Tobin (Will Buie Jr.) diz que poderia levar o jovem até sua irmã. Então, eles logo vão… até acharem uma pedra. E é aí que entra o segredo do filme.

A pedra era amaldiçoada. Quem tocasse nela, jamais sairia do campo e iria caçar quem estivesse dentro dele. O pai de Tobin, Ross (Patrick Wilson), que ofereceu ajuda a Becky, tocou nela – por sinal, Wilson tem uma atuação abaixo do esperado, mas é o melhor do filme – e isso o transformou num tipo de “guardião” da mata.

O intérprete do Mestre dos Oceanos em ‘Aquaman’, especialista em filmes de terror.

Realmente, a tal pedra amaldiçoada foi a única parte que dá de compreender em todo o longa. Alem do mais, estava entalhado um tipo se ritual nela. Porém, Campo do Medo torna-se uma bagunça total, quando personagens já mortos, ressuscitam e fazem, sem uma linha de tempo tênue, ações para não cometer erros anteriores.

Medo é apenas um nome à mais no título do filme, pois não é isso o que ele passa. Quanto ao campo, isso tem de sobra. Tanto o enredo do filme, quanto a trilha sonora, não conseguem fazer jus ao título, e saírem de um entediante e confuso filme.


Veredito

A criação de um ambiente claustrofóbico por Natali, não passa de um não memorável ensaio para Campo do Medo. Um labirinto verde, que não contém tensão, suspense ou terror, este que é o gênero do filme. A falta disso, fez com que a produção ficasse curta, entediante e confusa em vários momentos do longa. É mais uma obra de King que se transforma em um filme e deixa a desejar.

5/10.

‘Halloween Kills’ ganha novidades

A saga do slasher Michael Myers está caminhando para o seu fim. Nas últimas semanas, o segundo filme da trilogia ganhou mais novidades.

Nancy Stephens irá retornar ao elenco reprisando o papel da enfermeira Marion. Robert Longstreet também retornará como Loonie Elam, um garoto da escola local.

Kyle Richards é outro nome que irá retornar. A atriz interpretará novamente Lindsey Wallace, que era cuidada por uma amiga de Laurie.

Anthony Michael Hall foi escalado para ser Tommy Doyle, personagem no qual era cuidado por Laurie (Jamie Lee Curtis). Anteriormente, Brian Andrews interpretava o garoto.

Recentemente, novas imagens foram lançadas na mídia. De acordo com os veículos de notícia americanos, o novo longa irá trazer um possível flashback do primeiro filme, ‘Halloween (1978)’.

É possível ver que a máscara está mais limpa e branca como em 78. Além disso, uma ator mais jovem está como intérprete.

O filme contará com a volta de David Gordon Green como diretor e Jamie Lee Curtis sendo Laurie Strode. Judy Greer e Andi Matichak também voltarão para reprisar seu papel, assim como Nick Castle que será o “The Shape”. John Carpenter ficará como produtor executivo.

‘Halloween Kills’ e ‘Halloween Ends’ chegam aos cinemas dia 16 de Outubro de 2020 e 15 de Outubro de 2021, respectivamente.

Dick Grayson torna-se novo personagem nos quadrinhos!

Atenção: Contém spoilers de Nightwing #66


O herói e ex pupilo do Batman, Dick Grayson, abandonou o manto do guardião de Bludhaven, Asa Noturna.Em Nightwing #66, o personagem que começou a ser motorista de táxi após levar uma bala na cabeça, reaprendeu tudo sobre seu passado heroico, e vira um dos maiores inimigo do Batman: Talon.Talon, a princípio, é o prestador de serviços da Corte das Corujas, uma organização que tenta limpar Gotham pelas sombras.
“Aceitando seu destino como o Filho Cinza, Ric Grayson se junta a seu bisavô como o novo Talon! Ele está limpando Blüdhaven e restaurando a ordem para uma cidade que esteve em completa desordem pelo último ano. Mas a que custo? Quando ele encontra um novo inimigo, os valores de todos serão testados”, diz a sinopse da edição #67.Com o roteiro de Dan Jurgens e arte de Jonboy Meyers, Nightwing #66 só chega às bancas americanas dia 20 de novembro. Já a próxima edição, 18 de dezembro.

