Crítica: Destacamento Blood (Da 5 Bloods, 2020)

Spike Lee (quase) nunca decepciona!


Eu fui esperando uma obra prima, e o que recebi foi algo 4 vezes melhor do que imaginava.

É um filme mais político do Spike, importantíssimo para o momento que estamos vivendo. Tanto que o Spike Lee começa o filme mostrando nomes e fotos de negros assassinados em protestos e finaliza com um discurso de Martin Luther King

E é uma direção corajosa. Spike também mostra várias partes do corpo sendo arrancadas, tiros na cabeça com jatos de sangue saindo para fora e fotos de crianças mortas. A direção consegue criar vários climas, como o de comédia, um mais dramático, mais de suspense, e tem uma cena um pouco depois do plot twist que o diretor sempre fica lembrando que se tal coisa acontecer, outra coisa acontece e você fica com o coração na mão vendo aquilo.

O elenco todo é bem conduzido, eles têm uma química impressionante, você realmente compra a ideia de que eles são velhos amigos da guerra.

O roteiro é bom, os diálogos são incríveis, monólogos excepcionais. Os personagens não tem tanto desenvolvimento assim, você já nota de cara “esse aqui é traumatizado“, “ah, esse engravidou uma prostituta“. Spike Lee não quer que você se importe com um só, ele quer que você se importe com todos, e desse jeito ficou melhor na minha visão. E o jeito que Spike destrói os clichês convencionais é maravilhoso, quando eles finalmente cumprem o objetivo você pensa “agora vai ser uma hora de enrolação“, aí Lee vai lá e cria um plot twist natural e surpreendente. Você só consegue bater palmas para a genialidade do Spike Lee.

Atuação da carreira do Delroy Lindo, ele é o que tem um pouco mais de destaque, ele faz perfeitamente o soldado que ficou com TEPT (transtorno de estresse pós-traumático), você acredita que o próprio ator é traumatizado de tão boa que é a atuação, se ele não for indicado ao Oscar, tem algo errado com a humanidade. Clarke Peters também está excelente, o personagem dele é um dos mais carismático, a atuação dele é ótima. Isiah Whitlock Jr. está bem, mas por conta das outras duas excelentes atuações fica um pouco apagado. Jonathan Majors também está incrível, esse ator vai crescer cada vez mais na carreira, aqui ele prova que tem talento.

A fotografia é excelente, planos longos, uma paleta de cores sensacional, você sente o calor do Vietnã. A fotografia também abusa de plano sequência em vários momentos. E a montagem desse filme transita muito bem entre o 4:3 (cenas de guerra) e 16:9 (dias atuais), é uma montagem excelente e bem dinâmica. E o desenho de som desse filme é outro absurdo.


Veredito


Maravilhoso, “Destacamento Blood” é uma nova obra prima do Spike Lee. Seu melhor filme desde “Malcolm X“. Tudo nesse filme é perfeito, não vai ser a única vez que esse filme vai estar no meu diário, vou rever muitas vezes. Entra na Netflix e veja agora!

10/10.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s