Review: Future State | Immortal Wonder Woman #2 (2021)

Mulher-Maravilha é a última heroína da Terra a estar viva.


A imortalidade custa caro, e Diana Prince sente na pele o que é ver todos a sua volta morrerem. Na segunda edição de Immortal Wonder Woman, a Mulher-Maravilha continua vagando pelo espaço, para encontrar luz ou vida. E de fato, encontra o último que deveria poder vir a ser a luz, com um nome que não representa vida e luz. Ela é a última dos heróis a estar viva, e ainda tem histórias para contar.

Anúncios

Becky Cloonan e Michael W. Conrad trazem novamente a única heroína da Terra para continuar a narrar sua história de solidão, e de como o Superman pode ter se sacrificado. Usando mais dois adicionais além do cinto de utilidades do Batman, a capa do Superman e o anel do Lanterna Verde em volta do pescoço, a guerreira Amazona relata os últimos momentos do Superman e uma força poderosa chamada Anulação, que derrubou até mesmo a Legião dos Super-Heróis. Estas sombras são o grande perigo que podem ter dizimados quase todos os heróis da Terra.

FS_IMWW_02-DIANA-4

Apesar de acreditar e ter esperança, algo que o Superman significava em seus ideais, os caminhos para a luz e vida pareciam distantes, até encontrar o Espectro, um ser vazio, como um fantasma, mas que possuía a vida, por ainda existir vida no universo. E mesmo que tudo pareça perdido, ela dá vida para um universo morto.

immortal-wonder-woman-2-4

Seguindo ao contrário da história principal, a história de apoio que é focada em Núbia, levanta a questão da heroína ter sua tiara como chave para os planos de Cálice, que invoca Circe para ajudar. Em sua primeira edição, a história pareceu ter um  rumo mais simples e direto, mas, na nova edição, a trama tenta misturar Apokolips com o Olimpo, na tentativa de explicar um pouco mais o futuro de Diana.

Com a história sendo um ponto positivo, a arte consegue dar ainda mais auxílio e ser um grande destaque. Há, de fato, uma arte mais detalhada na história de apoio do que na principal, e muito bem feita por Alitha Martinez. Já Jen Bartel é quem desenha Diana e toda a arte do quadrinho focado na super-heroína, e parece gostar de trabalhar com traços simples, mas bem produzidos; em um cenário totalmente incomum para a Mulher-Maravilha, denotando o vazio do universo.

Immortal Wonder Woman #2 apresenta duas histórias tentando se conectar uma com a outra, dando o suporte adequado que é preciso. Com uma arte belíssima e um roteiro um pouco mais profundo que a primeira edição, o novo quadrinho continua a explorar o vazio de um universo morto, sendo Diana a última heroína da Terra. Immortal Wonder Woman, atualmente, está sendo o melhor título do Future State.

FS_IMWW_Cv2-copy


Quer receber mais conteúdos como este? Nos ajude a manter o site sempre atualizado!

Uma vez
Mensal
Anual

Faça uma contribuição única

Faça uma contribuição mensal

Faça uma contribuição anual

Escolha um valor:

R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00
R$5,00
R$30,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada:

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

ContribuirContribuirContribuir
Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s