Halloween (2018): Michael Myers, o Bicho Papão

Nesta Sexta-Feira 13, nada é tão bom quanto ver um filme de terror, certo? Claro! Mas muitos optam por ver Jason no ‘Sexta-Feira 13’. Mesmo que a data faça alusão à seu filme, ele não é o slasher mais bem sucedido dos cinemas. Mas não é mesmo.

Vamos remontar uma data. Há quase 41 anos, no dia 25 de outubro de 1978 é lançado ‘Halloween: A Noite do Terror’, obra de John Carpenter. O longa que teve um orçamento de US$ 325 mil para gerar em torno de US$ 70 milhões, foi realmente um sucesso no mundo todo.

É claro, não foi o primeiro filme do subgênero de terror. Psicose (1960) e O Massacre da Serra Elétrica (1974) vieram bem antes de ‘Halloween’.

Porém, diferentemente de ambos, ‘Halloween’ surge com uma proposta mais culta. Ou mais tenebrosa. O garoto de seis anos mata sua irmã. E então cresce um menino com ódio, que foge da prisão para achar sua irmã mais nova, Laurie Strode (Jamie Lee Curtis).

Não irei me ater aos spoilers (para entender o de 2018, veja o de 78). E depois de tantos filmes que não tinham conexão, surge uma sequência do primeiro filme. Em 2018, na mesma data lança ‘Halloween’.

40 anos Laurie esperou pelo retorno de Michael Myers (Nick Castle). Agora com uma família formada. E depois de toda uma reviravolta, “The Shape” volta a Haddonfield para achá-la e terminar de vez seu serviço.

É claro que o filme de 2018 conta com muitas referências, sendo fielmente uma sequência do primeiro e seguindo sua linha cronológica. Carpenter tornou sua obra como a principal dos filmes de slasher, por conjunto de enredo e a trilha sonora que ele mesmo compôs. Halloween (2018) foi um sucesso que alcançou a marca dos US$255 milhões.

Prepare sua pipoca e desfrute da sequência de um filme que revolucionou o subgênero de terror.

Sinopse: Quatro décadas depois de ter escapado do ataque de Michael Myers em uma noite de Halloween, Laurie Strode (Jamie Lee Curtis) terá que confrontar o assassino mascarado pela última vez. Ela foi perseguida pela memória de ter sua vida por um triz, mas dessa vez, quando Myers retorna para a cidade de Haddonfield, ela está preparada.

Uma consideração sobre “Halloween (2018): Michael Myers, o Bicho Papão”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s