Exterminador ganha teaser trailer brutal; Confira

A CW Seed divulgou recentemente o teaser trailer de ‘Deathstroke: Knights & Dragons’. Veja logo abaixo:

A série animada terá 12 episódios e promete ser bastante violenta, como o personagem é. Terá voz de Michael Chilklis (Gotham).

Sinopse: Dez anos atrás, Slade Wilson – também conhecido como superassassino chamado Exterminador – cometeu um erro trágico e sua esposa e filho pagaram um preço terrível. Agora, uma década depois, a família de Wilson é ameaçada mais uma vez pelo assassino Chachal e pelos terroristas da C.O.L.M.É.I.A. O Extermínio pode expiar os pecados do passado – ou sua família pagará o preço final?

A série ainda contará com personagens como, Rose Wilson (Faye Mata), Jericó (Griffin Puatu) e Lady Shiva (Panta Mosleh).

Lembrando que em Arrow, Manu Bennett interpretou o assassino. Agora, em Titans, fica nas mãos de Esai Morales.

‘Deathstroke: Knights & Dragons’, se junta a ‘Vixen’ e ‘Freedom Fighters: The Ray’. A série estreia no primeiro trimestre de 2020.

‘1917’ ganha trailer repleto de ação

Ontem (3), na New York Comic-Con, a Universal Studios liberou o trailer do filme de guerra ‘1917’. Veja abaixo:

Sinopse: “Em um dos momentos críticos da Primeira Guerra Mundial, dois soldados britânicos Schofield (MacKay) e Blake (Chapman) recebem uma missão aparentemente impossível. Em uma corrida contra o tempo, os soldados devem cruzar território inimigo e entregar uma mensagem que cessará o ataque brutal de milhares – entre eles, o irmão de Blake.”

A direção ficará nas mãos de Sam Mendes, que co-escreveu o roteiro ao lado de Krysty Wilson-Cairns. Steven Spielberg ficará como produtor. O longa teve um orçamento de US$ 100 milhões.

‘1917’ ainda traz nomes de peso, como Benedict Cumberbatch (Doutor Estranho) e Mark Strong (Shazam).

O filme estreia dia 25 de dezembro nos EUA. No Brasil, chegará apenas dia 20 de fevereiro de 2020.

Série animada da Arlequina ganha data de estreia

A mais nova produção do DC Universe, ‘Harley Quinn’, ganha sua data de estreia na plataforma. Dia 29 de novembro a série animada irá ao ar para os assinantes do streaming.

Os produtores Justin Halpern é Patrick Schumacker fizeram o anúncio no painel da DC na Nem York Comic-Con, ontem (3).

Sinopse: Harley Quinn’, baseado nos personagens da DC, foca em Arlequina, que finalmente terminou de uma vez por todas qualquer que fosse seu relacionamento com o Coringa, tentando criar uma reputação para si mesma como a Rainha do Crime de Gotham City. A série traz Arlequina, Hera Venenosa e um elenco gigante de heróis e vilões, novos e antigos, do Universo DC.

O elenco conta com Kaley Cuoco (Arlequina), Lake Bell (Hera Venenosa), Alan Tudyk (Coringa), Diedrich Bader (Batman), Christopher Meloni (Jim Gordon), Tony Hale (Doutor Psycho), Rahul Kohli (Espantalho), Sanna Latham (Mulher Gato), Jason Alexander (Syd Borgman), Ron Funches (Tubarão Rei), Tom Kenny (Cara-de-Barro), J.B. Smoove (Planta da Ivy) e Wanda Skyes (Rainha das Fábulas).

Crítica: Coringa (2019)

O filme gira em torno de Arthur Fleck (Joaquin Phoenix) um comediante que trabalha numa agência de palhaços.

O protagonista enfrenta uma série de problemas como: problemas com o trabalho, problemas com a sociedade, problema com sua existência e problemas mentais.

O protagonista sofre de uma doença chamada “risada patológica” que faça com que ele ria conforme suas emoções dominassem.

Podem perceber que a risada de Phoenix se tornou algo tão bem trabalhado e tão natural durante o filme.

Joaquin Phoenix viveu a pele do personagem perfeitamente, literalmente caiu de cabeça nesse papel. Percebe-se que a atuação corporal dele também é algo impecável… o jeito de andar, seus comportamentos e até mesmo a tensão de seu físico magro é algo impressionante.

É um filme aonde não tem um herói pra impedir o vilão, não. É um filme onde o vilão faz o que quer do início ao fim, e nada e nem ninguém consegue fazê-lo parar.

O filme também tem um tom bem realístico e uma tensão bem mais séria, violenta e problemática.

Sinceramente é muito difícil pensar entre Phoenix e Ledger, pois os dois fizeram uma ótima atuação como Coringa. Por mais que o Coringa de Phoenix tenha um filme solo e mais explorado, e o do Ledger apenas apareceu em um filme solo do Batman. Ainda assim, Ledger deixou sua marca nesse papel.

O roteiro do filme pode até ter algo bem clichê, do tipo “um homem que sucumbe a loucura e tem o desejo de desafiar aqueles acima dele, inspirando todos com sua loucura”, mas é algo que funcionou bastante.

O filme surpreendeu de forma extraordinária. E também pode conter umas referências no roteiro.

O elenco do filme está de parabéns, suas atuações são intocáveis.

O elenco conta com Joaquin Phoenix (Arthur Fleck), Frances Conroy (Penny Fleck), Robert De Niro (Murray Franklin), Brett Cullen (Thomas Wayne), Dante Pereira-Olson (Bruce Wayne), Douglas Hodge (Alfred), Zazie Beetz (Sophie) e Marc Maron (Ted Marco).

A trilha do filme está perfeita também.

É bom ou não é?

O filme promete ser tudo que diz do início ao fim e eu não esperaria menos de Joaquin Phoenix.

O filme é bom com todas as letras do alfabeto.

Meu veredito para esse filme: 10/10.

Dois Irmãos | Confira mais uma imagem inédita da animação

Das paisagens da cidade de Monstrópolis até as emoções que vivem nos confins da mente de Riley em Divertidamente, conheça um mundo moderno e suburbano habitado por elfos, unicórnios e dragões, que serve como pano de fundo para a história de dois irmãos elfos, Ian e Barley Lightfoot, dublados por Tom Holland e Chris Pratt, em uma aventura que buscam ajudá-los a se reconectarem com seu pai já falecido.

Junto a Empire Magazine deste mês, uma imagem inédita do filme foi divulgada, mostrando os dois irmãos juntos. Confira logo abaixo.

“É uma história sobre um garoto de 16 anos, Ian Lightfoot, que é tímido e desajeitado, e não tem confiança. É sobre ele amadurecer e encontrar seu potencial. Explica o diretor Dan Scanlon, (Universidade Monstros) Então, em que mundo melhor para se instalar do que em um mundo onde a mágica exista e agora ela se foi? Um mundo que perdeu um pouco de seu potencial? Esse mundo repleto de magia abriga uma aventura ao estilo old school, com alguns aspectos modernos em sua narrativa. Quero dizer, os personagens não estão andando a cavalo, como você está acostumado. Eles estão andando em uma van, com um cavalo pintado ao lado.”

Dois Irmãos: Uma Aventura Fantástica tem data de estreia definida para o ano que vem.

The Batman | Matt Reeves estaria à procura de uma atriz negra para a Mulher Gato

Segundo o jornalista Umberto Gonzalez, as atrizes Lupita Nyong’o (Pantera Negra), Tessa Thompson (Thor: Ragnarok), Gugu Mbatha-Raw (A Bela & a Fera), Alexandra Shipp (X-Men: Fênix Negra) e Logan Browning (Dear White People) estão na lista para o cobiçado papel de Selina Kyle, em The Batman, de Matt Reeves e Robert Pattinson. Ainda de acordo com Gonzalez, isso é só uma parte da longa lista.

Não é a primeira nem segunda vez que vemos uma Mulher-Gato negra nas telas. Halle Barry interpretou a personagem em um filme solo de 2004, enquanto vimos uma Mulher-Gato negra na série clássica do Batman, de 1966.

The Batman trará Robert Pattinson como o homem morcego e Jeffery Wright em um papel ainda desconhecido. Jonah Hill também está em negociações para se juntar ao elenco, como um dos vilões. O diretor de Guerra para o Planeta dos Macacos, Matt Reeves, está escrevendo e dirigindo o filme, que deve chegar aos cinemas em junho de 2021.

%d blogueiros gostam disto: